Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃ MAIS NOVA

Minha irmã tem 19 anos e eu tenho 27.

Vou contar uma histária real que aconteceu há alguns meses atrás.

O pessoal cá de casa estava para fora. Iam passar 2 dias fora da cidade e eu fiquei sozinho com a Lúcia. A Lúcia é bonita. Tem um corpo bem bacana. É alta, magra, e tem um bom peito.

Nunca a tinha visto como mulher, mas nesta altura as coisas mudaram.



Fiquei responsável por tratar do que fosse necessário enquanto os pais estavam fora.

No sábado à noite, fomos buscar uma pizza. Almoçamos na cozinha e depois fomos pra sala. A Lúcia estava a usar uma camisa de dormir. Deitou-se no sofá e eu deitei-me ao lado.



Enquanto víamos tv, fiquei a apreciar as suas pernas. Desde pequena que sempre a vi como a mana mais nova, mas agora quando vi aquelas pernas perto de mim, vi que ela está uma verdadeira mulher.



Quis aproximar-me, mas para disfarçar, voltei à cozinha para trazer água, e voltei para me sentar mais perto dela. Sentei-me ao lado, e pousei a mão a tocar nas suas pernas. Ela não notou qualquer intenção, e ficamos ali durante algum tempo a ver TV.



Fiquei duro... O tempo foi passando e o tesão estava sempre lá. A água estava mais perto de mim e quando a Lúcia me pediu água, levantei-me para lhe dar o copo e ela percebeu que estava duro. Olhou para o volume das minhas calças... Em silêncio, mas apartir desse momento percebeu alguma coisa...

Em poucos minutos mexeu-se... Penso que foi propositado. Consegui ver a calcinha branca que estava a usar.

Ao mexer-se, a minha mão deslizou nas suas coxas. Enquanto ali estivemos ela mexeu-se várias vezes e pude ver a sua calcinha mais do que uma vez.

Algum tempo depois, ela quis beber água, mas em vez de me pedir, levantou-se, e passou por mim, tocando-me devagar com a sua perna. Inclinou-se para a frente, virando a bundinha para mim enquanto bebia água.



Durante a tarde nada mais aconteceu. Saímos e à noite voltamos.



à noite voltamos a jantar em casa. No final fui para a sala, e pouco depois, ela volta com uma camisa de noite, e deita-se no sofá junto a mim. Perguntou quando os nossos pais voltavam.

Disse-lhe que sá no dia seguinte. Estavamos sozinhos...

Perguntei-lhe se não tinha frio, se se queria cobrir com um cobertor que tinha junto a mim.

Ela disse que sim. Ficamos os dois cobertos. Eu já estava duro. Ela deitou as pernas em cima das minhas. Eu coloquei a mão em cima da sua coxa e fui fazendo "festas".

Ela mexeu a perna e sentiu que eu estava duro. Naquele momento parou... mas voltou a deslizar a perna de forma a tocar-me e a sentir o volume.



Não dissemos nada.



Mais tarde, já com muitas ideias no pensamento, perguntei-lhe se queria ficar a dormir no meu quarto, para vermos um filme no DVD.

Ela topou. Fomos pro quarto e deitamos na cama, cobertos.

Estava escuro. Ela deitou-se voltada para cima, e eu deitei-me ao lado.

Eu fiquei totalmente duro. Estava capaz de dar tudo sá para comer a minha irmã.

Cansada de estar na mesma posição, ela deitou-se mais de lado, e eu encostei-me a ela. O meu pau ficou mesmo encostado à sua bunda... e estava bem duro.



Foi um silêncio total. Minutos depois, muito devagar, fiz alguns movimentos para me esfregar nela, e o meu pau foi mexendo contra a sua bunda, mas por cima da camisa de dormir. Fiquei mais a vontade pois percebi que ela não se afastou, e coloquei a minha mão na bunda dela. Devagar fui massajando a sua nádega e puxei a camisa para cima. Tirei as minhas calças e fiquei sá de shorts. Ela estava de calcinha fio dental. Rapidamente fui-me encostando. Abri o meu short e decidi encostar o meu pau na bunda da minha irmã. Ela não disse nada. Ficou apenas a olhar o filme, mas tremia de nervoso.

Devagar, tirei a sua calcinha, e encostei o meu pau mesmo no buraco do seu cu. Era delicioso. Não mexi, apenas encostei.

