Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O INSTRUTOR DE MOTO!

Bem, eu não saio em busca de casos nem aventuras.

Vou relatar aqui um caso que aconteceu e está acontecendo comigo.

Já tenho carta de carro, e nunca pensei em tirar carta de moto. Uma porque sempre tive medo e outra porque nunca pensei em comprar uma moto. Mas precisei comprar uma para trabalhar há dois meses, e como o marido não tem paciência para ensinar tive que recorrer a Auto Escola.

O instrutor não faz o estilo galã, Jude Law nem nada ... é normalzinho. Mas tem o corpo no lugar.

Ele é desses homens, e o oposto do meu marido, que são atencioso, simples, simpáticos, calmos ... E como eu sou casada não ando mais vestida no dia a dia para matar, apesar de ter um corpo bem distribuído em meus 56 kg e 1,67 de altura.

As aulas de moto por aqui são feitas com o instrutor na garupa. Pelo menos as três primeiras. Eu estranhei um pouco mas como a tensão era maior ... agi como se não houvesse ninguém na garupa coladinho em mim. Mas comecei a notar seu cuidado extra comigo, a partir da terceira aula. Ele dá sim atenção aos outros alunos mais adiantados. Mas comigo ele é todo atenção e carinho. Ele põe e tira o capacete de mim, me olhando nos olhos e na boca. Arruma motivos para tocar em mim em lugares estratégicos. Algumas alunas já me apelidaram de “a queridinha do Rodrigo”.

Cheguei a pensar que fosse coisa da minha cabeça. Que ele é assim com todo mundo. Que eu que to maliciando o rapaz. Nisso pra ter certeza eu fiz um teste. Eu chego sempre 40 min antes das aulas por causa do horário do ônibus. E sempre ficava ali na cobertura com outros alunos e instrutores conversando ali. Um dia chego e fico bem afastada, bem no começo da pista, num toldo ... os instrutores não podem sair dali e deixar os alunos, mas ele arrumou um motivo e foi até lá falar comigo. Pra dizer nada ...

Quando ele sentiu que de repente eu estivesse mais “aberta”, começou a me tocar assim, como quem não quer nada. Toca meu rosto, meu cabelo. Toca naquele pedaço de pele entre a calça e a blusinha ... que fica amostra com as calças cintura baixa. Massageia meus braços, meus ombros ...

Dias desses ele veio na garupa como sempre. Mas chegou bem pertinho. Eu sentia as vezes, nas freadas seu queixo bater em meu ombro. E sentia que ele a cada freada achava um jeito de se aproximar mais de mim. Minha respiração ficou ofegante. Acho que ele notou e pensou que fosse por conta das aulas, daí colocou a mão dele na minha cintura bem na parte que a pele fica amostra ... e passou os dedos ali. E de repente fez que ia dar um beliscão mas parou. Daí começou a esfregar o local como se tivesse realmente dado o beliscão e tivesse “sarando” o local. Sinti seus ombros mais pertos de mim, como se ele tivesse todo em cima de mim e senti, senti sim, seu membro rígida. Duro. Másculo e poderoso por cima da calça .... tocando aquela região entre a cintura e o bumbum. Foi nesse dia que ele me abraçou com suas pernas. Ele na garupa apertou suas pernas contra meu corpo. Senti toda sua força. Suas coxas grossas e fortes me apertando ali. Respirei fundo. Pude sentir que minha calcinha estava encharcada de tesão. Isso me constrangeu. Meus mamilos estavam eretos e sensíveis .... o membro dele continuava rígido. E ele pedia para eu acelarar na descida e frear quase que bruscamente, assim o corpo dele tocava o meu sem que ninguém desconfiasse. Minha buceta estava latejando .... fazendo contrações involuntárias .... de tanto tesão. Ele ora me apertava com suas coxas, ora apertava meus ombros com suas mãos másculas, de mecânico, grandes e quadradas .... num dado momento quando elepegava em cada braço um pouco abaixo do ombro, seus dedos tocaram de leve meus seios. Ele segurou bem forte meus braços e senti ele cheirando meus cabelos. Ele pediu para parar, estacionar a moto. Percebi que ele ficou alguns segundo ainda montado na moto, atrás de mim. Quando ele se levantou não pude deixar de olhar ... que havia um delicioso volume dentro das calças, que ele tentava disfarçar de mim e das outras pessoas. Assinei o papel .... estava indo embora quando ele me enlaça deliciosamente na cintura dando tchau.

Tchau! Até amanhã!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos gay studio fotograficoMagra virgem sagrando a buceta e o cu cm 2 kct e contos eroticos a gostosa da jussaraConto erotico minha tia coroa s fazendeiraconto erótico virei fêmeacontos eroticos enganadacontos eróticos sexo com menininhas traduzidoscontos eroticos de negros em hospitaisSEQUESTRO. E BIG PAU. COM GOZO NO CUconto gozando na fraldapeguei papai cheirando minha calcinha contos eroticosENFERMEIRA  um pezao lindo conto gaymeu pai tem ciumes de mim contos eroticoslevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhocontos eróticos sou mulher e de gostoso que o cara do bate-papo na minha casaestrupada contosporno pulando carnaval com a tia conto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casamulherzinhas e seus corninhosminha irmã minha amantecontos eroticos comendo a sobrinha no matohistoria erotica meu enteado novinho e bem dotado me arregaçou todaPregas contoviram peitos da minha namorada contosa mulher do meu irmao putinhapunheta com objetos no cu contoscontos eroticos de avôcontos de coroa com novinhopassando a mao no grelhocontos eroticos com catadora de papelcontos eróticos minha esposa a bicicleta e o sobrinhoconto fui por cima do meu primoMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contoscontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mimsobrinhos fazendo massagem na esposa bebada casada contoesposa grupal com 18 aninhos contosmeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticocontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeucontos menage peitoes vaiContos eroticos casal lesbicas esperimentando roludoconto porno mulher putacontos o velho fez casada de putacontos eróticos gay marombascontos eroticos esposas no swingcontos ela sentou no meu colo sem calcinhacontos sobrinha casadaminha irma pediu pa coloca bem devagara gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaocontos com sobrinha dormindo lingerieconto minha mulher e um cao d rua fodendojapinha apertadinha soltando mel da xetequonhacontos de sexo chupadascontos traindocontos erótico putinha de zonavideos porno sobrinha branquinha fugindo dos tios negoesconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leiteconto erotico tomando banho com minha amigaconto erótico mãe verídicodei a buceta pro meu sobrinho contos eroticoscontos eroticos Itapetiningacontos eroticos estuprada pelo primo da minha amigabuceta chupar elaelecasa dos contos fudendo minha irma e prima putonascontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorxamo dotado pra come cu da esposa no dia d niversariodepilando o sobrinho pau duroconto erotico esposa sofre com o negaoContos eróticos japonesacontos eroticos fiz megane com meu maridocontos de cú de solteironacontos eróticos bunda enorme.e os bandidosporno quente doido cara lasca buceta com cunamorado embreagou a namorada para foder o cuzinho delaconto erotico chantageada pelo deficientevelha cavala virando olhoContos porno com o papaicontos escraviseicontos eroticos - arrombando cuzinhocontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhotrepando pau sua p*** prepara para o sábadocontos com sobrinhacontos sexo fiquei com bucetA molhada com meu genro na prAiaContos erótico minha enteada meu colo .Contos primeira chupadacontos eróticos proposta indecente pra tia