Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NÃO SABIA QUE SER CORNO ERA TÃO BOM





NÃO SABIA QUE SER CORNO ERA TÃO BOM



Meu NOME é Rodrigo, 42 anos, Ana minha esposa, 41 anos, loira,pernas grossas, seios fartos de mamilos rosadinhos,pele branquinha, e uma buceta apertadinha.

Sempre tive vontade de ver minha esposa rebolando em outra pica, fantasiamos em nossa cama com vibradores, mas nunca tivemos coragem de por em prática.Tudo que eu queria era que isso acontecesse.

Acontece que ela trabalha em uma empresa em Santo Antonio do MonteMG, e eu trabalho como representante comercial, viajando muito. O pessoal da empresa onde trabalha faz muita festa, e eu adoro pois vejo muitos homens cobiçando minha loira. Então nesta ultima sexta-feira fomos a uma festa onde minha loira vestiu um vestido justo bem decotado na frente e atrás e com saltos altos vermelhos.

-Estou linda amor?

-Um tesão, respondi.

-Não ta muito decotado pra festa de empresa não?

-Tá átimo, deixa os caras ficarem babando na minha esposinha.

-Voce gosta né, de me ver sendo desejada, ela disse rindo .

-Voce nem imagina, vc sabe meu sonho.

Chegando a festa, senti os olhares dos homens todos voltados para minha esposa. Ficamos conversando com o pessoal e bebendo uns drinques. A festa foi esquentando, as mulheres começaram a dançar axé, depois funk.Como não gosto fiquei sá olhando, e minha esposa foi pro centro da pista e começou a rebolar. Nisso dois rapazes funcionários de uma empresa fornecedora vizinha se aproximaram e começaram a dançar com minha esposa. Eu fiquei ali, parado, bebendo e vendo minha esposa rodeada por dois machos. Ela olhava pra mim e via que eu estava gostando. Ela se aproximou de mim e me deu um beijo dizendo que ia ao banheiro, então lhe falei baixinho no ouvido pra tirar a calcinha. Ela olhou surpresa pra mim e simplesmente sorriu. Voltou do banheiro e colocou uma coisa no meu bolso. Era sua calcinha. Fiquei louquinho de tesão vendo Ana dançando com dois rapazes e sem calcinha. Como já estava muito tarde e éramos os últimos da festa chamei Ana pra ir embora e falei com os rapazes:

- Voces estão de carro ou querem uma carona?

-Estamos sem carro, e ainda nem temos hotel pra ficarmos.

-Se vocês quiserem podem dormir lá em casa pois nossos filhos não estão, falei olhando pra Ana que ficou com cara de surpresa.

E eles imediatamente aceitaram meu convite. Fomos os quatro pra casa. Lá chegando fomos ainda beber alguma coisa enquanto Ana colocou um musica. Nisso um dos rapazes foi ajuda-la e colocou funk. Como eu não gosto os três começaram a dançar, com Ana rebolando no meio dos dois. Como já estávamos um pouco bêbados eles começara a se soltar e foram passando as mãos no corpo de Ana. Ela vendo que eu estava ficando de pau duro e não falava nada foi se soltando e se esfregando nos corpos dos dois rapazes e falou:

-Acho que meu marido está gostando de ver sua esposinha rebolando pra outros caras. Eles riram e ela simplesmente pegou no pinto do cara que estava na frente. Fiquei louco com a cena, minha esposa com a mão no pinto de um cara, sendo encoxada por trás por outro. Eles foram passando a mão em suas costas, pernas e foram subindo o vestido. Eu estava paralizado e lembrei que Ana estava sem calcinha. Seu vestido foi subindo até aparecer sua bunda e sua bucetinha. Ela vendo que eu não fazia nada tirou o pau deles pra fora e começou a punheta-los. Se ajoelhou e começou a chupa-los. Cada vez com um pau na boca e de repente pois os dois na boca. Fui a loucura e fui pra perto deles, onde Ana falou:

-Fica quieto aí corninho. Hoje você vai ver sua esposas ser fudida por dois machos e vai ficar sá olhando, vou realizar o seu sonho, pode ficar batendo uma punheta. Ela sentou na pica de um deles enquanto o outro simplesmente fodia sua boca.

-Fode meus putos, fode pra esse corno ver como é que come uma vadia- gritava ela .Os caras riam e metiam com força na minha esposa.

- Isso é que é pinto, corno filho da puta, gritava Ana alucinada.

-Vem meus dois pintudos, quero os dois juntos na minha buceta. E como sua buceta é muito apertadinha e tava difícil dos dois paus entraram ela gritou:

-vem corno, vem ajudar esses dois cacetes a arrombar sua bucetinha. Então me aproximei e abri sua bunda pros dois poderem se ajeitar e fuderem aquela bucetinha que até então sá tinha sido minha.

-olha de pertinho corno, como eles estão acabando comigo, gritava ela. A minha buceta nunca mais será a mesma .

Nunca senti tanto tesao, vendo ela deitada em cima de um, com o outro também fudendo sua bucetinha, que acelerei minha punheta e comecei a gozar.

