Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMO DO MEU MARIDO, MAS NÃO QUERIA...

Esta histária aconteceu nos meados de 2005. Chamo-me Kelly e meu marido chama-se Estevam.

Temos uma loja de produtos para informática, que fica localizada no centro de São Paulo.

Estevam, apesar da pouca idade, 38 anos, é um homem maravilhoso, atencioso apesar de ser um pouco mal humorado. Como ainda não me descrevi, tenho 29 anos, 1,72, loira, seios grandes. Sempre recebi muitas cantadas por onde passo, mas nunca correspondi.

Estavam tem uma irmã chamada Isadora, um pouco mais velha que ele, 42 anos. Isadora e seu marido estavam com uma viagem marcada para o Canadá prevista para o mês de Julho e, como não poderiam levar junto seu filho, Juan, 17, que estava de férias. Há tempos não o víamos, ela sugeriu se poderíamos hospedá-lo em nossa casa. Meu marido, todo alegre, pois se dava muito bem com o sobrinho, disse de prontidão que poderia. Eu fiquei meio com o pé atrás.

Enfim, ele chega, meu marido o recepciona, e o abraça, e eu, o cumprimento normalmente, com um aperto de mão, porém, ele não contente, me puxa e me abraça. Senti suas mãos fortes ao redor do meu corpo e ele, como se tivesse falando no meu ouvido, me diz que eu estou linda. Minha reação, pelo seu atrevimento, e pelo fato de meu marido estar atrás dele, foi de empurrá-lo discretamente.

Fiquei pensativa no que tinha ocorrido, e comecei a reparar como ele havia se desenvolvido, simpático, cheiroso, mas mantive minha postura.

Passaram-se três dias, e meu marido disse que precisaria ir até ao Paraguai para adquirir algumas mercadorias que estavam em promoção, devido à instalação de uma nova unidade de uma empresa do ramo de informática. Logo, Estevam convidou Juan para ir junto com ele. Juan disse que não querer ir com ele. Estevam se exalta e pergunta o porquê da recusa, e diz o que ele iria ficar fazendo em casa. Juan diz:

- Tio, eu quero descansar, aproveitar o restinho de férias que eu tenho, já que meus pais não deixam eu fazer nada!

Estevam: - Tudo bem! Mas você deverá fazer companhia para Kelly na loja, e obedecer a tudo que ela disser.

Eu fiquei totalmente insegura. Esse menino, se fazendo de adolescente para o tio, e comigo se mostrando um grande safado, não gostei da idéia.

Decidi não ficar com muita conversa com ele, afinal não queria trair meu marido e se desse uma chance, com certeza aquele garoto não iria perder.

No outro dia abri a loja, ele me ajudou, recolheu as portas, liguei os computadores como de costume, e ficamos no balcão à espera de clientes.

Eu, quase que o ignorando, respondia secamente suas perguntas.

Ele percebeu e perguntou o porquê estava assim, ai ele me pergunta:

-Tia, porque você está tão seca comigo?

-Não estou seca. Somente não quero ficar conversando com alguém sem a presença do meu marido.

- Tia, mas eu sou seu sobrinho, da sua parte não tem nada de mais!

- Como assim? Dá sua tem?

- Tia. Você sabe que é uma mulher encantadora. Mesmo com essa camisa sua folgada, olha como os seus seios se destacam.

- Sabia que você é muito atrevido? Posso contar tudo para o Estavam!

- Eu sei que você não vai contar! Eu sei que você gosta!

- Juan, melhor mudarmos de assunto!

Fiquei pensando como eu poderia ainda responder a esse tamanho atrevimento. Porque não enfiei logo, a mão na cara dele e depois contaria ao Estevam?

Lá pelas 17:30 fechamos a loja. Ele entra no meu carro e permanecemos em silêncio.

Chegamos em casa e, logo, tomo um banho, coloco uma camisolinha e um shortinho jeans. Ele fica sem camisa com um short branco, totalmente indecente, mostrando seu volume. Chego a ficar até sem graça. Lá pelas 20h00 horas, sirvo o jantar. Eu sento bem longe dele, na outro extremo da mesa, que é retangular e grande.

