Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

APOSTA COM A CUNHADA .

Meu nome é Felipe, 21 anos, o que vou relatar aconteceu semana passada, era um sábado 21h e estávamos eu e minha cunhada (morena, 25 anos, 1,68, seios médios, olhos claros, cabelo cacheado) em casa, eu estava no meu quarto assistindo um programa de perguntas e respostas, quando ela ao sair do banho se aproximou e começou assistir junto comigo o programa, em determinado momento ela falou que as perguntas estavam muito fáceis. Como tínhamos muita intimidade, sugeri brincando uma aposta, que se ela não respondesse as práximas cinco perguntas corretamente, teria de tirar a camisola! Ela respondeu, - com estas perguntas ridículas de hoje, vai ser moleza, topo sim.

Ela foi acertando uma a uma até que na 4ª resposta vacilou e cometeu um erro! Adorei, pois iria ver minha cunhadinha peladinha, mas ela se recusou, pois queria revanche e propôs que eu respondesse as práximas cinco e caso eu acertasse ela tiraria e caso não ficaria empatado e ela não tiraria nada, topei, pois considerei justo! Veio um comercial de longos 4 minutos, quando recomeçou o programa vieram às perguntas, fui respondendo todas corretamente até a última, que por azar dela respondi corretamente.

Virei-me pra ela e falei, - deixa comigo que eu tiro a camisola, ela se pos de pé a minha frente sem retrucar, pus minhas mãos nos seus joelhos e comecei a subir a camisola levantando suavemente, pele de seda, alcancei sua bunda e passei a contemplar aquela visão maravilhosa, logo já estava passando asminhas mãos pela barriga e seios, lentamente levantou os braços para que eu pudesse finalmente tirar a peça e colocar em cima da TV, ela deu um passo a frente tentando pegar um lençol da minha cama e tentar se cobrir, mas eu a impedi e falei que era uma aposta justa e que tinha que ser cumprida, ela se virou de frente, nua e linda, com aquele corpo que eu sá tinha visto no máximo de biquíni, foi quando veio o seguinte comentário, - não conta nada pro seu irmão!!!!!!!!!!!!!

Dei uma risada e disse que se ela dormisse aquela noite na minha cama junto comigo, eu nunca falaria nada sobre, ela pensou e aceitou, eu estava muito excitado, pois minha cunhada estava nua, linda e ao meu alcance.

Ela deitou-se em minha cama e eu logo depois ao seu lado ainda de cueca, comecei a acariciar sua barriga, seios, coxas e vagina por um bom tempo, sem ela emitir um som qualquer, então comecei a investir mais pesado passando a beijar cada parte daquele corpo cheiroso, beijei a barriga, passei a língua pelo umbigo e percebi um suspiro à medida que descia pelo seu corpo, quando beijei sua buceta, ela segurou minha cabeça com força e fez a seguinte sugestão:

- veste a minha camisola e tira sua cueca!

Vesti a camisola e tirei a cueca, a camisola mal conseguia cobrir meu pau que estava duro como pedra e a camisola era muito curta, quando olhei pra ela na cama, estava de pernas abertas pedindo para ser chupada, não hesitei e cai de boca, ela gemia, suspirava, apertava minha cabeça contra sua buceta, eu dava até umas linguadas no cuzinho, fiquei uns 19 minutos assim deixando ela encharcada, até que ela pediu pra que ficasse de pé na cama, logo ela se ajoelhou, levantou a camisola que eu vestia e passou a chupar meu pau com vontade, chupava com força, apertava e metia todo ele em sua boca, não aguentei muito e logo avisei que iria gozar, ela meteu todo ele na boca, me fazendo gozar direto no fundo de sua garganta e engolindo todo o liquido que esporrei.

Em seguida ela ficou de quatro na cama, posicionei-me atrás dela e meti minha pica de uma sá vez, o tesão era tanto que meu pau nem amoleceu, metia com vontade puxando ela pelos cabelos e dando tapas na bunda, a cada cravada ela gemia gostoso de um jeito que me deixava com mais tesão ainda, peguei ela no colo e coloquei na mesa do computador de pernas abertas, enfiei meu pau com tudo, chupava seus peitos, beijava sua boca, o clima estava quente e acabamos nos arriscando, debrucei ela na janela que estava aberta e comecei a comê-la por traz puxando-a com força pela cintura, todos que estivessem passando pela rua teriam uma exibição sem igual, pois o quarto estava bem iluminado e depois de varias estocadas, com o suor escorrendo pelos nossos corpos, gozei maravilhosamente em sua xota.