-Não goza ainda não seu corno. Primeiro você vai ver meus machos encherem minha bucetinha de porra. Os dois então aceleraram e começaram a encher sua bucetinha de porra. Nunca vi tanta porra na buceta de Ana.

-Vem aqui agora e veja o estrago que eles fizeram na minha buceta seu chifrudo. Ela estava arregaçada e escorrendo porra por todos os lados.

-Agora vem meu corninho, vem comer a buceta da sua esposinha toda esporrada. Fiquei alucinado e pulei em cima dela metendo igual a um louco. Senti aquela buceta encharcada, arregaçada, aquela cheiro de porra, e ela me chamando de corno, chifrudo, filho da puta. Gozei como nunca havia gozado.

-Agora que vi que você gosta de ser corno, vou dar pra toda a empresa e você vai ficar sá olhando, vou ser a mais puta da empresa. Quando ela disse isso meu pau ficou duro de novo.

-Ficou com tesao de novo né corno, então vem limpar a buceta de sua esposinha, vem.

Chupei aquela bucetinha linda e ainda transamos mais uma vez na noite e outra no dia seguinte.

Não sabia que ser corno era tão bom.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sou casada sobrinho prediletominha mae me prostituia conto eroticoconto erotico gay colo tiocontos gays - sou escravo doconto gay dei para meu filhocomtos eroticos meu.marido. me fez ultrapassar.todos.os.limitesContos heroticos esposa quer muitas picascomendo meu cunhado gay conto part 1gostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecuiabana dando o cu e marido ve de metyowww contos eroticos doce recordacoescomedo a aluna no motel contoconto de rasgei o cu de meu irmão fazendo ele chorameu avo aquele tarado comeu eu e amigas no riachocontos pornô eróticos de i****** primeira vez que eu cozinho da minha mãe pelada acabei comendowww.contos eroticos maes e filhosConto ertico. Minha adrasta. Bebiacontos eroticos minha tia tomando banho de solContos eróticos gay minha iniciação sexual precocecontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimporno bundas de morenas com cabelos longos mastubandosnovinha sendo emcochada nafilaa foder a policial na rua contoscaralho de crioulo porncontos me chamo camila transei com felipe meu irmaoContos eroticos de policiais sacanacontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhacontos eróticos a enfermeira velhaminha esposa e o porteiroconto erotico pai come nora e o filha vehttp://max prime gay vibrado cosolo esga no cu na hora vidioconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teencontos erticos pai sempre tomava banha com as filhas acaboj comendo o cuzinha delameu pai comeu meu cuzinho dedo do carrocontos eroticos a talaricavalesca chupando e o namorado olhandoComtos casadas fodidas na rua por camionistasminha tia é demais ela chupa eu gozo e ela continua chupandoconto eonico de sexo analas gostosas passando bronzeador no seu corpinho nadamamando no titio contos gaycontos eroticos dando para um caoeu liberei minha esposacomvidando e comendo amiga de sua mãeconto eu doida pra gosar mas si tinha meu papaicontos eroticos dando cu pro filhopai examina a xoxota da filha contoscontos minha esposa me ensinou a ser cornoContos Marido virou viado na lua de melcontos eroticos de travecos gostosas e taradas tirando o cabaçi do viadinho.Contos bdsm sequestradachupando o pau e.lambendo o cinema caracontoseroticosesposapraiaporno club contos eroticos de meninos gays fasendo troca troca na adolecencia Casada Amigo do meu filho sexo contospaty abriu a buceta com os dedos contoscontos depois de 20 anos fui morar com minha mae e no banho ela vou meu rolaorose empregadinha contosbucetao arombada de adivogada conto eroticocontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadomulher trai marido pela primeira vez e perdi o cabaço do cu com super dotados contos eróticoscontos eroticos moleque e esposacontos-fiz amor com minha irmacontos eroticos chorando com o pau enterrado no cu arrancando bostaConto tomando no cuzinhoconfesso transando com trêscontos eróticos viúva safadacontos de gay passivo dando pro machosogra loira novinha chupa maridos Eugênioamigo hetero contoTransei com minha prima brincando de esconde escondecontos devassos meu marido geme para eu chupar seu cuzinhocontos eroticos gay bunda do pegadorconto uma viagem muito gostosavirei mulherzinha deleassistir porno suportavel 5mincontos femininos reais encoxadas e zoofiliaconto gay sai da urgia acabadacontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhoconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhoscontos eroticosirmazinhaesposa cheia de porra na praia de nudismo casa dos contosmeu pai me fez menininha contos gayempregada amamentando contos eroticoscontos amigos e mamaemulher sentando na embragem com o cu e buceta incesto meikilachantageei e comi a secretariaContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacontos minha namorada me convenseu a chupar com elaconto erotico praia em familiaminha mãe e eu jogando strip poker contoscontos de sexo de ladinho com com a irma dormindo ao ladoCONTOS EROTICOS DE PATROINHA ABUSADA PELO FILHO DO CASEIROConto erótico sobrinha avó internadowww.contopadrinho.comconto moleke chantageia mulher na casaparou na borracharia pra arrumar o pneu e levou pau gay fudendoContos eroticos, meu rabo tesudo e buceta cabeluda