Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LEVANDO NA PISCINA. FEMEA POR UM DIA

Quando pequena, minha prima costumava comemorar seus aniversários com um festa na chacara de sua mãe, a poucos quilometros da cidade. Eu tinha a mesma idade que ela e por isso gostava de ir nas festas pra conhecer gente nova. Por volta de uns 19 anos, a festa ainda estava animada mas meus pais quiseram ir embora cedo. Como eu queria ficar, pedi pra voltar no dia seguinte com minha tia, que era separada, e minha prima. No fim da festa os convidados resolveram jogar minha prima de roupa na piscina, e eu, tentando ajudar, acabei caindo com ela. Assim, quando todos foram embora, minha prima teve que me emprestar uma roupa sua pra dormir.Na época nás ainda éramos mais ou menos do mesmo tamanho.Nás sempre nos demos muito bem e quando ela me deu uma bermuda e camiseta surradas brinquei dizendo que ela dormia de camisolinha de seda e pra mim ficava a roupa velha. Entrando na brincadeira ela entao me deu uma camisolinha de seda e uma calcinha brancas. Vesti a camisolinha e a calcinha, e desfilei brincando de gingar os quadris, quando minha tia entrou no quarto. Rindo da cena, ela disse que tinha que tirar uma foto. Eu acabei concordando, desde que ela nao mostrasse pra niguem, principalmente pros meus pais. Eu e minha prima fizemos pose e ela tirou a foto. No dia segunte iámos embora sá a tarde e como estava sol, resolvemos passar o dia na piscina. Continuando a brincadeira, minha prima me deu um bikini pra usar, comentando que talvez a parte de cima ficasse pequena. Minha prima tem peitos pequenos, e como os meus são salientes, ela vivia brincando que eu tinha mais peitos que ela. Na verdade, eu já havia experimentado algumas calcinhas e sutiãs dela escondido, e sabia que serviam perfeitamente... Levando na brincadeira, vesti o bikini e fomos pra piscina onde acabamos tirando outra foto. Anos mais tarde, já por volta dos 20 e poucos anos, em vez de festa, minha prima resolveu convidar um grupo de amigos pra passar o fim-de-semana na chacara.Éramos 6 pessoas, 2 casais de namorados mais eu e Marcos.Minha prima estava de namorado novo e a primeira coisa que ele falou ao ser apresentado foi: -Então é você que aparece nas famosas fotos, hein? Fiquei vermelho na hora, e olhei furioso pra minha prima, enquanto um outro garoto perguntava que fotos eram estas. Minha prima respondeu: - São fotos que a gente tirou faz tempo de uma brincadeira num aniversário meu e que eu mostrei pro Aloisio. Pra meu desespero ela disse que ia buscar pra mostrar. Protestei, mas ela disse que era coisa de criança e não tinha nada demais mostrar. Logo as fotos passavam de mão em mão e eu ouvia todo tipo de brincadeira. Expliquei a estoria de ter caido na piscina e nao ter roupa pra trocar, o que acabou sendo pior, pois ps garotos resolveram me jogar na piscina de roupa.Tomei um banho e quando fui me trocar no quarto, descobri que haviam sumido com minha sacola e em cima da minha cama estavam uma calcinha e sutia, uma mini-saia jeans e um top rosa. Chamei minha prima e ela disse que o pessoal resolveu brincar comigo e que ela nao sabia onde haviam escondido minha sacola. Pediu desculpas por mostrar a foto, mas que era besteira, que eu devia entrar na brincadeira. Nenhum dos garotos iria me emprestar uma roupa e como eu havia crescido bem mais que minha prima, nao havia chances de bermudas e camisetas suas me servirem. As roupas em cima da cama eram da outra menina, Priscila, que era mais do meu tamanho. Como sempre gostei de vestir roupas femininas escondido, resolvi aproveitar a desculpa da brincadeira e vesti a calcinha, o sutiã, a saia e o top e fui pra varanda onde o pessoal se reuniu pra conversar e beber.Desfilei pros assovios e brincadeiras até que o pessoal acalmou. Ficamos cantando e bebendo até tarde. Finalmente fomos deitar, cada casal em um quarto e eu e Marcos em outro. Marcos dormia sá de cueca e ao ve-lo assim deitado na sua cama me lembrei que nao tinha roupa pra dormir.Entre dormir sem roupa com um homem de cueca na cama colada a minha, resolvi tirar sá a saia e o top e deitei na cama de calcinha e sutiã. Sentando na cama,Marcos me olhou e comentou com um sorriso sarcástico: -Você devia ser o sucesso do troca-troca na sua turminha,hein? Sorri sem graça, dizendo