Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM FERIADO QUE SERIA RUIM VIROU UMA DELICIA

Esse conto foi escrito a 4 mãos... espero q gostem



Meu nome é Roberto, tenho 40 anos, trabalho num escritário de contabilidade e tive que ir trabalhar em pleno feriado do dia 2104. Cheguei ao escritário por volta das 9:00 hrs. O bom de trabalhar nesses feriados é que agente fica sozinho e pode ficar bem à vontade. Liguei o computador, impressora e o rádio e comecei a emitir Notas Fiscais, de acordo com os dados dos caminhões que recebia da filial.



Lá pelas 10:00 hrs tocou uma música que eu adoro. Coloquei todo gás no volume do rádio, ouvindo numa boa. Até que fui interrompido com a campainha do escritário tocando. Como trabalho numa espécie de sobrado, olhei lá de cima pela janela para ver quem estava me perturbando e para minha surpresa e alegria, era uma vizinha. Uma moreninha fofinha, deliciosa, cabelos pretos compridos, uns seios grandes, coxas grossas, em fim, tudo de bom.



Desci rapidamente e ao abrir a porta ela falou:

- Olá, Roberto! É você que está ai... Fiquei meio assustada ouvindo essa musica em pleno feriado...

- Oi Bianca... Hoje fiquei de castigo, tive que vir trabalhar. Gostou da música?

- Gostei sim...

- Por que você não sobe me faz companhia, ouvimos essas músicas e conversamos um pouco?

- Ta legal!



Ela passou perfumada por mim, que delicia, e foi subindo as escadas. Eu sá no pé da escada observando aquele monumento por trás, de ângulo muito bom, ou seja, de baixo para cima. Aquele bumbum dela já me deixou a meio pau.



Subi atrás dela.

Bianca sentou na minha frente e eu fui emitindo as NFs e conversando com ela. Ela se interessou pelo serviço e perguntou se podia digitar um pouquinho. Deixei claro. Ela sentou na minha cadeira e começou a escrever as informações que passava a ela. Mas fiquei estrategicamente atrás dela. Encostando, meu corpo na cadeira que ela estava, e me debruçava sobre ela para lhe explicar qualquer coisa na tela do computador.



Aquele perfume estava irresistível. Durante as explicações, coloquei minha mão no ombro dela e comecei uma espécie de massagem ali. Ela na hora deu uma paradinha e falou:

-Que gostoso. Ando tão tensa. Faz uma massagem em mim?

-Claro. Porque a tensão?

-Não sei explicar. Acho que a minha menstruação está para chegar, deve ser isso.



Como a Páscoa tinha sido na semana passada, eu tinha levado para o escritário uma caixinha de bombons. Ofereci a ela.

-Pega um bombom Bianca, dizem que o chocolate ajuda a relaxar.

Ela pegou um e disse:

-Comigo acho que acontece o contrário...

-Como assim?

-Depois que eu como um chocolate eu fico toda...

-Toda o que?

-Ah... Você sabe...



Parece que foi uma dica. Minhas mãos que estavam massageando seus ombros começaram a descer discretamente e foram chegando aos seus enormes seios. Bianca fechou os olhos e encostou sua cabeça em mim, que por coincidência, encostou bem no meu pau, que nessa hora já estava bem duro. Ela sentiu e começou a mexer a cabeça discretamente nele. Nessa hora, minhas mãos já estavam massageando seus dois seios. Alisava de levinho onde parecia a marca do biquinho dela. Não resistindo mais, me abaixei e encostei meus lábios na boca dela. Ela com os olhos fechados ainda, correspondeu, e começamos a nos beijar. A intensidade dos beijos foi aumentando. Ela se levantou e encostei-a na parede, beijando sua boca, uma mão entra por baixo da sua camiseta a procura dos seus seios, enquanto a outra, segura sua cabeça.

Aqueles beijos molhados gostosos, minha boca agora busca seu pescoço. Aquele perfume delicioso ali. Tiro sua camiseta. Vejo seus seios sendo apertados por um lindo sutiã branco. A imagem, daquela morena, encostada na parede, de calça jeans e sutiã, estava maravilhosa. Seguro seu corpo e puxo contra o meu. Votamos a nos beijar. Minhas mãos procuram libertar aqueles peitões do sutiã. Conseguindo abrir o sutiã nas costas, Bianca deixa cair o sutiã, mas protege os bicos com as mãos. Ela me olha com uma carinha de safadinha, sorri e tira as mãos dos bicos e segura seus seios oferecendo eles para serem mamados. Chego devagar num dos seios dela. Minha língua contorna a aureola e dá uma passadinha no biquinho. Vou fazendo assim e provocando ela. Minha mão alisa sua bucetinha por cima da calça. Sinto-a dar umas reboladinhas na minha mão. Viro ela de costas para mim. Seguro seus dois seios, beijo sua nuca e esfrego meu pau super duro naquela bunda deliciosa. Ficamos assim alguns minutos e uma das minhas mãos começa a descer. Entra na frente da sua calça. Entra por dentro da calcinha e sinto o calor da sua bucetinha. Bianca desabotoa a calça, facilitando ainda mais os movimentos da minha mão dentro da sua calcinha.



