Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHAS FERIAS COMO ESCRAVO

Ola, tenho 25 anos e vou relatar como foi minha primeira semana como escravo submisso. Depois de meses procurando alguem que topasse ser meu dono conheci alex pela internet, ele tinha 35 anos, 1,95 de altura, branco, pica de 23 cm, branco e lutador de boxer e disse que ja havia tido um escravo mas que ele teve que se mudar pra outra cidade mas que aceitaria ser meu dono se eu aceitasse submissao total, seriam as regras dele, do jeito dele e eu nao poderia fugir até porque ele nao deixaria.

Moro em Cachoeiro de Itapemirim no ES e alex em MG. Topei o convite entrei de ferias e fui para BH e ele foi me buscar na rodoviaria e eu ja me excitei quando avistei aquele macho que seria meu dono.

Estendi a mão para cumprimenta-lo e ele disse, cala a boca escravo aki voce sá fala quando eu mandar e me chame somente de Senhor e eu respondi sim senhor e ele olhou pra mim e disse eu nao mandei voce falar, ja tem uma puniçao por sua insolencia, foi quando eu comecei a ficar tenso, em silencio entramos no carro e seguimos ate a casa dele.

Chegando la ele mandou eu colocar as minhas coisas num quartinho e ir para outro quarto e vestir o que ele tinha separado pra mim, uma calcinha vermelha, uma coleira, somente isso mais nada e mandou eu ir ate a sala de 4, fui chegando la ele mandou que eu me virasse de costar pra ele e sentou 5 chibatadas nas minha costas ele disse que era por eu ter falado sem permissao, nesse momento me apavorei e nao acreditei no que eu estava fazendo e no que estava acontecendo comigo.

Ele disse que eu deveria obedecer as seguintes regras:



1- Sá falaria se ele autorizasse.

2- Serviria a ele, lavando, passando, cozinhando.

3- Poderia ficar de pé apenas para os serviços domesticos.

4- Nunca deveria aborrece-lo com pedido de nada ou ele ficaria muito mais furioso do que 5 chibatadas.

5- Sá poderia beber e comer o que e quando ele desse.



Balancei a cabeça concordando, entao ele mandou eu fritar uma carne que estava na geladeira e pegasse uma cerveja pra ele, assim o fiz ele tirou o sapato e mandou eu limpa lo com a lingua e depois tirei as meias com os dentes e fiz uma massagem com a boca no pe dele ate deixa lo completamente limpo.

Ele retirou a bermuda e a cueca e mandou que eu o chupasse sem encostar os dentes mas num dado momento sem querer eu encostei os dentes naquele pau enorme que mal cabia na minha boca, pronto eu ia me arrepender amargamente, ele retirou o pau da minha boca, deu um tapa na minha cara e dois chutes, eu pedi perdao e ele disse que nao havia autorizado que eu falasse e que foram dois erros e ele estava aborrecido, assim foi me chutando até o quarto que mais parecia uma masmorra, com cavaletes, cordas, chicotes, fios, consolos de todos os tamanhos, ele me pegou pelos cabelos e me jogou sobre a cama, amarrou fortemente meus braços e pernas, rasgou minha calcinha, passou a mao na chibata e deu a primeira, eu gritei ele entao pegou a cueca suja dele que estava na sala, colocou na minha boca e passou fita adesiva assim como tambem vendo meus olhos.

Eu ja estava apavorado, mas nao tinha como voltar atras, ele entao deu umas 20 chibatadas que zu niam no ar e parecia que cortava minha pele e ele ia me chamando de puta, de vermezinho insolente e que ia me ensinar como ser um escravo descente.

Quando ele cansou de me bater ele começou a brincar com minha bunda disse que primeiro arrombaria com o pau e depois me rasgaria no meio, entao meteu o pau de uma so vez me bombando como um animal no cio pareci que ia me regaçar, quando ele gozou retirou a mordaça de mim e eu achei que ele me soltaria mas ledo engano, colocou o pau na minha boca e começou a mijar me fazendo engolir e dizendo que eu nao deveria deixar cair nem uma gota e eu bebi tudo como se sugasse agua de uma mangueira, e fui novamente amordaçado.

