Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

HUMILHADA PELAS AMIGAS DO COLÉGIO

Essa histária é uma nova e não tem nada a ver com a outra que escrevi Humilhada Pela Minha Empregada Negra, muitas pessoas acharam que era real, mas o que desejo é criar contos detalhados e fazer a imaginação de todos e todas fluírem.



Bom vamos ao que interessa, meu nome é Amanda, tenho 19 anos e sou loira neta de holandeses e com 1,69 com 54kg, olhos azuis e cabelo longo super liso, muito clarinha e seios tacinhas, eu tenho uma amiga que também é loira, ela tem o cabelo um pouco curo e parece uma anjinha pois seu cabelo é encaracolado e ela tem também 19 anos, magrinha e muito bonita eu chamo ela de Mary.



Tanto eu como Mary, sempre fomos super amigas, nos conhecemos na escola, estamos no ultimo ano da escola e falamos coisas do tipo o que vamos escolher para prestar, eu falo que farei odonto e ela direito e trocamos idéias sobre isso, somos muito amigas.



Estudamos em uma escola tradicional de S.Paulo, nosso colégio é um dos mais caros da cidade e somos estudiosas. Tudo ia muito bem quando teve um problema que foi o comentário geral do colégio e onde duas meninas que por sinal não topamos foram suspensas e os pais delas foram à escola e sobrou para elas. Tanto Mary quanto eu não tínhamos nada a ver com isso no sentindo de responsáveis pela fofoca com a diretoria, vieram falar com nás duas mas a gente falou que não sabia de nada mas mesmo assim o colégio todo achou que a gente tinha gaguetado elas.

Durante uns dois dias de aula tanto eu quanto Mary fomo alvo das outras meninas isso porque essas duas Carina e Tânia são as queridinhas de lá e elas tem varias amigas, elas são tipo as lideres das outras meninas inclusive de outras salas.



Bom, como falei muitas meninas vieram nos acusar e ficamos acuadas e com medo, fomos ameaçadas pelas que estavam indo nas aulas e não sabíamos que tipo de ameaças seriam essas, no fundo achávamos que eram coisas de meninas com raiva de outra e nada mais que isso, mesmo assim o coração da gente batia forte quando elas nos olhavam a partir desses dias.



Uma tarde estava eu e Mary saindo do colégio a tarde depois de pois de um trabalho em grupo.....e andávamos calmamente pela rua de trás que é de mansões bonitas e rua tranquila quando encontramos Carina e Tânia além de mais 4 meninas, 6 meninas na rua nos olhando, sabiam que a gente iria passar por lá......e chegaram na gente falando um bando de coisas, xingando e eu e Mary ficamos nervosas e com muito medo sem saber o que fazer, dando explicações que não foi a gente que falou nada e quando notei eu e Mary estávamos numa roda com as 6 em volta da gente, tipo 3 falando comigo e 3 falando com Mary e todas falando e eu e ela mudas com medo.



Fomos obrigadas pelo nosso medo a seguir elas....ou melhor...fomos levadas por elas andando uns 5 quarteirões e entramos em um terreno que tinha ao fundo uma casinha velha e abandonada.......na frente desse terreno um muro e um portão de grade, o terreno estava limpo com pouco mato e terra batida......essa casinha deveria ser provisária e depois seria demolida acho eu para construir ou uma nova mansão ou um pequeno prédio sei lá?



Elas aramaram tudo, pois conseguiram a chave do cadeado desse terreno e abriram o portão de grade e entramos, ficamos com muito medo, medo do que elas pretendiam mas mesmo assim a gente acabou indo a força, todas entramos e fomos em direção no fundo para essa casinha e paramos atrás dela onde estaríamos todas sem sermos vistas caso alguém passasse em frente do portão da rua. Me lembro que eu e Mary estávamos de calça jeans, tênis e camisetas, elas falando um bando de coisa e a gente escorada no muro atrás dessa casinha e todas nas nossas frente rindo e xingando a gente.



Tentei falar e começava a vir lagrimas dos meus olhos quando elas notaram e disseram :

- Olha sá a menina vai chorar é?



-Acho que ela esta querendo a mamãezinha!



-Será que elas vão fazer xixi na calça?



