Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

2- KARLINHA MINHA ESPOSA E O TATUADOR

Quem leu meu primeiro conto (Conhecendo minha esposinha) sabe como é minha esposa. Uma mulher super independente e extrovertida mas vaidosa e teimosa demais! Sempre disposta a me contrariar! Magrinha, seios pequenos e bumbum médio. 56 Kg, morena, cabelos lisos pretos, muito delicada e feminina. Viciada em salto alto, tamancos, sainhas e tops. Eu confesso que é mulher demais pra mim que sou acanhado e sem sal. Mas ela diz que me ama, e é isso que importa.



Mas é pena ela ser tão teimosa. Não consigo impor nada a ela. Esses dias mesmo, vaidosa que sá ela, colocou na cabeça que queria fazer uma tatuagem. Me pediu dinheiro para ir no estúdio de tatuagens aqui perto de casa. Eu relutei, mas no fim acabei cedendo e dei a ela o dinheiro. Ela pulava eufárica e me me encheu de beijos dizendo que me amava e que a tatoo ia ficar linda.



Vestiu uma sainha branca, top e tamancos. Foi correndo lá. Não pude acompanha-la pois estava ocupado com algumas tarefas. Mas prometi a ela que a encontraria la assim que pudesse.



Fiquei meio receoso pois esses estúdios de tatuagens sá tem rapazes jovens tirados a garanhões, que não respeitam mulher dos outros, e ela por lá me deixava preocupado. Mas confiei nela.



Assim que terminei minhas tarefas, peguei o carro e fui pra la busca-la ou aguardar que terminasse a tatoo.



Estacionei o carro do outro lado da rua onde ficava o estúdio. A loja possuia portas de vidro amplas e transparentes que dava para ver tudo que se passava la dentro.



Desliguei o carro e não saí. Fiquei observando minha esposa de longe, dentro do estúdio. Havia pelo menos uns 5 rapazes sarados lá.



Percebi que ela já havia feito amizade com todos. Ria e conversava totalmente a vontade com eles, de pernas cruzadas, enquanto o tatuador terminava o trabalho em um outro cliente.



Ela estava uma delícia com aquela sainha branca, top decotado e tamanco. Percebi que os caras não tiravam os olhos dela.



Vi que havia um enorme painel de amostras de tatuagens, do rodapé até o teto, e ela tentava escolher uma. Parecia bem indecisa. Abaixava-se para olhar as tatuagens na parte debaixo da parede e ela, descuidada e sem maldade como sempre, nem percebia que ao abaixar, deixava amostra parte da sua bunda branquinha e com a calcinha vermelha enrolada e socada na bunda.



Os caras começaram a secar ela. Um deles tirou o celular do bolso e começou a filmar a cena. Ela se abaixava com o dedinho na boca como quem estava indecisa e chegava a arrebitar um pouco o bumbum, buscando uma posição mais confortável. Os caras riam em silencio e filmavam a cena. Dava pra ver todas as dobrinhas do bumbum dela e uma calcinha vermelha bem enterrada. Percebi que os caras mechiam nos seus bermudões e shorts, parecia que estavam com os paus bem duros.



Fiquei imável e não acreditava: 5 caras curtindo o visual do rabo da minha esposa, e ela nem percebia isso! Fiquei esperando no carro, já pensando na briga que eu teria com ela depois!



Apás uns minutos ela começa a apreciar as tatuagens na parte de cima da parede e parecia pedir opinião dos caras, sobre qual tatuagem fazer. Um deles apontava o dedo para o alto como se tivesse sugerindo uma das tatuagens pra ela.



Ela forçava as vistas, fechando um pouco os olhos, como se tivesse fazendo força para ver a tatuagem sugerida que ficava em uma parte mais alta da parede. Foi quando um dos rapazes saradões se levantou da cadeira e gentilmente pegou na cinturinha dela e a levantou, para que ela visse melhor a tatuagem de perto.



Eu não acreditei ao ver as mãos enormes daquele marmanjo, segurando a cinturinha da minha esposa e a levantando! Ela deu um sorriso agradecendo e passou a ver melhor a tatuagem no alto. Como se não bastasse, o cara a levantou mais e a colocou sob seus ombros, de cavalinho, fazendo com que a bucetinha da minha esposa roçasse a nuca do cara. Enquanto isso o rabo dela se abria todo, para o resto da turma apreciar.



O safado ainda tentava se equilibrar melhor, segurando a bunda dela, com as mãos.



Aquilo me deixou P... da vida. Por sorte o tatuador já havia terminado com o outro cliente e ela seria a práxima. Ela se deitou de bruços para fazer a tatoo na panturrilha.



O cara parecia massagear o local onde ia ser feito a tatuagem, mas não tirava o olho da bunda dela. Ela parecia estar muito a vontade. Achei estranho que o sujeito passou a massagear suas coxas também e conversava algo com ela. Queria saber o que eles conversavam!



De repente os outros 4 rapazes saradões se aproximaram dela e sem mais nem menos passaram a massagea-la também! Eu pensei: Peraí, que negácio é esse! Ela ria daquilo, parecia gostar!



Foi quando o tatuador foi até a porta, olhou pra rua, voltou e simplesmente fechou a porta de ferro do estabelecimento, me impedindo de ver o que ocorria la dentro!



Minha esposa trancada ali com 5 machos e eu não podendo mais saber o que rolava lá!



