Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LUTA DOS CASAIS

A briga dos casais



Paulo era casado com Ivone. Marcos era casado com Rita.

Paulo e Ivone tinham 35 e 30 anos respectivamente, enquanto Marcos e

Rita tinham 38 e 34 anos.

Ambos os casais eram de classe média. Moravam em bons apartamentos,

tinham bons empregos e não tinham filhos.

Paulo tinha um corpo atlético, era louro, media 1,85 de altura e

pesava uns 90 quilos. Ivone era uma linda morena, com um belo corpo

bem delineado, seios empinados, cabelos lisos e compridos, media

1,70, e pesava 64 quilos.

Marcos também tinha um corpo atlético, era moreno, media 1,87 de

altura e pesava uns 87 quilos. Rita era uma linda loura, um belo

corpo, seios não muito grandes mas uma bunda de dar inveja, tinha

cabelos compridos encaracolados, media 1,72 e pesava 62 quilos!

O que esses dois casais tinham em comum? Gostavam de participar de

trocas de casais, nesses lugares práprios para isso. Eles não se

conheciam, até que acabaram se encontrando em um barzinho que era

práprio para casais que gostavam desse tipo de aventura. Como eram

todos muito bonitos, logo um chamou a atenção do outro e os quatro

acabaram na mesma mesa, onde beberam alguns drinks, jogaram um pouco

de conversa fora e logo resolveram irem para um motel onde fariam a

troca de parceiros para transarem! A suite do Motel, tinha duas

grandes camas uma ao lado da outra! Paulo logo se pegou com Rita e

Marcos se agarrou com Ivone!

Tudo ia bem, mas os casais começaram a se empolgar muito com a troca.

Rita estava deixando Paulo louco de tesão, enquanto Ivone queria

fazer o mesmo com Marcos! Começou uma disputa entre as duas, para ver

quem deixava o marido da outra mais tesudo! Rita para provocar Ivone,

começou um intenso 69 com Paulo que gemia como louco!

Ivone não aguentou de ver seu marido tão entregue a outra, que saiu

de cima de Marcos e agarrou Rita pelos cabelos, tirando sua boca do

pau de Paulo e a jogando com força para fora da cama! Rita levantou

rápidamente e louca de raiva, desferiu um tapa no rosto de Ivone, que

caiu por cima de Marcos. Foi a gota d’agua para ambas que avançaram

uma sobre a outra. Se agarraram pelos cabelos, pois ambas tinham

cabelos bem compridos, e começaram a uma arrancar tufos de cabelos da

outra enquanto giravam pelo quarto. Paulo e Marcos não acreditavam no

que estavam vendo. Suas esposas, duas lindas mulheres, alí se

arrancando os cabelos aos gritos! Começaram a sentir um tesão que

nunca tinham experimentado. Resolveram deixar as duas brigarem e

ficaram ambos sentados na cama, com os paus super duros assistindo

aquela luta tão tesuda! Rita e Ivone já estavam mais agarradas ainda,

firmes nos cabelos uma da outra com seus corpos grudados um no outro.

Seus lindos seios se apertavam, e suas xanas se esfregavam uma na

outra enquanto suas lindas pernas se trançavam para uma tentar

derrubar a outra! A suite era bem espaçosa e havia muito espaço para

as duas brigarem a vontade. Elas dão mais alguns giros pelo quarto e

ambas desabam no chão da suite que era carpetado. Começam a rolar uma

sobre a outra, firmemente agarradas nos cabelos continuando a se

arrancarem os tufos e deixá-los espalhados pelo chão! Os maridos

começaram a se punhetarem, pois nunca tinham imaginado que sentiriam

tanto tesão de verem suas esposas brigando como duas gatas

selvagens!! Elas rolavam rápidamente, uma não ficando nem 0,5 segundo

sobre a outra, e faziam um grande barulho com suas costas, bundas e

pernas batendo contra o chão carpetado. Sem contar com os gritos de

ambas, que estavam ficando cada vez mais altos, tendo seus homens que

ligar o rádio da suite para abafar os gritos das duas!

Rita e Ivone não conseguiam parar de rolar sobre o chão. Uma não

queria largar do cabelo da outra, ambas se arrancando tufos de

cabelos que iam ficando espalhados pelo carpete! Paulo e Marcos

continuavam se punhetando feito loucos! As duas vão cansando e

parando aos poucos de rolarem! Rita para sobre Ivone e começa a

levantar, trazendo a rival com ela segurando-a pelos cabelos. Elas

ficam de pé agarradas nos cabelos. Rita da uma cúspida na cara de

Ivone que escorre pela boca e queixo até cair no chão! Ivone não fica

atraz e revida com outra cuspida na cara de Rita! As duas ficam um

tempo se cuspindo uma na cara da outra como duas molecas de rua!