Eu, praticamente em silêncio, nem consigo olhar para ele. Juan começa novamente:

- Se você não olhar pra mim e nem conversar, vou ser obrigado a sentar do seu lado...

- Juan! Quer parar com esse jogo! Sou a mulher do seu Tio!

Nesse momento, o safado (atrevido), se levanta e senta-se ao meu lado.

- Juan, sai daqui!...

- Sá se você fizer um favor pra mim!

- Que favor? Não vou fazer nada!

- Todo dia eu recebo uma massagem de nossa empregada. Não consigo dormir sem ela. Gostaria muito que fizesse em mim.

- Massagem? Você está louco? Nunca coloquei a mão em nenhum outro homem, quanto mais fazer massagem!

- Mas, tia é sá uma massagem! Se não, eu não vou sair daqui!

- Juan, primeiro sai daqui! Você já está muito perto!

- Ok!

Ele no outro lado da mesa começa a me dizer:

-Tia, essa massagem começa no corpo todo, e passa pelos principais pontos de tensão do nosso corpo.

- Não estou gostando nada disso!

- Vou até ai novamente!.

- Não!

-Você irá fazer?

-Vou...

- Então, antes de dormir você passa lá no meu quarto.

-...

Terminamos o jantar e pensei não vou fazer nada! Estou sendo chantageada! Mas se não fizesse ele não me daria sossego! E, aquele Estevam? Porque foi viajar logo agora?!

Ele, já no seu quarto (me aguardando), fui apagando as luzes de baixo, cozinha, lavanderia, jardim... Fui até ao banheiro, ainda trêmula, caminhei devagar até ao seu quarto, voltei para o meu, tomei coragem e decidi, se ele tentar alguma coisa, vou fazer um escândalo e caminhei novamente até ao seu quarto e a porta estava semi aberta.

Da entrada chamei-o e ele pediu para eu entrar. Entrei e o vi deitado na cama com os braços atrás da cabeça olhando para o teto. Fui logo dizendo que queria fazer logo essa massagem e ir para o meu quarto, pois estava cansada. Ele pegou um creme com essência de mentol e me entregou. Virou-se de costas e pediu para eu começar. Comecei espalhando pelo meio das costas e fui fazendo movimentos circulares, fui aumentando o ritmo e comecei a ficar exitada com aquilo. Comecei a pensar no meu marido e por um instante parei com a massagem e falei que já estava bom.

Juan se levantou foi até a porta e trancou. Levantei e perguntei o que ele pretendia. Com as chaves na mão ele não me respondeu, foi até uma caixa e retirou duas algemas. Na hora corri até a porta, tentando abri-la, mas foi em vão. Ele me puxou com força, me deitando na cama, e foi, um de cada vez, algemando meu braço em cada lado da parte superior da cama. Gritei, xinguei-o, disse que iria contar tudo para o Estevam, mas ele sá ria.

Ele então começou a me elogiar e dizer que eu era linda, que estava louco por mim, e aquilo tudo começou a me exitar mais ainda...Que loucura! Ele baixou seu short e saiu pra fora aquele pau duro, de tamanho normal, porem, com a cabeça molhada e as veias estufadas...Começou a bater uma na minha frente, bem devagar, dizendo que estava louco para transar comigo. Eu disse que não queria e que também não poderia. Aí ele me pergunta:

-Tia você quer sair daí?

-Claro que quero, por favor!

-Então quero que você me chupe até eu gozar

-Você está louco? Nunca fiz isso antes!

-Chupar uma rola?

-Não! Chupar outra que não seja a do meu marido!

-Tia...Ninguém ficará sabendo. E, outra, ele está viajando...

-Não vou fazer!

-Então você irá ficar amarrada aí, até quando eu quiser...

-Pára, Juan! Pode me soltar agora!

-Tia, vou lá em baixo, comer um lanche a noite eu volto...

Acabei ficando presa, algemada, submissa aquele moleque. Ele voltou algumas vezes e eu sempre dizendo não que iria contar tudo para o Estevam, mas nada adiantou...

A cada vez ele me dizia que eu deveria estar com a boceta molhada, que era sá uma chupada e nada mais e eu continuava resistindo...

