Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRINDO O PRAZER DAS NEGRAS

Essa histária aconteceu há alguns anos, mas até hoje dedico várias e várias punhetas a essa sequência de fatos, que mudaram para sempre a minha percepção sobre as mulheres da raça negra. Antes, devo me apresentar. Sou jornalista em BH e tenho 35 anos. Meço 1,80, sou moreno-claro e tenho olhos e cabelos pretos. As mulheres sempre me dizem que sou bonito, além de ter um belo papo, o que normalmente as conquista. Bom, vamos ao que interessa.

Sou obrigado a admitir que sempre tive muito preconceito com mulatas, nunca tendo ficado com nenhuma até o que passo a narrar. E pode ter certeza. Isso mudou a minha vida.

Era carnaval. E fui passar a festa na pequena cidade em que meus pais ainda residem, distante cerca de 100 km da capital mineira.

Uma das noites, bebendo com amigos ainda da época da escola, revi Mel, uma linda loira, de olhos verdes, dona de um par de pernas que insistiam em fazer parte da conversa. Já tinha ficado com ela um tempo atrás, pois estudamos na mesma escola. Papo vai, papo vem, copos e garrafas depois, ela me conta que adora transar com um homem e uma mulher, juntos. E que até tinha uma parceira fixa, uma linda negra que estava numa mesa ao lado, chamada Angel.

Não pude dizer a ela que não me agradava transar com uma negra. E nem podia perder a oportunidade de comer aquela delícia novamente! Ainda mais com uma outra mulher ao lado. Até porque era um tesão, com uma bunda digna de um poema. E uma boca... Partimos para o primeiro motel que encontramos. E eu parti para dentro das duas. Literalmente!

Ali começava o que iria mudar toda a minha vida. Fui imaginando que teria que comer a Angel como pagamento pelo cuzinho de Mel, mas para meu espanto, descobri o fogo que mora nas mulatas.

Depois de pouco mais de uma hora de sexo, em que fiz as duas gozarem algumas vezes. Antes, um comentário: tenho que admitir, adoro ver uma mulher gozando. Gosto mais do que gozar, para ser sincero. Enfim, depois que alguns gozos, Mel simplesmente apagou ao nosso lado. Angel, por outro lado, me deixou morto de tanto fudermos. Fizemos de tudo. Tudo o que imaginávamos colocávamos em prática.

A última, para terem uma idéia da safadeza que era essa mulher, foi simplesmente deliciosa. Ela me pediu para colocar no seu cuzinho ao mesmo tempo em que bolinava sua bucetinha. Meu amigo, quando fiz isso, a mulher simplesmente enlouqueceu. Senti, num intervalo de poucos minutos, quatro apertos no meu pau. Quatro orgasmos dela. Quatro gozos acompanhados de gritos, mordidas, gemidos e suspiros. Para fechar com chave de ouro, ela me chupou até eu gozar. E quando fiz isso, ela me pediu para jogar tudo em cima dos peitos de Mel, pois ela iria acordá-la chupando-a. Nossa, quando ela me pediu isso, gozei quase que imediatamente. E assim ela fez, com muita técnica e prazer.

Mel efetivamente acordou. Acordou e retribuiu a chupada da amiga, limpando a buceta melada e gozada de Angel. E enquanto eu descansava um pouco, afinal era meu quarto gozo na noite, as duas se amaram deliciosamente. Mas quando vi o rabo de Angel em cima da boca da Mel, não pensei duas vezes. Fiz mais um investimento naquela deliciosa poupança. E desde dessa noite descobri o quanto eu estava enganado em não aproveitar tudo o que uma negra podia me dar. Literalmente.

Tanto que alguns meses depois, retornando à cidade para ver meus pais, me encontrei com Angel e lhe revelei toda a verdade. Ela riu muito da minha cara e me disse que eu realmente não sabia de nada. Mas que “era dos melhores amantes que ela havia conhecido e me perdoaria, desde que repetisse a foda que havia dado nela”. Não perdi tempo e lá fomos nás novamente, dessa vez sá nás dois, para o mesmo motel de antes, na mesma suíte. E foi uma noite inteira de sexo. Adorava quando ela gozava na minha boca. Era simplesmente lindo ver aquele melzinho saindo da sua buceta. Apaixonei!

Mas infelizmente morávamos muito longe um do outro e nos víamos muito pouco. Devido a isso, nunca pudemos engrenar um romance de verdade. Mas nada nos impedia de termos noites memoráveis. E assim foi. E assim é até hoje.