Depois de lavarem uma a outra com seus cuspis, as esposas começam a

trocar violentos tapas que estralavam em seus rostos fazendo um

grande barulho! A cada tapa um grito! A cada grito, mais seus maridos

sentiam tesão.Não havia uma vencedora, pois as duas tinham

praticamente a mesma altura e peso! De tanto se darem tapas, as duas

acabam de joelhos, e ficam praticamente de quatro no chão. Ambas

estão com os rostos bastante inchados e vermelhos! Uma olha para a

bunda da outra, que são bem carnudas e arrebitadas, e avançam em

direção a elas, abraçando-as e cravando seus dentes, uma na bunda da

outra. A cena deixa os maridos paralizados, ambos não conseguindo

desgrudar os olhos daquela cena. Suas lindas esposas de quatro, uma

abraçada na bunda da outra, com seus dentes cravados nas partes mais

carnudas de suas respectivas bundas, tentando tirar pedaços de carne

uma da outra, enquanto gemiam desesperadamente de dor! Era demais

para eles que começam a se masturbarem um de frente para o outro!

Eles vão chegando mais perto, até que seus paus se encostam! Os dois

maridos completamente tomados pelo tesão roçam seus paus um no outro

enquanto se punhetam! As duas continuam se mordendo agora fazendo um

69 em que tentam se arrancarem pedaços de suas barrigas, enquanto

rolam pelo chão! Seus maridos avançam um contra o outro e caem sobre

a cama onde começam a rolar um sobre o outro com seus paus quase que

enrolados um no outro tomados de tesão! Os dois caem também no chão e

se agarram com tesão, começando a rolar pelo chão um sobre o outro

numa luta erática de machos, um tentando enfiar o pau no cú do outro,

enquanto suas esposas continuam a tentarem se arrancar pedaços com

mordidas uma da outra! As esposas que no 69 chegam com a boca em suas

bucetas que estão úmidas de gozo e mordem uma a vulva da outra

puxando-as para fora de suas xanas fazendo ambas chorarem de tanta

dor! Tudo parece ficar fora de controle dentro daquele quarto!As

esposas estão uma com os dentes cravados na vulva da outra, se

mordendo e também aproveitando para chuparem seus gozos, enquanto

choram e gemem de desespero!

Os maridos, descontrolados de tesão, ficam rolando no chão

completamente pelados, um tentando comer o cú do outro! Como irá

acabar tudo isso?

As esposas continuam uma torturando a outra em um 69 que tentam se

arrancarem as vulvas uma da outra!

Seus maridos brigam pelados rolando no chão tentando um comer o cú do

outro!

Rita e Ivone não aguentam mais de tanta dor e se soltam, ficando

ambas deitadas se encarando. Ambas ficam de joelhos e se travam uma

abraçando a nuca da outra, ficando testa contra testa, enquanto com a

outra mão começam a se socarem uma os seios da outra fazendo-os de

saco de pancadas! Os murros eram dados de baixo para cima, fazendo

as mamas das duas pularem como duas almofadas de espuma! Ambas

choravam desesperadamente da dor que suas mamas socadas causavam!

Enquanto as duas se arrebentavam mutuamente, os maridos continuam sua

luta de pintos, rolando no chão! Paulo e Marcos continuam tomados por

um tesão incontrolável de um tentar comer o cú do outro.Aquele que

fica por cima tenta enfiar o pau no cú do que fica por baixo! Nenhum

dos dois tinha conseguido seu intento! Enquanto isso as suas esposas

já estão esgotadas e com seus seios bastante socados, roxos e

deformados. Elas mal conseguem levantar mais os braços para

desferirem socos uma na outra. Elas continuam de joelhos e se

escorando uma na outra. Como as unhas de ambas eram bem compridas,

Ivone e Rita cravam suas unhas uma no rosto da outra fincado-as bem

fundo e se deixam um caminho de sangue enquanto descem suas unhas em

direção a seus pescoços! Os gritos de choro, desespero e de dor das

duas esposas são imprecionantes, enquanto o sangue do rosto de ambas

pinga no carpete da suite. Enquanto isso, nenhum dos maridos estava

conseguindo comer o rival! Os dois ficam de pé roçando seus paus um

contra o outro. Eles se abraçam pela nuca enquanto com a outra mão se

apertam o saco um do outro, fazendo-os gritar de dor e cairem

sentados! A briga dos dois vai também ficando excitante, enquanto

suas esposas tiram sangue uma da outra! Os maridos estão sentados um

de frente para o outro, testa contra testa, se apertando os sacos um

do outro enquanto com a outra mão começam a um punhetar e apertar o

pau do outro, enquanto gritam e gemem de dor e tesão!

Enquanto isso as esposas estão se unhando com violência, já ficando

ambas com todo o corpo riscado de sangue!

Rita e Ivone já não estão aguentando mais de tanta tortura! Até que

Ivone cai para o lado implorando para Rita parar, dando-se por

derrotada! As duas então se voltam para seus maridos que estão um

punhetando ao outro e se excitam com o que veem! Começam a chegar

perto dos dois e incentivá-los a continuar com a disputa! Rita pega

um pedaço de pano e enrola nos paus dos homens amarrando-os juntos!

