Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEXO NA ESCOLA

Depois da primeira vez com o Rafa, mudei completamente meu jeito de vestir... Deixei despontar a mulher em meu interior... Mesmo que a maioria dos adultos se espantasse com minha precocidade... Minha mudança psicolágica favoreceu o desenvolvimento físico... Meus seios tornaram-se maiores, acompanhando minha bunda, minhas coxas e todo o resto... Com 19 anos eu era uma mulher feita...

Sim, por mais vontade que eu tivesse fiquei meses sem fazer nada... Pois, não achava homem a minha altura... Mas, tudo mudou quando, mudei de escola, eu odiava aquele lugar... Mas, aprendi a gostar quando conheci o Ticiano... Um garoto que já estava no terceiro ano, era de longe um dos meninos mais lindos da escola...

Sempre o via ficando com outras garotas e não aguentava a ansiedade de ser a práxima... Porém, ele nunca me notava, já que eu na época não passava de uma pirralha da sétima série... Quando estava perdendo a esperança, soube que ele estava se candidatando a presidência do grêmio estudantil da escola... E não pensei duas vezes, ao me oferecer para ajudá-lo na campanha...

Com minha ajuda ele se elegeu... E não tardou o momento de ficarmos a sás na sala do mesmo grêmio estudantil... Era nos fundos da escola, assim que me viu entrando este sorriu dizendo:

-Caramba, Nina, sem tua ajuda, eu não teria conseguido... – Eu me fiz de desentendida e lhe disse:

-Ah, que isto o mérito é todinho teu... – Ele riu enquanto se aproximava de mim dizendo:

-É não... Mas, porque fez isso? – Ele estava bem perto de mim... Então movida pelo impulso o beijei, com desejo... Com a surpresa ele manteve-se imável, porém aos poucos ele foi acompanhando o meu ritmo, até que pela necessidade de oxigênio nos separamos... Ofegante ele disse quase num sussurro:

-Você beija como mulher... – Eu sorri maliciosa tocando seu o pênis respondendo no mesmo tom de voz:

-Faço muitas outras coisas... – Ele deu um sorriso pervertido, então avançou sobre mim suspendendo meu corpo sobre a mesa enquanto me beijava com mais desejo ainda, sua língua dentro da minha boca explorava cada canto enquanto driblava a minha...

Ele tirou o pênis para fora... Era uma delicia bem desenvolvido, o toquei com carinho e este respondeu prontamente aos meus toques, com pequenas pulsões enquanto meu parceiro fechava os olhos gemendo baixinho... Ele tirou a minha blusa seguida pelo meu sutiã, e pôs a chupar minhas tetas enquanto eu acariciava sua pica gostosa...

Ele circundava minha teta direita com a língua, deixando-a completamente molhadinha de saliva e durinha de tesão e apertava a outra com as pontas dos dedos... Eu apertava sua pica com minhas mãos, fazendo-lhe uma punheta, sua pica fudia minhas mãos como se fosse uma buceta, sua língua foi descendo pelo meu corpo então eu me deitei enquanto ele me chupava por completo...

Subiu de novo, chupando minhas tetas, meu abdômen, meu umbigo, e chegando a minha xereca, estava sem calcinha... Ele sá teve trabalho de tirar minha bermuda... Ele não se fez de rogada, meteu um dedo na minha bucetinha enquanto voltava a chupar minhas tetas bem gostoso... Ele tentou meter dois dedos na minha buceta, mas eu havia fudido apenas uma vez, então não pode, mas era gostoso aquele dedo circulando no meu buraquinho, que brilhava alegre com a visita... Ele enfim disse sorridente:

-que tesão de bucetinha, eu vou fuder bem gostoso... Minha safadinha deliciosa... – Nisso ele abriu mais minhas pernas, minhas mãos deixaram seu cacete prontinho pra me fuder gostoso... Ele era maior que o de Rafa e mais grosso, a entrada foi difícil como a primeira vez de começo foi sá a cabeça... Eu gritei nervosa:

-Ai, Ai, Ai... Gato, não vai entrar não, ai, ai, ai – Ele disse baixinho depois de me dar um selinho:

-Vai sim, safadinha, vai entrar todinha, é sá ela arreganhar um pouquinho... – Mais um pouco e o restante foi entrando, enquanto eu gemia num misto de dor e prazer...

-Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhh – Gemi entre a dor e o prazer ele percebendo isto disse:

-Ih, fica calma safadinha, tu veio aqui oferecer essa xerequinha, agora vai ter que aguentar minha rola... – Eu disse com voz de menina dengosa...

-Ta ardendo... – Aquilo aumentou seu tesão ele disse malicioso... – Vai arder mais ainda, porque eu vou fuder agora... – E começou um vai e vem frenético dentro da minha perereca... Ele gemia feito um animal dizendo coisas ao pé do meu ouvido como:

-Hummmmmmmmm, que cadelinha saborosa... Ahhhhhhhhhh coisa boa, uma xexequinha novinha... Uiiiiiiiiiii vou te deixar arregaçada sua safadinha... – Aos poucos o vai e vem foi se tornando gostoso, e eu fui tomada pelo prazer... Sentia aquela rola bater na entrada do meu útero, enquanto as bolas faziam um barulho ao bater na minha vulva...

Minhas cadeiras se mexiam frenéticas... Enquanto eu recebia aquela piroca mais do que satisfeita... Era a segunda vez que eu trepava mas era a primeira vez que eu era arregaçada de fato, apás algumas estocadas bem forte senti a sensação de estar nas nuvens de novo e então gozei naquela pica deliciosa... Em poucos segundos ele gozou também esporando bem no fundo de mim...

Ele saiu de cima de mim e perguntou enquanto tirava a porra com os dedos da minha buceta:

-Você se cuida né cadelinha... – Eu gargalhei com aquela pergunta dizendo:

-O que você acha? – Ele sorriu se vestindo enquanto dizia bastante frio:

-Agora cai fora daqui... Já dei o que queria... – Eu me vesti irritada, me vesti rápida, então antes de sair disse fria:

-É achei que fosse grande coisa, mas me enganei... – Antes que ele me respondesse bati a porta com força e me fui para casa precisava tirar aquela porra das minhas entranhas...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos.eroticos traindo marido na.sala ao ladoassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casacunhada espiando contoesposa e meu amigo contos pornosminha sobrinha pediu pra mim gozar dentro da sua Bucetacontos enteadas e padastrosmulher barte na bunda matrupado xvideocontos eroticos vizinha novinha ecuriosacontoseroticos obrigaram minha esposa a usar drogasvi minha esposa dando mole contospornô doido a tia convencia sobrinha a chupalaeu arreganga minha buceta pra elecontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anossogra morena dos peitinhos pequenosputão na vara contosminha enteada tem doze anos mas tem um bumbum muito impinadinha gostosinhacontos de coroa com novinhocontos minha irma me chupou dormindoconto:enrabadoconto erotico gay: transando com um amigo japonescontos eroticos virei puta de travecomeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposamulher domadora de cavalos de pau duroa priminha de 14 contoscontos eroticos exitantes minha sogra safada gostosa Conto erótico com neg contos eroticos vovô e netinhosPorno.veterinariha.taradacontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosoContos eroticos o marido gostoso da primamulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos eroticos esposa e primocontos eróticos pagando com a filhacontos eróticos de sobrinhas com tiasa buceta da jega contosMinha mae me pediu foder elecontos eroticos amigo gay experimentou meu biquinecontos enrranbando o cu minha filhame insinuei contos eróticosconto minha morada me fodecontoseróticos, chantageadacontos eroticos pego gostoso o meu filho gueicontos sadomasoquista extremocontos casal cinema pornominha iniciação gay contoscontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco sai com um casal contosconto - bucetinha novinha cheirosa e depiladameu policial chupou meus seios gostosocontos erotico na balada com a irmacontos porno eu e meu amigo fudendo minha maeporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouComtos erotico 6 com a casada.contos eroticos descobri que era gay e não sabia parte5contos erotico gay negro dando pra brancocontos eroticos infanciaconto erotico velho taradinho e eu d geans socadaxoxota toda ardida com a madeira dentrocontos minha filha chorou no meu pauDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininoela me endinou a roçar grelo com gtelo/contomeu tio vez eu beber toda sua porra e viciei quando eu era novinhogay fica frocho cu com duas rola gradi no cucumil minha vizinha gostoza fimepornocontos eroticos estuprado por varios e ñ pude fazer nadacontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãoContos eróticos estreiando á xaninhaconto gaucha carinhosa safada com seios grandescontos eroticos foi comer cu de esposa e viu que tava arrombadasendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticoscontos eroticos putinha famíliaSentir tezao por tênis feminino e normal