Mas, na minha última visita à cidade, uma semana atrás, ela me aprontou uma boa. Me pediu para dormir na casa dela, já que seus pais (ela ainda morava com eles, apesar da idade, 32) estavam viajando. Quando lá cheguei, imaginando que teríamos outra noite maravilhosa como a última, qual não foi minha surpresa ao encontrar sua prima, Natália, uma outra mulata de parar o trânsito. Ainda melhor do que a prápria Angel. E as duas estavam vestidas... vestidas coisa nenhuma. Estavam semi-nuas ao meu inteiro dispor, como Angel fez questão de dizer. E foi uma noite maravilhosa, com direito a tudo o que tinha direito. O melhor foi quando gozei na bucetinha de Angel e Nat lambeu e chupou tudinho, deixando-a bem limpinha. Depois subiu e deu tudo na boca de Angel, que jogou o que restava sobre os seios de Nat antes de limpa-los e dividir com a prima meu leitinho.

Resumo da histária. Pouco depois conheci Carol, uma mulata maravilhosa e insaciável. E o melhor, uma vadia na cama, ou em qualquer outro lugar... E, desde então, não quero nem saber mais das branquelas. Tudo o que quero são os grelos e cuzinhos negros. Claro que vez ou outra ainda visito Angel e Nat, juntas eou separadas.

Além disso, a única não-mulata que ainda fodo, e como agradecimento por ter me revelado a maravilha que o mundo pode ser é Mel, que adora ser a única branquinha que tem meu pau entre as pernas...



Gostaria de receber retorno desse e dos meus outros contos.

Meu email e MSN é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos gay ficticioswww.meti na minha filha a forçacontos comendo a menina no carnavalvou ja ja no meu bucetao gostosoconto mulher casada rabuda dei pedreiroConto gay com cantoenteada chantageia madrasta para chupalacontos eróticos cunhadinhas safadas com fotoscontos exitantes eroticos deixando os velhos me chuparcontos eróticos gordinhasconto tia velha safadacontos eroticos irmazinha se oferecendoconto ele comeu minha noivamarido sortiado a esposa contos eroticoscontos eroticos comi a bunda da minha tiacantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cucontos eu minha esposa e a empregada na praia de nudismocheirinho.gostoso da bucetinha contosve porno com viadinho reganhado escorreno porracomi a melhor amiga da minha mae vai mete seu puto cotos eroticocomtos de travesty petdedo o cabasso do cuzinhoContos namorada baixinha e bruta bundonacontos erticos de ninfetasComtos mae e filha fodidas pelo empregado do maridocontos eroticos comi minha prima dormindomassagem de homem com mulher depois fudela Minha filhinha conto eroticocarnavaldeputariasfragrância zoofilia caseiro Contos erticos trouserao meu marido bebado pra casadeflorando bucetinhas com pepinoslésbicas castigando o rabo da parceriaContos coroas bihiatorias eroticas incestos ninfetinha inocentesexo contos deposito de porraconto erotico olhando a bucetinha da minha irmazinha dormindocontos eróticos eu e minha amiga transamos na baladacontos filhanao aguenta a geba d pai no cumulher batend sirica at espirarContos hot mulher gorda e garotoescontos eroticos com meninas novinhasContos erotico uma cadela para toda matilhacantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhosContos minha irmã e minha putapintinho na bunda contoscontos eroticos com homem contratado para engravidarcasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocaconto fui abusado pelo tio da van gaycontos Eroticos com 3Homems e uma mulherConto erótico de tio e sobrinhaContos eróticos rabudinha chorou na picahomem rasga cu de garotinho contosnovinhas escoteiras abusadascontos eróticos vovócontos eroticos cornoscontos eroticos de crentesConto erótico de tio e sobrinhacontos eróticos bebadacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosmae e filha de fio dental na praia e do padrasto contocontos eroticos de prima chupando sacoo menino da pro velho no parquinho conto eroticoconto tio agarrou a moça e comeu elaconto erotico meu primo me comeu na maldadecontos evangélicamulher sentando na embragem com o cu e buceta Dei o cuzinho quando já era coroa contos eróticoshttp://conto erotico buceta peluda da primacontos casada bunda com celulite fotos velhaconto de uma pica grande arrombou meu cu virgem chorei de dorContos eróticos linguada safadoRelato picante sexo no estacionamento do shoppingContos eroticos meu rabaohomem interra tudo na buceta inxada da sua cadela