Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FAMILIA DAS PUTAS

Meu nome é Gabriela, tenho 19 aninhos e desde novinha me visto como uma menininha. Sou morena da pele bem clarinha, toda lisinha de bumbum arrebitado e cinturinha fina, tenho os cabelos lisos e compridos e meu cuzinho apesar de tudo é bem apertadinho.

Tenho uma irmã dois anos mais velha que eu e que sempre foi muito puta, desde novinha ela usa roupinhas curtas e provocantes e é claro que linda e gostosa vive sendo enrabada pelos traficantes daqui do morro onde moramos.

Meu pai se separou de minha mãe assim que ele soube que minha irmã tinha pra quem puxar, pois a minha querida mãe adorava levar um monte de machos pra casa e trepar com todos eles de uma vez quando o corninho saia pra trabalhar.

Assim, eu cresci admirando o mundo feminino e o poder de sedução delas, as calcinhas, as sainhas e shortinhos que as deixavam ainda mais femininas e toda vez que ficava sozinha em casa eu aproveitava pra me vestir como elas e ter a certeza de que eu tambem era parte da família, pois me transformava em uma verdadeira vadia quando vestia aquelas roupinhas. Eu enfiava objetos no meu rabinho virgem e ficava me imaginando no lugar delas, de quatro sendo fodida com força por algum traficante armado.

Com o passar do tempo resolvi que não mais ficaria entre quatro paredes apenas imaginando e quando fiquei sozinha em casa pela primeira vez apás essa decisão convoquei logo um amiguinho pra jogar vídeo game em minha casa e é claro que eu tinha segundas intenções, deixei ele na sala e fui logo me montar no quarto. Enquanto ele se distraia na tela da tv eu me maquiava, passava batom e desfilava na frente do espelho de sainha cor de rosa bem curtinha, blusinha branca, calcinha branca fio dental enfiada e salto alto de cristal.

Logo chamei o Rodrigo pra me ajudar com uma caixa de jogos no quarto e quando ele chegou, eu já estava de quatro na cama com o bumbum virado pra ele. Espantado e com cara de safado ele me confundiu com minha irmã:

- Nossa Josy sempre quis te pegar desse jeito, Cadê seu irmão?

- Me come como se eu fosse a Jô vai. Prometo que você vai adorar.

- Cara! Cê ta maluco? Se bem que você ta parecendo sua irmã mesmo hein. Chupa meu pau então!

Quando me virei ele já foi abaixando a bermuda e me ajoelhei pra meu primeiro macho, meu primeiro boquete. Comecei então a fazer como nas revistas que o práprio Rodrigo havia me mostrado e então me lembrava da minha mãe fazendo o mesmo quando eu ficava espiando ela. Eu chupava as bolas e ia subindo até engolir o pau de uma vez, e babava muito, ele tava adorando. Ficamos assim por 19 minutos até que ele pediu pra me comer logo. Posicionei-me de quatro na frente dele e senti minha calcinha descer até os pés, ele então cuspiu no pau e levantou minha saia, enfiou um dedo enquanto espalhava a saliva naquela tora de moleque que mais parecia um adulto, depois cuspiu no meu cuzinho e enfiou de uma vez sá:

- Seu FDP você ta me rasgando!

- Dizem que sua irmã e sua mãe aguentam sem reclamar, se você quer ser como elas têm q ficar quietinha e gemer como uma puta seu viadinho.

Eu chorava e pedia pra ele parar, mas ele tapou minha boca e me estuprava com força. Depois de alguns minutos comecei a sentir prazer e a rebolar, ao perceber ele me soltou e comecei a pedir mais:

- Vai Rodrigo come essa menininha, fode meu cu, me arregaça toda vai, mete com mais força, tira sangue de mim seu puto!

Com essa barulheira toda eu nem percebi que minha mãe acabara de chegar e nos observava da porta do quarto. Era maravilhoso rebolar toda molhadinha com uma pica no meio do cu. Senti ele pulsar dentro de mim e logo aquela porra quente bem no fundo do meu rabo arrombado, foi aí que olhei para o lado e vi minha mãe aplaudindo a situação.

Rodrigo se assustou e correu pra sua casa e o único sermão que tomei foi por não ter usado camisinha. Ela disse que se essa era uma opção minha, tudo bem, que eu seria a mais nova puta da casa. A Gabyzinha.

Essa é minha historia. Se gostarem eu conto mais sobre o que aconteceu depois desse dia.

Beijo gostoso a todos.



Gaby.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Relatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negroscasa dos contos eroticos metendo no cu cagadoconto erotico gay magrinho calcinha e coroacontos eroticos foi comer cu de esposa e viu que tava arrombadacontos eróticos estrupada pelo professor de judoContos eroticos com animaischantageada e humilhada pela empregada negracontos Recém casada traindo marido com dono da casaenrabado dormindo acordei gosteicontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulhercontos lesbcos primeira vez co minha primaTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticoContos implando porra na bocapapai no cuzinho de mamãe contossogra humilha genro contos eroticosconto erotico minha pequena tesudacontos eroticos masturbando na praia gozei na areiaContos eroticos, meu rabo tesudo e buceta cabeludacorno sentando na rola contoscontos eróticos pagando com a filhacontos cheirando calcinhascomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiao menino da pro velho no parquinho conto eroticoconto erotico cumi avelhinha da logacontos de cachorro pau grande e grossoescurdo bucetona arreganhada foto delasesposametenocomoutrocontos incestos dividindo o filhobuceta bem regacada peluda perna aberta na camasexo gostoso contoscontos sexo tia dominando sobrinhoconto erótico -brincando com os meninos no matinhoContos eròticos teens incesto pai e filho novinhos curiosocontos eroticos nylher do meu patrao carentesogra loira novinha chupa maridos Eugêniomulher aguentamdo casete de cavaloIncesto com meu irmao casado eu confesso"cabelo na perereca"Conto de gang bang no posto de gasolinacontos eroticoso passeio de barco eu meu marido e nosso peaoconto de cornoContos com espermafogosá taradaconto erotico lambie buceta da minha afilhadacontos chera calcinha de transfodendo gostosa e esporo contos eróticoscontos de coroa com novinhocontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhoscontos erotico irmao cafetao da irmacontos minha primeira vez a tresContos eróticos estreiando á xaninhaconto erotico meu amante e mega dotadoconto erótico corno de mendigocontos erotivos aconteceu em monteverdepinto duro pra tu noivacontos eróticos crenteestoria de cantos erotico minha tia sentou no meu colo dentro do ônibus na viagemcontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosela gritou dizendo q seu cu tava doendo contoscasei com meu filho contis eroticosContos minha irmã e minha putabarrigudos barbudos velhos contosminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero vercontos dona florinda chaves pau duroContos fudendo elacontos de homem que teve relacoes sexuais com a mae com buceta raspadaneguei e os garotos me comeram conto gayMeu irmão chupa minha maebundinha com calcinha sensual da virgemdepois do anus e da vagina tem outraentrada pro penis entrar?porno mobile sequioso animal com mulheresConto erotico bebendo porra do pedreiro e seus ajudantescontos eroticos "sou casada" "me respeite"Contos eroticos exibindo para o vizinhocorno obrigado a chupar pica contorelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delapasto da igreja tirou meu cabaçocontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoesContos eróticos Seduzi o Motoqueiro bunda Grandeconto esposa tiocasada rabuda conto eroticocomemos minha namorada contos eróticosmeu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contosfilha pelada contoscontos heroticos de rapazes que foram comidos e descobriram que eram gaysContos De maridos q empresto a esposa