Peço pra ela sentar-se à mesa. Ela senta. Eu puxo sua calça e sua calcinha. Pronto. Agora aquela Deusa peladinha sentada na minha mesa. Ela com as pernas fechadas, escondendo de mim seu lindo tesouro. Sento na cadeira em frente a ela e peço para ela colocar seus pés em cima dos meus ombros. Ela coloca e tenho uma visão magnífica. Uma bucetona lisinha, bem fofinha e com uma pintinha num ponto estratégico que deixaria qualquer um muito louco de tesão. Tirei minha calça e cueca. Cai de boca naquela bucetona e sentia aquele gostinho maravilhoso. Que gostoso. Ia lambendo e me masturbava. Bianca segurou minha cabeça contra a buceta dela e rebolava gostoso em cima da mesa.



Levantei-me e comecei a pincelar aquela bucetona. A cabeça do meu pau é grande, mas sumia gostoso no meio dela. Deixei meu pau na portinha e voltei a beijar Bianca. Nossos beijos cada vez mais gostosos eram incentivos à entrada do meu pau dentro daquela bucetona. Ele foi invadido aquele racho gostoso, apertadinho, molhadinho e muito quente. Sentia cada centímetro do meu entrando nela...







O beijo do Roberto é maravilhoso...

E ainda me beijando, sentia cada centímetro dele entrando em mim, ele enfiou tudo bem devagar. Começou a beijar meu pescoço e apertar minhas coxas, em seguida começou o movimento “vai e vem”... Ele se aproximou do meu ouvido e sussurrou: “ - Gostosa!”.

Estávamos loucos de tesão.

Eu gemia... o Roberto ficava louco e acelerava o movimento, quanto mais eu gemia, mais ele acelerava. Estávamos metendo gostoso, ele metia bem fundo. Tirava o pau e colocava novamente... Ficamos algum tempo assim, eu olhei para ele e pedi que me fizesse anal, ele me chamou de safada...

Desci da mesa e fiquei ajoelhada na cadeira de costas pra ele com as pernas abertas, ele se aproximou segurou na minha cintura e posicionou o pau no meu cuzinhu... Começou a forçar e foi entrando bem devagar. Eu senti uma dorzinha, mas é uma dorzinha deliciosa de se sentir... Com uma das mãos, Carlos acariciou um dos meus seios e continuava enfiando, eu comecei a rebolar no pau dele... Hummmm que delicia... Ele começou o movimento de vai e vem bem devagar. Percebi que ele estava com medo de me machucar, então pedi q ele ficasse parado e comecei a fazer o movimento de vai e vem e rebolar no pau dele... Roberto apenas segurava minha cintura...



Virei-me e falei pra ele: “ - Eu quero gozar na sua boca!”. Ele me olhou com aquela cara de safado, beijou minha boca como se fosse me engolir. Desceu direto para meus seios, os segurou firme e com carinho... Beijou um, depois o outro, mordiscou um deles de leve, nossa, que tesão que eu estava sentindo... Continuou descendo e chegou onde eu queria. Sentei na cadeira com as pernas abertas, e ele se ajoelhou na minha frente, começou beijando minha virilha e lambeu minha pintinha, num ponto estratégico q deixa qualquer homem louco de tesão. Passou a língua na minha buceta toda e começou a me chupar bem gostoso... Ele sabia como fazer... Eu gemia, já estava delirando de tesão. Ele ficou ali, me chupando alguns minutos... E eu ali sentindo aquela língua sedenta, maravilhosa, gozei na boca dele, gemia alto e me contorcia toda... Tentei fechar as pernas, mas ele as segurou e me chupou mais forte... Ele me sugando e eu gozando intensamente... Roberto provou todo meu “mel”... Levantou-se e me beijou, também provei o gostinho do mel que restava na boca dele...

Beijávamos-nos intensamente. A língua de Bianca percorria toda a minha boca, saboreando o gostinho do mel. Senti sua mão segurando meu pau, que ainda latejava de tesão. Carinhosamente ela o alisava bem gostoso, às vezes me punhetava, outras vezes apenas percorria por ele inteiro, até chegar ao meu saco e fazer uma massagem gostosa ali.

