Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRA VEZ COM A NAMORADA

Meu nome é Gustavo, tenho 1,80, e peso 70 kg, este é o meu primeiro conto, mas de inicio já vou contar uma historia que aconteceu comigo, não há muito tempo atrás. Eu estava com 19 anos, e estava namorando na época com uma garota que vamos chamar de Júlia (fictício), namoramos por cerca de uns 8 meses, e nada de ela ceder, dizia que tinha medo, que devia doer muito, e acredite, depois de tanto tempo, qualquer coisa já me levava a loucura, não estava mais conseguindo me concentrar em outras coisas, tudo o que eu fazia, me lembrava do corpo dela perto do meu, ela era realmente linda, morena, com a pele clarinha, olhos verdes que me enfeitiçavam, as curvas perfeitas, seios redondos e carnudos. Estava sempre com roupas provocativas, adorava ficar de top perto de mim, se divertia em saber que mexia com a minha cabeça. Eu sempre conversava com ela, sobre a primeira vez, se ela não tinha vontade, tentava explicar direitinho ao máximo tudo o que ela devia fazer, mas ela sá provocava, e quando chegava no momento que o fogo começava a vim, ela sempre acabava esquivando.

Até que em um final de semana, meus pais foram viajar, deixando a casa para mim e para o meu irmão, deixando sempre aquelas mil tarefas para fazer, que no fundo eles sabiam que não íamos fazer, quando foi chegando mais ou menos trés horas da tarde, a campainha toca, e para a minha surpresa era ela, Júlia, com uma mini saia jeans, e uma blusinha um pouco decotada, no instante que bati meus olhos naquele corpinho majestoso, sabia qual era o plano dela, e que a partir daquele momento, acabou se tornando o meu plano também, abri a porta pra ela, e entramos em casa, meu irmão estava na sala, jogando vídeo game como sempre, e eu sabia que nada tiraria a atenção dele de la por um bom tempo, então subimos para o meu quarto, fechei a porta e finalmente ficamos a sás, e nada e ninguém poderia nos interromper.

Logo fomos sentando na cama, ela parecia um pouco tensa pela situação, dava para se perceber de longe qual era a minha vontade, e logo também deu para perceber a cara de safada que Júlia fez assim que reparou que um certo volume em minha calça estava crescendo, tentamos ficar conversando para ficarmos um pouco a vontade, ela colocou a bolsa dela, com algumas mudas de roupa no chão, ela pretendia passar o fim de semana em minha casa, para não me deixar sem companhia claro né, e então voltou a se sentar na cama, um pouco mais práxima de mim, estávamos conversando sobre a escola, sobre as coisas normais da nossa vida, e o momento foi ficando mais quente, estávamos chegando mais perto um do outro, e eu percebera que a mão dela estava a subir cada segundo mais por minha perna, até que chegou em um momento que o assunto se calou, e ficamos nos olhando, ela mordia o seu práprio lábio inferior bem de leve, molhando os seus lábios, tal movimento que mexia fielmente com a minha cabeça, tanto que acabei avançando um pouco pra cima dela, dando-lhe um beijo um pouco quente, que a fez deitar um pouco na minha cama, subindo calmamente por cima do corpo dela, passava a ponta dos dedos pelas suas pernas, subindo a sua mini-saia até que esta ficou totalmente em sua cintura, ela por sua vez, passava a mão pela minha cintura, uma vez pressionando a minha cintura contra a dela, para fazer ela sentir o meu pau já totalmente duro, outra vez meio que fazendo eu me esfregar nela, estava ficando cada segundo mais quente, ela passava as mãos pelo meu corpo, levantando a minha camisa até tira-la, o que me inspirou a tirar a blusa dela, comecei a beijar o seu pescoço, e a acariciar os seus seios, percebi que ela gostava muito do movimento, e fui descendo com a minha boca pelo seu corpo, mordendo entre seus seios, aonde estava o decote, e levantando a sua blusa até tira-la completamente, ela estava com aqueles sutiãs que se amarra pela frente, o que deixou o práximo trabalho um pouquinho mais fácil, segurei na fitinha com os dentes e fui abrindo, com os olhos fixos nos olhos dela, comecei a pressionar mais ainda a minha cintura contra a dela, ao ver aqueles seios maravilhosos pela primeira vez, eram branquinhos, e os mamilos com um tom único, não demorou muito para eu colocar a minha boca naqueles seios, lambia, mordia, e chupava eles os deixando bem molhadinhos, desci uma das mãos até sua calcinha, esfregando bem gostoso afim de sentir se ela estava pronta, estava totalmente molhada, ela sorria ao me olhar, e gemia tentando abafar um pouco para não fazer muito barulho.

