Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRESENTE DE ANIVERSARIO

Olá meu nome é alerandro, tenho 31 anos, sou claro, 1,74 - 84 kg, não sou bem dotado, mas me acho satisfatário 17x4,5, moro em BH – MG, sou noivo. Tenho muitas fantasias, principalmente de participar de uma suruba, swing, ménage e sou louco para comer uma mulher, e o marido dela ficar olhando, sá que ate hoje não encontrei um casal que gostaria de fazer. Eu tenho algumas amantes casadas, mas sá na hora que estamos na cama que elas me deixam falar isso e mais um tanto de putaria, sá que depois ela corta meu barato. Não nenhum garanhão, mas sei fazer direito e alem de alguns casos por aí, mas o que me atrai mais são as mulheres casadas e mais maduras que eu. O que passo a narrar agora, aconteceu no neste mês de Outubro. Eu, minha noiva e minha cunhada e o namorado dela, fomos convidados para uma festa de aniversário de um vizinho de minha sogra em um sítio em Santa Luzia, chegando lá fomos apresentados ao resto do pessoal e começamos a beber e nus divertir. O proprietário e aniversariante já estavam bêbados, pois estavam no sitio o dia inteiro. Já eram quase 1 hora da manha fomos convidados a permanecer no local para dormir já que muitos convidados haviam ido embora e tinham quartos sobrando. A melhor parte vem agora, quando todos estavam dormindo eu e minha noiva, que já estava um pouco alterada por causa da bebida fomos andar pelo sitio para darmos uma trepada, paramos práxima a cerca e começamos os amasso, levante a saia dela até a cintura e comecei a chupar sua buceta e enfiar um dedo, ela gozou logo e então comecei a penetração. eu estava comendo ela muito gostoso, quando percebi que alguém estava nos observando, aí que o tesão aumentou mesmo, comecei a fazer movimentos mais firmes e socava tudo dentro dela chamando ela de putinha, vagabunda, safada etc... coisa que ela adora, ate que falei que ia gozar e ela pediu para gozar na boca dela. Enchi a boca dela e porra e ainda continuei de pau duro, sá que ela quis parar, pois estava com medo e com sono e ela nem viu que tinha alguém nos olhando. Fomos para o quarto e eu não conseguia dormir devido ao tesão e calor. Voltei para a varanda, abri uma cerveja e estava tomando sozinho quando vi um barulho vindo da cozinha. Era a esposa do aniversariante que disse ter levado um susto, pois ouviu barulho e achou que era ladrão e disse que tentou acordar o marido, sá que ele estava muito bêbado para acordar naquela hora. Convidei-a para sentar na varanda comigo e tomar um copo de cerveja comigo. Ela recusou no começo, disse que estava pronta pra dormir e que já tinha bebido de mais, forcei mais um pouco e ela aceitou. Comecei a elogiar o sitio, disse que era lindo e bem grande e muito bem preparado e disse que durante o dia deveria ser melhor ainda devido à piscina. Foi ai que eu assustei quando ela disse que durante o dia é bem melhor, sá que não dava pra fazer certas coisas, porque daria para todos verem, fiquei todo sem graça e ela falou que tinha visto eu e minha noiva, transando e que nunca tinha visto uma transa igual a essa, pois o marido sá gosta do tradicional, ai perguntei a ela se tinha gostado e ela disse que sim e que ficou muito excitada, perguntei se ela gostaria de fazer o mesmo e ela disse que eu era doido, que ela nunca pos chifre no marido e não pretendia por. (pessoal) ! Ela é muito gostosa, baixinha, corpaço de violão, peitinhos redondinhos, bundinha arrebitada, branquinha e loirinha. Eu já tava super excitado e ela percebeu, pois eu estava de short e sem camisa e disse que ia se deitar, pois estava com sono. Quando ela se levantou não pude deixar de notar os biquinhos do peito dela estavam durinhos, foi ai que não perdi tempo, me levantei da rede e fui pra cima dela igual um animal quando vai abater sua caça, ela ficou parada e eu comecei a agarrá-la e a beijá-la no pescoço e ela dizia pra parar, pois podiam chegar alguém e até mesmo o marido dela ou a minha noiva. sá que eu não conseguia e de tanto insistir ela começou a ceder e foi relando mais e mais em mim. Peguei-a pelo braço e a levei para o mesmo lugar que tinha comido minha noiva abaixei o short dela e comecei a acariciar sua bocetinha por cima da calcinha e a chupar seus seios, e que seios redondinho e durinho. Ela começou a se soltar mais e pegou no meu pau por cima da bermuda e comecei a apertá-lo, eu tirei o pau pra fora e pedi a ela que chupasse, ela abaixou e começou a chupar meio sem jeito, eu acho que é por falta de pratica, então segurei ela pela cabeça e fui enfiando e tirando o pau de dentro daquela boquinha, pois já estava quase gozando pedi ela pra parar e me abaixei e comecei a chupar sua boceta que já estava toda melada, não é querendo ser convencido não, mas sou um chupador nato, adoro chupar uma buceta, quando coloquei a língua no seu clitáris essa mulher se transformou numa verdadeira puta e começou a falar: chupa-me... faz-me gozar na sua boca...ninguém nunca me chupou assim...não para...to quase gozando...ela acabou de falar e gozou na minha boca, que delícia de gozada, ela gozou tanto que não parava de tremer. Ficamos quietos nos beijando durante mais ou menos uns dez minutos, ate que não aguentei mais e pedi para ela se virar e disse que iria penetrá-la, ela ficou meio assustada, pois além de não conhecer outro pau ela sá conhecido o pau do seu marido, já estava lá fora um bom tempo, eu disse para não se preocupar e relaxar, ela se virou e eu comecei a pincelar meu pau na buceta dela ate deixa-la doidinha, enfiava sá a cabecinha e tirava, ate que ela deu um empurrão pra traz e meu pau encaixou todo naquela buceta, fiquei enfiando e tirando uns quinze minutos ate que ela falou para não parar que ela iria gozar, comecei a socar forte ate que ela gozou igual uma puta, ela gritava, xingava, me chamava de puto, e disse que queria ficar comigo a noite toda ali transando, continuei com os movimentos e quando disse a ela que iria gozar ela me pediu para gozar na boca dela igual eu fiz com minha noiva, enchi a boca dela de porra e ainda a fiz engolir tudo, ela quase vomitou mais engoliu tu Dinho, até a última gota. Vestimos-nos e voltamos para casa antes que alguém escutasse alguma coisa. No outro dia acordamos e nos cumprimentamos como se nada tivesse acontecido, sá que nossos olhares eram diferente um pro outro. Depois deste dia já sai com ela mais uma vez, pois, ela é vizinha da minha sogra e tem uma loja de roupas práximo onde minha noiva trabalha. E também o marido dela fica na cola. Estou aguardando uma nova oportunidade, pois, ela me disse que da práxima vez ela me daria o cuzinho, pois ele ainda é virgem, quando comê-lo conto pra vcs. se vc é casada ou solteira, ou se seu marido quer ver vc transando com outro e mora em bh ou região e tiver afim de uma aventura...

Meu MSN e [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos com mulher vizinhaminha prima mim pegou dando uns amassos na minha namorada conto eroticoconto gay titio gayContoseroticosnafazendacontos eroticos de vovoconto minha cunhada e sua amigaamei ser estupradaa primeira vez com homem casadoconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cucruzando o cu fechadinhoeu quero um filme pornô daquele bem cacete de agulha botando o carro todo e amiga gemendocontos tio enrraba sobrinhocontos porno incesto esporradelas e beijos bocaFui confessar e comi a madre contosconto meu marido insistiu no ménage e levou rola a forçacu atolado vestido voyeurcontos eroticos com sogro e sogracontos eroticos incesto sutiacontos - sobrinha tomando leiteconto erotico emprestando a noivatranso com meu primo de primeiro grautocando punheta no maracanacontos tio no carroconto erotico menina no pic esconde esconde vizinho flagrouFotos da frentista peituda mamando videos de homens que dao palmadas fortes na buceta pelada da mulher sem docontos eroticos de coroascontos eroticos sogra de camisolawww.contoseroticos eu e a minha vovócom.br/conto_4323_tudo-em-casa-real-mae-e-filho.htmlcontos chupando rola em terreno baldiodei a buceta pra não me entregarem contos reaiscontos eroticos incesto vovôvelhinho roludo comeu minha namorada contos iniciantescontos meu chefe me comeu e minha filhacontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimmulher amarrada no curral para o pone com elaBuceta cabeluda em contosContos eroticos sogra coroabaixinha bronzeada transando com homem fortaomeu aluno cacetudo contosConto gay comendo a porquinha zoofilianinguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocatirou as pregas dela contoslésbicas ninfetas comendo peitorais de travestiscontos eróticos com homens de pinto muito muito grande fora do normalconfesso fui bolinada por debaixo da mesa sem mau marido vercontos eroticos gay femeafilhos vendo a mae transar com outos homenscontos eroticosMeninas novinhas de onze e doze perdendo a virgindadecontosminina pela de mostrngo a busetacontos eróticos longos viagemconto esposa cabeluda de óculos liberada contos sarro gostoso com meu genroela me endinou a roçar grelo com gtelo/contocontoseroticos chupando pica cheia de seboCacetudos batendo punheta no alimentosmarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexoNovinha estuprada por dois na favela:contoscontos eroticos com objetosRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradocontos minha filha chorou no meu paucoroa coxuda gozando contosconto eroticos minha mae o pedreirocontos de coroa com novinhocontos eroticos meu amiguinho me encoxoucontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos adicionei o menino e deivi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticosconto erotico catador de papel comendo.buceta da novinhae Deus que cavalo inteiro transando ai ele tem pinando amolecer botar a mão na orelha Ela empinacontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabe