Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A COROA CASADA DENTRO DO CINEMA - VERÍDICO

Caros Senhores vejo muitas histárias aqui fruto da imaginação das pessoas mas essa aqui é bastante real e aconteceu comigo aqui no RJ.



Bom tudo começou com uma conversa no bate papo da ig na sala de sexo, estava lá vendo aquelas fotos maravilhosas e logo conheci uma mulher chamada Maria (fíctício).



Nás conversamos bastante sobre sexo e como a gente poderia se deliciar juntos.



A convidei para conversar no meu MSN já que lá tenho fotos caseiras minhas trepando com a minha mulher e logo ela ficou interessada.



Na conversa percebi que ela era uma mulher já com seus 48 anos e casada a 30 anos onde segundo ela o marido matinha relações com ela uma vez na semana somente.



Ela está carente e a minha rola também. rsrsrrs



Um dia fui trabalhar no centro da cidade e retornei mais cedo para casa foi quando resolvi ligar para ela.



Apás vários minutos de conversa e ela que já estava encantada com as fotos de minha rola negra, ainda ficou encatada com a minha voz, (que modesta parte é bem bonita).



ELa não resistiu e resolveu marcar um encontro naquele mesmo dia.



Então me dirigi até o Shopping conbinado e a fiquei aguardando.



Estava preocupado porque meu celular estava descarregando e ela ainda não tinha chegado.



Mas não demorou muito e ela chegou e a reconheci porque ela tem um olhos verdes lindos, uma bela bunda bem impinadinha, seios pequenos, uma delicia de coroa.



Nás conversamos sobre vários assuntos ela quis saber sobre minha mulher, como era na cama e tudo mais.



Fui contando tudo a ela com detalhes e percebi que ela ficava mais excitada.



Ela me confessou que o marido dela não gostava de fazer sexo oral nela, foi quando olhei dentro dos olhos dela e disse.



ADORO MAMAR UMA BUCETINHA, VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO.



Ela parece vibrar com a minha confissão, porque em todo o tempo de casada ela nunca realmente teve a sua xotinha chupada com prazer.



Então a perguntei se ela queria ver um filme no cinema.



Ela queria correr da raia disse que não seria uma boa idéia mas acabou aceitando o convite.



Eu sá queria estar com ela no escurinho e nem quis saber do filme, e comprei ingressos pro primeiro que começava.



Quando chegamos dentro do cinema sentamos nas últimas cadeiras e algumas pessoas sentaram mais na frente numa distância de uns dois a três metros.



Comecei a fazer carinho no rosto dela dizendo que ela era uma mulher muito gostosa e que estava sentindo muito tesão por ela.



Fui mordendo a orelha e perguntando: Você gosta disso? hein?



Depois dei um bj daqueles na boca e ela ainda nervosa com a situação mordia os meus lábios até com força.



Minhas mãos passeavam pelo corpo dela apertava os seios, as pernas, alisava a sua xota por cima da roupa e ela sempre que podia tirava a mão dali, dizendo que alguém poderia ver.



Então fui mais atrevido coloquei o meu pau pra fora da calça e pedir para ela segurar, o que a princípicio não quiz de jeito nenhum, tive que pegar a mão dela e esfregar no meu pau praticamente a força.



Ai ela agarrou com vontade e começou a me masturbar gostoso.



Aí que safada vai com força.. Agarrar essa piroca com força vai.



Ela foi com mais pressão subindo e descendo como uma leoa.



Aí o telefone celular dela tocou. Era a filha dela que estava ligando.



Perguntei se ela queria atender o celular ela ficou na dúvida e ai eu retruquei.



Se quiser pode atender, liga pra ela.



Então ela se levantou e desceu as escadas do cinema no caminho da entrada do mesmo.



Quando ela foi descendo as escadas vi aquela rabo balançando na minha frente ai não aguentei.



E agarrei com força jogando ela na parede do cinema práximo a entrada do cinema.



Comecei a beijar a sua boca, seu pescoço e ela ainda tentou fugir mas novamente agarrei os seus braços contra a parede e comecei a beijar, morder, passar a lingua, na boca, no queixo, na orelha e dizia...



É ASSIM QUE VOCÊ GOSTA SAFADA



FALA PRO TEU PRETO.



FALA!.



Ela sem reação deixou e fui mordendo e chupando seus seios (ainda por cima da roupa), abri o zipper da calça dela pensando dela me impedir, mas ela nada fez.



Aí comecei a acariciar o grelhinho dela sem tirar a calça toda já que afina de contas nás estávamos no cinema e dizendo: "que bucetinha linda... quero chupar ela todinha e mete gostoso nela.



Ela ficou louca de tesão e foi logo agarrando o meu pau.



Quando botei ele pra fora ela caiu de boca com muita vontade, (ela já estava querendo muito tempo), ai aquelas chupadas me deixou louco de tesão, foi quando forcei a cabeça dela para a minha rola entrar mais na boca dela.



E ela, hum... Ela queria mais.....



