Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI MINHA CALCINHA

Olá, meu nome é maysa, hoje tenho 23 anos, sou loira, olhos esverdeados, 1,65, 63kg, o conto que vou narrar aqui aconteceu comigo quando eu tinha 19 anos, sá agora tomei coragem de contar, era fim de ano, minha familia junto com uns amigos alugaram uma chacara para passar os ultimos dias do ano, a chacara era uma chacará simples mas muito bem cuidada, tinha uma piscina que ficava um pouco longe da casa onde nos alojamos, a casa era bem grande tinha vários quartos, no meu fico eu minha prima Amanda e nossa amiga Talita, no quarto ao lado fico meu irmão Kaio, meu primo Gu, o Roberto amigo do Gu e o Marcelo que era amigo do Roberto, esse me interesso, Marcelo tinha 20 anos 1,90, 85kr, moreno, olhos castanhos, cabelo castanhos cacheados.

O primeiro dia passamos o dia todo na piscina, eu e a Amanda ficamos no sol pegando uma corzinha e notei que o Roberto não tirava o olho de mim, a Amanda estava afim dele, eu falei para ela fica fria que não quero nada com ele, meu negocio era o Marcelo, que nadava na piscina, e jogava volei com os meninos, no principio nao deu bola para mim, mas nem liguei, pois na hora certa eu fisgava meu gato. A noite fizemos uma festinha, rolo umas musicas e dançamos bastante, Roberto veio dar em cima de mim mas sai fora deixando ele para a Amanda que não perdeu tempo, fiquei sázinha num canto esperando que meu gato me visse e viesse falar comigo, não deu outra, estava sentanda em uma pedra no canto da piscina e ele me puxo pelo braço e me chamo para dançar, meu coração quase saiu pela boca, perdi a respiração, era tudo que eu queria naquela noite. Dançamos juntos umas quatro musicas, quando ele me chama para sairmos dali um pouco pois estava muito quente, concordei e fomos andar pela chacara, que apesar de ser noite tinha muita iluminação, minha mãe grito para não muito longe, eu retruquei, não vo sair da chacara pode deixa, rimos e continuamos andando, chegamos num anexo da chacara que tinha uns quisque que era usado como segunda opção para almoços, ele seguro na minha mão e disse que eu era muito linda e me agarrou e começo a me beija, se meu coração ja tinha quase saido pela boca acho que aquela hora ele saiu, ficamos num amaço bem gostoso, senti sua mão tocar minha bunda, que na hora pedi para ele parar, pois ainda era virgem, e ainda não era hora para aquilo, ele tirou a mão e continuamos a nos beijar, de repente começou a chover muito forte e não tinhamos como sair dali, ficamos embaixo do quisque e ele aproveitou para me agarrar de novo, senti sua lingua percorrer minha orelha, aquilo me arrepio, não sei onde fui parar, ele voltou a tocar minha bunda, e morde minha orelha, não resesti acabei aceitando, senti um volume crescer dentro da sua calça roçando em minha xaninha, aquilo me excito, fiquei com minha xaninha molhadinha, ele pego minha mão e levou até seu volume, puxei na mesma hora dizendo que não queria, ele insistiu e levo de novo, pedindo para me acalmar, não resisti e segurei com força e fiquei brincando com aquela coisa que ainda nao conhecia, ele abriu o ziper da calça e puxou aquela coisa para fora que na hora me assustei, ele pego minha mão de novo e levo até aquela coisa e me apresentou meu novo amigo, meio sem jeito comecei a acaricia-lo e logo ja estava masturbando ele, ele pediu que eu chupasse, relutei dizendo que tinha nojo, ele com jeito e com muito carinho me convenceu a chupa-lo, devagar fui beijando e depois coloquei em minha boca, senti um gosto salgado meio estranho mas fui gostando, nesta hora perdi o medo e chupei ele bem gostoso que ele pediu para parar se ia gozar na minha boca, obedeci, ele me levantou me virou e colocou de quatro, tiro minha calcinha e começa a passar a mão em minha xaninha, que ja estava toda encharcada, enfiou um dedinho, depois outro e depois outro, eu não aguentei e implorei para ele ir logo ao assunto que não aguentava mais, ele com jeito posicionou meu amigo em minha xaninha, senti a cabeça pedindo passagem, uma dor terrivel tomo conta de mim, tentei sair, ele me seguro dizendo, voce não pediu para ir logo, agora aguente, me segurando pela cintura, foi enfiando cada vez mais, senti meu cabacinho rasgando, uma dor insuportavel toma conta de mim, tentei de todos os jeitos sair e não consegui, senti suas bola tocar nas minha coxas, ele seguro com mais força e fico ali parado por alguns segundos e começo a fazer um movimento de vai e vem e aos poucos aquela dor foi desaparecendo e comece a sentir uma coisa diferente, e logo ja estava rebolando em seu pau, ele percebendo começo a bombar mais rapido, até anunciar que tinha gozado, senti minha xaninha sendo imundada por aquele liquido, gozei na mesma hora, que locura, se soubesse que era bom assim, ja tinha me entregado a um homem muito antes, ele tiro meu amigo pra fora e pude ver o resultado daquela locura, ele estava todo manchado do meu sangue, ele limpo com a chuva que caia, deixando ele limpinho de novo, agarrei meu amigo de