Aproveitei a reacção, deixei passar algum tempo e fui mexendo. Quando me senti mais a vontade, molhei os meus dedos com saliva, e molhei a sua bunda, e comecei devagar a meter o meu dedo. Ela gemeu baixo, mas sempre sem falar. Devagar voltei a encostar-me e lentamente meti o meu pau na bunda mais deliciosa do mundo.

Comecei com movimentos de vai-vem até que não aguentei e foi a explosão. Quando terminei ela, em silêncio, debaixo do cobertor, lambeu tudo... Foi ao banheiro, e quando voltou, deitou-se ao meu lado, colou a mim e ficamos a ver o filme.

Meu pau ficou duro, e ela colou a bunda a mim e ficamos assim até terminar o filme...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto cutuquei pai na bundia delaEngolindo a piroca do irmozinho contoseroticosmassage ando a cunhada contocoroas defloração relatoconto cinema porno casalsogra humilha genro contos eroticosvideo fui enrabado no acampamentoContos eróticos suruba com homens velhos na peões da fazendacontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemesposas traindo dando o cu,contos de 1988conto erótico cachaça pescariameu pai me comeu contos eroticosquero ouvir as empregadas s****** fazendo faxina de shortinho de sainha curta s***** mostrando a b******** e bebaconto gaucha carinhosa safada com seios grandestenho traços femininos cu conto eroticocontos sobrinho pega tiacontos eroticos comendo a enteadafui almoçar mas a cunhada e ela me deu foi a buceta so nos dois em casameu cunhado tirou o cabaço do cú da minha esposapesquisar saístes da putaria lésbicas como fazer sexo com uma menina virgem e quebrar seu cabassogordinha contando suas trepadas c ontocomo dopar uma mulher e fazer sexo contocontos eroticos tia tucacontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhahomem comeno a espoza de pois asograconto erotico cobrador casada lesbicoConto erótico Sempre fui mas ele descobriusurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtosai que lambida contoscontos excitantesde sexoconto de dei o cu para uma pica grande do meu patrão que me rasgouContos eroticos iniciando as meninasconto erotico sogra AlzheimerConto erotico puta de merdafiquei de pau duro quando mi.ha esposaconto erotico real sobrinhogozei nas coxas da filha contosvirei amante do meu pai contos veridicosvideo safaço roçando na bunda da gostosacontos bebe safadagarotada vem bucetinha pela primeira vezprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foracontos de sexo depilei minha bucetaconto esposa se transforma na casa de swingcontos eróticos mulher de traficante dando pra galera todacalcinhas fio contos gayContos eróticos rabudinha chorou na picacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html senti aquele pauzao derramando varios jatos no fundo da minha bucetaconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitagordao tarado conto eroticoSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos eroticos dei pro irmao da igrejatransando pela primeira vez no boa f***samba porno zoo conto de incestoEu e meu macho padrastocontos eróticos masturbaçãomeus alunos rasgarao minha bucetinha contosminha irmã minha amanteEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticoconto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhascontos eróticos - dando carona pra duascontos eroticos pauzao do papaiminha ex cunhada e minha amante ela e casada contosmeu pedreiro comeu eu e meu marido contospeladas e passando manteiga no corpo e na busetacontos eroticos gays negrosfui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticosconto eroticos vaselina derretendopornodoido negro bem dotado fudendo ocuzinho e a buceta de mulhet gtavida ecasadameu marido e o amigo dele porno contoconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadofiquei de pau duro quando mi.ha esposacontos eróticos gay putinha pedreirosporno contos dopei minha tia dundonaContos filha de 7 com papaihistorias eroticas de mulheris que tranzarao com emteadoconto erótico virei fêmeacontos eroticos minha mae puta e filho viadocontos eroticos homem casado dando para o primosandalia superalta conto eróticocontosmarido provando uma rolacontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaiDesvirginando a sobrinha de 18 anosConto erotico minha sogra so anda de roupas curtaconosco toma a porra de. macho na. bucetaconto erotico corno puta e paimulher e homem dançando bem agarradinho e funk sensualContos eroticos duas rolas lindas mas perversas lascaram cuporno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredescontos porno.chorou de dormetendo a rola nas pernas feichadas da novinhacontos eróticos cheirando a bunda de minha sogracontos mulher alta bunduda ggComtos casadas fodidas pelo filho e o sobrinhominha tia coroa crente de 57 anos conto