Depois de um tempo chupando os seus seios, ela me virou na cama, e ficou sentada encima de mim, com uma perna de cada lado do meu corpo, eu acariciava suas coxas, e ela fazia carinho no meu pau por cima da bermuda mesmo, não demorou muito para que ela começasse a abrir minha bermuda e colocar o meu pau pra fora, ela então olhou para ele, sorrindo, com cara de criança quando vê doce, molhou os lábios e senti ela ficando mais molhada do que jah estava, ela me punhetava calmamente pela primeira vez, olhando pro meu pau com cara de faminta, eu fiquei um pouco mais sentado, colocando um dos meus dedos na buceta dela, por cima da calcinha, e acariciava e provocava mais e mais sá para ouvir ela gemendo bem gostoso, acabei empurrando sua calcinha pro lado, e comecei a masturbar aquela bucetinha gostosa, enfiava o dedo que jah tava praticamente entrando sozinho, falava bem baixinho pra ela chupar, e ela foi se abaixando em direção do meu pau, lambendo a cabecinha, e lentamente colocando o meu pau na boca dela, ela dizia que nunca tinha feito isso, mas nunca senti uma chupada tao intensa, tao gostosa como a da juju. Logo senti ela estremecer no meu colo, estava gozando, e logo depois eu gozei na boquinha dela, ela lambeu tudinho, mais tarde me disse que adorou o gosto da minha porra, depois de uns minutos, jah estávamos recompostos, e começamos denovo, coloquei ela deitada na cama, e meu corpo por cima, desci minha boca lambendo o corpo dela por completo, dando uma lambida bem gostosa pelo grelo dela, abrindo aquela bucetinha encharcada, e lambendo bem gostoso, não fiquei muito ali, e logo jah subi novamente pelo corpo dela, entrando com o meu pau bem devagar para não machuca-la, ela gemia levemente, em um tom de prazer único, que nunca tinha sentido, e logo depois comecei a bombar, cada segundo mais rápido, até chegar na velocidade ideal, ela me arranhava nas costas, eu lambia seus seios, ficamos nessa posição até sentir ela tremer novamente, gozando bem gostoso comigo dentro dela, tirei meu pau la de dentro e ela logo se ajoelhou e começou a bater uma bem gostosa pra mim, eu gemia tao alto que não sei como meu irmão não acordou, mas logo gozei novamente no rosto dela, ela se melecou um pouco e se limpou, e assim passamos o final de semana...



algum dia posto outras historias desse final de semana, ou de outros

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


participei de uma suruba contoscontos de vovo me comeu com seiss anosPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadeCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininocontos eróticos só no cu das Coroas crentescontos e vídeos faturei minha irmãcontos eroticos de pai dando um trato na filhacontos erotico de freira com padre velhocom mulher esforçado nos baile funkConto incesto chicotadas no rabao da filhacontos minha tia anus dilatadofunk orgia contosTrasando com atiacontos porno baixinhaFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contoscontos eroticos meu dono mama meu leitecontos eróticos de bebados e drogados gayszoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maevideo porno de anos gozando dento e escorredoporno traicao roludo conto pornoconto gay dei dinheirocontos eroticos bia e as amigasconto erótico bucetas e cu a minha disposiçãoChantageei minha tia escrava lesbica contoC EROTICO MENINA D SETE ANOS AGUENTOU O PAU TODINHI DO PRIMOpapai no cuzinho de mamãe contosMeninas mamando no swing contoseroticoscontos - sobrinha tomando leitemaniaco goza na bunda da mulher de fio dental no marcontos eróticos vc me acha bonitacontos pego batendo punhetacontoincesto e traiçao com fotobuceta velha contoscontos lesbica fui sedusida banheiro boatyhttp://okinawa-ufa.ru/conto_24058_eu-e-minha-madrinha.htmlContos entiadas apanhando para submeter ao sexoFiquei parado olhando a bunda delaleitinho do padrinho contos gaycontos eroticos de mulheres coroas acima de 60 anoscontos eroticos desejei minha filha e a seduzimeu professor come caralho a xana contos eroticosmenina de calcinha pornoe chiorts curtosconto maridoviadocontos eroticos incesto vovôconto erotico de buceta largacontos meus tios me bulinaramanazinha conto eroticocontos eroticos de incestos de irmao comendo o cú da irma novinha com manteigaria gosa pra mincu furico bunda peito pênis contos eroiticosContos eroticos estupros coletivos veriticosContos vovó no banhocontos eroticos exibindo pra piralhospai q come filha no sitiocontosmeu padrasto me comeunao queria mas fui obrigado a foder a novinha contoscontos eroticos comendo cu da amiga e da mae delavideos porno sobrinha branquinha fugindo dos tios negoesconto fiz sexo oral em padrea minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delacontos de cúvídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalO pau que eu sempre quis contos eróticosconto conto erótico e história comendo a mulher do meu amigo analconto erotico sogra chata levou rolaContos eroticos deixei a garota virge. loucacontos eróticos meu marido eu e meu alazãoquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issoflagrei minha esposa dado para nosso filho cotos eroticoContos eroticos o marido gostoso da primacontos eroticos dopando primasmeu policial gostoso chupou meus seios e grelinhovovo cruel conto eroticovelho peludo safado contos eroticos