novo e comecei a chupa-lo com tanta vontade que ele cresceu de novo em minha boca, em poucos minutos sinto ele segurar minha cabeça e bombar como se tivesse comendo minha xaninha, de repente sinto um gosto amargo na boca, ele gozo tudinho na minha boca e me fez engolir, quase vomitei, mas foi muito bom, deixei ele limpinho, quando escute meu pai gritando por mim, vi que ele vinha vindo com meu irmão, corremos para nos vestir, estava meio escuro por causa da chuva, não encontrei minha calcinha, vesti minha saia correndo me re-compus limpando minha boca e minha pernas correndo para ninguem perceber o que acabava de fazer, no outro dia acordei cedo para achar minha calcinha antes que alguem achasse e ai meu fim de ano tava perdido, e o Marcelo, bem isso eu conto no práximo conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos pego batendo punhetaeu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticoscontos eroticos velho pauzudocoontos coroa xereca piscou quando vi pica cachorrocontos eroticos da vagabunda do cornonegao bota ate o'talo na novinhaComendo a tia com o primo contos eroticoporrnodoido interacialconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada historia quadrinho eroticos de sexo na chuva biminha amiga pervertidacomo mama um pau o bofe reclamo que eu tava sucandocontos convenci minha avo velha a fudercontos eroticos pastorgaroto.burrinha.zoofilia.contocomhendo ass evangelicas contos eroticoscontos eroticos comi a velha beatavideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosocontos erotico irma fode irma no qintalduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexomorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciaContos eroticos abusada pelo velho bebadoFODA GRAVE arrombando ninfetinhaminha sogra e meu sogro me convidou pra sexo a tres verídico contopeguei minha sobrinha do interior matutinhacontos de casadas rabudas que adoram uma piroca preta enterrada no rabovideos de zoofilia cachorrinhos recem nascidos mamando na xoxota da mulherorgias/contosconto erotico de casada com bunda grande com o vôvômeu primo rasgou meu cu gayconto porn insetuosoconto de sexo um garoto ficava esperado uma coroa passa na rua eu fico de pica duraconto erótico gay usei calcinha e sai na ruasonhar com a mulher tranzndo com outrochupando o vizinho conto erotico gaytanguinhas usadas da minha mulher contos eroticosSexo no aterro do flamengoboa f*** travesti orgiatravesti Juliana de primo metendoconto na festa aqui em casa meu primo comeu minha maecontos com fotos tia e sobrinho baixinho realtezões hentaiconto de cabeleiro comendo o cu do novinho sem penaConto comeu minha esposa e eu não percebiconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cuvideos porno gays me pegou no flagra no poraomconto de sogra dando para genrocontos eroticos primeira gozadagozei na minha sobrinha conto eroticocontos eroticos chantagiei minha tia e comi elacontos perdendo a virgindade dormindocontos de quando estrupei um cu de um garoto novinho que estava sem lugar para dormirMeu amigo me convenceu eu deixa ele chupa no meu pauContos de comadres lesbicascontos eroticos de maridosTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidaConto erotico minha esposa e o pau enorme do nosso cachorrocasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhoa minha primeira vez com sexo canino contosafilhada carente contookinawa-ufa.ru chantageadaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoesposas evangélicas fudendo com entregadoreschorei mas aguentei tudo contos eróticosminha esposa nega mas eu sei que sou cornoconto porno so danda molequecontos eroticos com velhosContos Eróticos de. Como Dei Para o Amigo do Meu Filhoconti gay minha tia me fagrou de calcinhachantageada e humilhada pela empregada negrazoofilia casada conto xacracontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheirarminha sogra minha amanteprofessor cacetudo comendo o cuzinho do menino afeminado no banheiroConto Erótico Primas putascontos eroticos, venerava meus mamilosConto erótico sobrinha avó internadoUM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-2)Conto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmaMae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadominha namorada perguntou se eu era gay contocontos eroticos a prima da esposa organiza uma surubacontos erotico grande foda com a minha namoradacontos dando pra um sessentãocontos minha filha chorou no meu paucontos eroticos cabaco dor muita vergonhaconto de arrombando o cu do empregadoconto de arrebentando o meu cu com a pica grandecontos de sogro subjugando a nora e filhocontos eroticos mae e filhomae e filha com vibrador na buceta contos eroticospastor eu desejei em tranzacontos eróticos casal Passei a noite no autorama no Ibirapueracriando o sobrinho banho contoContos lambendo cu cagadocontos eroticos meninas fumando maconha com a maecontos eróticos frio inverno geladocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosboliche do bundão boladocontos senti cutucando