Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU AFILHADO, BELA SURPRESA.

Meu afilhado, bela surpresa.



Olá pessoal, estou de volta pra trazer pra vocês mais um conto real, depois de "cinema paradiso" e "comendo caçador em Salvador", trago pra vocês um lance que aconteceu comigo ha alguns meses, não sou catálico nem cristão, mas à alguns anos fiquei amigo de uma família aqui em meu bairro,digo família pq, começou com a as meninas da casa, e em pouco tempo já tinha intimidade com todo mundo da casa, entre eles um garoto que aqui vou chamar de Carlos. vi esse garoto crescer, quando ele tinha 19 anos seu pai pediu para eu batiza-lo, pra agradar meu compadre, satisfiz sua vontade, aquilo sá serviu para confirmar nossa amizade,sempre tivemos muita intimidade portanto vi o garoto sem roupa muitas vezes, vi seu desenvolvimento e tmb percebi ereções nele um sem numero de ocasiões, mas nunca senti nada, primeiro pôr ele ser muito novo e talvez pela consideração que eu tinha pela família que até hoje não sabe que sou gay, viajei para Sampa e lá morei pôr 19 anos, me correspondia com eles sá através de cartas telefonemas, mandava postais e presentes para meu afilhado com frequência, em março voltei para Salvador, e eles foram me buscar no aeroporto, fiquei alegre em velos mas quando Carlos veio em minha direção, fiquei até fraco, ele cresceu e tornou-se um cara muito interessante, tem quase a minha altura, 1.80m, e bem simpático, me abraçou forte e pediu minha benção, fomos para casa, eles muito falantes, e eu meio abobado com as mudanças, meu pau deu logo sinal de vida, passados alguns dias e eu já de volta a minha antiga rotina, um dia desses Carlos foi em casa me chamar, atendi a porta e pedi que ele entrasse, fomos para a sala e começamos a conversar, ele começou a me perguntar coisas da minha vida, o que eu tinha feito em Sampa, sobre mulheres e coisas do tipo, respondi e devolvi pra ele as perguntas num tom mais descontraído, perguntei se ele andava fudendo muito, e ele me respondeu que menos do que gostaria, perguntei pq e ele disse que muitas meninas tinha medo de dar pra ele, daí ele me disse que tinha uma pica muito grande e grossa, eu disse que devia ser brincadeira, se eu já tinha visto muitas vezes e não tinha nada de descomunal, ele deu uma risada sem graça e disse que ia me mostrar, quando vi o tamanho da criança minhas pernas até tremeram, gente parecia um daqueles rocamboles de padaria, um negocio grosso e grande como eu nunca tinha visto ao vivo, ele ficou olhando pra minha cara, e eu perguntei se podia pegar ele disse que não tinha problema pois eu era seu padrinho, nem bem eu toquei naquela coisa quente e ela começou a crescer, era quente e pesada, ele ficou sem graça me pediu desculpas e disse que já tinha um tempo que não dava uma, disse-lhe que fucasse tranquilo que não tivesse vergonha de mim, depois de alguns segundos o bagulho alcançou seu tamanho máximo, algo em torno de um 23 cms, mais linda demais, bem morena com uma cabeça rosada, larguei o cacete ele ficou balançando em minha frente, ai não resiste mais, cai de boca, ele se assustou e me perguntou pq eu tava fazendo aquilo, nem respondi continuei mamando como se fosse um bezerro, aos poucos ele não ofereceu nenhum tipo de resistência, pelo contrario segurava pela minha cabeça e tentava enfiar tudo aquilo em minha boca, mesmo sufocando engolia o que podia, depois de uns 20 minutos senti aquela linda pica inchar ainda mais e inundar minha boca com uma porra grossa e quente, ele se contorceu todo e dizia que nunca ninguém tinha chupado sua pica e que tinha adorado a boca do Dindo, ainda bati um bela punheta com aquele pauzão na boca, e passei uma tarde muito feliz, mas essa foi sá a primeira, depois volto pra contar como estou fazendo de meu afilhado um belo amante, homens de Salvador que curtem um outro cara másculo sem afetação ou trejeitos entre em contato comigo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos gang bangEngravidando conto Cornojogo de puta buçetadacontos porno chupetinho para um adultoestuprocontoconto erotico de interracial e virgemxv leke dormindo .com madrstacontos eroticos gay comi o cu do pastorengravidei minha sobrinha novinharelatos hetero casado que deu o cuporno chupando buceta de cocararesbarrando na bunda da tia e rola sexoconto de marido e esposa e velhocontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetacontos de incestos e surubas com minha irma e minha mulher nudismo na piscinaFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiaCamila minha enteada sozinha comigo em casa dando a b******** para mimContos eroticos estupros coletivos veriticosContos eroticos tristeza primeira vezcontos erotico mulher experimentando um travestiContos de corno com fotosfodo meu sogro todo dia com meu pauzao contocontos eróticos com animais papada por um cãocontos eroticos abri uma cratera no cu da filha da minha primaContos eroticos gays o consolo de borracha no cu do meu paisenta no colo do seu irmao contoscontos de incesto minha filha sendo comidalouco pela minha prima contoeu confesso meu sobrinho me comeuvídeo pornô caseiro cabritinha abrindo a b***** para o cara meter a pica grossa dentro delaConto erotico incesto, mae evangelica transa com o filhofotos esposas lindas no ménageolha tio minha bucetinha virgem e inchadinhaxv nao aguetei e dei a buseta a meu enteadominha tia olhando meu pauComi minha amiga bebada contosconto esposa viu amigo nucontos eroticos eu e minhas amigas muito novinhas pai arrombando o cuzinhomeu lobo gostosocontos eroticos putinha video gamecontos de cachorro pau grande e grossoquero cadastra meu email no canto erotico de casais com mais de quarenta anosminhas duas irmãs conto eróticoconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandomulher domadora de cavalos de pau durocontos gay gozando pela primeira vezContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãofui errabada pelo meu avoMãe mamando filho contoseroticoscontos eroticos sou fodida feito vadia e chingada de puta com o meu primo e tioconto erotico o'pedreiro gozou dentrocontos de estupro pelo caseiroConto Topless surpresaconvenci minha irmã fuder comigo e gozei dentroconto erotico pega no flagracomendo agostoza da irpregada iu marido ligandoempregadas provocantescontos provocantes videoscontos eroticos maridos nao ve esposa sendo abuzada no cinemamae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestocontos eroticos de orgias com minha mãe negrawww.contos eroticos de trindo sendo leiloada.comconto de desmaiei com a pica grande no cuprofessor de natação metendo a vara na colegacontos eroticos seduzi uma mulher e roubei elainiciei ainda novinha no lesbianismo - contos reaisamigos sexo troca troca contosnão acredito que dei o cu contos eróticosencoxadas nos blocos do carnaval contosgostosa gordinhas tirando cabeçacontos traiçao punhetachata levou rola contoscontos bebe safadax vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoseu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?fortisinhocoloquei minha sobrinha de quatro virgemgays chupando cu de macho caretarelato eróticos minha esposa fazendo striper pros meus amigoscontos erotikos moleke de menor comendo o cu da mulher casadacontos de foder empregadasempre dou uma escapadinha contoscontos na barraca traicontos eroticos coroas velhas com novinhos tia neuza"limpa o pau do seu macho"contos gay cunhado barracamulher louca de tesão gozando no peito na boca o dedo na bocacontos eroticos eu minha namorada e cunhadinha num hotelnamorada sem calcinha no sofá mostrando a b***** para o namorado e f****** com eleloiro trepando com a faveladacontos eróticos gay primeira vescontos eróticos comendo a gentecomtos de incesto com subrinha na caxuera no carrocontos de uma morena malhada do rabao casadacontos eroticos fudendo a mae travestixvideos minha matrasdo nu meu quato sexoarrumei um carA pra me comer contosminha tia coroa crente de 57 anos contocontos eróticos de professoras gostosas transando muito gostoso