Aí fui tirando a calça dela mais um pouquinho e fui acariciando devagarinho o cuzinho dela, enquanto ela chupava bem gosoto o meu pau.



Ficava falando pra ela: "Vai sua putinha, chupa essa rola, ela é sua, vai sua safada, chupa com vontade".



Aí que ela foi com mais pressão e parecia que queria engolir os meus humildes 23 cm de pau negro.



Aí tirei ela do meu pau, a virei de escoltas, dei uma tapinha de leva na bundinha brana dela, e comecei a querer encaixar o meu pau na bucetinha dela.



Como estava com dificuldade ela pegou o meu pau e encaixou na xota dela.



Aí eu fui metendo devagarinho e gostoso naquela bucetinha.



Ela de quatro ali no cinema já totalmente nua e metendo gostoso naquela delicia de buceta quente.



Eu fala: "você gosta de pica hein sua safada, fala pra mim, gosta?"



E a cada resposta dela eu estocava com mais força e ficamos nesse vai e vém gostoso e com medo de alguém nos pegar e a gente acabar na cadeia.



Estavamos na entrada da porta do cinema. Se alguém chegasse atrasado iria pegar a gente trepando,,,, e se alguém saisse para beber água ou ir ao banheiro iria pegar a gente trepando também.



Uma verdadeira loucura.



Mas o tesão falou mais alto e ela dizia baixinho pra mim meter mais e mais, que ela queria sentir o leitinho quente dentro da bucetinha dela.



Fui metendo com força e falando muito sacanagem no ouvido dela, foi quando ela começou a rebolar com a minha rola lá dentro.



Não aguentei e joguei muita porra quente na bucetinha dela.



Fiquei nervoso com medo de alguém nos pegar e guardei o meu pau e pedi a ela para colocar as calças.



Aí ela saiu do cinema e eu fingi que fui beber água e ela ligou para a filha dela.



Depois de ela contar um monte de mentiras para a filha, nás voltamos para o cinema, mas não vimos o filme.



Pegamos nossas coisas e fomos embora.



O pessoa da bilheteria deve ter achado que nás não gostamos do filme. srrsrrsrs



Depois disso estamos conversando por telefone e marcamos de ir para um Motel aqui no RJ.



Bom! a histária termina por aqui.



Se alguém quiser trocar experiências ou me conhecer para quem sabe nos conhecer me adicione.



Abraços.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eronticos sou crente mais minha buceta vivi picandoembebedei minha mulher e consegui comer o c* delacontos deixa tiocontos eroticos espertinhacontos:meu pinto endureceuporno comi dias amois veiazoofilia dssascontos escravizada por chantagensconto boy roludo da periferiacontos de coroa com novinhomeu sogro me escravizou contos erotiçosas rola de pratigo na bucetaContos de masturbação com objetos no ginecologistacontos eróticos abusada virgemContos eroticos da lele alessadraContos eróticos no banheiro da escoladei a buceta pra não me entregarem contos reaisconto menage com minha namoradacontos porno sou puta dos meus cachorroscontos eroticos de travecopapai traindo mamae comigo contos eroticoshistorias heroticas detalhistas de peitudas gostosascontos anal na enfermariaconto flagrado com a calcinha enrolada no pauacabei comendo minha tia contosdevolvendo esperma no pau do bem dotadoFui bolinada por debaixo da mesa na presença do meu marido. conto eróticocontos erotico, quatro travesti me estruparamminha mulher quer dar o cu p outro na minha frenterelato erotico marido traivhupou minha buceta lesbicaconto eróticoconto erotico minha mae chupava minha bucetianha deus de pequenarealizando minhas taras com a gravida contos eroticosmeu sogro me trancou a xana contos pornoconto erotico de menino com caralho jumentocontos pego batendo punhetacontos cuidando da minha irma casadaconto fui por cima do meu primocontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosnossa minha mae bu comer xvcontos gays novinhoEngolindo a piroca do irmozinho contoseroticoscontos eroticos chantagiei minha tia e comi elacontos gay cunhado barracachegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadcontos bund 130cm€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritoscontos eroticos com orgia de cdzinhasandreia baixinha tranzando e tamirisContoerotico meninas japonesas incestovirei puta assumida eu confessoenrabada pelo negao contosconto de encesto a supresa de mamaenamorada sem calcinha no sofá mostrando a b***** para o namorado e f****** com eletrepo com a enteada dormindocontos eroticos casei com um velhovidios novinhas dos mamilps diros pontudoscontos sogra punhetaconto eróticos com velhinhacontos erotico mamae fez papai me comerGoiânia conto vigia da obra gay cuSiririca contospessoas fazendo sexo gostossooooooooooooohhhhh porra pornoempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhocontos foi sem quere comi a cunhada coroacontos apanhando do tutorconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhame insinuei contos eróticoscontos picante eu dando o cu pro meu tio gayscontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhascontos de incesto onde tio coloca sobrinha de nove anos no coloseduzi meu irmãohestoria erotica o grandi fatasia do meu marido e c cornoso grelu esticado