Paramos de nos beijar e sua cabeça foi descendo. Deu uma paradinha nos meus mamilos. Lambeu e deu uma chupadinha bem gostosa neles, sem largar um minuto do meu pau, que era tratado muito deliciosamente pela sua mãozinha macia. Eu estava com o tesão a flor da pele, já pronto pra explodir . A cabeça do meu pau estava toda meladinha de tanto tesão e foi nesse momento que senti a pontinha da sua língua nele. Que delícia que ela fazia com aquela língua no meu pau. Sá lambendo meu pau, de ponta a ponta. Ai vem o mais gostoso ainda, quando ela começou uma chupetinha deliciosa. Primeiro sá chupando a cabeça dele, depois passou a engolir ele inteiro. Olhava para baixo e via meu pau sumindo dentro daquela boquinha... Era demais. Seus movimentos com a cabeça e sua mão mexendo sincronizadamente aumentava cada vez mais o tesão. Estava impossível aguentar aquela situação. Comecei a gozar muito gostoso dentro da boquinha dela. Ela tirou meu pau da boca e deixou minha porra cair naqueles peitões maravilhosos. Que gostoso! Ela, foi me punhetando até a ultima gota. Ajoelhei-me na sua frente e voltei a beijar aquela boquinha linda e gostosa que havia acabado de chupar bem gostoso a minha rola. Sentia o gosto do meu pau nos seus lábios, mas o mais gostoso veio com a sua língua dentro da minha boca, trazendo um pouco do meu gozo e dividindo comigo boca-a-boca.

Nossos lábios ficaram todos melados e um lambia o outro sem parar. Abracei-a com mais força e sentia seus peitões melados e molhados esfregando em meu corpo. Minha mão os alisava, esparramando meu gozo por seu corpo.



Continua...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de afilhadas novinhas.fiquei com a buceta ardisa pela grossa rolavoyeur de esposa conto eroticodoce nanda contos eroticosConto porno de estuprada por pai da mim amigacontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhasContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casacontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maeContos eroticos de solteiras rabudaschantagiei minha irmã parte 2Casadas com tio contosconto erótico. eu minha esposa morando perferiacontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulherMinha namorada festa na chacara cornoDei meu cuzinho- conto ii relatosJamanta comeu meu cuzinho a forçacontos meu pai me seduziucontos com teens sentando na ro do pri com doze anoscontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.www.eu aronbei minha sobrinha de doze anos de idadesou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhoporno marido da vizinha foi viajar e fui pozar na casa delaquadrinhos pornos de patrao dominadorcache:XIRRUtFC4SYJ:https://idlestates.ru/conto_12285_fui-estuprada-por-minha-culpa-parte2.html contos nao tinha camisinhaconto fui abusado pelo tio da van gayContos eroticos flagas filhascontos sexo minha esposa nossa vizinha travesti novinhasobrinho dopa sua tia historia eroticaconto erotico de colega saradao do meu padrasto mim comeuconto erótico vesti uma cinta liga pro papaicasadas baxias di calsias na zoofiliacontos lesbica fui sedusida banheiro boatyFoto nega por cenoura no cu e gozou gostosoconto eróticos com velhinhaContos entiadas apanhando para submeter ao sexoa amiga resolve acordar a amiga com a mão na buceta delacontos eroticos marido bebeu e eu encoxei a mulhercontos eróticos de bebados e drogados gaysencoxador no tremporrnodoido com anacrente viciada em engolirContos Bota no cu tiocontos masturbandcontos safadezas com a tia casada inrrustidaminha mae é a mulher do meus amigos contoscontos eroticos de incesto: preocupada com meu filho"contos eroticos" amiga nudismocontos eróticos comi minha vizinhacontos eróticos leite incestocontos currando humilhando a negrinhacontos erotico fui abusado pela vizinhapono vitgen nãoa aguentiu epediu p paramconto arebentarao meu cu meumaridoContos eroticos de pai estrupos de andiada gratisContos de insestos com irmacontos eroticos caminhoneiro obriga meninaConto gay o pastorContos gay encontro com o estranho da rola grossaestrupada contosamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/eleconto erótico papai obedecercontos comi a minha sobrinha filha virginhacasada resebe proposta indecente contomeu namorado me fez de putaConto erotico minha esposa e o pau enorme do nosso cachorrocontos de buceta é cúContos eroticos uma novinha para um casal taradoler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homensconto comi uma velha crentecontos eróticos o dia que comi o cu da minha sogracontos putinha caralhudo corno chupaconto gay o negao comeu meu cucontos espiando a irmã no banho[email protected]Desvirginando a sobrinha de 18 anosconto erotico a gorda pagabdo a apostacontos eroticos amarradascontos de negão advogado comendo loira cliente