Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TOMANDO BANHO JUNTOS, VOCÊ COMEU MINHA BUNDINHA

Estava um dia frio, eu fui tomar um banho para esquentar um pouco, Liguei a água e deixei escorrer até esquentar, enquanto isso tirava a roupa. O vapor d água inundava o banheiro, entrei no box e comecei a me lavar. A água quente escorrendo no meu corpo estava uma delícia, me deixei levar pela situação, comecei a tocar e, meu corpo de forma insinuante, não percebi que você entrou no banheiro e que ficou a me olhar através do vidro. Quando virei para você, vejo que você segura seu membro enriste, estava se masturbando enquanto observava eu me acariciando.



Abri a porta do box, você entendeu meu recado, tirou toda sua roupa e entrou no chuveiro comigo. Humm, a água quentinha escorrendo entre nossos corpos ensaboados, pele roçando com pele, nossos corpos abraçados, de frente, sentia seu membro enfiado entre minhas cochas, encostando sexo com sexo, sá provocando, os pelos do seu peito tocando em meus seios, mãos bobas deslizando pra cá e pra lá, beijos na boca com a água escorrendo, eu chupo sua língua, você sugando a minha.



Viro de costas pra você, você beija meu pescoço, seu membro duro encostando na minha bundinha toda ensaboada, seguro suas mãos cruzadas sobre meus seios, sigo com elas deslizando pela minha barriguinha, até chegar a na minha vulva, você segura pressionando,

puxando meu corpo para o seu, mordiscando meu pescoço, eu vou esfregando meu corpo no seu. Seu membro também lambuzado de sabão procura ávido por um buraco pra se enfiar, fica se esfregando pelo meu reguinho.



Você me empurra contra a parede, mordisca meu pescoço, depois desce ora beijando ora mordiscando minhas constas, chega à minha bundinha, morde ela com desejo, em seguida afasta cada banda pra um lado, expondo meu buraquinho. Enfia sua língua nele, bem gostoso, uma, duas, varias vezes, alterna entre meu buraquinho e minha xana, chupa, enfia a língua, mordisca, sinto sua barba roçando entre minhas cochas, entre minha bundinha, enquanto enfia a sua língua o mais fundo que pode, me chupando toda, colhendo cada gota do meu mel, me fode com a boca alucinado. Meu rosto, meus seios meu corpo todo colado aos azulejos, pressionados contra a parede, deliro de prazer, minhas pernas ficam mole, não aguento mais de tesão, peço pra você:



- Me come, não aguento mais quero sentir você dentro de mim.



- Daqui a pouco, primeiro quero que você me chupe um pouco também.



Você se encosta-se à outra parede, eu fico de joelhos na sua frente, você segura seu pau e bate com ele na minha cara, me chamando de Vagabunda, eu tiro suas mãos, e seguro seu membro com as minhas, passo a língua entre meus lábios deixando-os bem molhados, beijo a cabecinha do seu pau, e vou descendo com meus lábios pelo corpo do seu membro, volto pra cabeça, abro um pouco mais minha boca, e vou pondo ele vagarosamente, fazendo pressão com a boca, pra que ele entre apertado, pra dentro da minha boca quente e úmida. Você segura minha cabeça e força ele pra dentro todo de uma vez, quase engasgo com ele forçando minha garganta, começo a te masturbar com minha boca, enfiando e tirando ele de dentro dela, passo minha língua em volta da cabeça, torno a enfiar você todo na minha boca, deixando você alucinado até que você me pede pra parar:



- Chega quero te enfiar meu caralho agora, sua puta.



Você então deita no chão molhado do banheiro reclinado na parede e torna a se pronunciar.



- Vem cá minha putinha, senta aqui no meu caralho, vem.



Ajeito-me sobre o seu corpo e ajeito seu pau na minha xaninha, ainda quando estou sentindo seu pau deslizando pra dentro da minha grutinha você me segura firme, olha nos meus olhos e me diz;



- Não putinha, você não entendeu, não mandei você montar no meu caralho, mandei você sentar nele. Hoje eu quero comer o teu cuzinho apertadinho.



Olhei pra sua cara, com aquele sorriso maroto, me aproximei, te beije gostoso, e também com um sorriso maroto te pergunto,



- Você quer comer minha bundinha, e o que eu ganho com isso,



- O que você quiser minha putinha gostosa.



- Você promete.



- Prometo.



- Então eu te falo depois.



Levantei de cima de você novamente, virei de costas pra você, você me puxou e deu uma cuspidinha entre minha bundinha acertado em cheio meu furinho, depois vi que lambuzou seu pau com um pouco de xampu. Ajeitei-me sobre seu corpo, virando a bunda pra você, você segurou firme o seu pau, apontado para meu buraquinho, com minhas mãos seguro minha bunda bem aberta, aos poucos fui aproximando meu cuzinho do seu pau. Você com uma mão segurava seu pau e outra meu quadril, sinto seu pau encostando no meu cuzinho, ele se abre pra te receber bem gostoso, você vai forçando a entrada, metendo devagarzinho, pra eu ir me acostumando com o volume do seu pau, enfiando um pouco mais, aguardando meu cuzinho se abrir mais, enfia mais, até que sinto minha bunda encostando nos pelos do seu pau, Você esta todo enfiado dentro do meu buraquinho.