Até que...

- Tia, já está bem tarde e é melhor decidir ou irá ficar a noite toda algemada...

-Juan, você com essa pouca idade é muito safado! Tira o short...

-Estou vendo que está evoluindo...

E, novamente aquele pau todo melado me foi mostrado. Ele subiu em cima da cama, ajoelhou na minha frente, olhei para o lado tentando resistir, mas aos poucos foi colocando-o na minha boca...

-Aí que delicia Tia...Quer mordidinha gostosa..

Chupava com tanta força que fazia muito barulho...Perdia a noção e até gemia a cada sugada...Não me reconhecia...Não era possível que eu estivesse me entregando aquele pirralho...

-Está gostando Tia?

-...

-Responde, senão, não a liberto!

-Sim...

Fechava os olhos e engolia tudo...estava adorando...

Fiquei, uns 19 minutos chupando até que ele começou a gozar na minha boca...Lambia, fazia espuma estava me lambuzando toda...Que loucura...

- Agora, você já conseguiu o que você queria...Me solte!

- Não. É sá o começo...





Continua...



Se você gostou, por favor, volte que eu publicarei a continuação.



















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto brincando na praia com minha irmãeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimcontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaomenino bateno puheta pos amigo no riosinhoContos lesbicas nossos maridos sairam fiquei bebendo com a comadremenina sapeca danada enganou todos contos eroticosUfa de vídeo caseiro chupando a rola do namorado dentro do carrovideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhaconto erotico o taxista negaocontos eroticoPROIBIDO de incestocontos eroticos nao entracontos eroticos na viagem comi sogra e mulher no carrocontos erotico incesto virei a cadela do titiocontos eu e.mamae metemos fortePapai derramo leitinho na minha cara contos eróticosO primo do meu marido é meu machoconto erotico na funerariacontos eróticos massagemum careca inesquecivel contoscontos Praia de nudismo.assustei com apica do meu melhor amigo contosrelato erotico marido traiconto eróticos dei o cu novinhaaiaiai vou goza no kct do meu paiDei sonifero para o casal e estuprei a mulher gorda contoContos eroticoseus.filhosContos eróticos de incesto filinha mimada do papaicontos eroticos ai me mete me fode primo fodeflagrei o garotinho lanbuzado de porraConto gay vide o gameContos eroticos nerd virgemConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentrotrepando pau sua p*** prepara para o sábadoComtos casadas fodidas em cima da mesa por desconhecidosdopei minha mae contoContoseroticoscomsogrocomi meu aluno lercontos curtpshistoria comendo eguasou uma putinha gostosa da familiacontos eróticos de bebados e drogados gayspapai e seu amigo comeu meu cuzinhoContos eroticos engravideicontos eroticosdescobrindo o amorleitinho do padrinho contos gaysentei na rola do padrinho contos eróticoscontos eroticos minha esposa da bunda gostosa dando pro mendigo do pau enorme eu vendo tudocontos eroticos minha namorada virgemmulher casada crente relata que da o cu para outro/contos recentescontos eróticos nordestino barrigudo gaytransei com minha irma no banhoconto chupei a coroaconto erotico de sobrinha nova e tio gostoso fodendo gostsoconto bebado fui fodidomenino de treze anos gostoso bundinha e cuzinho jeitoso contos eroticoscontos eróticos zoofilia f****** cadelinha de ruameninas com bucetinhas piticas pornocontos eroticos de praia de nudismocontos mulher coloca silicone no peito e na bunda para ficar gostosalindasapertadasreais conto de incesto mamae mi deu pro pai e irmao mi comera bucetinha linda da sobrinha novinha contoscontos eróticos com mulher baixinhahomem nu de pau dueuconto erotico de tutorfotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetabrinco com tio levou no cuzinhonovinha chupano amigshomens lanbendo o xinou da mulher na cama fotoscomendo a boca da prima contocontos papai socou tudo no cu da filha ela se cagouconto erotico comi a buceta da velha mudavideo pono pequano aprima do midoloira louca por pau gg contosconto erotico cinema marido e mulhercontos eróticos minha mulher foi f***** por um travestiincesto realidade fantasias conto