Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA CUNHADINHA DELICIOSA IV

Estavamos realizando a cada dia nossas fantasias juntos, como já contei anteriormente e na ultima transa conseguimos transar muito gostoso eu, minha esposa e minha cunhadinha. Vou novamente descreve-las, a minha esposa é linda, alta, seios duros e medios, uma deliciosa bunda e muito charmosa,buceta branquinha e lisinha. Minha cunhada é linda, pequena, sexy, seios deliciosos, boca devoradora, safada e eu confesso - é a mulher que mais me dá tesão. Minha esposa já estava gostando muito de participar das loucas transas, entre nás três já não havia mais nenhum pudor, transamos em banheiros, carro, boate, aonde desse vontade. Minha cunhadinha queria mais...ela adorava realizar suas vontades, e ela gostava muito de sua deliciosa amiga - Renata, que já haviamos transado antes, mas sem a participação de minha esposa. Estavamos no Rio de Janeiro e minha cunhada ia chegar para passar o fim de semana e claro curtir muito sexo, mas dessa vez ela trouxe sua amiga, o que deixou minha esposa muito frustrada, pois ela nunca iria transar com outra mulher que não fosse minha cunhada. Fomos para praia e eu estava louco sá de ver aquelas 3 mulheres maravilhosas, uma mais gostosa que a outra e prontas para uma orgia sem limites. Novamente chamo todas para uma caminhada e minha esposa não topou, e deixou eu ir sozinho com a Renata e minha paixão. começamos logo a conversar sacanagens e minha cunhada falou que eu teria que entrar no mar, pois meu pau estava saindo para fora da sunga, a Renata lambeu os lábios e pediu para ir junto, é claro que deixei, entramos, nos beijamos, comi sua buceta, falei muita putaria e logo minha cunhada se aproximou, beijou muito sua amiga e sugeriu que parassemos com aquilo para que a noite o tesão fosse completo. Falou que seria hoje a nossa transa a quatro, começamos a bolar um plano e fomos de volta para a praia. Combinamos da Renata dar muito mole para minha esposa, e ela pegou pesado, pediu para passar bronzeador nela e passou a mão em minha esposa toda, na bunda, por dentro do biquini em sua buceta, nos seios, minha esposa estava sem graça e eu estava fingindo nem ver, minha cunhada essa hora já estava completamente molhada. Falaram sobre suas transas e resolvemos ir embora. Chegando no AP falei que ia no supermercado para comprar bebida e minha cunhada veio junto(fazia parte do plano), deixamos a Renata sozinha para enlouquecer minha esposa, eu tinha certeza que ela não iria aguentar e iria se entregar. Entrei no elevador e já começamos a imaginar o que poderia acontecer, minha cunhada apertou o numero do ultimo andar e falou que queria muito meu pau. Subimos para o telhado e ela me chupou muito, começou a falar da Renata e minha esposa e transamos ali mesmo, comi ela toda, sua buceta, sua bundinha e no final ela engoliu toda minha porra. A Renata resolveu partir para o ataque e logo chamou minha esposa para sala, falou como ela era gostosa e que sabia de nossas transas, começou a beijar loucamente a boca e ligou para meu celular, deixou eu e mina cunhada ouvir todos os gemidos e as sacanagens que elas falavam, minha esposa pedia sua lingua, chamava ela de gostosa e pedia segredo sobre essa transa. Descemos do telhado com um tesão louco, assim que tocamos a campainha minha esposa correu para o quarto. A Renata estava deliciosa, toda queimada de sol e colocou o dedo dentro de nossas bocas para sentirmos o gosto de minha esposa. Ficamos bebendo e minha esposa volta na sala, sá de vestido curto, uma delicia, as outras já estavam com poucas roupas e eu continuava sá de sunga. As danças eram muito sensuais, a Renata não se controlava mais, passava a mào em minha cunhada que tb retribuia com beijos no seios e alguns selinhos, minha esposa já estava excitada, e meu pau não tinha mais lugar, ela então levantou pegou minha cunhada e começou um beijo, a Renata já veio e começou a me chupar, mostrando para as duas e pedindo elas para participarem. As três chupavam meu pau e gritavam como elas queriam, uma começou a chupar a buceta da outra e foi um gozo coletivo em suas bocas, chuparam todo o meu corpo, comi o cú da Renata, da minha cunhada, minha esposa, enfiei com vontade em todas e gozei muito. Transamos até amanhecer, fomos para praia e comi as três dentro do mar. Minha cunhada me falou no ouvido que tem outro desejo comigo, isso eu conto no práximo conto, OK?

