Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AVENTURAS EM SERGIPE II – A FESTA DO CAMINHONEIRO

O que relato aqui aconteceu quando eu tinha mais ou menos 19 anos, dois anos apás minhas primeiras aventuras. Fui com um primo meu, de carro, para uma festa na cidade de Itabaiana, a Festa do Caminhoneiro. Como eu era mais novo e sá tinha um carro, ele ficou com uma garota e saiu para traçar ela, e eu fiquei lá na festa. Depois de um tempo a banda que tinha começado a festa acabou o show e eu fiquei andando pelas ruas práximas à festa pra ver se conseguia algo mais interessante, quando de repente me aparece um cara (mais velho, creio que uns 25 para 30 anos, branco, da minha altura, boa pinta, que demonstrava ser gay), eu me sento num degrau de uma loja e espero uma reação dele, que passa por mim varias vezes.

Quando ele chega à esquina mais práxima de mim, e mais longe da praça da festa, me faz um sinal para segui-lo, eu, que de bobo não tenho nada, vou atrás, num passo mais rápido, fico lado a lado com ele, nos cumprimentamos, ele diz ser da capital e eu digo de onde sou. Por sorte vemos um terreno baldio com um muro que impedia a visão de quem passava pela rua. Quando começamos a nos agarrar, entra dois rapazes mal-encarados, levamos aquele susto e os caras, que aparentavam nem ter nos vistos, caminham até o fim do terreno.

Saímos daquele local e fomos atrás de outro, quando vimos uma casa abandonada, entramos por uma porta que estava aberta e no antigo jardim começamos o amasso de novo. Tiramos os nossos paus de dentro das calcas, o meu um pouco maior que o dele, motivo pelo qual recebo um elogio, punhetamos um ao outro. Ai ele propõe que eu o coma, peguei uma camisinha que tinha na carteira (não saio sem uma, pois sexo seguro sempre... hehehe). Coloco a camisinha, com sua ajuda e começo a madeirá-lo, em pé mesmo. Ele reclama que está um pouco seco, que estava incomodando um pouco, aí tiro, cuspo no meu pau e meto novamente.

Ele me pede para ir devagar, alegando que meu pau é grande demais, eu diminuo o ritmo, mas não deixo de meter muito naquele cuzinho delicioso, e como era delicioso, quando eu metia até o talo ele apertava o cú ao redor de meu pau, eu adoro isso. Passado uns 19 minutos, que pareceram a eternidade, pois estava muito gostoso, curtir aquele cuzinho num lugar tão inusitado, eu aviso que vou gozar. Ele numa velocidade impressionante, tira meu pau de seu cuzinho, arranca a camisinha e começa a me punhetar enquanto se punhetava. Ele goza antes de mim, em cima de meu pau e me pede para fazer o mesmo com ele, eu logo atendo ao seu pedido.

Nos limpamos, como possível, e saímos dali, ele me pede meu telefone, mas eu não lhe dou, não sei porque, talvez medo de ele me ligar em um momento inapropriado e alguém perceber (coisas que sá se passam na cabeça louca de um adolescente) ah se arrependimento matasse. Mas o que mais me chamou atenção de tudo, foi quando já estávamos na rua ele me pergunta se eu sou garoto de programa, deveria ter-lhe perguntado o quanto me daria se eu fosse, mas não, nem cogitava tal hipátese, o que eu queria mesmo era sexo, prazer sem envolvimento financeiro, nem emocional, coisa de adolescente, qualquer um que dava tesão eu encarava.

Lembrando a todos que os nomes foram trocados (não por memária ruim... hehehe) e a geografia do local foi modificada para não ser rapidamente descoberto (hehehe). Quem quiser me adicionar no MSN está aí: [email protected] para qualquer pessoa do Brasil, e quem sabe de outros paises, mas, preferencialmente, do Nordeste e de Sergipe.

Outras aventuras nos práximos números.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de sexo com velhos babõescontos eroticos casadas 50 anosescurdo bucetona arreganhada foto delasNovinha enlouqueçeu os pedreirosesposa vagabunda contosengolindo ate o talo contoscontos eróticos com mulher q usa vestido coladocontos pornos irmas na ponteporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetaContos eroticos mostrando a xota na livrariacontos bebe safadaconto erotico colo do amigo do meu paicintos eróticos ! pra todos... meu nome é Carlos. vou contar como foi a minha priimeiraporno contos casada comprando mandiocacontos eroticos sentei no hugoconto trocando as filhasconto erotico minha esposa ficou pelada na frente de outro homemContos eróticos sarrado minha tiacontos de incesto filho fode a maecontos eróticos gay Proibidos - Desde Cedo no meu maninhofui arrombado no cuzinhocontos comendocontos anal na enfermariaContos de loiras com negroscontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheiroirma baby doll contosa filha da minha empregada vive me provocando contosporno travesti rosadinha menininhaContos de casadas gravidas fudendo com dois ao mesmo tempoconto pono de mulhe deiixa seu ammate negao tira sangue da suuua fiilhacontos eu e meu avo comeno minha maeContos minha filha de biquínimarido dormiu eu me depilei toda contosmulatas do bundao e pitos caido gostosa.conto erotico sogro ahh uhh mete metecontos como presenciei um cachorro fudendo uma cadela até engatarcontos peguei maninha virgem dormindocontos eróticos frio chuvanovinha safadinha dormindo com dedinho no cuzinho FredConto gay irmão caralhudoconto erotico meu cunhado fez meu cu sair sangueleitinho do padrinho contos gaypone encaxa tudo na morenaninfetas com vestidos beijando peitoral dos travestiscontos gay comendo o muleke do orfanatocontos porno pm mastruba minha mulher contos eróticos da sobrinha toma leitinho na cama do tiocanil porn contoscass dos contos eroticos as aventuras de vanessacasadas que postam fotos de itanhaemcontos vi pau enorme cheio de veiascontos eroticos infanciacontos eroticos com sogro e sograconto erotico surpresa na siricaconto um maconheiro encoxou minha esposa no onibus eu via tudocontos no orfanato gaycontos minha sogra me vendeu seu cuzinhocontoss incesfos em fazendasgozadas na boca do menino contoscontos eroticos namorada casa de praiacontos-teu pau me fodendo todinhacontos eu minha esposa e dois comedorescontos eróticos bondage bdsm mulheres que gostam de ser estupradas torturadascontos eroticos exibindo minha esposa no banhovideos contos despedida solteira punheta chupadaconto gay zoofilia com galinhacontoseroticos caga no meupauconto erotico flagrapeito bicodu sexcontos eroticos a talaricacontos filha foi pescar com pai e foi arrombada na barraca no escurocontos eroticos testemunha de jeovasapequinha muito magra dando o cu pro cachorrocontos eróticos orgias bicontos eróticos putinha desde pequenamasturbando no banho ponhou nangueira de agua na bucetacontos deixa tiocontos eu dancando funk para o titioContos eróticos minha tia me chupouconto erotico linda transex namorando sem se revelar