Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CADELA MASOQUISTA.

Nancy tinha cometido uma falta grave durante a semana, duvidou do seu Dono dizendo:

Duvido que você me deixe imobilizada por horas.

Pois bem, seu Dono ligou hoje às 17:00 em sua casa e disse: Amanhã eu quero você aqui, descalça, com seu vestido preto, trazendo uma calcinha de reserva e um vestido vermelho de reserva às 20:00 na minha casa.

Nancy obedeceu, indo como seu Dono havia mandado e levando o que tinha que levar.

Chegou 5 minutos antes do combinado, apertou o interfone e Ele desbloqueou o portão.

Entrando na casa dele, o portão havia sido bloqueado, sem cerimônia, entrou e sentou na sala. Estava vendo algumas revistas, quando de - repente, havia sido vendada e amordaçada. Entrou em desespero e imediatamente fez menção em se levantar, mas Ele esperto, agiu rapidamente, deu uns bofetões nela e ela se aquietou.

Ela foi para o quarto totalmente imobilizada, nem se quer pôde andar direito. Ele a jogou na cama, as algemas a esperavam, tirou as cordas, a roupa e a algemou de bruço na cabeceira da cama. Os pés estavam totalmente imobilizados no pé da cama com uma corda.

Ela ficou na cama imobilizada por horas, até adormecer.

Horas depois, ela é acordada com um chicote de spanking estalando pelas suas nádegas.

Sem poder gritar por causa da mordaça, tentava se esquivar dos golpes em suas nádegas, mas nada adiantou.

Ele a puxa pelos cabelos e pergunta no ouvido dela: sabe o porquê está apanhando? Ele tira a mordaça e ela responde: por ter duvidado do Senhor.

Ela reconhece o seu erro e Ele a manda contar as chicotadas de 1 a 50.

Cada vez que era chicoteada, ela contava e agradecia. Suas nádegas estavam ardendo, então Ele parou com as chicotadas nas nádegas e começou a chicotear suas coxas.

Doía, mas ela contava e agradecia. Suas nádegas e coxas estavam vermelhas e ardendo, Ele não teve dá e nem piedade ao castigar sua cadela masoquista.

Ela pensou que o castigo tinha parado, mas não, estava sá começando.

Depois de 1 hora mais ou menos, Ele pinga cera de vela nas costas, nas nádegas e nas coxas... Ela fica cheia de cera de vela, mas isso não é nada... Agora é que pega fogo!

Ele tira a algema e a corda que imobilizam ela e a manda ficar de quatro. Ela obedece.

Ele aproveita da postura de sua cadela masoquista para desferir golpes de caning em suas nádegas, ela geme de dor e de prazer, quando ela começa a ficar no auge do orgasmo, ele guarda a vara de caning e começa a perguntar para ela na posição que ela está: por que você ousou em duvidar de mim? Ela responde: Porque não sabia que o Senhor pudesse me deixar imobilizada por horas. Ele desfere vários bofetões nela e diz:

Vou vendar e amordaçar você novamente, terá uma surpresa! Ele a amordaça e venda novamente.

Sabe qual é a surpresa? – Pergunta Ele.

Nancy: Não, Senhor.

Pois bem, vou pegar e não ouse tirar durante 1 semana, ok?

Nancy: Ok.

Ele pega a coleira e a coloca em seu pescoço, depois de colocar a coleira no seu pescoço, Ele diz: Vou te recompensar agora por ter sido uma boa cadela masoquista.

Ele a manda deitar na cama de bruço, ela deita. Ele passa um gel lubrificante em seu ânus e parte para a penetração. Ela geme de gozo e prazer, pois fazia horas que ela não atingia o topo do orgasmo.

Os dois foram para o banheiro tomar banho, tomaram banho juntos e depois de tomado banho juntos, Ele disse: vou deixar minha marca em suas nádegas para que não se esqueça que pertence a mim.

O chicote de spanking estala sobre suas nádegas, ela geme de dor e prazer, quando estava chegando na última, Ele diz: goza, minha cadela, goza!

Ela goza e na última chicotada de spanking, ela diz: obrigada Senhor!

Os dois vestem a roupa.

Ele curte aqueles lindos e limpos pezinhos, lambe, chupa e venera os pés de Nancy.

Depois da sessão de podolatria, os dois se despedem, mas com 3 bofetões em Nancy.

Quando Nancy chega em casa, o telefone toca... Ela atende e ao ouvir aquela voz masculina no telefone, ela diz: Obrigada, meu Senhor por me corrigir e me recompensar!

Ele diz: cada vez que você ver essas marcas, verá que você pertence a mim e desligou o telefone.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos pivetescontos eroticos tia tucacontos eroticos pica grandecontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudaSempre que entrava no banheiro viabo chuveirinho e lembrava de mimque enganaram e comeram meu cu sem pena contoscontos de insesto fatos.comreaiscontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos eroticos minha tia tomando banho de solmeteno grandes obigetos redondo na buçetamorro de tesão pela a minha madrasta/videoscontos eroticos meu amante arrombava eu e minha filha e meu marido descubriuconto erotico de entidas e gravidaconto erotico surra de bundaConto a tia vadiacontos minha prima defisiete me viu batedo umaCasa dos Contos Eróticos nora gostosa no banheirodando pro genro. contos eróticoscontos.eroticos.homem.cadeiranti.casado.com.mulher.traidoconto gerou comer a sogradestruidor de cu contosfotos esposas lindas no ménagePapai derramo leitinho na minha cara contos eróticoscontos eroticos:esporrei na maeporno doido costureiro medindo os seioscheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosconto erotico bem picantecontos eroticos gays orgia piscinacontos irma gozandoporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtiro cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornoconto erotico incesto sonifero filhaconto primeiro boqueteconto eroticos esconde escondecontos gay com homens grandes e peludos terminadasconto erotico abusarao mim metrosou apaixonado pela minha mãe sexo incesto contos novoshomem rasga cu de garotinho contoscontos de incetos o viadinho do meu irmãozinhocontos eroticos com a princesinha do bairroincentivanda pelo marido contos pornominhasobrinhae sua amigacontosbrinco com tio levou no cuzinhocontos de coroa com novinhocontos tava batando uma derrepente minha prima me pegacontos irmãzinhafui penetradoContos sadomasoquismo violentofudi cm tds na praia contosfotos de relatos de nora transando com sogro no sul da Bahiacontos eróticos com madameconto zoofilia o pone me quando cai estrupouirmatezudaconto uma viagem muito gostosaMeninas mamando no swing contoseroticosEu e mamãe fudendo com papai contoseroticoscontos estrupo na casabde praoacontos eróticos tatuadoconto minha irmanzinha gue dormia comigoconto chupei a coroacontos de gay passivo dando pro machocontos comi minha sograbuceta virgem sendo chupada e descabaçada por coroas contosconto erotico com sogroconto erótico sequestro relampagocontos eroticos peguei meu marido chupando os peitos da prima delecontos porno de zoofilia minha buceta cabeluda engoliu o pintao do cachorroconto gay dando na apostahistorias de transascom orgias inesqueciveisquero assistir você para minha mulher rapadinha pau entrandoquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issocontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabeConto enteada nao aguentou tudocontos porno maior q meu antebraço