Cada uma falava uma coisa e todas rindo muito....Mary com medo, tenta sair correndo quando duas seguraram ela e jogaram ela de volta onde estava que era ao meu lado no muro ela começou a chorar e eu também, pedimos por favor, imploramos mas isso parecia fazer as 6 rirem mais da gente.

- As putinhas estão com medo é?.....Para fazer fofocas não tiveram né?....Agora vão aguentar suas vaquinhas!......elas falavam isso e nás duas caladinha tremendo de medo.



Começaram a falar coisas que deveríamos ser punidas e nosso olhos arregalados de medo...e elas rindo e falando......vamos, vamos saiam do muro e venham aqui no meio.....eu e Mary juntinhas e as 6 em nossa volta quando o pior veio....a palavra que me traumatizou até hoje.......Tânia disse.......muito bem putinhas, tirem toda a roupa agora!

Elas rindo das nossas caras e eu na hora...Mas...mas...o que é isso?....por favor não.



Mary que estava tensa de medo conseguiu falar apenas.....Nãoooo....isso não por favor.



Levei um tapa na cara e Mary ficou branca de pálida ao escutar tirar as roupas levou também um tapa....e em seguida um - Cala a boca putas.........nás duas chorando......e elas falaram....-Se não tirar agora vão apanhar mesmo piranhas.



Eram umas duas da tarde o sol forte nesse terreno.....como disse estávamos protegidas da rua por estarmos atrás dessa pequena casa que estava trancada mas era um lugar aberto com muros em nossa volta e o medo de tirar nossas roupas lá além da vergonha sem saber o que elas pretendiam nos paralisava.



Elas vieram dando tapas na gente e por mais que a gente chorasse não adiantava todas estavam serias agora...e eu envergonhada comecei a tirar minha blusa, Mary fez o mesmo.....e todas....- Hummm....agora sim as putinhas estão colaborando!........e todas rindo da gente.



Eu me lembro como foi difícil abrir o botão da minha calça.........abri e tirei os tênis com os pés e tirei a calça.......Mary demorou mais e tirou também....ficamos as duas de calcinhas e sutiã e meias....elas pegaram nossas roupas e tênis e falaram.........Piranhas, é para tirar tudo....eu nervosa tentando falar que não....implorando e elas rindo.....foi quando Carina me deu um tapa de mão aberta na minha bundinha e eu gritei de dor....me inclinei todinha caída me segurando de lado em Mary que continuava em pé tremendo toda......e chorando.



Me levantei e com a cara em lagrimas tive que tirar meu sutiã e elas rindo gritando tira a calcinha puta, vamos ver se é loira de verdade e em coro os risos.......eu tirei a calcinha ela descendo e minha bucetinha começando a aparecer e os risos aumentando e foi a pior coisa do mundo inteiramente nua na frente delas...que riam muito da minha cara de vergonha e falando que minha bucetinha era de putinha e me fizeram desfilar e todas me humilhando......falavam Olha a bundinha dela tremendo.....Olha a bucetinha de puta......Os biquinhos estão duros heim cadelinha?!.....depois foi a vez de Mary tirar e fizeram o mesmo com elas.......eu como tonta e Mary também, depois que nos tocamos que elas estavam com todas as nossas roupas......eu falei que tinha feito o que pediram e queria minhas roupas de volta quando gela minha espinha......elas dizem rindo das nossas caras........-As putinhas sá podiam ser loiras mesmo......idiotas....agora que estão peladas acham que vamos devolver as suas roupas....e gargalhadas...eu e Mary desesperadas imploramos as nossas roupas quando duas saem correndo com nossas roupas e vão para fora do portão com elas e eu sá vi pela lateral da casa elas indo embora com nossas roupas pela rua.......e as outras 4 segurando a gente........eu e Mary nos vimos nuas sem nossas roupas e ficamos mais desesperadas choramos muito e nada delas terem pena da gente, falavam coisas que deveríamos sofrer o castigo da humilhação por sermos fofoqueiras e eu e ela dizendo que não falamos nada....em choro como criancinhas.

Depois de uns 5 minutos as duas meninas amigas delas voltam rindo e sem nossas roupas a gente falava ......Cade as nossas roupas?......... elas rindo diziam...Roupas?...Que roupas?........Nummm seiiii??....e riam da nossa cara.



Tânia falou...se querem suas roupas vão ter que fazer certas coisas putinhas?