Ele resolveu começar a me dilatar colocando um grosso consolo no cu que mais parecia do tamanho de um braço me rasgando mais um pouco, ele entao ligou uma toma em um fio com duas pontas desencapadas e começou uma sessão de choques dolorosas que durou uns 20 minutos e entao eu ja estava arrependido de estar ali, depois me retirou da cama e me amarrou numa especie de cavalete me deixando meio de 4 e ali colocou um consolo novamente e saiu...... Voltando 2 horas depois e eu ja estava quase perdendo a consciencia.

Na volta ele mandou eu tomar banho e dormir que o dia seguinte seria cheio....... Continua.......



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


papai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadacomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contoshistorias eroticas fudendo a madrata crentecontos crossdresser minha mae me fez meninaTrasando com atiacontos o encanador negão me comeutia peruca gosta de chupar pau e a buceta sai muita gozanegao preenchendo todo o espaço na nuca tá da novinhaconto corno sondei ela tava debaixo delecontos eróticos sogro tarado me encochou escondidoporno gorda pula em cima do rosto da amigaconto erotico minha esposa com o pateaocontos erotico mangueira na bucetaestoria porno a fantasia do meu marido e c cornoconto erótico não sei chuparconto erotico tio juliocontos crossdresser minha mae me fez meninacontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindoContos com picas bonitasSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transandocontos sou filho unico minha mae fez uma aposta e eu virei uma putinhameu pai me comeu contos eroticoscontos treinador gay da escolinhacontos reais meu marido fez uma deliciosa DP com seu amigocontos eróticos rasgando o cuzinho da cunhadinha safadacontos eróticos coni minha filha e seu amigo gaycontos bdsm erposas escrava submissapornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadascontos eróticos gay lambendo o cu do macho heteroo cu da minha esposa e meu contocontos de professor e alunacontos eroticos minha sogra de calcinha rendaporno quente doido cara lasca buceta com cuMinha bucetinha não aguentaria aquela grossura todacontos eróticos minha tia virou p*** do seu sobrinhomarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexoConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintaminha tia me conveceu a da minha buceta para meu tio contos eroticoseu entrei no banheiro e não sabia que a minha madrastra estava la e come. a xota delaBrincadeira na piscina com meu irmao poran vedeoscontos eroticos apanhando bundaconto erotico onibuscontos cachorro lambendo penis de homemmeu pedreiro comeu eu e meu marido contossexo com vizinha muito rabuda vigiadocontos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadopornor contos e videos liberei o cu virgem para meu irmaosou puta e pratico zoofiliaFui enrabada ao lado do meu marido e ele não viutraicao consentida trai meu marido com uma mulherdestruidor de cu contosvai cunhadinha goza na minha bocao cu da morena saio sague de tanto fura porno doidovideo safaço roçando na bunda da gostosacontos eróticos de bebados e drogados gaysfudode a sogra deliciadanada da minha cunhada louca pra dargarota no cio brincando com cachorrocontis eroticos peguei minha esposa enfiando a buceta na cabeceira da camaconto erotico comendo a entiada na chantagemcontoseroticos comendo ocu dtitiCONTOS EROTICOS MAMAE METEU COMIGOContos eroticos gay olixeirocontoseroticosarrombandobêbado perdi as pregas contos eróticosvesti as roupa feminina e dei meu rabinhoContos eróticos com anal jovem inocente gostei gostoso ela choroucontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandroscontos meu cunhado é corninhocontos eroticos minha mae peludacontos eroticos de incesto mae massagista faz massagem no filho adultocontos de coroa com novinhocantos erotico brincando de baralho com sobrinhaMas que dor horrível conto pornocom a cara pertinho do meu pauvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gay