Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEGUEI VENDU MINHAS FOTOS

O conto que passo a narrar aconteceu 5 anos atras. Apesar de ja ter 38 anos e 18cm de pau, ainda tenho priminhas novinhas, na faixa de 19 a 19 anos. E todas si dao muito bem comigo a ponto de ter muitas intimidades com elas.



E um belo dia, a cinco anos atras, eu estava ja com meus 33 anos, chegando em casa do trabalho entro em casa e nao encontro meus pais. Chego perto da porta do meu quarto e ouço meu computador ligado e escuto alguem mexer nas teclas. Abro a porta bem devagar sem fazer barulho e vejo minha priminha NESSA de apenas 19 aninhus vendu minhas fotus, ela estava tao distraida e com o fone no ouvido q nao percebeu minha presença. O quarto estava escuro somente a luz do monitor clareava o quarto. Fiquei olhando e vi q ela estava com a maozinha entre as pernas e vendo minhas fotus q tirei peladão. Não sei pq mais meu pau deu sinal de vida i imaginei, sera q ela nao queria ver ao vivo.

Tenho muita liberdade com a NESSA e ja percebi varias veses q ela é safadinha.

Entao como ela estava com o fone no ouvido, tirei minha roupa, nisso a NESSA olhando uma fotu minha com o pau durao começou esfrega a bubcetinha, ela estava de sainha e top.

Como ela nao percebeu minha presença, cheguei mais perto dela, e a agarrei por tras ja colocando uma de minhas maos no meio de suas pernas segurandu sua maozinha la.

A NESSA levo o maior susto, e como eu esperava, ela tento sair mais eu a segurei i disse q era normal ela ja sentir tesao.

Ela nao tinha ainda percebido q eu estava peladao e com o pau ja meio duro. Entao perguntei se ela tinha gostado de ver minhas fotus peladao. E claro, ela disse q sim, q eu era muito lindo pelado. Entao soltei ela e quando ela puxou a cadeira e foi tentar se levantar ela me viu peladao e arregalou dois olhos e fico de boca aberta com a cena, ela fico estaziada com o tamanho do nenem.

Aproveitei q ela estava meio q em transe, cheguei mais perto deixando meu pau bem proximo a seu rostinho, peguei em sua mao e fiz ela segurar meu pau, e ela nem piscava.

Entao peguei ela no colo e levei pra minha cama com ela segurando meu pau. Coloquei a NESSA deitada na cama, e com ela ainda segurando meu pau, fui tirar sua calcinha pra ver como era sua xotinha. E isso feis com q ela saisse do transe, e dizer:

NESSA: O q voce esta fazendo.

EU: Quero sá ver como é a sua xotinha NE.

Ela me olha nos olhos e da um sorrisinhu maroto, eu aproveito e tiro sua calcinha toda, levanto sua sainha e vejo a coisinha mais linda do mundo, rosadinha, com poucos fiapinhus de pelos, bem ralinhus. Entao abro suas perninhas, coloco minhas maos por baixo de suas coxas ate alcançar sua bucetinha e abro ela todinha. Q coisa mais linda, e ja tava molhadinha, nao resisti, meti a boca nela, e ela até feis um pouco di esforço pra me impedir mais eu segurei suas coxinhas brm forte mantendo ela abertinha e xupei q nem um doido.

Nao demorou e a NESSA ja tava dando seus gemidinhus de tesao e apertando meu pau tao forte q quase gozei.

Fiquei acho q uns 30 min xupando sua bucetinha e cuzinhu. A NESSA tava ainda mais molhadinha, principalmente pela minha saliva, entao pensei sera q ela aguenta, todinha virgem e ainda nova e a bucetinha tao pekena.

Pensei comigo, vamos ver.

Parei di xupa-la, ajoelhei na cama i tirei seu top e saia, deixando ela peladinha. Nem pedi pra ela xupar meu pau. Abri suas perninhas ainda mais e deitei em cima dela colocando meu pauzao na sua entradinha.

E a NESSA asustada com aquilo, pergunta:

NESSA: Primo q voce vai fazer?

EU: A NESSA, quero sentir voce por dentro.

NESSA: Nao, nao, eu sou virgem.

EU: E dai NESSA, voce nao gostou doq eu fiz em voce?

NESSA: Ai gostei e muito.

EU: Entao NESSA, agora voce tem de retrubuir.

NESSA: Mais como???

EU: Deixando eu penetrar sua bucetinha, voce vai gosta muito mais doq ser xupada te garanto.

NESSA: Tenho medo...

Depois dessa ultima frase nem conversei mais, ja comecei força sua entradinha, nossa muito apertadinha. E a NESSA começou a reclamar q estava doendo. Entao eu pedi q ela levantasse as perninhas e q segurasse elas assim, nossa ela mal levantou as perninhas e eu forcei com tudu na sua entradinha q se abriu q nem uma flor.

Nisso NESSA me aperto forte e deu um grito, e eu rapidamente ingatei minha boca na dela praq ela nao gritasse nem fizesse barulho. Entao beijando sua bokinha pra q ela nao gritasse fui socando devagarinho até encontrar sua proxima resistencia. E mesmo antes de tirar o resto de seu cabacinho eu gozei q nem um cavalo dentro dela. Parecia q eu estava mijando de tanta porra, nossa q delicia.

E assim q terminei de gozar soquei o resto tirando toda sua virgindade sem dá. Pronto a NESSA nao era mais mocinha, agora era minha putinha.

