Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
JŠ estŠ liberada a Šrea de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA LINDA JAPONESA ENTROU EM MINHA VIDA

J√¬° contei aqui como Anna entrou literalmente na minha vida, usando e abusando de suas fantasias e de um monte de brinquedos er√¬≥ticos que us√¬°vamos para apimentar nossas transas. Linda e sedutora, ela adorava inverter a situa√¬ß√¬£o, me dominando e se deleitando enquanto me comia de todas as formas poss√¬≠veis. Para ela, nunca houve tempo ruim na cama; tudo era permitido e desejado. Contei tamb√¬©m como foi o final de semana que passamos em uma ch√¬°cara, quando ela me amarrou e me comeu usando uma cinta com um pinto de borracha. Minha surpresa vou ganhar depois um CD com um v√¬≠deo de nossa transa. No v√¬≠deo, que eu guardo at√¬© hoje, mostrava movimentos de c√¬Ęmera, aproximando e mostrando v√¬°rios √¬Ęngulos, deixando claro que outra pessoa estava presente, gravando tudo. A d√ªvida que me perseguiu por um tempo era quem tinha participado da cena preparada por Anna. Quem sabia que eu estava sendo sodomizado por ela. Eu fiquei apreensivo, pois a hist√¬≥ria poderia se espalhar entre nossos amigos ou, pior ainda, o v√¬≠deo poderia cair na internet. Neste caso, eu estaria mesmo fudido. Mas isso felizmente nunca aconteceu. O que me deixou chateado foi ter terminado com Anna, que voltou a viver com o seu ex-marido e est√¬° gr√¬°vida do primeiro filho.



Mesmo n√¬£o estando mais juntos, temos amigos em comuns e nossa rela√¬ß√¬£o √¬© de amizade, pois partilhamos por algum tempo muitos segredos. Anna vive me apresentando suas amigas, inclusive dando algumas dicas para eu me aproximar. J√¬° rolou v√¬°rias paqueras e transas, mas nenhuma tinha chamado muito a aten√¬ß√¬£o, pois Anna continuava imbat√¬≠vel na minha mem√¬≥ria. At√¬© que Mara surgir. Morena bronzeada de cabelos longos e negros, 28 anos, 1,60 de altura, malhada, e com humor ferino, essa descendente de japoneses logo me cativou. Rolou empatia de cara, trocamos telefones, e-mail e marcamos de sair. Fomos pra boate e amanhecemos num motel. Mara √¬© uma del√¬≠cia, tem um corpo lindo, uma boca gulosa e um apetite voraz. Sua buceta parece mel, de t√¬£o doce e cheiroso. E o tempo todo ela ficava olhando nos olhos e conversando sem pressa, deixando a transa ainda mais prazerosa. Foi mesmo um encontro muito gostoso. Passei o dia inteiro pensando naquela japonesa linda e carinhosa.



Na noite seguinte, Mara aparece na minha casa dizendo estar com saudade. Pedimos comida japonesa e ficamos conversando. O saqu√™ nos deixava bastante assanhados e come√¬ßamos a nos abra√¬ßar no meio da comida. Depois de alguns amassos provocantes, quando j√¬° est√¬°vamos sem roupa, ela me empurrou no ch√¬£o e sentou-se sobre mim, na posi√¬ß√¬£o de quem quer dominar o jogo. Continuamos nos beijando e conversando. Ela contou ent√¬£o sentia tes√¬£o em mim antes mesmo de me conhecer pessoalmente. Rindo e me olhando nos olhos com uma serenidade desconcertante, disse que era a melhor amiga de Anna, e que sabia de quase todos os seus segredos e fantasias. E completou dizendo que me conheceu em uma noite especial em uma ch√¬°cara h√¬° cerca de tr√™s meses, mas que eu n√¬£o a via naquela noite. Ela explicou que era s√¬≥cia em uma empresa de filmagem e que havia participado de uma fantasia de Anna. Disse que tinha sido o melhor v√¬≠deo que j√¬° tinha feito, e que aquela noite tinha despertado nela um monte de vontades loucas. Eu estava sem a√¬ß√¬£o, meio que desnorteado. Aquela mulher linda em cima de mim, falando de uma hist√¬≥ria que era muito particular, que era para ser segredo.



Sem tirar o sorriso do rosto, ela voltou a me beijar e a chupar todo o meu corpo. Boca, pesco√¬ßo, peito, barriga. E foi descendo at√¬© achar o meu pau, que passou a chupar com vontade. Ela dominava a situa√¬ß√¬£o com um boquete incr√¬≠vel. Chupando e brincando com sua l√¬≠ngua em movimentos circulares. Depois, engoliu minhas bolas e pressionou levemente, quase me fazendo gozar. Suas m√¬£os percorriam minhas pernas, minha virilha, faziam carinho no meu pau e procuravam minha bunda. Aos poucos, passou a brincar com sua l√¬≠ngua na minha virilha, descendo um pouco abaixo do meu saco. Percebi que onde ela queria chegar e facilitei um pouco, levantando o quadril. A medida que sua l√¬≠ngua ia em dire√¬ß√¬£o do meu cu, ela levantou e abriu bem as minhas pernas. O prazer era tanto que ela me deixou sem a√¬ß√¬£o. Senti sua l√¬≠ngua no meu cuzinho, brincando freneticamente em movimento circulantes ou de entra-e-sai. Depois Mara lubrificou bem meu cuzinho, sentou no meio de minhas pernas e puxou meu quadril bem pra cima. Olhando nos meus olhos e com um sorriso sacana no rosto, enfiou lentamente um dedo no meu cu enquanto me masturbava com a outra m√¬£o. Eu me segurava pra esticar o prazer, pra n√¬£o gozar logo. Em pouco tempo, Mara j√¬° estava com tr√™s dedos dentro de mim. Quando falei que ia gozar, ela abocanhou o meu pau e chupou at√¬© a √ªltima gota do meu prazer.



Depois que recuperei o f√¬īlego, ela me serviu mais saqu√™ e voltamos a conversar. Ela contou que nunca tinha pensado que um cuzinho desse tanto prazer e que nunca tinha transado daquela forma. ‚¬Ä¬úCulpa da Anna, que me convidou para gravar uma fantasia er√¬≥tica‚¬Ä¬Ě, ela disse. A√¬≠ eu disse que era a minha vez de retribuir o prazer. Virei e em encaixei no meio de suas pernas, chupando sua buceta linda e cheirosa. Depois, coloquei Mara de quatro e me encaixei entre suas pernas, fazendo aquela japonesa gozar feito louca. Eu e Mara estamos juntos, ainda descobrindo uma rela√¬ß√¬£o que tem muito sexo e erotismo. E devemos tudo o que estamos vivendo a nossa amiga Anna. Quem quiser trocar hist√¬≥rias, meu e-mail √¬© [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELE«√O DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo contos eu e meu filho adotivo fizemos sexoConto gay dei meu cu primeira vez depois da farradentistassafadacoroas ensaboando cacete do jovenFilmei minha chupando estranhos na porta do carroContos eroticos parentechantagiei a novinha a mi dar contoschupando o patr√£o contos er√≥ticosMe chupou contoshistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandoassistir porn√ī mulheres libiscos com muito tes√£oconto comi minha amiga peludaGoi√Ęnia conto local cu borracharia gaymulher amarrada no curral para o pone com elacontos:meu pinto endureceucontos. eroticoscomi milha mulher com negaoconto erotico crente assanhadaPega minha xerequinha tio contos eroticosler contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandoconto de traveco no conventocontos er√≥ticos meu comeu esposa dele e a minhaminha tia so de roupao contos eroticosmeu filho quis ver eu mostrei contos incestocrente velha chantageada contos er√≥ticos contos eroticos com cavalo zoofiliacontos gay jogador de basquete novinhoprono irm√£o comeno a irman branquinho cabelo pretocontos eroticos gozando na boca do pirralhomeu cachorro gostoso viril zoofilia hist√≥riasMaurinho com p√™nis grande transando com mulherrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentechantagem zofilia e insesto conto eroticogordinha contando suas trepadas c ontocontos eroticos eu era virgemdei o cu pra varios homenscontos eroticos pauzao do papaicontos erotico incesto pai filha caminhaoesposa voltou raspadinha contoscdzinha esposa corno contoconto minha estagi√°riacontos n√£o resisti ao cacetaovou ponha ela no coichoucom perdi minha virgindade com um policial conto o tes√£o falou mais alto e fui corno ler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludascontos er√≥ticos vizinho sondando a velha vizinha fodendo com o cachorrocontos orgia com jogadoresemprestei minha esposa putariacontos novinha dando pra doisProvoquei e foi arrombada porno conto dei a buceta pro meu sobrinho contos eroticosfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto er√≥ticotia dando pro negao contocomo fazer pra minha sogra ter tezao por mimconto erotico cobrador casada lesbicosita intima mais o policia gosto comtos eroticosconto erotico ajudando maninha pir meu cunhado bebado no chuveiro fiquei de pau duroContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestomeu cao meu machoAmante de coxas grossa e bundao contosdei leitinho na boca de uma novinha de contagem contos eroticosduas puta no busao contospapai reformo a casa eu novinha e gordinha dei pros pedreiro a for√ßa contoscontos eroticosTravesti com homescontos er√≥ticos de bebados e drogados gayso que √© momeceichupou o pau no karat√™ ele gozar na cara delavideos de meninas fudedo co casoroConto doente mental gozeicontos eroticos ajudando uma amiga e suas duas filhas adolecenteconto de sogra dando para genrocontos er√≥ticos esposo.foi jogar futebolcontos chupou meus peitinhos levantou meu vestido e puxou a minha calcinha e me rasgou e eu gritava de dorContos eroticos selvagens brutais incestos com xingamentos surrascontos eroticos real novinhaContos incesto novinha calcinhacontos er√≥ticos amiga novinharecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emaillego na dano a buceta dormindoConto exibicionismo sem suti√£contos er√≥ticos violentadasmeu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contoscontos eroticos decornos amigosmeu marido foi enrabado a minha frente, contos