Fomos para o banheiro e tomamos um banho relaxante e demorado, repleto de beijos e carícias, quando voltamos para cama ficamos abraçados, curtindo aquele momento especial durante alguns minutos, quando de repente ela posiciona sua boca no meu pau iniciando uma nova chupada, deixando em segundos ele ficou duro novamente e avisou, vou sentar no seu pau e trepar até gozarmos outra vez, ela rebolava, gemia, gritava, cravava suas unhas em meu peito, estava realmente demais, deixei ela a vontade e depois de um tempo gozamos juntos, deitamos juntinhos e dormimos a noite toda.

No café da manhã estávamos sentados a mesa, ela me fez uma surpresa, entrou por debaixo da mesa, puxou minha cueca pro lado e chupou meu pau por um tempo, engolindo todo o leitinho que saia e disse “CAFÉ DA MANHãNÃO EXISTE SE EU NÃO BEBER UM LEITINHO QUENTE” e eu retruquei dizendo que comer uma rosquinha no café também é demais, mas essa eu conto depois.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


peguei cunhada certinhameu primo e minha amiga contos eróticoschortinho q deixa as magrasgostosasfui fudida ainda de calcinhaestoria porno o sonho do meu marido e cornocontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delaContos eroticos amo dar pra cavalosconvenci minha esposa transa com nosso caoamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/elefui chupada igual uva contosconto erótico bucetas e cu a minha disposiçãominha esposa de shortinho na obracontos erotico ele quis ser corno e eu providencieicontoseroticos.esposa abudada no onibusmenino malcriado contos eroticocontos eroticos namorada brava e virgema certinha e o zelador contoContos de travestis pauzudosconto erótico minha esposa caiu na ciladaeu adoro meu macho zoofiliacunhada ariando a calçinha p mimnegao pegando a velha no mato conto eróticop*** da bunda grande deixando seu c* todo arrombado com peito bem grandePorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paisconto gay meu caseiroi veadoContos eroticos comi a força a minha tiaDei meu cu gay pro seguraca do meu paiconto erotico fingi que tava duente e cumi o cu da enfermeiracontos gay me depilando e pego no flagracontos de maecontos eróticos mendigo no ônibuscontos eroticos perdendo avirgindade encesto compadreminha sogra foi estuprada e gostou contosConto erótico gay camisa social de sedaconto erótico não sei chuparconto erotico perdendo a virgidade com o porteirorelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delacomedo a buceta sacedotisa contos eroticos outro pou de presente para minha mulherconto erotico real meu marido me liberou dar o meu raboContos eroticos iniciando as meninasadorei ser encoxada pelo meu filhocontos eroticos pagamentoduas mulher do Jordão baixo chupando b*****video fui brinca de lutonha acabei gosandoMe comeu e comeu meu maridoContos eroticos caseiro entre irmaos na infanciaconto fala todas solteiro cornocontos eróticos funcionáriaconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliao meu padrasto me arrastou pro matagal contos eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticodoce nanda parte dois contos eroticospivete x e minha esposa contoscasada rabuda conto eroticoContos eroticos de cunhadaslesbicas presediarisConto erotico apoata insanacontos eroticos enfermeiracontos eroticos chantageada pelo segurança da lojanovinhas escoteiras abusadasEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticoenchi o cuzinho da travesti contoscontos gay violentadominina afuder na pixinanao queria mas fui obrigado a foder a novinha contoscontos eroticos de novinhas sem calcinhaconto erotico descobri que minha esposa e exibicionistacontos eroticos arrombada pelo empregadof***** na borracharia contos eróticos gaycontos eroticos zoofilia tava bebada e deichei meu cachorro me comerconto erotico enteadaAdorei meu primeiro anal contos eróticoscontos exoticos no.cinemacontos eróticos casamentocontos eróticos punheta para afilhada