Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

METRO DOS HORRORES QUE DELICIA

O que passo a relatar aconteceu comigo ontem 19052009 no metrô em São Paulo, é a 1ª vez que escrevo para este site, tenho 40 anos 1,67m 72kg sou casado com um homem a 3 anos e meu nome é André.

Bem enfim entrei no metro na estação conceição do metro com destino a Republica, me sentei e até ai tudo bem, eu estava de Terno pois acabará de participar de uma reunião, havia um senhor negro gordo sentado no banco a minha frente feio com uma calça e uma camisa justa de cavanhaque e careca, notei que ele me olhava mas fiquei na minha.

Quando cheguei na estação Sé desembarquei e ele também ele chegou perto de mim e perguntou como chegava a estação Republica e então disse que estava indo para lá e o orientei (Depois que me toquei que estava com um envelope de minha empresa e que nele havia o endereço da mesma que fica na republica), enfim entramos no mesmo vagão e então ele disse que não conhecia São Paulo e que deveria ir até o Largo do Arouche, fomos conversando sobre banalidades ele me disse que se chamava Aurélio tinha 56 anos era casado ele era enorme perto de mim devido ao meu tamanho parecia um armário como adoro gordos pensei se esse cara fosse bonito eu transava com ele.



Ele me pediu para que o acompanhasse até o Largo do Arouche pois estava com medo de se perder, enfim chegamos ao Largo quando fomos nos despedir ele agradeceu e disse para que eu o desculpasse mas que iria me dizer uma coisa, disse que havia me achado uma delicia que era louco por Doutores de Terno e olha que nem doutor eu sou hehehe e que gostaria de saber se ele teria alguma chance, antes de responder ele já foi pedindo desculpas novamente e dizendo que se eu não fosse Gay para esquecer o que ele tinha falado

Fiquei atordoado sem ação e aquela sensação quente começou a surgir, senti meu rosto queimar aquela sensação de inquietação e disse que era gay sim e que ele teria uma chance sim (Não sei o que me deu naquele momento pois o cara era feio mesmo) enfim resolvemos entrar em um Hotel que fica quase na esquina com a Amaral Gurgel, é um daqueles muquifos por hora, entramos e assim que fechei a porta ele me agarrou por trás e disse;



- Hoje vou te fazer o cara mais feliz do mundo



Me assustei com a investida mas quem ta na Chuva é pra se queimar hehehe



Ele começou a me despir até me deixar em pelos, fui tirar a roupa dele e ele não deixou, disse para tomarmos um banho e ele também não quis, me levantou e me jogou na cama de bruços e já se deitou sobre mim me lambendo inteiro começou pela nuca lambeu toda a minhas costas pulou minha bunda lambeu minhas duas pernas até meus pés sua língua era grossas e os pelos do cavanhaque também eram bem grossos, fui a loucura me contorcia gemia e ele caprichava cada vez mais até que chegou até minha bunda e ali ficou me provocando eu empinava a bunda rebolava e implorava para ele lamber meu anelzinho até que ele atendeu, dei um urro de prazer ele enfiava a língua e eu me contorcia e já estava chamando ele de meu macho ele ficou doido e disse que adorava deflorar doutores branquinhos e fogosos, eu já não raciocinava, ele me virou e disse tira a roupa de seu Macho, não me fiz de rogado fui tirando o tênis a meia a calça e a camisa deixando o sá de cueca sou tarado por homem de cueca, ele estava com uma cueca surrada e com um volume enorme, comecei a retribuir a lambida e sentia sei pau pulsando em meu corpo por baixo da cueca ele não tinha pelos no corpo e era gostoso sentir o gosto do seu corpo cheguei até a virilha e fui abaixando a cueca “Nunca havia visto um pênis tão lindo em toda minha vida, era grande (não medi mas ele disse que tinha uns 19 cm) não era grosso mas era reto e lustroso não resisti e cai de boca naquela vara o cheiro era um cheiro forte de homem, não de suor nem de sujeira mas de Homem mesmo fiquei chupando ele não sei quanto tempo ele me chamava de doutorzinho gostoso, de safado e eu me excitava com a situação, por incrível que pareça comecei a subir pela sua barriga peito até começar a beijá-lo com euforia, de repente olhei e aquela feiúra havia desaparecido estava com tanto tesão que não o achava mais feio então comecei a encostar o meu anelzinho em sua rola e ele começou a esfregar eu já estava nas nuvens, ele me estendeu um tubo de gel e uma camisinha e encapei aquela preciosidade chupei mais um pouco me lubrifiquei e voltei rebolar na ponta de sua vara, ele começou a esfregar com mais intensidade e eu fui me abrindo.



- Isto Doutor faz seu macho feliz me recebe inteiro dentro do Senhor.



Este tratamento foi me deixando doido pois eu me sentia forte por ele me chamar de doutor e impotente por ter aquele armário entrando dentro de mim.



Estava difícil de entrar e estava doendo muito e então sai de cima.



- Doutor Fica de quatro e confia em mim.



Fiquei de quatro e ele começou a forçar minha entrada com firmesa mas com muito carinho e foi mais ou menos assim.



- Relaxa doutor eu não vou te machucar.



- É muito grande meu macho vai devagar, ta doendo, ta doendo



- relaxa que já entrou até a metade agora sá vai engrossar um pouco



e foi metendo perdi o sentido e implorei



-Mete tudo meu macho me arromba



acho que despertei um animal pois ele enterrou o resto que vi estrelas foi com tanta firmesa que amoleci e cai deitado na cama ele caiu em cima de mim com seu peso e ficou parado esperando eu me acostumar, aos poucos comecei a rebolar em sua vara e então ele se soltou foi me puxando e me colocou de quatro novamente e começou um vai e vem cadenciado como nunca tinha sentido alguém fazer antes ele tirava até deixar sá a cabeça e depois enterrava de novo.



