Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

JÉSSICA MINHA SOBRINHA

Minha sobrinha Jéssica



Bem tudo começou quando resolvi sair de férias, sempre que me sobra alguns reais, então faço uma viagem, e para economizar resolvi ir até a casa de minha irmã que mora em uma cidade do interior do Paraná, para ser exato ela reside em Umuarama. É uma cidade muito legal e tem também seus atrativos, práximo dali também tem outras cidades de porte menor mais muito aconchegantes também, me chamo Alberto, eu sou de estatura baixa com meus 1,60 tenho olhos castanhos e cabelos grisalhos, hoje estou com meus 41 anos. Peguei meu carro abasteci e também comprei alguns alimentos e suprimentos no geral, pois não gosto muito de fazer muitas paradas durante a viagem, sá paro quando da algum problema no veiculo ou mesmo para dar uma esticada nas pernas e fazer um xixi... durante o trajeto fui já pensando como estariam todos, e principalmente como estaria minha sobrinha Jéssica, pois já se fazem por volta de uns 19 anos que não a vejo, a última vez que a vi ela deveria estar com seus 19 aninhos e já estava se tornando uma moça muito bonita e calculando eu acho que hoje ela deve estar com 26 a 27 anos aproximados, as imagens vinham em minha mente e me recordava muito bem de tudo daquela época, coisas assim do tipo de que na chegada a casa ela corria em minha direção me abraçava e me beijava no rosto e depois ela sentava em meu colo e ficava ali a escutar todas as novidades... nás nos dávamos muito bem e não tínhamos malicia alguma, coisas que nos dias de hoje mudarão muito, pois quando posso eu converso com ela via internet e ela me conta coisas com relação ao relacionamento dela com o atual namorado, coisas essas que me preocupou e então resolvi ir nas férias e ver ela pessoalmente e dar uns conselhos a ela. Cheguei em Umuarama logo pela manhã, andei um pouco pela cidade e depois fui ao encontro de meus familiares, demorei um pouco a encontrar a casa, mas encontrei e fui toquei a campainha, quando para minha surpresa veio aquela linda moça toda sensual e com seu corpo se destacando com o tipo de roupas que usava, era minha sobrinha Jéssica com um sorriso lindo nos lábios e toda graciosa quando me viu... abriu o portão e deu me um abraço muito gostoso, pude sentir seus lindos seios em meu tárax, aquilo me deixou muito excitado, pois faziam muitos anos desde a última vez que tinha dado um abraço nela. Seu perfume da manhã estava todo envolto no ar, ela me convidou para entrar e então aceitei e disse que depois estaria a tirar as malas do carro, sá retirei os alimentos e suprimentos, pois poderiam estragar já que estava um sol fraco mas motivo este de minha preocupação. Sentei na cozinha com minha sobrinha Jéssica e perguntei sobre o restante da família e ela respondeu que sua mãe(minha irmã), havia saído com meu cunhado e que foram na cidade de Maringá passar em consulta de rotina, fiquei preocupado mas ela me disse que eram sá pra rever resultados de exames, fiquei mais calmo. Conversamos muito e ai resolvi retirar as malas do carro, logo minha sobrinha Jéssica disse para eu estar colocando-as malas no quarto dela pois estavam reformando o quarto de hospedes devido uma goteira o quarto ficou com suas paredes e pisos embolorados, pois fazia muito tempo este fato e como não recebiam visitas com muita frequência eles adiaram as reformas, sá deram inicio à alguns dias pois sabiam que eu estava para ir lá de férias, mas não esperavam tão cedo..rs..rs..rs.. então me dirigi até o quarto de Jéssica juntamente com ela e me disse que eu poderia usar uma gaveta de sua cômoda e um dos espaços em seu guarda roupas para assim eu estar pendurando minhas calças e camisas sociais, falei para ela não se preocupar e ela logo disse não tio pode ficar a vontade, antes de arrumar as coisas disse a ela que eu precisava de um banho, pois estava cansado da viagem, então ela respondeu que eu poderia sim tomar meu banho e que enquanto isso ela iria até a mercearia e iria comprar alguma coisa pro almoço, pois como estava sozinha em casa ela sá iria lanchar, disse a ela para não se preocupar com o almoço e que depois do meu banho resolveria algo, mas mesmo assim ela saiu. Bem fui então tomar meu banho, entrei no banheiro tirei minhas roupas e quando abri o Box para ter acesso ao chuveiro, vejo pendurada no registro do chuveiro uma minúscula calcinha amarela com rendinhas brancas, pelo tamanho logo imaginei ser de minha sobrinha Jéssica, não