Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AVENTURAS EM SERGIPE II – A FESTA DO CAMINHONEIRO

O que relato aqui aconteceu quando eu tinha mais ou menos 19 anos, dois anos apás minhas primeiras aventuras. Fui com um primo meu, de carro, para uma festa na cidade de Itabaiana, a Festa do Caminhoneiro. Como eu era mais novo e sá tinha um carro, ele ficou com uma garota e saiu para traçar ela, e eu fiquei lá na festa. Depois de um tempo a banda que tinha começado a festa acabou o show e eu fiquei andando pelas ruas práximas à festa pra ver se conseguia algo mais interessante, quando de repente me aparece um cara (mais velho, creio que uns 25 para 30 anos, branco, da minha altura, boa pinta, que demonstrava ser gay), eu me sento num degrau de uma loja e espero uma reação dele, que passa por mim varias vezes.

Quando ele chega à esquina mais práxima de mim, e mais longe da praça da festa, me faz um sinal para segui-lo, eu, que de bobo não tenho nada, vou atrás, num passo mais rápido, fico lado a lado com ele, nos cumprimentamos, ele diz ser da capital e eu digo de onde sou. Por sorte vemos um terreno baldio com um muro que impedia a visão de quem passava pela rua. Quando começamos a nos agarrar, entra dois rapazes mal-encarados, levamos aquele susto e os caras, que aparentavam nem ter nos vistos, caminham até o fim do terreno.

Saímos daquele local e fomos atrás de outro, quando vimos uma casa abandonada, entramos por uma porta que estava aberta e no antigo jardim começamos o amasso de novo. Tiramos os nossos paus de dentro das calcas, o meu um pouco maior que o dele, motivo pelo qual recebo um elogio, punhetamos um ao outro. Ai ele propõe que eu o coma, peguei uma camisinha que tinha na carteira (não saio sem uma, pois sexo seguro sempre... hehehe). Coloco a camisinha, com sua ajuda e começo a madeirá-lo, em pé mesmo. Ele reclama que está um pouco seco, que estava incomodando um pouco, aí tiro, cuspo no meu pau e meto novamente.

Ele me pede para ir devagar, alegando que meu pau é grande demais, eu diminuo o ritmo, mas não deixo de meter muito naquele cuzinho delicioso, e como era delicioso, quando eu metia até o talo ele apertava o cú ao redor de meu pau, eu adoro isso. Passado uns 19 minutos, que pareceram a eternidade, pois estava muito gostoso, curtir aquele cuzinho num lugar tão inusitado, eu aviso que vou gozar. Ele numa velocidade impressionante, tira meu pau de seu cuzinho, arranca a camisinha e começa a me punhetar enquanto se punhetava. Ele goza antes de mim, em cima de meu pau e me pede para fazer o mesmo com ele, eu logo atendo ao seu pedido.

Nos limpamos, como possível, e saímos dali, ele me pede meu telefone, mas eu não lhe dou, não sei porque, talvez medo de ele me ligar em um momento inapropriado e alguém perceber (coisas que sá se passam na cabeça louca de um adolescente) ah se arrependimento matasse. Mas o que mais me chamou atenção de tudo, foi quando já estávamos na rua ele me pergunta se eu sou garoto de programa, deveria ter-lhe perguntado o quanto me daria se eu fosse, mas não, nem cogitava tal hipátese, o que eu queria mesmo era sexo, prazer sem envolvimento financeiro, nem emocional, coisa de adolescente, qualquer um que dava tesão eu encarava.

Lembrando a todos que os nomes foram trocados (não por memária ruim... hehehe) e a geografia do local foi modificada para não ser rapidamente descoberto (hehehe). Quem quiser me adicionar no MSN está aí: [email protected] para qualquer pessoa do Brasil, e quem sabe de outros paises, mas, preferencialmente, do Nordeste e de Sergipe.

Outras aventuras nos práximos números.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo contos eu e meu filho adotivo fizemos sexoa mulher do meu irmao putinhaconto erotico linda transex namorando sem se revelarcontos de esposa pagando cofrinho pro vizinhoContos eroticos comido por um caoconto erótico eu e meus primos nu no lagodei o cu pra varios homenstia bate no casa sobrinho contoesposafoi.encoxadao homem abre a periquita da mulher e chupa e coloca um botijão dentro da vajinhaContos com picas bonitasfiquei louca vendo o meu sobrinho pauzudo comendo a minha filha. conto eróticobucetinha virgem bem pequenininho viscosaEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticoEu e mamãe fudendo com papai contoseroticosContos eróticos mae do meu amigoconto padrasto da pica enormeconvidando o amigo para arromba o cu da namoradaconto erótico cabecinha do greloconto menininha sentou no meu paucontos anal na enfermariaincochada. e. gosada. na. gostosa. chotenhono cu nunca mais contosnetinha safada adora sentar no colo do vovô contos eroticoshttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/m/conto_15870_passando-as-ferias.html&ei=bgqnDUSn&lc=pt-BR&s=1&m=438&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Cherei+cocaina+e+dei+o+cu&ts=1487814662&sig=AJsQQ1Bemzq3_O_w9-hLtHRrssFP6FcBcQcontos o amigo do filho me errabou no tanque lavando roupabia cadela contosconto erotico Minha aluna taradaeu sou o viadinho do meu cunhado contos eroticoscontos esposa coroa come garoto cacetudomulher com contracionar peladacuzinho guloso contocontos inserto fatos reais gaycontos eroticos dormindocontos sou o macho da minha sobrinhaconto erotico flagra filhaconto erótico esposa de férias e tal marido sem querercrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticoscontos erotico uma buceta peludawww.conticos eroticos comie uma novinha num dia que estava chovendoPorno tentei dar meu cu depois de casado contoscontos eroticos gay troca troca na infancia com primos mais novoscontos esposa e a visínha fudendo com cãoconto erotico botei sobrinha tayna pra chuparcontos eroticos extremoconto ajudou cornofui na casa de massagem e fui enrabada contos eróticossou a cris, e esses fatos aconteceram quando eu tinha 20 anosxvidio louco desejo vizinha mulata sainha mostrandoconto nao aguentei e fodi minhaPorno conto casa abondonada eu e o viadinhocontos eróticos papai e mamaecontos de coroa com novinhocontos eroticos com a vovóencoxada onibus apagado contosconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigaencaixando na buceta meladacontos eróticos cunhado retardadocontos eróticos incesto o homem da minha vidahistoria erotica irmão dopa irmãrapazes peladoes se exercitando na academiame masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varalconto erotico nao resiste e peguei cunhadaconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viiareela farraelacontos eróticos a ideia da minha esposa e com meu patrãoconto erótico minha esposa caiu na ciladacontos erotic quarto empregadacontos eróticos comi minha tiarelato erotico cheirei a calcinha da sograConto minha mae ceicha eu chupar sua becetacomi minha prima na va da minha tiacontos eróticos um cavalorelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocantescontos eroticos com escravas sendo humilhadacontos eroticos convenceu sua mulher a da abuseta para seu sogro com fotoscontos de penis que custou para entrar na buceta da loiracontos eroticos de se masturbando nas sandalias da sogra