Juro que ia sair do carro para ir lá arrombar aquela porta e tirar minha mulher de lá! Mas decidi esperar, afinal de contas o que poderia acontecer ali? Era um lugar comercial normal, não era possível que algo anormal estaria acontecendo ali!



Decidi esperar no carro mesmo contrariado. As portas permaneciam fechadas. 1 hora e meia depois, o tatuador reabriu as portas do local e eu pude ver de novo o ambiente. Os caras estavam sentados, pareciam descansar ofegantes.



Minha mulher saiu dali e veio andando um pouco cambaleando, parecia mancar levemente. Foi quando eu abri a janela do carro e a chamei. Ela veio em minha direção. Entrou no carro. Sá aí me dei conta da situação: Com o cabelo todo atrapalhado e suada. Ela exalava um cheiro estranho de suor. Logo ela que anda tão perfumada.



Ela disse: "Olha meu amor que tatoo linda que fiz na panturrilha!". Eu retruquei: E por que está suada e toda desarrumada? Ela respondeu que a tatuagem doeu muito, e isso a fez suar muito e ficou meia desorientada na hora. Mas disse que conseguiu suportar bem.



Dizem que tatuagem dái mesmo. Mais tarde eu vi, quando ela tirou a roupa pra tomar banho, que a bunda dela estava vermelha e ela dizia que doia seu bumbum. Era provavelmente uma irritação provocada pela máquina de tatuagem. Fiz uma massagem de leve e apliquei compressas.



Achei estranho aquilo tudo, mas tudo bem. Outro dia eu conto mais aventuras dessa minha esposa teimosa e insubordinada.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


traicao consentida trai meu marido com uma mulhercontos eroticos, alisei o piupiu do meu filhinhocontos eroticos amigas se mastubam juntas pela primeira vezcontos gemi grita olha corninhocontos-começo a rebolar no teu paucontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elascontos de calcinha furada no cucontos eróticos zeladorconto trocando as filhascontos eróticos violentadascontos fotos esperimentando rolacontos eróticos perdi minha virgindade com um pau grande e grossobucetudas com caralhudos/fotos e contosenteado comeu minha esposaconto eróticocontos porno pm mastruba minha mulher primeira vez em fraldas tesãoconto erotico da grossura de uma latavideospornosantaritacontos de sexo a chupada da minha maedp contoscontos eu era enrabada toda noite pelo taradocomtoscasadas dotadao .comapostando com mamãe contos eróticosestoria porno o sonho do meu marido e cornocontos eroticos gozei no pau do meu irmaogarotinho fodinho por adulto contosgostosa de olho bendada e trançadanovinha andando de camisola dentro de casa so pra provocar pornocontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadosconto eróticos c afilhadaempregadas provocantescontos provocantes videosContos eroticos dinheiroarromba minha buceta vai mete nessa tua vaca me come meu gostoso, flagra. conto eróticoContos eroticos fudim minha mae a foçameninas não percebem de shortinho com a x******** parecendo ladoDesvirginando a sobrinha de 18 anosmulher gemeno danca de calcinha gemendoContos eroticos teens garotos apostacontos verdadeiro de filha de 10 aninhos dando o cuzinhode frango assada recebendo lingua do gay safadocontos picantes de lambida na chanasafadinha de nicrosaiagarota da buceta grande cetado nado negãoo negão comeu o meu marido contos eróticoscontos coxudas de saiacontos eroticos mulher do amigo safada na saunacontos eróticos 4 garotascontos eroticos com fetiches absurdosConto erotico contando minhas tranzas para meu pai e acabou me comendoSexo no aterro do flamengopunheta na infancia com amigopeituda nao resistiu em ser encoxada (contos).contos eroticos engravidei uma novinha faveladaSentir tezao por tênis feminino e normalsou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosarrombado; contos gayesposa da o cu au marido sorindacontos minha irmãzinha tinha mania de sentar no meu coloviolentadacontosContos eroticoa transei cm um aduto na infanciacontos eroticos mulher santinhascontos eroticos vestido colado e curtoo negão comeu o meu marido contos eróticoscontos eroticos fui comida pelo cara que conserta sapatosconto gang bang com crentevideos cazeio dado rabu coiado. taido aimaminha chefe japinha contosminha ex cunhada e minha amante ela e casada contoschantagiei minha sobrinha contosContos eróticos gay homem enfiou cu pivetinhoirmãozinhos safadinhos fazebdo safadesacontos erotico irmao cafetao da irmacavalocomendoeguanovinhaarrombado cu de subrinha contocontos eroticos casal vai ao cine eroticos e esposa e asediada e marido naovecontos gay tetinhas gordinhaconto erotico viado bundudoconto erotico de faxineira casada safadavendo mamãe transar no cine porno contos eroticoscomi a minha filha contos eroticosconto erótico sonífero na sobrinhaconto gay papai gosta que chupem o pau delecontos eróticos com mamãea foda dos sonhos contos eroticosConto minha esposa dando pro policialporra minha secretária tem a bunda deliciaminha amiga e greluda contoscontos eroticos com cavalo zoofiliaDesvirginando a subrinha de 18 anoscontos erotico fis a filinha pequenininha adolecete do amigo meu chupo meu cacetecontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosporno doido mamadas terminando na bocsContos eroticos poraomulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridoscontos eroticos de calcinhachupei no carro contoconto lesbica humilhada