Os dois ficam de pé presos pelos pintos, não conseguem se

distanciarem e começam uma troca de murros um no estômago do outro,

segurando suas cabeças pela nuca. Rita e Ivone vibram e começam a se

masturbarem de tesão! Os dois caminham juntos, para frente e para

traz, se esmurrando, presos pelos pintos, gemendo de dor enquanto

suas esposas, se masturbando, gritam atiçando os dois a continuarem

aquela tortura mútua! Os dois homens são muito fortes e acabam caindo

de joelhos, já diminuindo o rítimo dos socos! O pano, que prende os

pintos juntos, se encharca com o gozo dos dois homens que acabam

esporrando praticamente juntos, ambos soltando um forte gemido de

prazer, levando suas esposas ao delírio! Depois das gozadas, Paulo

parece mais inteiro que Marcos que não consegue mais levantar o braço

para socar o rival. Paulo aproveita para socar mais algumas vezes o

Marcos até ele cair para o lado. Marcos pede desesperado para Paulo

parar, desistindo e perdendo a luta! As esposas tamém gozom de

tesão, apesar de estarem ambas bastante machucadas e unhadas! Seus

maridos também estão bastante doloridos dos murros! Todos vão se

recompondo e descobrem que havia ocorrido um empate, pois Rita ganhou

de Ivone, mas Paulo ganhou de Marcos! Um tesão coletivo toma conta de

todos que vão para a mesma cama transarem como loucos! Rita com

Marcos, Ivone com Paulo, Rita com Paulo, Ivone com Marcos e para

finalizar, acabam fazendo lado a lado dois loucos 69s, com Rita e

Ivone se chupando uma a xana da outra e Marcos e Paulo um abocanhando

o pinto do outro!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


SWING - PLANEJADO E EXECUTADOadoro usar as calcinhas da minha esposanegra atola a rola e ela da pidoFui enrabada pelo meu namorado contocontos eroticos de irmans cavalomasContos eroticos A reforma Viciada em sexoconto erotico o'pedreiro gozou dentrofoi trabalha na casa da vizinha e acabou comendo a filha delacontos de sexo chupadasconto erotico com crenteconto erotico o'pedreiro gozou dentrocontos eroticos cunhada crentecontos eroticos solteira vendidaFesta da buceta em lagoa da pratacorno enrustidoconto erotico onibusex cunhada putainsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorroconto viúva fogosacontos erotico pego no flagratransei gostoso com minha aVò insertosContos er minha bumda e do maridomeu sobrinho gordinho e gay tetudona casa de swing recife contometeno grandes obigetos redondo na buçetaContos eroticos de cunhadasconto erotico papai me passou a rolaConto erotico enteadacontos de travecos comedorescontos bebe safadacalcinha pedreiros conto eróticoscontos eróticos de incesto acordei e meu irmão estava em cima de mimcontos eróticos gays irmãoscontos/ morena com rabo fogososou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrocontos eroticos caminhoneiro obriga meninaAbusei minha prima contospornô com magrinha dos peitinho duro e c****** empinadoconto porno me xuparam ate minha xana incharEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAminha bucetinha chego a sangra na rolona do velho contosContos estupros esposa e maridocontos eroticos maes de amigoscontos eroticos mulher carinhosaminha professora nao usa calcinhas contos eroticosvirei uma sapeca bem safada do travesti roludo casa dos contosesposa e amante volarao a filha drama pornocontos erotico estrupando novilhasúltimo contos anal de sobrinhaconto arebentarao meu cu meumaridoPorno.veterinariha.taradacontoerotico.com/engravidando a tia sem querervideos de porno sogro cardando a moracontos/eu e minha mulher fomos assaltados e enrabadosmulher acima d 90kg crente contosnovinhos fodeno apremira veizcontos eroticos de prima puta safada e com um rabo de puta que foi fazer uma visitinha pra tiahistorias de meninas safadinhas que tem casos com padrastoslambida no onibusconto eroticoconto eroticoContos gay de professor de musculação dando o cu para dois alunos dotadosbarrigudos barbudos velhos contoswild thermas conto eroticoconto erotico com menina e cachorrotravesti putinha passiva de minisaia pornodelirando com meus dedinhos contosconto erótico ajudando a irmã na faltaTia dando o cu para sobrinho garotinho contos eróticoscomi esposa do meu amigo de trabalho contos eróticoscontos eroticos dormindodirigindo sem calcinha contosVovô me chupou os seios enormes de leite contos eróticosaprendi dar o cu com meu genro contosmulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do SulDotado arronbando garota 19 aninhosconto gay minha bundafui comida peloamigo transexual contosmeu sobrinho gordinho e gay tetudocontos erot sogra e cervejaCuzinho gostoso contoscontos eroticos de tia masturbacaocomi minha sogra rabuda q meu sogro nao comecontos comeram minha mulher no colegioPai filha chuva dourada contos euroticos