Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CUNHADA NINFETA

Bem certo dia descobri que não conhecia uma de minhas cunhadas, a mais nova delas uma ninfeta mas de corpo não tão sedutor assim para certos padrões, mas o perfume dela hum...assim que a conheci na festa de aniversário de meu sogro ela me olhou com um certo ar de aprovação pois tenho ares de ser mais jovem do que sou, tenho 28 mas algumas pessoas me dão 20 até trinta bom ela descobre claro que sou esposo d esua irmã e me chama a partir daí de maninho, mano estas coisas, de certa forma minha esposa não gostou e se encheu de ciumes, eu encobri minha alegria de ela ja estar demonstrando certa aproximação de mim, ela e de altura media pra baixa aqui em manaus sabe, tem cabelos lisos escuros morena de pele bronzeada, olhos castanhos parecidos com os de indias sabe, bom ela se veste sempre de shorts que normalmente quem usa e as garotas que trabalham como diarista da pouco trabalho pra lavar e de mini saia jeans, neste dia ela estava de mini saia jeans e suas coxas grossas e lisinhas ficavam bem amostra, apás cantarmos parabens ela sentou numa mesa em frente a minha mas antes para aumentar a ira d eminha esposa ela fez questão de me servir e ainda soltou -se tem de se alimentar bem mano, pra ficar bem forte e sorriu com ares de sapeca, minha esposaquase teve chilique ali mesmo, mas depois se distraiu fofocando com sua outra irmã, de onde eu sentei dava pra ver minha cunhadinha de pernas cruzadas balançando bastante como quem espera ansiosa por algo logo que viu meus olhares ela afasta as ernas devagar e quando da pra ver sua calcinha branquinha surgir pouco a pouco mostrano a silhueta de sua xotinha que por sinal e bem tufadinha hehehe nisso meu pau começa a dar sinais de animação eu pra disfarçar e fazer meu amigão relaxar me levanto e vou pra cozinha pora beber mais refrigerante nem me toquei de que ela veio atrás e não conseguia alcançar o copo em cima da geladeira ela pede ajuda mas ao inves de me deixar pegar o copo sá estendendo meu braço ela insiste pra que eu a erga pegando pela sua cintura me aproximei por detrás e segurei em sua cintura e a ergui e ao descer ela lentamente deixei meu pau que ja estava mais duro que antes roçar forte em sua bundinha durinha a parte do corpo que mais admiro nela a bunda nisso ela respira fundo e se vira de repente e me dá um beijo na buchecha seguido de um abraço apertado e um - obrigado mano to vendo que voce e forte mesmo do jeito que eu gosto confesso que apesar de ela estar nitidamente puxando meu saco ja que não sou nem de longe um schazneger ela sai e logo em seguida vem minha esposa e pergunta que marca de baton e esta em minha buchecha eu na maior cara de pau digo - foi tua irma ela me agradeceu por ajudar a pegar copos em cima da geladeira sá isso minha mulher completa - imagino o que ela ia te dar se tu pegasse uma panela ou garrafa eu rio descaradamente e digo - amor ela é sá uma menina e voce eé minha mulher entendeu minha mulher faz que sim com a cabeça eu a puxo e beijo bem gostoso nisso meu pau ja não estava mais duro já que não perdi tempo em me relaxar pra minha mulher não notar minha mulher sorri a festa continua numa boa até que todos sobem para a laje(terraço) e vão soltar fogos pra meu sogro eu não subo pois exagerei nos refrigerantes salgados e bolos da festa apás curtir uns minutos de rei me deito no sofá da sala e eis que quando o sono já está fechando meus olhos surge um vulto que aproxima o rosto ao meu e respirando forte me beija eu imaginava que seria minha esposa mas o gosto doce era diferente o carinho da lingua surgindo em minha boca muito diferente era como a magia do primeiro beijo voltando a mente arregalo meus olhos e eis minha cunhadinha que para de me beijar e sorri dizendo a mana me mandou pra ver se cê tá melhor maninho esse beijo é pra tú melhorar tá? eu me sento e digo se voce quer deixar o mano sarado do dodoi maninha faz carinho faz ela sorri sapeca olha