Todas gargalhando falando....ééééééé´.......vão ter que fazer tudo que a gente mandar.



Mary perguntou o que seria e eu também...e ela...Calma, calma....nervosinhas...e todas rindo.......vamos lá...as duas coladinhas uma de frente para a outra vamos.......eu não entendi e nem Mary, mas fiz e ela também....nosso seios colados e barrigas coladas e pernas juntas uma da outra até senti a bucetinha dela rosar na minha perna.....nem eu e nem Mary somos lésbicas....nem pensar nisso.....mas estávamos juntas e eu sentia o corpo de outra menina no meu....elas riam muito...nos chamando de amantes, de namoradas e isso nos humilhava......levávamos tapas nas bundinhas....eu e Mary tremíamos muito...de medo sem nossas roupas e pela vergonha na frente delas nuas e como namoradas.



Vamos lá putinhas .....juntinhas...cola mais....vai....isso...mais...isso...muito bem......dizia Tânia....e depois todas rindo.



O pior veio foi quando elas nos obrigaram a nos beijar......e gritavam rindo...- Vamos lá cadelinhas, quero ver um beijo de namoradas....beijo de meninas apaixonadas vamos...vamos.....é de língua e muita baba heim cadelas....eu falei que não..e Mary também......mas continuamos juntinhas uma abraçada a outra como namoradas......e elas falaram...Bom, querem ir peladas para casa?.......chorando e com muito, muito nojo eu e Mary demos um selinho.....e levamos bronca delas e bateram em nossas bundinha que estavam super vermelha e dava mais risos nelas pois somos clarinhas as duas.....e por fim...nos beijamos de língua...demorado e eu com meus olhos travados de nojo sentindo a língua de outra menina em mim e ela também a mesma coisa....a gente babava uma na boca da outra pelo choro e desespero....elas seguraram nossas cabeças e como estávamos de olhos fechados não reparamos...elas tiravam fotos de celulares e uma filmava tudo...nos duas peladinhas em pé...e nos beijando.......obrigadas a falar abraçadas...que uma amava a outra...que éramos namoradas....e eu obrigada a falar......Mary meu..meu..am..amor...eu te..te amo...........que vergonha, que vergonha foi isso, vergonha que senti em falar isso na frente delas........e Mary disse obrigada por elas......Amanda..eu..eu...te..amo....te..te amo......e ela chorava.



Depois disso a gente teve que se beijar mais por uns 5 minutos e olhos fechados...e elas batendo fotos e filmando rodando em volta da gente e nossas bundinhas a mostra e nosso beijo e a gente sem notar pelo desespero que estávamos passando. Abriam minha bundinha e riam do meu cuzinho piscando de me do e o da Mery também.

Quando achei que tudo iria terminar fui obrigada a me ajoelhar e lamber a buceta de Mary...apanhei muito delas pois não queria de forma alguma...e fui fazer, nesse momento o que eu mais temia era ficar nua lá ....como idiota confiando que teria minhas roupas de volta;;...........lambi a buceta de Mary toda que ficou molhada e ela gemendo sem querer....mas gemendo e ela gozou na minha boca, nossa eu suando de desespero...o sol forte em cima da gente eu e ela meladas de suor.....depois ela me chupou e nos duas abraçadinhas rolando na terra batida dos fundo da casinha.........nos obrigaram a fazer um 69 que eu nem sabia o que era isso.....eu por cima fiquei com minha bundinha exposta e elas rindo do meu cuzinho exposto...eu tentava tapar ele com minha mão e Mary em baixo chupando minha buceta..eu apanhava mais e todas rindo vendo meu cuzinho abrindo e fechando...os risos eram facas em mim tamanha a humilhação.



De repente quando a gente menos esperava...todas saem correndo em direção ao portão rindo e nos chamando de sapatas e putas......eu não queria mas estava quase gozando e Mary também..ficou algo estranho..elas correndo indo embora eu e Mary humilhadas fazendo algo que não somos e quase gozando quando paramos e me levanto...ela também...e nos tocamos de correr pedindo nossas roupas.....ao passar pela lateral da casa que é bem aberta pois a casa é pequena em relação ao terreno......ficamos expostas nuazinhas em direção ao portão de grade da rua....voltamos e gritamos por elas...e elas somem ao saírem pela rua.......eu e Mary choramos como crianças de vergonha uma da outra pelo que fizemos e desesperadas por estarmos nuas. Mesmo assim eu e ela nos abraçamos e sinto os seios delas duros e os meus duros também..um encostando no outro...choramos abraçadas e agachadas onde os fundos da pequena casa nos protege do portão de grade da frente do terreno.