-Me fode meu macho me faz delirar de prazer me arromba



ele fodia cada vez mais rápido até que me pediu para ir virando e fui ficando de ladinho ele me levantou uma perna e continuou a foder ai ele disse.



- Vira mais um pouquinho Doutor quero te assar no meu espeto de franguinho e quero ver essa carinha de safado levando vara.



Fiquei de Frango e ele mandou vara eu sentia sua vara bem funda e pedia cada vez mais e ele fodia forte cada vez mais rápido e nada de gozar minhas pernas já estavam adormecidas e eu nem pensava em pedir para ele parar seu suor me molhava e eu suava tanto quanto ele me beijava na boca e fodia como um louco começou a tirar toda a rola de dentro e entrar de novo fazia aquele barulho que sá quem já deu para uma rola potente já ouviu até que começou a bombar com força de novo em um vai e vem frenético e me fez gozar como um louco aos urros gozei e fiquei tão acabado que não conseguia mais reagir ele tirou o pau de dentro de mim tirou a camisinha e gozou sobre meu peito também aos urros um gozo tão grosso e intenso que mais parecia um leite condensado e caiu ao meu lado na cama com a respiração ofegante.



Senti um vazio tão grande dentro de mim que queria aquele homem dentro de mim a qualquer custo, mas ele estava sem forças.



Entramos no banheiro e o lavei inteiro cada centímetro de seu corpo queria que aquele momento nunca acabasse.



Ele me pediu que ajoelha-se no chão e levantasse a cabeça eu estava entregue aquele macho e então ele começou a urinar em meu peito e disse que era para demarcar meu corpo pois ele tinha certeza que iria me fuder muitas vezes mais. ( e tenho certeza que vai). Sai do Hotel e marcamos de tomar uma cerveja depois que eu fechasse o escritário.



Cheguei ao Bar ele me esperava e então conversamos bastante e o safado me disse que mora em São Paulo a mais de 19 anos e que propositadamente me pediu informação com o intuito de me foder e conseguiu.... já marcamos novo encontro



Afinal meu feioso é uma delicia



Curto muito sexo virtual e quem sabe algo mais ..... [email protected]





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gaysvideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salientefui passear vestido de putinha e os noiados me fuderam o cu conto gaycontos encesto na praia de nudismocontos de foder empregadaconto cdzinhacontos minha filha olhou em dandoConto porno coroa e netiazoofilia contos eroticos homem fudendo co éguas.brdando bobeira de baby doll em dentro de casacontos meu marido da pica pequenameu pai tem ciumes de mim contos eroticosconto de o tenente me chupou muito gaydei o cu pro pastor,contosminha mae nao gosta de mim contos eroticos incestoMulher transano de quatro com um homen xe pau grandecotos heroticos gay me comeu no riovideos porno sobrinha branquinha fugindo dos tios negoesporno com homens vestindo as calsinhas abertas em baixo de rendas brancas ese mastubado com elasprima renata parte 1 contosmimi apaixonei pelo novinho de pau grande contos gaycontos eróticas masturbando o titioconto entreguei os pés da minha mulher para um amigotranso com meu cachorro todos os diascontos arrombei o cu dela no pique escondechupei meu filho contos eroticosContos sogra medindo o tamanho do pauseduzida por uma lesbica contocontos/ morena com rabo fogosopau cheiroso contonovinha com peso na barriga usando churrasco de vídeo pornôcontos eroticos meu sobrinho vei morar e casa do interior pra fazer facudadecontos eroticos enganadacontos eroticos com a tiacontos de incetos o viadinho do meu irmãozinhocontos eroticos sentei no hugocontos eroticos eu feia e gorda pornomulek chupando no peitinho da primabucetas no bairrofazendinhacontos eroticos meu sobrinho vei morar e casa do interior pra fazer facudadecontos eróticos escrava é putonaconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duasminha tia com capo de fusca contoscontos comendoContos, eu convidei um foragido na minha casa e ele comeu a minha mulherminha irmã no meu colo contiscontos eroticosmasturbando o cuzinhoconto erotico gay viciei na porracontos eróticos de bebados e drogados gaysela desmaio contos eroticosconto fui por cima do meu primovideos de porno sogro cardando a moracontos eroticos casada vê abelhar com pau grande no cúConto erotico iniciando modelo cabaconegra sendo humilhada e obrigada a engolir vomitotrepo com a enteada dormindoContos ajudei o meu amigo a comer minha filhaContos eróticos reais de Angolacontos eróticos primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhoscontos escravizada por chantagenscontos eróticos chuva molhadacu esfolada negao contoscontos de coroa com novinhoconto fui ajudar a vizinha e ela me agradeceu com a bucetacontos eróticos mamãe meteu uma cenoura em minha bucetinhaComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paimenino de treze anos gostoso bundinha e cuzinho jeitoso contos eroticosContos porno minha namorada mi engañoContos eroticos com o rodo do banheiroamiguinhocontoscontos eroticos lesbica chineladascalcinhas sujas contos eroticos da tia safadacontos eroticos garotas na escolacontos eróticos repentinoa minha mulher e o casetao cavalarcontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetaconto erótico loira casada traindo marido com cadeirante