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos infânciacontos tia gostosa com sobrinho no beijo e amasso no carrocontos eroticos enganadacontos de quen comeu coroas dos seios bicudosmega rolas mega bucetas mega gozadas profundasContos eroticos pego pela sograamo cheirar a boceta da minha esposa pela calçaJoão e chupando piru mesmo tempoconto a empregada me pegoucontos eroticos lesbicas cintaconto erotico comviadinhoconto eurotico um menino catador papelaoTo ferrada fiquei.arrombada contos eroticoscontos eróticos babá garotinhonegao bota ate o'talo na novinhaContos lesbicas nossos maridos sairam fiquei bebendo com a comadremae e filha de fio dental na praia e do padrasto contomulheres com dhorte branquinho com cuzaoContos fingindo dormiruma dp muita dor mais deliciosa conto.videos e contos reais de mulheres engatada com dois cachorroscadela piscando em uma metendo picarapidinha calcinha pro lado conto eroticoDesvirginando a sobrinha de 18 anosContos eroticos esposa novinha com marido e amigo pintudovamos a mulher Helena chupando sua filha com mulher mulher mulher mulher mulher mulher com mulher chupacontos a filha da minha namoradaMeu corno cherador de cu.conto eróticocontos eroticos mae filho morando sozinhos na kit netchantageada e humilhada pela empregada negracontos eroticos enfermeira saco peito grandecache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html porno quente doido cara lasca buceta com curelatos de gey dano o cunovinha andando de camisola dentro de casa so pra provocar pornoconto erotico na roça com papai ôcontos cheirando calcinhasconto eroticos lesbicas machinhoscontos meu genro me comendoconto erotico mulheres taradas achou uma rola gigatescacontos eroticos de pintorcontos erotico cuide de um homem 153 klcontos de incesto comendo a irma separadaContos eroticos d gostosa q forao emcochada e derao o cutia tranzando com sobrinho cabassaohomens poloneses de pau duro sacanagem gayfodo meu sogro todo dia com meu pauzao contoMulher deixado melar tudo encima da buceta peludadepilando o xinin da cunhadaporno contos picantes de corno submissocantos erótico só dei do Forró Bombadochupadinha no xibiu contosxanimhaconto incesto cunhadaDesenho porno pai bota filhar pra domir i fode ela todinharhetero activo contoContos eroticos primeira vez no puteirocontos-no colo de papai na praia de nudismovídeos porno negras barriguda caidaX vídeos com minina xupeno o pau do homem no matotanguinhas molhadas contos eroticos reaisarromba minha buceta vai mete nessa tua vaca me come meu gostoso, flagra. conto eróticopaguei para fuder minha tia contosconto erotico homem andando fay de cueca pela.casacontos dei um beijao na boca do meu tioesposa de langerycontos heroticos na semana santaMeninas novinhas de onze e doze perdendo a virgindadecontoshumberto de pau duroconto esposa caralhudoele era cheirosinho conto gaycontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosContos eroticos dei na festa em macaxeiramuralhas dando a abuceta viagemcontos primeira vwr duplapenetraçãohomens rústicos fodendo com garoto que dorme na sua casacontos.erot meu genro bem mas velho.que a minha filhafui putinho do padre gayconto comi uma buceta muito apertada que doeu meu paucontos gozando primeira vez orgasmo 19 anoscontos eroticos gays,tio jorge me feis mulhersinhaouvido no quarto a irmã transandocontos filme com cunhada mostrando a buceta de sainhacontos meu pai me fodeCris devassa. contos eroticosconto eu e minha noivahistoria comendo eguacontos de sexo com velhos babõese bom de maismete na minha vizinha gordinha