Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMANDINHA, DOCE EMPREGADA!

Essa histária se passou quando à cerca de dois anos. Na época minha havia contratado uma empregada para cuidar dos serviços da casa, e como acontece de costume me indicaram uma menina que tinha por volta dos seus 19 anos, loirinha, cabelos lisos, seis firmes de tamanho médio, uma bundinha deliciosa, super empinadinha e bem firminha, ou seja uma deusa de ninfeta. No dia que ela apareceu para acertar os detalhes agi de forma estritamente profissional, entrevistei a mesma, perguntando inclusive se tinha namorado, pois não queria a circulação de pessoas estranhas em minha residência. Minha surpresa quando Amanda disse nunca ter dito um namorado sério, naquele momento tentei me controlar para não pular em cima dela. O tempo foi passando e quando estava de folga em casa sempre ficava a assistir filmes, e Amanda sempre circulando pela casa fazendo seu serviço, sendo que certa vez eu estava bem distraído e achando que ela já tinha ido embora coloquei um filminho de sacanagem. Quando dei por mim reparei que ela estava por perto e o pior a mesma estava disfarçando perto da sala de olho no filme. Neste instante eu a chamei, tendo ela vindo toda com vergonha e cheia de receio achando que eu daria o maior esporro nela. Quando então pedi que ela se sentasse no sofá e na lata perguntei se ela já havia assistido um filme daqueles, ela disse que não, perguntei então se gostaria de ver, ela receosa não respondeu, quando então falei que não teria problema. Coloquei o filme para rodar e pude perceber o quanto ela ficou interessada no filme, assistindo a tudo estasiada. Então perguntei se ela já havia transado alguma vez, e ela respondeu meio assustada que nunca tinha feito nada daquilo, fui acalmando ela, deixando-a bem a vontade, quando então disse se ela não queria brincar de apreender, ela ficou completa sem palavras, mas fui explicando que ensinaria as coisas pra ela sem sequer tirarmos nossas roupas, ela então perguntou como e eu disse que ensinaria algumas posições a ela, mas sá ficaríamos nos tocando. Para meu espanto ela concordou. Ela usava um shortinho jeans o qual daria algum trabalho para mim (ábvio), então dei a idéia para que ficássemos somente de roupas intimas, que seria melhor para nossa aulinha, ela ficou meia receosa mas não dei tempo pra ela pensar muito e fiquei somente de cuecas, já com meu pau em riste, quando olhei para ela já tirava aquele shortinho, ficando apenas com uma calcinha de algodão daquelas bem de menininha inocente, para minha surpresa ela disse que estava sem sutião, mas que iria tirar o top pois ficaria melhor, meu Deus, quando vi aqueles peitinhos me segurei para não voar em cima dela e não acabar com a oportunidade antes mesmo de começar, então pedi para que ela ficasse de quatro no tapete, a mesma ficou, momento em que pedi para que ela empinasse um pouquinho mais a bundinha, nossa aquilo era a visão do paraíso, do jeito que ela arrebitou, a calcinha foi entrando naquele rabinho. Encostei por trás dela e comecei a roçar aquela bundinha, momento em que ela começou a se contorcer toda e sua respiração já mudou de ritmo, disse a ela que seguraria em seus seios, que era a maneira mais comum das pessoas fazerem, ela não mostrou resistência e fui segurando aqueles dois melôezinhos durinhos, deliciosos, falei para ela que iria tirar meu pau pra fora para ela sentir melhor como era, ela disse com uma voz dengosinha que não teria problema, tirei minha cueca e quando levei meu pau na entradinha daquela xaninha, por cima da calcinha já senti que ela estava toda molhadinha, aí pedi pra ela apoiar os cotovelos no tapete que ficaria com a bundinha numa posição melhor, quando ela vez isso comecei a beijar aquela bunda maravilhosa, Amamnda se retorcia toda então não aguentando mais puxei a calcinha para o lado e soquei minha língua naquela xaninha quase sem pelinhos, Amanda gozou naquele mesmo instante, senti seu liquido todinho na minha boca, já passando minha língua pelo seu cuzinho, dando estocadinhas, deixando ela mais louca do que estava, pedi para ela se virar que iria ensinar ela tocar num pau, ela se virou com o rostinho todo vermelho, quente, e quase desfalecida, pois havia tido dois orgasmos quase que na mesma hora, então ela segurou meu pau e disse pra ela começar a movimentar num vai e vem bem compassado, aquilo eu já estava com as bolas doendo de tanto tesão, falei para ela dar uns beijinhos nele, ela não esperou eu insistir, mas em vez de um beijinho a danadadinha abocanhou meu pau engolindo tudo de uma sá vez, e mais, passando parte da língua nas minhas bolas, meu deus o que era aquilo, aquela safada de inocente não tinha era nada, era uma baita de uma puta de primeira, eu nunca tinha recebido uma chupada daquelas, ela tirava meu pau da boca todo melado e metia todinho de volta e vinha chupando com tanta maestria que dava pra sentir minhas veias dentro da sua boca. Ela então tirou meu pau da boca e falou pra mim: vem patrãozinho, arromba sua empregadinha safada!!! Coloquei ela de quatro no sofá, com a bunda bem empinada e soquei naquela xaninha, e a cada estoca ela gemia feito uma cadela no cio, eu dava tapas naquela bundinha e ela rebolava feito louca, quando então me disse que queria rebolar daquele jeito mas com meu pau socado no seu cuzinho rosado, naq uela hora quase gozei! Arranquei o pau de uma vez apoiei um dos pe´s no sofá pincelei minha pica na sua xana e soquei naquele rabo apertado sem dá, quase arranquei o couro do meu pau, e a safadinha rebolava como uma dançarina árabe com meu pau socado no seu cuzinho. Não aguentando mais disse que iria encher seu cu de porra quente, ela então ameaçou tirar o pau e trouxe a bunda de encontro a minha virilha, fazendo com que eu enchesse aquele cuzinho de porra! Ela então se sentou no sofá e começou a mamar meu cacete de novo, dizendo que queria que eu gozasse na sua boca, não demorou muito com aquela técnica dela e enchia sua boquinha, fazendo ela beber todinha minha porra. E foi assim que passei quase dois anos com uma empregadinha perfeita que até hoje presta servicinhos lá em casa......