que nunca fizera isso na vida. Ele disse que tambem nunca tinha experimentado, mas que alguns amigos dele na adolescencia viviam caçando algum menininho que topasse uma punhetinha ou com mais sorte uma chupetinha ou dar o rabinho. -Com esses peitinhos e essa bundinha, se vc morasse no meu predio, nao teria escapado. Sempre tive curiosidade em saber o que outros homens achavam realmente sobre meus peitinhos por trás das gozações mas nunca tivera a coragem nem oportunidade de descobrir.Timidamente sentei na cama e perguntei: -Você acha meus "seios" realmente femininos? Me olhando desconfiado, Marcos disse que eu não chegava perto de uma Pamela Anderson, mas que dava pra uma chupadinha. Sentado de frente pra ele,pressionei meus peitos com as maos sobre o sutiã realçando o decote.Marcos olhou para meu decote, visivelmente incomodado, e eu me surpreendi me divertindo com a situação de estar de calcinha e sutiã em sua frente e inconscientemente tentando seduzí-lo.Tirei o sutia e me inclinando em sua direção apontando os biquinhos para sua cara perguntei: -Você acha mesmo? Sua resposta foi me puxar pela cintura com uma mao enquanto sua boca abocanhava um de meus peitos e a outra pressionava o outro.Eu me arrepiei com sua boca mordiscando meu biquinho e comecei a gemer enquanto minha mão buscou seu membro duro dentro da cueca e comecei a masturbá-lo. Deitamos em sua cama e, subindo seus labios passando por meu pescoço, ele acabou alcançando minha boca e preenchendo-a com sua língua. Afastando seu rosto, encarei-o por um momento, e liberando seu cacete da cueca, baixei minha cabeça e comecei a lamber a cabecinha de seu pênis. Adorei o gosto de sua carne macia na minha boca e ao som de seus gemidos me chamando de putinha gostosa,vadia e cadelinha comecei a chupá-lo loucamente. De vez em quando voltava a lamber sua cabecinha e mordia meus lábios olhando pra cima fazendo carinhas da vadia que eu me sentia naquele momento,me deliciando com sua cara de prazer. Não demorou muito e ele gozou forte na minha boca. Eu nem acreditava que finalmente sentia aquele gosto de macho na boca. Marcos deitou de olhos fechados me abraçando e acabou adormecendo. Ainda sentindo um enorme tesão sentindo o corpo dele colado no meu, não conseguia dormir e resolvi acordá-lo com uma chupetinha. Seu cacete foi endurecendo na minha boca enquanto ele ia acordando e quando finalmente ele ficou completamente duro me posicionei de quatro e baixando a calcinha implorei pra ele me comer. Instantes depois eu sentia meu rabinho começando a engolir sua vara e enlouqueci. A dor inicial foi desaparecendo em meio ao prazer e quando senti seu saco finalmente encostar na minha bunda comecei a rebolar como uma cadela jogando o quadril pra trás gritando pra ele me comer, que eu queria ser sua putinha pra sempre. Nao acreditava como aquilo era gostoso, um arrepio me percorrendo a cada estocada até que eu nao resisti e gozei soltando um jato forte de esperma no colchao e gemendo alto. Marcos ainda estava duríssimo e eu pedi pra ele deitar de barriga pra cima e sentei na sua vara começando a cavalgá-lo, rebolando. Suas mãos apertavam meu peito e ele me chamava de gostosa enquanto eu piscava o cuzinho e pedia pra ele preencher o rabinho da sua putinha com sua porra, até que finalmente senti o liquido quente me preenchendo. Continuei rebolando devagarzinho, curtindo seu membro amolecendo dentro de mim.Decidimos que nao iriamos contar pros outros e acabamos adormecendo. No dia seguinte de manha fomos pra piscina. Priscila ficou um pouco surpresa comigo tomando a iniciativa de pedir um biquini emprestado mas nao ligou. Passei a manhã provocando Marcos e sempre que ninguem estava olhando aproveitava pra passar a mão ou roçar minha bundinha no seu cacete em baixo da agua e quando os outros foram aprontar o almoço tivémos que ficar mais um pouco na água pra não sair exibindo o volume que eu tinha sob o bikini e ele sob o calcao. Aproveitando o momento sozinhos, baixei a parte debaixo do bikini e tirando seu pau do calção, me apoiei na borda da piscina e guiei-o para meu cuzinho.Ele começou o vai e vem por baixo da água enquanto eu gemia o mais baixo que conseguia. O tesao de sermos pegos no flagra aumentou minha excitação e eu jogava o quadril pra trás. Era átimo e pouco depois causávamos