pra porta que dá acesso a escada pro terráço e ligeira corre e a tranca volta saltitando como menina inocente me beija sentando no meu colo e diz - voce e meu mano mais querido sábia! eu amasso seu corpo ao meu e ela mostrando que não é nada boba no assunto abre o ziper de minha calça e poe pra fora meu pau durinho pra respirar me beija o pescoço e desce dizendo - tem de ser rapido vão dar por minha falta mano! e engole meu pau como uma especialista o que eu acho perfeito pois realmente não tinhamos tempo ela faz uma legitima gulosa e apás lamber e chupar forte minha trolha eu aviso que vou gozar ela então envolve meu penis com a lingua e engole ele todo o massageando e fazendo meu pau esporrar dentro de sua boquinha deliciosa AHAAhahHAHaHAhAHAA!!! ela engole tudinho chupando ele devagar até ele começar a amolecer sorri e guarda delicadamente meu pau na calça de novo se levanta vai a pia da cozinha que da pra ver do sofá da sala e lava os labios e abre a porta e sobe as escadas eu vou ao banheiro e me lavo a danadinha me deixou cheio de marcas de baton no pescoço bom peguei no sono e de manha uma surpresa...na outra vez eu conto xáu.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotic pegand a calsinha da sogracontos eróticos eu inocente meu vizinho me pegou no flagra transandocontos eroticosdescobrindo o amorcontos eroticos patricinha caminhoneiroscontos eróticos marido cornocontos eroticos com absorventeiniciada como submissa contosvagina que contrai o penisconto erotico lambie buceta da minha afilhadaprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiacheirei a calcinha fedorenta contos eroticosminha mae tava dando a buceta pro papai e fraguei contos eroticosescravizando minha funcionaria conto eroticofoi chantageada pelo meu colega de trabalhoconto meu tio encheu a b********contos de crosdressereschupei a bucetinha da carolaine de seis aninhos contoscontos fedor de buceta no pauconto peguei meu irmao assistindo filme pornominha mae foi curradaconto erotico namoradinhos de infanciacachorro lambendo buceta.deilheconto porno minha professora coroao vento levantou meu vestido contos eróticosEnchi a buceta da sogra de.porra contocasa dos contos erotica me doparamcontos eroticos elizandracontos eroticos tia deu pra mim e primoContos eriticos cadelinha do sogroContos reais de sodomiamamei no peito até ficar vermelhoe produzir leite contosporno contos lesbicas tia e sobrinha comendo melanciafala mulher pelada bonita gostosa peituda o capoeiristacontos cu apertado da obesaAbrindo as pernas para o sobrinho contocontos eróticos fio dentalconto erotico meu bezerro boqueteirominha bucetinha chego a sangra na rolona do velho contospeladas com cu e a bunda melada de manteigaContos-esporrei na comida da cegaContos eróticos mae medrosaContos heroticos de mulher que soltou um pum na hora que tranzavaincentivanda pelo marido contos pornoTravest litoral contosComtos mae fodida pelo filho e amigos delehomem maduro contando porque deu o cuvideo de sexo c langerricoroa cadela contosprimeira vez que comi meu amigocontos dentistas safadabia cadela contosmulheres a mijar por cima da casste grossa do marido inocensia perdida contos suruba no piasinhogordinho nerd gay contoscontos eróticos cunhadaContos Eróticos. De Dona Vera Me Chamou Na Sua Casavoyeur de esposa conto eroticocontos depois de velha fui arrombadanovinho delirando na primeira gozadaquero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia acabando a buceta e gozandocontos xoxota estufada da sobrinhacomi minha tia gorda rabuda contoscontos gay pai bebado suadocontos eroticos porteiroum pivete me engravidou contoscontos lesbicos princesa chupa princesaContos eroticos de cunhadasde santinha a putinha e um pulo contos eroticosOrgias com os moleques contos eroticoscontos eroticos com pescadordeixei meu vizinho me desvirginar contoscontos baixinha popozudaconto erotico de faxineira casada safadacontos eróticos ai fode ai fode porralesbicas presediaris