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


lembranças contos eroticoscontos de safadas que trabalham em frigorificominhaxaninhaardeuZooxoxotamarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomcontos eróticos eu como minha sobrinha na frente da minha esposame insinuei contos eróticoscontos eroticos com homem contratado para engravidarcontos eróticos seios devem ser mamadosme apaixonei pelo um bandido conto heroticoAsgostosa nudismocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto de sexo um garoto ficava esperado uma coroa passa na rua eu fico de pica duraconto porno xixi padrinhocontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimcontos eroticos casada vê abelhar com pau grande no cúvideos bichobruto cavalo comendo égua minha mae deixa eu fuder ela contosconto zoofilia fazenda a forca sexoconto erotico caronacontos exitantes eroticos deixando os velhos me chuparcontos de coroa com novinhocontos minha esposa ainda resistepeito bicodu sexConto erotico na cama com a tia coroa puta.comengravidei minha sobrinha novinhaconto erotico loira de mini saiacontos eroticos meu alunoContos punheta na massagem no penis do meninoler contos pornô de incesto durante um assaltanto eu fui obrigado a fuder minha mãeconto erótico pagando a carona com a bucetaeu, meu marido e uma trans linda contoContos gays o colega pauzudocontos eróticos tentei escapar do sogro tarado não deucontos dei pro mulequinho de ruacantos erótico só dei do Forró BombadoTia de shortinho partindo a bucetaacustumada desde pequena na rola grossa mais a pica dele e muito grande e grossaConto erotico cdzinha me deixou loucomelhorescontos eróticos gosando pelocuContos gay studio fotograficome chamou de arrombado dotado conto gaycontos eroticos meu avô me obrigou a chupar elecontos sado marido violentosmulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandoFui confessar e comi a madre contoscontos eróticos zoofilia f****** cadelinha de ruahttp://max prime gay vibrado cosolo esga no cu na hora vidioScu do sobrinho menor contos eróticoscontos eroticos de sobrinho roludoremedio para durmi contoseroticoscontos eróticos meu segredoconto erotico confessei para o meu maridocontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eróticos menininhaContos porno meu amigo pintudo arrombo minha esposawww.flogdesexo.compauloelizabethcontos eróticos comi minha filhacomt erot pasando quiabo coma busetaZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorcontos incestuosos pai fudendo. a filhacasada e carentecontos eróticos vi meu vizinho transandoconto erotico minha esposa no jogo de baralhoArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outroFui enrabada bem gostoso na festaouvido no quarto a irmã transandoconto clube de amamentacao de adultosporrnodoido interacialporno de tia cabelo cachaedo loira meia idade peluda com sobrinhocontos incestos minha mae vio meu pao me estruparminha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticoscomtosgay comi o cuzinho do meu irmaomeninas não percebem de shortinho com a x******** parecendo ladocontos putinha do matagalmulher gostosa arrumando biquini em um deckcontos eróticos incesto o homem da minha vidacontos apresentei meu amigo pausudo a minha esposamulher escanxa no cachorro e goza gostosoeu tinha 13 mas comeram meu cu muitas vezesru e a amiga da minha esposa contocontos eroticos moreninha em péconto gay troquei cu por empregocontos eroticos troquei marido pela vizinhaUM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-2)contos eróticos porno primeira vez com a namoradacontos eróticos irmã f****** na frente do irmão por assaltantescontos de gays sendo arrombados por varias rolascontos porno estuprarão meu marido na minha frentecontos eroticos de vovocontos dormi de fio dental e me ferreicontos eróticos transando no metrôpagando conta cartonsex familiacontos fudendo minhas primas peitudas