uma grande movimentação na agua quando minha prima apareceu na sacada pra nos chamar pro almoço. Encostado na borda com ele colado atrás de mim, minha prima nao via o que acontecia embaixo da água mas com certeza ela percebeu o que era a movimentação estranha e nossas caras de tesão e minha resposta meio gemida dizendo que já estávamos indo também não enganava ninguém. Ela disse que não tinha pressa, que a gente podia acabar o que estava fazendo. Marcos acelerou seu movimento e eu gemia enquanto dizia pra minha prima: -Já vamos acabar,já vamos acabar.Ai! Marcos, me acaba, me acaba... MInha prima me olhou com um sorriso e entrou na casa enquanto Marcos gozava na minha bunda e eu me "acabava" sob a agua. O resto do fim-de-semana ela passou se divertindo fazendo brincadeirinhas irônicas sobre repetirmos a reunião dos três casaizinhos sempre. Eu já nem ligava e me divertia agindo como uma menina, mas Marcos se incomodou com a situação, mas não o suficiente pra deixar de me comer de todas as formas na última noite.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


levemente ara tomando banho nuacomeu uma gordinha no onibus em viagem contos eroticosconto engravideiContos filhinhas calcinhacontos eroticos trai meu marido com meu chefeEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticocontos eróticos esposas traduzidas na minha frentecontos punheta com a maemeu cu ficou rasgado e sangrando contosconto peguei a coroa dona do cormecioLora dismaiando no cu no anal em tres minutosDei o cu pro policial, quase me rasgabucetadasaletecontos mulher alta bunduda ggmeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçocontos meu vizinho tira o pau pra foraincesto . garimpeiroscontos u caras muito bemdotado arobou a buceta da mia mulhe na mia frete contoscdzinha enrabada pir coroas contosconto eróticos c afilhadacontos minha tia viuva sua amiguinhaconto erótico de pai fazendo o filho gay patinhaContos eroticos gordinha gostosaProvoquei e foi arrombada porno conto Maurinho com pênis grande transando com mulhercontos eroticos gay femeapai q come filha no sitiocontostravesti Juliana de primo metendonao tira papai deixa que eu vo gozarTraicao minha namorada safada vendo pinto dele contosContos.encesto.relacha.maecache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html contos eróticos dois garotos em dupla com novinha contos enrranbando o cu minha filhacontos eroticos sou casada realizei os desejos do meninotias gostosas de calcinha contocontos eróticos sai de casa de vestido sem calcinhamandou fotos nua e recebeu chantagemcontoseroticoscomendo a coroa loira e a filha delamulhe chupa caserte do jeguecontos erotico o assalto meu marido participouContos eroticos guspe na bocapodendo com a sograEsposa na dp em casa contoscontos eroticos promessareais conto de incesto mamae mi deu pro pai e irmao mi comerContos eróticos rabudinha chorou na picadando uns amasso na minha sublinha e acabei gozando nas pernas delaContos erotico sofrimento de inocentesSafadinho aaa uuuConto de puta metendo com todos no posto de gasolinaconto lesbica desde novinhaContos eroticos gays. comendo o moleque na van escolarcontos eróticos traficantevidios novinhas dos mamilps diros pontudosempregada gostosa transando de bruço com patrãocontos eróticos com mamãecontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadeSonifero para os meus pais abusei de mamae contoConto incesto chicotadas no rabao da filhacomi minha sogra rabuda q meu sogro nao comecontos eroticos fui comida pelo cara que conserta sapatoscontos eróticos de mulheres casadas q já treparam com travestiesposa vagabunda contoscontos eróticos cadela e putona famíliassurprendida pela minha amiga lesbica contos eroticosconto guey jogador chupa adversário no vestiáriocontos eroticos minha mae puta e filho viadoenfiei o maior dildo no meu cu contoscontos erotico farmaceutico macho negao fodendo gaycontos eroticos vestido colado e curtoconto erotico peguei as meninas do playgroundcontos eróticos um casal transando na sala enquanto os pais tiram um cochiloContos eroticos sou uma coroa anal fortevideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salientecontos eroticos de sogro no dia chuvosocontos eroticos tirando virgindade de netinhacontos eroricos minha filhae enlouquececontos podolatria irma