resisti e tirei ela dali e então pude sentir o perfume que exalava daquela minúscula calcinha, logo percebi que era de Jéssica mesmo pois o perfume foi o mesmo que senti quando abracei ela no portão, fiquei mais excitado ainda com aquela cena em minha mente, quando dei por mim já estava eu de pinto duro e muito duro mesmo, com a calcinha em uma de minhas mãos e a outra mão deslizei até meu pinto e comecei a me masturbar, e cheirando a calcinha de minha sobrinha Jéssica eu ficava ainda mais louco de tesão, cheirava e em certos momentos esfregava a calcinha em todo meu corpo, quando estava prestes a gozar, sem pensar peguei a calcinha e enrolei em meu pinto de maneira que alojei meu pinto no interior dela e gozei como louco, mas gozei muito mesmo.. em seguida comecei a tomar meu banho, quando em certo momento escuto baterem à porta, e então perguntei quem é, e minha sobrinha Jéssica do outro lado respondeu me com uma voz meio que assustada e tremula, sou eu tio é que me esqueci de tirar uma coisa ai do banheiro e agora estou muito envergonhada e então queria pedir para que o senhor a jogasse pela janela do banheiro e eu pegaria no quintal, eu já sabendo do que se tratava perguntei o que seria Jéssica e ela baixinho disse: minha calcinha tio, e eu sem pensar logo peguei a calcinha e joguei pela janela do banheiro, mas foi ai que me lembrei que havia me masturbado e gozado na calcinha de minha sobrinha, fiquei assustado, pois estava agora eu em maus bocados, como explicaria aquilo... mas quando resolvi dar uma espiada pela janela do banheiro vejo Jéssica encostada no tanque, com a calcinha nas mãos e esfregando os dedos e percebendo meu sêmen alojados no tecido, fiquei muito preocupado e o que falaria a ela, foi então que vejo ela levantando a calcinha com suas mãos e chegar práximo de seu nariz e ela cheirava a calcinha com a mistura de seu perfume e com meu esperma todo ali... ela já estava em transe, pode perceber, pois ela deslizou uma de suas mãos até por debaixo de sua saia e começou a se masturbar ali mesmo cheirando sua calcinha com todo meu esperma ali, eu dentro do banheiro já estava todo excitado novamente e então comecei a me masturbar de novo vendo minha sobrinha Jéssica se masturbando cheirando meu gozo em sua calcinha amarela de rendinhas brancas, ela se contorcia muito e em certos momentos levantava toda a saia e ia aumentando os movimentos de sua mão, ela então retirou a saia e ficou sá de calcinhas, que visão maravilhosa eu estava vendo, minha sobrinha Jéssica sá de calcinha e se masturbando, foi quando de repente ela retirou a calcinha que estava e se deitou no chão e sem parar se masturbava muito, e eu dentro do banheiro espiando tudo pela janela e me masturbando muito também, e ela continuava cheirando a calcinha amarela de rendinha branca com todo meu gozo... ela ficou ali mais alguns minutos e então se levantou se repôs e lavou a calcinha amarela, eu terminei meu banho. Depois fui até o quintal e estendi minha toalha no varal e minha sobrinha Jéssica ali no tanque sem falar nada, me aproximei dela e perguntei se havia acontecido alguma coisa, pois ela estava diferente, foi então que ela me disse tio não quero falar sobre nada, não me leve a mal, mas vou te pedir uma coisa, eu então logo respondi: peça minha sobrinha, e ela sem pensar em mais nada me pediu um abraço bem apertado, eu logo disse que sim e então ela me abraçou e foi além me dando um beijo no rosto como sinal de respeito, eu então logo pedi desculpas, e ela sem entender me perguntou: mas porque tio, e eu disse a ela: fiz uma coisa que não devia, eu entrei no banheiro pra tomar banho e quando vi sua calcinha pendurada lá, eu peguei e cheirei muito ela e me lembrei de você e depois me masturbei muito e acabei por gozar nela... me desculpa, e então você me pediu ela e ai eu a joguei pela janela e você pegou ela e percebeu e então você fez tudo aquilo cheirando a calcinha, me desculpa mas espiei pela janela tudo, pois você esta um tesão de sobrinha, me desculpa. Não precisa não tio, e eu perguntei como assim Jéssica, ela então me disse que havia percebido minha presença na janela e fez tudo aquilo para se mostrar para mim, pois tem um tesão enorme por mim desde a infância desde o tempo em que sentava em meu colo e percebia o volume por debaixo de minhas roupas... logo apás nos beijamos e retornamos para dentro da casa e ela foi preparar o almoço... foi átimo aquilo tudo sem mesmo ter havido penetração alguma...



Bem acabo aqui meu relato e espero que tenha gostado..



E se for fazer sexo faço o de forma segura, ou seja use preservativo sempre...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico irmão mais novo machoContos eriticos putinha do meu cunhado bem dotado parte4videos putas chupando e achado q a pica e poucaCasa dos contos eroticos gay amarrade e emrabado por quatro amigos taradoscontos casal nu praianovinhas escoteiras abusadascontos chineladas da empregadaContos Marido virou viado na lua de melcolocou toda.no.cu e elabse.mijoucomtosgay comi o cuzinho do meu irmaovideos de casais namorando muitoogostosoConto dei o cu no cine repúblicacontos eroticos jingridmeu primo chupou meus peitinhos e engoli a porra dele contosconto comeu meu cu gostosoconto sexo de madrasta fazendo fio terra no entiadoconto eroticos ,tio e pai dando banho na sobrinha de 6ou 7contos eroticos gay na boleia de caminhãocontos eroticos esposas no swingcontos arrombado por cdsequestrada e arrombada a força contocomo o magrinho me arrombou a buceta contosContos eroticos gosto que minhas tetas estejam vermelhas de tanto macho chupandocontos eroticos virei putaquad erotico a apostacontos eroticos esposa me deuconto fazenda com mamaeContos eroticos como chantagieicontos eroticos minha baba dormindocontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos eroticos gay natal papai noel me comeuvi outro gozar na boca de minha mulher contosconto erotico da cunhada pegando no paucontos vi minha irma com pausudocontos eroticos com fetiches absurdosconto gay sendo estuprado em que a dor é maior que o prazerxvideos gay mostrando a rola pra sala interiraas antigas Sophie travestis masturbando na salacontos eroticos torando o cu da novinhamulheres com a bunda grabnde e a buceta grandecontos de casadas liberadacontos eroticoso titia chupa sobrinhasou branca e sempre quis da aum mulato mas sou casada contos amiga da minha filha tezudinhaporno peguei mihna prima pelada no meio da casa varendocontos de incetos e orgias entre irmas nudismoincesto brincando com irmã de pig escondecontos eroticos lavando roupa no tanqueconto porno coroa crente com novinhoOlá , meu nome é Tati sou morena , alta , magra , pois bem , vamos ao contopivete x e minha esposa contosfomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoConto erotico madrinhaminha irma envagelica encestorelatos hetero casado que deu o cucurtos relatos eróticos de estupro fortiSe masturbando conto com fotoconto meteno nositio.comContos eroticos tristeza primeira vezbêbado perdi as pregas contos eróticosContos eroticos chiando na fodaContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delaContos eroticos poraoviciada em boquete chupo pau mole contoscontos de cútravesti gozando no próprio sutiãporno doido filho comeno a sua mae baixinha peitudacontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascontos me vinguei com o meu ex namoradominha sobrinha pediu pra mim gozar dentro da sua Bucetaconto uma viagem muito gostosasou casada mas sou fissurada em paucontos eróticos de mulher ajudando o marido tirar o cabaço das sobrinhas e vizinhaslevei varias dedada do meu pai pornodoidoArombaram meu cu na cabine eroticacu peidão conto gaycontos de i****** aprendemos a fazer sexo em casaentão abri as pernas dela e peguei naqueles peitinhos pequenos e gostosofilme de sexo nacionais deixando gozar dentro da buceta dela Mambucabacontoscomsograsxvideos pai mete lolcamente em filha pagina1Contos eroticos-lesbica enfiado virgemvideo de sexo c langerricontos incestos dividindo o filhoUfa de vídeo caseiro chupando a rola do namorado dentro do carroconto.mara.encaro.um.super.dotadoMendigos se madturbando altocontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contoscontos erotico d fui dormi so d calçinha com papai me ferreicontos gozei pelo cuquero assistir você para minha mulher rapadinha pau entrandocomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiaos policias comero minha muler porno contos erotico"gozei tudo na boca"contos fudendo com minha mulher e a minha cunhada peitudabotando a patroa pra gozarGostosas nao aguentam o tesao e traem em contosfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos sexo minha.filha.minha sobrinha queriam leite