E com meu pau todinho dentro dela, esperei ela se acalmar e se acostumar com ele todinho dentro dela.

Peguei ela no colo e se tirar meu pau de dentro me sentei na cama com ela no meu colo atoladinha no meu pau. Comecei a fazer carinhos e dar beijinhus nela, NESSA foi se acalmando e meu tesao foi almentando.

Entao levantei ela um pouco e devagar comecei socar sua bucetinha q envolvia todo o meu pau. Nossa q tesao q era aquela bucetinha novinha engolindo todo o meu pau.

Nessa a essa altura ja estava abraçada em mim e eu comecei aumenta as estocadas, seus peitinhus pekenos menores q um limao espetavam meu torax. E meu pau invadia suas entranhas. Nao demorei muito pra gozar novamente, e mais uma veis enxi sua bucetinha com muita porra.

Meu pau e minha virilha estavam todo melado.

E sem tirar a NESSA do meu colo peguei uma toalha estendi na cama e coloquei a NESSA deitada novamente na cama com a bunda em cima da toalha.

Levantei suas perninhas e olhei pra sua bucetinha com meu pau todinho la dentro, nossa tava muito linda, toda vermelhinha, e mais parecia outro cuzinhu envolvendo meu pau.

Fui tirando devagarinho e olhando pra NESSA q estava com os olhos fechados e o rosto vermelhinho.

Assim q tirei tudu vi o estrago q tinha feito em minha priiminha, meu pau tinha sangue misturado com porra, e sua bucetinha toda melada de porra e sangue, e logo em seguida ela começou a espelir minha porra pra fora, nossa sua bucetinha estava muito linda babando minha porra.

Entao pedi q ela se sentasse na tolha pra q saisse tudo.

Ela sentou e disse q sua bucetinha estava duendo.

Eu claro disse q logo ia passar, dei um beijao na boquinha dela, e disse q agora ela era minha putinha mais jovem.

Levantei me limpei, abri a porta e olhei pra ver se ainda estavamos sozinhos, e ainda estavamos. Peguei a NESSA pelo braço e a levei pro banheiro, e dei um banho nela todinha e fiz com q ela lavasse meu pau e depois fiz ela dar um bejao na cabeça do meu pau oq foi dificil mais ela deu.



bom amigos, espero q tenham gostado, qualquer dia conto mais sobre eu e a NESSINHA, e como foi sua primeira xupeta e o cabacinho de seu cuzinhu. até mais pessoal....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha cunhada mais velha contoscontos fui decolar e ela me comeuConto esposa de tampa sexocontos meus dois amantescontos noivas deram pra cunhadoMeninas novinhas de onze e doze perdendo a virgindadecontostrai meu marido na hora do futebol dos contosFinquei o pau no cu da manachupei minha netinha contos eróticosmenininha contos eroticosmulher de chortinho aparesendo a beradia da bucetaamigo comeu minha mãe contoscontos eróticos de incesto acordei e meu irmão estava em cima de mimcomi a v******** da crente contoscontos eroticos me fodecontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinhocontos fui passear com minha esposa na casa de um amigo e virei cornoContos eroticos drogada cuContos eróticos enteada larissa viajarpedreiros e caminhoneiros p******** f****** v******* contos eróticos gayscontos eroticos fudendo a mae travestiContos erotico ubatuba telLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontoseroticoscomendo a baba e minha sogracontos me fuderam atraves de chantagenspediu pra ver a buçeta da aniginhacontos eroticoso cu da cadelinhacontos eróticos adotiva novinhaMulheres solteira salvdoreu confesso comi minha sobrinha bucetudacontos eróticos de bebados e drogados gayscalçinhas meladinhas nelasconto erotico estudandocontos eróticos gay lambendo rabo peludo de machocontos de tiosConto erotico meti tanto q sangroucontos eroticos chupando a pica do meu filhogozounaminhacaracontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhoconto.eroticos patrao com funcionarios ou asconto erótico viadinho de calcinha é enrabado na construçãocontos eroticos cornos de primasminha irma só de calcinhadei pro meu genrocontos eróticos comendo a gata do hoteleiracontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhacontos eroticos caminhoneiro gayvideo porno prima e minha tia vieram me visitar e me acordaramcontos eróticos me estruparao por ser orientalcontos eroticospais e filhas novinhascomi minha tia timida contosconto. a sugadora de. porracontos eróticoseu sou bem dotadoecotra coroa que.evie vido sexo avivomulher traindo o marido com entregador arvores de natalGravida do papai contosna buceta da velhinha contos eróticosvadia de sutia e calsiha fio detalcontos eroticos dando cu pro filhocomi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicosporteiro fode esposa corno contoconto.erotico..casada.18..anosmãe, filho, beijo na boca, excitado, biquini praia seios beijo boca camisolscontos eroticos minha irmã e minha primachupando mamilos com sofreguidaoconto erótico prostitutaconto abusei da minha sobrinhacontos eroticos na paredecontos erótico sou evangelicaclassificados evangélica procurando cornocomeçando se transformar travesti .. encarando pau enormeconto minha mostroucontos eroticos dei o cu dentro do onibusfiz a vadia sentir dor contos eroticoscontos porno pm mastruba minha mulher contos porno incesto esporradelas e beijos bocacontos eroticos em ferias em casa de tia gostosa na piscina e marido nao vermulheres cavalas de quarenta de bucenta inxada e grelo inormewww.contos eroticos sogra gostosa da cu pro genro novinho pauzodocontos minha aluninhacontos.de mulheres.casadas.e fogosa