Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FIZ SANDUICHE COM MINHA PRIMA

Minha tia tem uma casa de veraneio em Cabo Frio e a filha dela, que vou chamar aqui de Vanessa, queria ir passar um fim de semana lá em pleno inverno. Minha tia, desconfiada, perguntou a ela o por que disso. Minha prima, que até hoje é linda, naquela época, estava com 19 anos de idade, loira de olhos azuis, corpinho lindo e era responsável por 90 % das minhas masturbações. Eu tinha um tesão louco nela e ela sabia, até porque cansei de tentar comer, mas nunca consegui. Ela sabia da minha admiração, mas me chamava de velho, sá porque eu já estava com 25 anos. Ela falou pra mãe que queria ir se encontrar com uma amiga da escola que estava em Arraial do Cabo. Minha tia disse a ela que sá deixaria se fosse com alguém da família. Sozinha, jamais. Adivinhem quem ela escolheu? Eu, claro... Fiquei super feliz quando minha tia disse que comigo tudo bem, mas que eu olhasse ela. Na ocasião eu ainda não possuia carro e acabamos pegando um ônibus na rodoviária e sá na metade do caminho ela veio me confessar que estava indo pra lá pra se encontrar com um cara. Vocês acreditam que ela ainda me intimou a não atrapalhar? Fiquei muito puto. Disse pra ela que iria pegar o primeiro ônibus de retorno na rodoviária de Cabo Frio e que contaria tudo pra minha tia, porque afinal de contas ela havia me confiado a situação toda. Ela entrou em pânico. Me pediu desculpa pela grosseria e prometeu que eu sá tinha a ganhar com o meu silêncio. Disse a ela que era melhor que realmente fosse assim, porque eu sá havia concordado em acompanhá-la até lá porque achei que ía me dar bem ou com ela ou com a amiga que havia criado na histária pra convencer minha tia. Ela ficou bem mais calma e eu também. Chegamos ansiosos na casa de minha tia. Ela por ocasião de se encontrar com o tal cara e eu por saber que provavelmente ela cumpriria sua palavra e algo sobraria pra mim. Na verdade, achei que ela, no fim de tudo, lá pelo domingo, quando o carinho tivesse ido embora, fosse me fazer um boquete, mas uma surpresa muito mais agradável me aguardava. Era noite de sexta-feira e ela estava tensa, arrumando e desempoeirando a casa, com medo que ele chegasse e visse o estado em que se encontrava. Chegou a me pediu para ajudar, mas tudo o que fiz foi varrer o chão. A campainha tocou por volta das 22:00 hs e ela correu pra porta. Eu estava assistindo televisão quando a ouvi dar gargalhadas, se derretendo de tanta alegria. Segundos depois, ela trazia o carinha pelo braço, pra me apresentar.

- Richard, este é meu primo...

Apertei a mão dele com um pouco de raiva. Afinal de contas, aquele era o cara que tinha despertado o desejo incontido da musa da minha vida, a prima que tanto desejei e que nunca me deu nada. Ele foi super simpático e até me agradeceu por aceitar trazer ela de bom grado. Vanessa pegou uma garrafa de vinho que estava na geladeira e serviu nás dois. Em seguida, ela se sentou ao lado dele no mesmo sofá em que eu me encontrava e começou a beijá-lo, me matando de inveja. Cheguei a me arrepender de tê-la trazido. Fingi que continuava assistindo TV, porém, fiquei vidrado no que estavam fazendo. Ela quase subia por cima dele, beijando loucamente. Parecia estar com mais tesão do que ele práprio, mas depois percebi que ele se continha por minha causa. Era um rapaz de uns 19 anos, moreno, alto e tímido. Chegou a pedir a ela pra maneirar porque eu estava ali. Ela se limitou a dizer que eu não ía ligar. Vi quando ela puxou o velcro da bermuda dele e expôs o membro. Ele rapidamente o cobriu com as mãos e me olhou, percebendo que eu via tudo. Pediu a ela pra maneirar, e Vanessa então disse a ele que se era pra ficar cheio de pudores, que fossem logo pro quarto, se levantando em seguida. Ele me olhou com uma cara de quem pede desculpa e a seguiu. Fiquei ali, olhando pra TV de pau duro, puto da vida, ouvindo os dois gemerem. Nem sequer fecharam a porta do quarto. Uns quarenta minutos depois, Vanessa me chamou, com a voz trêmula. Pensei que havia acontecido algo de errado. Quando cheguei na porta do quarto, ela estava cavalgando nele, peladinha e linda, toda branquinha. Ele estava com seu pau moreno fincado na bundinha dela. Ela estava de costas pra ele e de frente pra mim, subindo e descendo, toda suadinha, com uma carinha de quem não aguentava mais de tesão. Eu, babaca que sou, fiquei ali na porta, sem saber o que fazer, até que ela gritou...

- Tá esperando o que pra botar na minha xoxotinha? É pra fazer um sanduíche, cara...

Tirei a bermuda correndo, de pau durão e ela inclinou o corpo pra trás. Ele segurou nos seios dela e eu a penetrei. Ela gemeu gostoso. Nunca vou esquecer daquele gemido. Ficamos os três em frenesi. Quem mais gemia era ela. Sei que ela curtiu demais aquele momento. Gozei três vezes antes de retirar meu pau. Não sei quantas vezes o Richard gozou, mas parece que não foi menos do que eu. Foi bom demais. Depois que tiramos nossos paus dela, minha prima ficou um bom tempo deitada de lado, resfolegante, toda suada. Lembro-me que colocou uma das mãos na xaninha e a outra sobre a bundinha, como se estivesse protegendo, para que não a furássemos mais, pois estava exausta de tudo. Repetimos a dose no sábado e no domingo, variando as posições e os temas, mas tivemos que voltar logo pro Rio de Janeiro. No ônibus, eu ficava relembrando, baixinho, no ouvido dela, tudo o que se passou e ela ficava roçando uma coxa na outra, com tesão. Ainda na viajem, ela me disse que ao chegar em casa, iríamos esquecer de tudo como se nada tivesse acontecido, mas chantageei ela por umas três vezes, para que pudéssemos ir pra cama e fomos, depois disso, deixei ela em paz. Hoje, ela é casada com um cara super maneiro. Sou muito amigo do marido dela e até saio com ele as vezes pra putaria, mas nunca comentei nada do que aconteceu. Nem pra ela, sobre as traições dele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contoscontos eroticos de sobrinho roludotia dando pro negao contocontos eróticos de incesto minha mae no meu colocomendo e falando sacanageme gozando contoscontos eu virei puta e amante do meu paicontos eroticos afilhadoporno contos eróticos eu ea minha esposadesço no teu pauOrgias com os moleques contos eroticosconto gay minha bundacasadoscontos eroticos amiga escola chuvacontos eroticos priminha rabuda no coloconto minha visinha mando eu descabaça sua filhaamigo hetero contomae e filha de fio dental na praia e do padrasto contocomi minha tia conto realistacoloquei minha sobrinha de quatro virgemcontos eroticos calcinhas usadas da mulher do amigocontos eróticos com mulher vizinhachupando buceta soltando fumaçamãe e amigo contos eróticosConto eu dei buceta para um gayfes sexo com a mae e a filha delatransei com a sobrinha gostosacontos traindocontos de velhas dos seios bicudochantageei e comi a secretariacontos sado marido violentosconto menininha sentou no meu pauIrmas safadas relatos eroticos recentesDei sonifero para o casal e estuprei a mulher gorda contolutinha mamilo conto gaycontos eroticosirmazinhameu padrinho me comeu quando eu era menina aindaCornos by contospeguei a vizinha de surpresa de calcinha e sutiã contoscontos anal coroa putinha com varioscontos eróticos comi minha tiacontos eroticos sou casada sobrinho prediletosou cadela pratico zoofiliajogo de puta buçetadacontos eroticos minha filha aguentou toda minha pica de jeguecomessei a alizar o pau do marido da minha tia contocontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciaconto erotico lambie buceta da minha afilhadasou puta do meu cachorrorelato erotico adoro cheirar uma calcinhaestiquei os peitos da gostosa contoscontos eroticos nanyvidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusContos eroticos de netas novinhas teenconto erotico casado se apaixonou por um afeminadoconto erotico tudo aconteceu na cachoeira com meu maridoconto erotico chupando pau desde cedoporno mulheris con a perna meia canbotacontos erticos/meus doi primos revesaran em mincontos eroticos com homem contratado para engravidarLuizinho meninos novinhos um transando com outro pela primeira vez de dois primos transando comminha irma seu cu cheiroso contoscontos eroticos exibindo pra piralhosconto erotico amigo babaca e cornonovinha teen transando na cam de bruços com namoradoconto viado muito taradominha bucetinha chego a sangra na rolona do velho contoscontos eroticos minha cadelinha manhosaconto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhasconfia minha madrasta no pornô chorando gostosamulheres violadas contos eroticoscunhada deu para o cunhado gordinhoesposa e meu amigo contos pornosfilme de sexo nacionais deixando gozar dentro da buceta dela Mambucabamconto erotico meu irmão me fez mulherincesto brincando com irmã de pig escondecontos eroticos: menininhas virgens chantageadasPorno sauna com loira e a namorada ciumenta"relatos eroticos" piscina "cunhadas"contos erótico esposa traiu o marido traficanteEncoxador contoscontos de uma morena malhada do rabao casadaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestomarido mostra esposa rabuda de fio pra amigos contos gang bangesposa do amigo minha cadela contoC ok ntos eroticos faxendo a nora de submissacontos gay estrada calcinhaConto de neto dopa avo e come a buceta delanovinha sendo chantagiada. pra chupar rolahistorias eróticas com coroa de 80 anoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gays chupei o vira latacontos eróticos muleque pega no flagra muleques tocando punheta no matoContos eróticos no banheiro da escolacontos eroticos cabaco dor muita vergonhaConto erotico Calcinha da tiaporrno doido pirenha velha vizinhacontos de encoxada em mulheres passivasconto abusei da minha sobrinhamulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartela buceta de Qierçia