- Ta doendo, meu puto, vamos parar.



- Rebola um pouco a bundinha na minha vara, minha putinha, assim ela se ajeita lá dentro e você começa a curtir.



Fiz como você disse, os músculos do meu furinho se acostumaram com toda aquela força e comecei a gostar, em seguida ergui meu corpo, deixando sá a ponta do teu membro dentro do meu cuzinho, você conduzindo meu corpo começou a empurrar pra baixo, fazendo novamente com que seu mastro invadisse minhas entranhas, aos poucos fui me soltando e me acostumando, acabei gostando da sensação de conseguir fazer isso pra você, sempre quis te dar minha bundinha, mas sempre tive receio da dor, mas agora estava conseguindo realizar a sua fantasia de comer minha bundinha, comecei a rebolar na sua vara bem gostosinho, e a cada estocada, meu cuzinho engolia sua vara com maior facilidade, cada vez mais gostoso, cada vez mais fundo, cada vez mais forte, você espalmava minha bunda, me dando mais tesão, me chamando de vadia, de putinha, eu agradecida, sentava no seu pau cada vez com mais gosto e rebolando sentia você todo enfiado dentro de mim, a cada estocada. Ao mesmo tempo me masturbava e não demorou muito pra eu estar gozando sentada em cima da tua vara.



- To gozando amor, to gozando com a tua vara enfiada toda no meu cuzinho. Ai, que deliciaaaa, hummmmm. Ai que deliciaaaaa, que vara gostosa, fode meu cuzinho, fode. Fode assim, fode gostoso. Nunca pensei que podia gozar com um pau enfiado no cuzinho, aiiiii. Aiiiiii, sssssssss, deliciaaaaaaa.



Não demorou muito pra ver que a essa pressão toda do meu cuzinho no seu pau, e o ritmo da transa iria acelerar também o seu gozo, senti sua vara inchar ainda mais dentro de mim, então, logo o seu jato de gozo quente inundando todo o meu interior.



Ao ver sua cara de felicidade, comecei a rir, você me puxou pra você, nos beijamos e ficamos mais um pouco ali deitados sob a água do chuveiro que ainda escorria sobre nás, então foi a hora de cobrar minha promessa.



- Você lembra que me fez uma promessa.



- Sim, pode pedir o que você quer.



- Eu quero convidar a Juliana, pra vir dormir aqui em casa, ela me disse que a fantasia dela é dormir com um casal como a gente.



È claro que você concordou, mas está histária eu te conto outra hora.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos minha filha e puta desde pequenacontos eroticos pauzao do papaiconto fui buscalo no aeroporto ocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eroticos masturbando na praia gozei na areiachupabucetas fas mslpornozinho de garotinho do México lindo a bundinha do seu coleguinhamulher de viajante contos eróticos gang bangcontos sexo.minha esposa hosana adora comer meu cumeu marido bebeu e meu cunhado me comeucontos eroticos feminino cunhadoso de salto alto dando p dois contos gaysQualquer coisa agreciva por sexo incesto contosconto programa de putaConto de puta estuprada pelos mendigosContos primeira chupadacontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãoimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai vpeguei a vizinha de surpresa de calcinha e sutiã contosminha cunhada mais velha contosIniciando uma virgem contos eroticospais se esfregando na filha shortinho corcontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentosou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhocontos eroticos fudendo a mae travestimenina sapeca danada enganou todos contos eroticosTrasando com atiawww.contos eroticos de trindo sendo leiloada.comcontos tio enrraba sobrinhocontos eroticos iniciada bem novinha lauraconto erótico de padrasto tiracontos corno arregaçadas no cinema pornôconto erotico abusarao mim metrofilmadora dentro da vagina enquanto gozaconto erotico sofreu no anal com outrocontos eroticos nao entraContos casal peladofilha de diplomatas contocontos amante travesticontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosmeu cliitores fica marcando a calcinhacontos eroticos tirei a virgindade da minha tia gordinhaconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos com fotos no carnaval levei chifrecontos eroticos de prima puta safada e com um rabo de puta que foi fazer uma visitinha pra tiavideo de branquinho magrinho dando o rabinho a forçaconto erotico caronacontos siririca praiahomens apanhados a pila na maoconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogroComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu coloo meu padrasto me arrastou pro matagal contosContos eroticos gay vacilei fui fudido o cabaçocontos eróticos comi minha tiacontos adoro sentar no colo sem calcinhachamei meu vizinho bem novinho fudi o rabinho dele contosmeu marido pirocudo me arombou contosConto erotico o cu da minha enteadadei a bunda contoscontos eroticos comendo a prima na casa ao ladominha cunhadinha e virgens peguei a forcaContos eroticos com animaischeirada e dando a bunda contoscontos eróticos com mamãewww.contos de estuprei a gordinhaconto erotico cumi avelhinha da logadenis comeu minha irmã contos eróticosaregasando a b da nminhas sobrinhas conto eroticocontos eroticos 30 cmbucetinha inchada de minha esposa orgia contocuzinhopiscanopeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinha