Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMEIRA VEZ NA ZOOFILIA

Olá,

Esse é meu primeiro conto. Meu nome é Angélica, tenho 19 anos, sou loira, 1,70m, 68kg, pernas bem torneadas, um bumbum empinadinho e seios médios. Sou aquela garota do tipo que todo homem quer comer. Agora que já me descrevi vou contar como foi minha iniciação na zoofilia. Na época do ocorrido eu havia acabado de completar 19 anos. Era período de férias escolares e minha família viajou numa quarta-feira pra fazenda de um tio e acabei ficando na casa de uma amiga e iria viajar pra fazenda três dias depois pois iria esperar por minha amiga, que iria comigo. Como ainda não havia viajado meu pai me deixou encarregada de alimentar nossos cães, um pastor alemão chamado Fox e um fila chamado Guner. Na quinta de manhã fui até minha casa pra ver como os cães estavam e alimentá-los. Apesar de grandes eles são bens dáceis e obedientes, por isso aproveitei para passear um pouco com eles pra que não ficassem presos o tempo todo. Durante o nosso passeio me deparei com uma cena que nunca havia visto. Um cachorro e uma cadela cruzando no meio da rua. Fiquei observando a cena enquanto passava e senti um arrepio nessa hora e comecei a imaginar se ela estava gostando. Olhei para meus cachorros e eles estava excitados pois dava pra ver o pau deles começando a aparecer. Fiquei com minha bucetinha molhadinha. Eu já havia lido uns contos sobre zoofilia mas nunca tinha pensado em fazer. Voltei para casa, dei comida para os cães e fui pro computador verificar meu e-mail, mas a cena que eu vi mais cedo não saía da minha mente. Então comecei a ver filmes de zoofilia e ler contos e a excitação começou a tomar conta de mim. Nessa hora tirei meu shortinho com minha calcinha que estava toda molhada e comecei a me masturbar vendo os vídeos e logo gozei imaginando que seria eu naquelas cenas. Fui pro banheiro, tomei um bom banho, me vesti e voltei pra casa de minha amiga. No restante do dia procurei não pensar no acontecido me distraindo com outras coisas, mas quando chegou a noite, deitada na cama não conseguir conter minha imaginação e começava a pensar no Fox e no Guner me comendo igual a cadela que vi na rua e decidi dar asas a minha imaginação. Na sexta acordei cedo e avisei minha amiga que iria resolver uns assuntos e sá voltaria à noitinha. Fui pra minha casa rapidamente e quanto mais perto chegava mais o tesão ia tomando conta de mim. Entrei na casa tranquei a porta e fui direto pra área ver os cães. Parecia que eles estavam prevendo que algo mais iria acontecer, pois quando me viram começar a fazer uma festa brincando. Resolvi dar um belo banho neles, então fui a meu armário tirei minha roupa e me vesti apenas com um shortinho e uma blusinha folgada. Voltei pra área e levei o Fox para área da lavanderia e comecei a lavá-lo. Aproveitei para acariciar o seu pau que logo foi ficando duro na minha mão. Comecei a punhetá-lo e o pau do Fox foi ficando cada vez maior então não me contive e comecei a chupar aquele pau. O Fox logo começou a soltar uns jatinhos de líquido quente em minha boca. Era tanto que começou a escorrer no canto. Terminei o banho e fui buscar o Guner. Levei-o para a lavanderia também e comecei um banho igual ao do Fox. O pau do Guner era maior e mais grosso e ficou ainda mais quando comecei a chupar. O Guner começou logo a jogar aquela porra quente em minha boca e eu ficando cada vez mais excitada. Sequei eles o máximo que pude e primeiro chamei o Fox pra dentro de casa, pois era o menor, e o levei para o meu quarto. Peguei umas meias velhas e coloquei nas patas dele para que não me arranhassem. Tirei minha roupa e me ajoelhei do seu lado e comecei a acariciar o seu pau que começou a crescer novamente então comecei a chupar e Fox começou a fazer movimentos como se estivesse fudendo minha boca. Eu me masturbava enquanto o chupava. Melei bem a minha mão na minha buceta e dei pro Fox lamber. Ele adorou o gosto e começou a procurar mais. Então eu me sentei na beira da minha cama e o chamei pra perto. Parecia que ele tava adivinhando meus pensamentos e veio direto na minha bucetinha lisinha e começou a lamber. Abri mais as pernas e inclinei um pouco mais pra curti as lambidas de meu amante. Ele passava a língua áspera e grande em toda minha bucetinha e chegava até a passar no meu cuzinho que piscava a cada línguada. O tesão tomou conta de mim e comecei gozar naquela língua. O Fox estava muito excitado também e veio pra cima de mim querendo me comer. Eu me esquivei nessa hora e fui para o chão. Fiquei andando de quatro pelo quarto e ele me seguindo. Foi quando ele subiu em cima de mim e tentou me penetrar. Como vi que não estava conseguindo empinei o meu rabo mais um pouco e guiei seu pau com minha mão. Quando ele sentiu o calor da minha grutinha deu uma estocada forte e senti minha bucetinha começar a ser arrombada por ele que foi enfiando seu pau em mim. O Fox me bombava forte e rápido e eu dizia pra ele fuder a sua cadelinha. Fode gostoso minha bucetinha. Eu tava realizando meus desejos. Foi quando senti uma estocada mais forte e percebi que o ná tinha entrado. Aquilo foi inchando dentro de minha bucetinha, me alargando e eu sentia um prazer incrível. Senti que o Fox começou a jorrar sua porra dentro de mim e comecei a gozar novamente. Era tanta que começou escorrer. Ele então tentou sair mas não conseguiu. Estávamos presos e ficamos colados bunda com bunda. Depois de um tempo num puxão forte ele tirou o pau de mim e vi sua porra saindo de minha bucetinha e derramar no chão. Fox veio e começou a me lamber. E fui ficando excitada novamente e com o tempo ele também. Como eu ainda estava de quatro ele não pensou muito e subiu em mim novamente e começou aquele jogo de penetrações rápidas e fortes. Senti o ná entrando, mas desta vez com mais facilidade, pois já estava com minha buceta mais alargada. Fox me comeu com vontade e me encheu de porra novamente. Ficamos grudados novamente, mas desta vez por menos tempo. Coloquei ele na área novamente e fui ao banheiro ver o estrago que tinha feito. Minha buceta tava toda vermelhinha, alargada, e inchada, mas eu ainda tinha que satisfazer o Guner. Pensei nas lambidas que o Fox deu no meu cuzinho e então resolvi dá-lo para o Guner. Fui até o quarto de meu irmão e peguei o gel lubrificante. Enfiei um dedinho no meu cuzinho, depois dois, até enfiar o terceiro para deixá-lo mais aberto pro Guner. Fui até lá fora e o chamei pro quarto. Ele estava doido. Ficava pulando em mim. Me abaixei e comecei a punhetar o pau dele que foi logo ficando duro. Comecei a chupar pois não resisti àquele pauzão. Enquanto isso eu comecei a lambuzar bem o meu rabo com o gel. Tirei o pau do Guner da boca e me apoiei na cama pra dar uma altura boa pra ele. Ele não perdeu tempo e veio pra cima de mim. Seu pau batia na minha bunda então eu o coloquei na entrada do meu rabinho. Guner começou a movimentar e seu pau começou a entrar no meu cuzinho. No começo doeu um pouco mas foi ficando muito bom. Ele também bombava rápido e forte. Eu sentia que ele tava arrombando o meu cuzinho. Ele tinha me dominado por inteira apertando suas patas no meu quadril. Guner começou a meter mais forte e levei minha mão pra trás pra não deixar que ele metesse o ná em mim senão iria me rasgar. Já estava quase gozando quando senti ele começar a esguichar a porra quente em mim e gozei junto. Quando ele tirou o pau senti a cachoeira de porra que saia do meu cuzinho que estava todo arrombado por aquele pau gostoso. Coloquei o Guner pra fora e cai desmaiada na cama. Quando acordei já era quase noite então tomei um banho vesti minha roupa e voltei pra casa de minha amiga feliz e arrombada.

Espero que tenham gostado do meu relato, depois volto pra contar outras coisas que já experimentei. Beijos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico a sogra safada e crenteporno conto irmaconto eu e meu sobrinho metendo vai fode o rabo da titiacontos submissa para pagar dividascontos eu minha esposa e a empregada na praia de nudismogozaram em minha boca durante a viagemfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticopagou pra cunhada,sobrinha,enteada,pra chupar caseiroconto eroticos gay meu primo comeu meu cucontos er matagalconto de desmaiei com a pica grande no meu cuzinho apertandominha esposa de shortinho na obraria gosa pra mincache:QMYWc_LAcUAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_1_18_fetiches.html Loira de itanhaem mostrando os peitoscontos di mulheris que ralaram pela primeira vezcontos esposa com velhover tdos as calcinhas fio dental qom bomum empinadcontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto erotico cachorro lambe pauconto chantagem afilhadaContos rasga o cu filhinhacontos eroticos meu alunoporno patricinha chupando cunhado ao lado da irmãcasa dos contos eroticos/padrescontos eroticos com pescadorConto erotico de xana beiçudacontoseroticosviolentadaContos eróticos metendo debaixo da cobertaconto erotico incesto sonifero filhavidio porno um loko da cabeça cumeu a força uma gostosa na cademiafilme pornô com gordinhas empadãoviadinho levando pirocada no cuzinho contos eroticoscontos eroticos com pescadorfiquei d calcinha e logo me comerao contos eroticossobrinho punheta contocontos deixando por no cúcontos eroticos virei puta de travecoporno contos eróticos eu ea minha esposame arrombou o rabo contos casadaContos eroticos sequestradacontoseróticos dei mamarcontos com gordinhascontos de sexo com novinhas trepando com advogadospinto duro pra tu noivafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto tio agarrou a moça e comeu elacontos eroticos minha sobrinha bucetudacontos eroticos de sobrinhas impresionadas por tamanho da rolaconto erotico sogra Alzheimercontos eroticos. buceta virgem, só liberava cuzinhoRelato minha mulher no shopping sem calcinhaconto erotico eu fui no ensaio da escola de samba e dei o cu laimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai vconto erótico chupa grelogostosa sografiodentalcontos exoticos no.cinemacontos eróticos orgasmo no ônibuscontos comi minhas filhasconto mulher casada rabuda dei pedreiropeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticoanus enrabadoContos irma mais velhaeu fiz meu vizinho me chupar todinha e gozei na boca dele pornodoidocontoseroticos tia amamentando o sobrinhoContos comi o garotinhocontos minha enteada minha amantechupando uma bct de novinhas dormindo indefesascontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão verENFERMEIRA  pornodoido provando da minha melhor amiga continuaçãoContos eroticos putinhasgruda nos pelinhos da bucetacontos contados por mulheres que maridos insistiram para elas usar roupas mais curtasmulher dando a buceta no salao da foliatransando com meu brothercontos podolatria irmagozando dentro do tamanco contos