Não sei como mas eu e ela nos beijamos levemente na boca......e voltamos a encarar nossa situação........nuas sem nada para tapar, precisando voltar para casa e sem saber das nossas roupas.



Depois de uma meia hora......elas voltam rindo......a gente olha de lado pela casa e meu desespero...elas voltam com nossas roupas......mas as 6 vieram com mais 5 meninas e mais 6 meninos.....11 meninas e 6 meninos agora....total de 19 pessoas...todos do nosso colégio......uns da nossa classe.......nossa falei em prantos........Mary elas vieram com mais gente.....Mary se desespera e eu também.....sem saber o que fazer.....os risos e gritos duram segundos mas pareciam horas até nos verem.........eu e ela nos abraçamos uma querendo tapar a nudez da outra e querendo se proteger uma com a outra quando aparece um a um....e cada uma que nos olha começa a gargalhar e risos e humilhações....Olha sá gente!....Não acredito elas estão peladas mesmo gente!.....Caraca, são Marly e Amanda.....puta merda!......Peladinhas gente........Ai biscates, sapatas, transando aqui escondidas né?.........todos e todas viam olhando a gente e cada um falando uma coisa nos humilhando......as 19 pessoas olhando a gente e rindo.......eu e Mary tremendo.......nos tapamos com as mãos e os meninos passando as mãos nas nossas bundas e seios...um até passou na minha bucetetinha.....as outras meninas que vieram com as 6....riam de ficarem roxas........fomos humilhadas e tentamos correr para não tinha o que fazer........ficamos mudas em pé nos tapando de cabeças baixar enquanto todos e todas riam da gente.....duas meninas de 19 anos nuazinhas juntas e colegas da escola em volta rindo e cantando de xingando......eu não conseguia olhar a cara de ninguém e elas todas.....falavam isso...olha para gente piranhas.........nos fizeram a andar de 4....e todos rindo das nossas bundinhas......fui obrigada a beijar a bundinha de Mary e ela a minha...enfiaram meu nariz no meio da bunda dela e minha boca chegou a tocar o cuzinho dela......cada situação tinha alguém olhando tudo....eu sá via risos das pessoas e me tremia toda.....é a pior coisa para uma menina tímida como eu....se imaginar nuazinha na frente de meninos e meninas do colégio.......chegaram a cuspir na minha cara e da Mary......os meninos deveriam com certeza estarem excitados, mas acho que elas escolheram eles pois confiavam neles que não iriam nos violentar......mas sabiam que seriam mais humilhante para nás duas outros meninos lá.....uns meninos chegaram a enfiar os dedos em nossas bucetinhas e mostravam para els que estávamos molhadas.......nossa aquela tortura não acabava nunca parecia horas sem fim.



Depois de muitos risos nos deram as roupas lentamente.......mas ficaram com nossas calcinhas e sutiãs .......e tive que me vestir com todos eles rindo de mim......quando fui colocar minha calça cheguei a cair pois alguém falou olha a bucetinha loirinha da putinha, numa de tentar tapar com o braço me desequilibrei e cai....ficando com minha perna vestida e de bundinha de fora e caída as gargalhadas pareciam tão alta que pensei que morreria de tão tremula que fiquei.... Mary já estava vestida em pé chorando e me vi.....sá eu nua ainda...seios de fora....e sem forças para me levantar e vestir a outra perna na calça...eu chorava de tão fraca que estava.........e sá eu nua agora me dava mais vergonha ainda.........quando consegui terminar de me vesti eu e Mary fomos embora com eles e elas rindo atrás da gente........a gente colada uma na outra pelas ruas...ninguém entendia...mas até na rua foi humilhante........pegamos um ônibus e todos dentro escutaram nossos colegas falarem que éramos sapatões do lado de fora....o ônibus foi andando e eles e elas ficaram no ponto rindo da gente....gritavam vão embora sapatões...cadelas, putas entre outras coisas....no ônibus sentadas na frente pois entramos pela frente e não tinha lugar para sentar atrás escutamos as pessoas rindo e falando atrás da gente sentadas ou em pé....tão novas....veja sá......que mundo é esse?.........Tanto eu quanto Mary não sabíamos onde enfiar a cara.

Foi uma luta, ela avisou a mãe que iria dormir na minha casa...chegamos e falamos que iríamos estudar....entramos no meu quarto e nos duas na minha cama chorando muito de tanta vergonha e humilhações.........eu chorava muito quando lembrava dos meninos e das outras meninas nos vendo nua.......e me toquei quando Tânia disse com todos.....Olha aqui, esta registrado tudo.......me lembrei dessas palavras e falei....Mary elas gravaram tudo e agora?....e nos desesperamos mais.



Bom, no dia seguinte a gente não foi na aula e nem no outro.........mas não tinha como matar mais aula e quando chegamos juntas o colégio todo ria da gente, eu e Mary no grande pátio do colégio......parecia que estávamos nuas novamente com centenas de estudantes de varias classes rindo da gente.......muitos dizendo....Olha são essas.....e outras.....Elas?.......e todo mundo ria......não aguentamos e voltamos para casa...mas antes meninos e meninas dando tapas nas nossas bunda e saímos correndo.....salvas quando os inspetores chegaram no pátio dando bronca em todos e nos vendo correndo para fora do colégio sem entenderem o motivo disso tudo.....depois as fotos foram parar na internet.....e tivemos problemas na escola, desgosto em família e fomos estudar no interior de S.Paulo onde nosso pais abalados com tudo nos mandaram para que tudo voltasse ao normal, ficamos desmoralizadas e gerou milhões de problemas isso.



Hoje tenho 20 anos, estou na faculdade e Mary também ........a gente se fala pouco pois cada uma esta em uma cidade diferente e hoje tanto eu quanto ela ficamos traumatizadas com essa humilhação de varias pessoas nos verem nuazinhas ..........mas não sei como....ao mesmo tempo que isso me traumatizou e me da calafrios de lembrar eu me masturbo quando me lembro dos meninos e meninas nos vendo nuas naquele terreno.



Na faculdade uma vez escutei na minha classe umas pessoas falando de duas meninas nuas da capital que transando e colegas de classe pegaram elas peladas em um terreno que isso ocorreu uns 3 anos atrás.........eu fiquei muda escutando isso e gelada....o boato era que eu e ela estávamos transando e as meninas chegaram com meninos lá na hora, ninguém soube ou acreditou na verdade que fomos humilhadas e forçadas a fazer isso, nem nossas famílias acreditavam nisso e o medo de alguém me reconhecer pelas fotos e filme da internet nessa faculdade e depois de 3 anos do ocorrido me deixava tensa enquanto escutava antes de começar a aula as pessoas falando e rindo sá de imaginar a situação...e nem sabiam que uma delas estava lá na mesma sala escutando......eu sou muito calada hoje e na minha, poucos amigos, estou no interior fazendo faculdade hoje e vivo de mesada dos meus pais que ainda sente o desgosto dessa humilhação.....e meu medo é saberem disso aqui agora na faculdade onde estou escondida estudando, mas por sorte ninguém dessa faculdade desconfiou de mim pois mudei meu cabelo e agora sou morena.........mas fico sempre com medo e excitada e não sei o porque disso......de alguém da faculdade ver o filme ou fotos .........eu nua com a Mary.....e me reconhecerem aqui. Tenho pesadelos que aqui descobrem.....pesadelos que me pegam e tiram minha roupa e me deixam nuazinha, dessa vez sá eu....e todos e todas rindo de mim....nos meus sonhos ninguém me ajuda....me colocam nua na pracinha dessa pequena cidade e me humilham muito...jogando ovos e eu nua morta de vergonha e sendo fotografada por todos.......acordo sempre tensa..........as vezes sonho que uns meninos de uma republica me pegam e me fazem chupar todos eles....todos gozam em mim e me colocam nua fora da republica e as pessoas me olham rindo que estou nua e toda gozada pelo corpo e rosto e cabelo.....e todos falam Olha lá menina pelada e gozada...e todo mundo rindo.....nossa chego a ficar sem dormir o resto da noite......mas o pior é....que me masturbo depois com esse sonhos....e isso que me faz ficar louca sem entender o porque me excita afinal foi a pior coisa que poderia acontecer com uma menina linda e correta como eu.



Termino dizendo que tenho muitas saudades de Mary e que me masturbo também me lembrando dela, eu chupando ela......mas nunca tive coragem de dizer isso para ela...acho que ela também deve achar a mesma coisa em relação a mim......pelo que falou bem pouco...mas ela nunca confessou isso....é como se nos duas soubemos disso mas uma não tem coragem de dizer para a outra......se um dia eu transar de verdade com outra menina seria sá com ela.



FIM



Beijos para todos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhasConto gostoso picante paicontos dentistas safadaconto erótico meu marido bobãoconto erotico anal deicomi minha cunhada fabiana - contos eroticoscontos eróticos meu aluno preferidoContos porno minha noiva bebadameu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machocontos eróticos de enteadachantageada e humilhada pela empregada negranovinhas iniciando na foda com o proprio paiconto erotico ajudando minha tia no encanamentoconto eroticos perdendo a virgindadedenis comeu minha irmã contos eróticosprima renata parte 1 contoscontos porno maior q meu antebraçoconto engravideicontos eróticos mulheres p****contos de aluciando pela buceta peluda da maemeu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comemarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomcontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adoroucontos me arrombaramwww.contos+de+zoofilia+enpregada+ver+patroa+na+rola+do+cachoro.com.brconto etotico antebraco na vaginacontos eróticos deixei meu dog lamber meu pênisConto erotico mulher conformada vidaesposa do amigo minha cadela contoou porn contos mãe traindo com um negrocontos erótico Parácontos menininha curiosa safadinhacontos de coroa com novinhocontos eroticos chantagem na escolaconto erotico meu primo me comeu na maldadeconto erotico comvidando visinha pra fudercontos eroticos zt i: blackmailcontos cunhada mora nos fundo de casacontos de incestos e orgias com minha cunhada gravida minha irma nudistascavalo estocando muito forte na putaempregada sexo19anosconto erotico mulher fodendo escondido no pomarContos tarados por cu de bundudafudendo a sogra conto ingenuaContos eu d travesti meu fazia eu pagar suas dividasvideo de presediario comeido buseita na cadeia no dfcontoseroticomenininhaconto erotico amigo babaca e cornocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosesposa de langeryVelho fazendeiro sendo enrabado contos gaysfui trepada com o meu afilhado caralhudo, mas ninguém nos viu, conto eróticos estuprada no motel contosemtiada fas sexo e masseje em padratojapinha escorrendo na fodaesposa arrombada contos eroticosprimas contos eróticocontos eróticos [email protected]Abuzei a menina contos eroticoscabaré com mulheres dos peitoes se masturbandocontosgay comi meu priminho bricando d lutinhaconto cutuquei pai na bundia delacontos comi a amante do meu paicontos eroticos meu grelo e grandecontos eróticos de gay e titio e amigosexo contos mendiga estuproesposa perdeu aposta e encarou duas rolas conto eroticozoofilia mulher carente arruma um componheiro pra lir da prazercontos fui decolar e ela me comeupintelhos na transparencia das cuequinhasfui iniciada em zoofilia desde pequenacontos eroticos real matrasta eem tiando contos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoescontos eroticos esposa praiacontos não aguentei o pau do meu pai inteiro dentro de mimEmpregada Triscando no meu pau contocontos de esposas putascontos esposa deu pro sobrinhoconto erotico vadia puta bucetaContos eroticosque boceta e essa irmaex cunhada safada casada com presidiáriocontos e vídeos faturei minha irmãbaxinha no hotel com namoradocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos erotico pego no flagraConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoocontos sogra punhetafilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorfui trabalhar e meu marido usou minha calcinha fio dental contosContos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paicontos sentada sem calcinhacontos eróticos 4 garotasconto de estórias de estrupo de um menino que deu o cuConto de sexoEnfiando a cabeça da pica na buceta virgem filhaConto erotico travesti fodendo a inocentecontos eroticos domia ele cospi nu meu cuvirei putinha do fedelho contocontos eroticos esposa exibicionista ficou curiosaconto viajando com minha esposacontos eroticos flagrei minha namorada