Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMO SEMPRE ME.....

Quanto a minha idade na época não sei precisar mas era bem novo,meu primo tinha acho eu 19 anos,ao flagra eu e o paulinho atras das bananeiras esfregando os pintos um no outro quiz participar tambem ameaçando contar a nossas mães se não deixassemos,por causa do nosso parentesco ele foi no paulinho 1ª mas diferente de nás ele foi para tras do paulinho e sabendo o que queria tentou enfiar no paulinho que não deu conta e saiu correndo chorando,ele não deu muita importancia e pediu pra eu falar ao paulinho que não iria contar pra ninguem.

Na casa em que eu morava no interior tinha um porão bem grande e escuro onde minha mãe guardava lenha,e na entrada onde era mais claro eu e o paulinho tinhamos um laboratário de brincadeira,certa vez meu primo chegou e quiz levar o paulinho para o fundo onde era mais escuro mas ele lembrando do que havia acontecido não quiz saber e foi embora,meu primo foi para o fundo,mal dava pra ver o vulto dele,atras de uma coluna de sustentação desaparecia por completo e insistia comigo pra que eu fosse até lá.

Inocentemente fui,ele pegou minha mão e poz no pau dele vi que era bem maior que o meu e o do paulinho,ele queria que eu chupasse o pinto e eu acabei fazendo e todo tanto que eu fazia ele queria mais até que senti um gosto estranho em minha boca,ele tinha gozado cuspe fora e ele ficou rindo,ele era um primo muito legal me ajudava a fazer brinquedos e com isso tinha minha confiança,pediu pra não contar pra ninguem e assim eu fiz.

Em uma outra vez ele me levou la para o fundo do porão e ao inves de ficar esfregando o pinto dele no meu,como eu e o paulinho faziamos,ele foi para tras de mim e baixou minha bermuda,e de tanto esfregar o pau em minha bunda deixou ela toda melada com um liquido que saia,tentava enfiar o pau em mim, de fato não sabia o que ele queria entendendo como brincadeira eu deixava,a ponta do pau ficava subindo e descendo pelo meu reguinho,e sem ver ele ficava empurrando o pau contra ele tentando achar meu cuzinho,dava pra sentir ele duro como uma pedra,numa dessas indas e vindas ele acabou acertando o rumo e ao empurrar dei um pulo pra frente por causa da dor que senti,nessa hora ele me agarrou com força mesmo e me fez voltar para o lugar e tentava enfiar de novo em mim,escutei ele cuspindo e passando na minha bunda procurando com o dedo meu cuzinho, ao achar ficou enfiando a ponta do dedo em mim e perguntando se doia muito,respondi que doia um pouco,e com a promessa de fazer pra mim um carrinho de ''rolemã'' peidu pra enfiar o pinto em mim,falei que sim e senti novamente o pinto entre minhas pernas roçando no meu saquinho e foi subindo até parar na porta do meu cuzinho,ele me perguntou ''é ai?' respondi que sim e senti uma pressão contra meu cuzinho.

Parecia uma estaca tentando entrar em meu buraquinho,que teimava em resitir e ele pedia pra eu deixar entrar,mas doia bastante,mas com o liquido que saia lubrificando a entrada do meu cuzinho senti que algo diferente estava acontecendo toda vez que ele empurrava o pau saia para baixo ou para cima,agora não ele tenta entrar em mim sentia meu anelzinho sendo aberto e uma coisa quente escorreu por ele e meu primo ficava gemendo atras de mim,a pressão diminui e a dor foi passando,ele foi embora e me deixou lá com o cuzinho ardendo,o gozo foi mais fora do que dentro o que fez minha mãe falar pra eu não sentar mais sobre folhas ou tronco das bananeiras por causa da nádoa.

Ele morava 3 casas acima da minha,meu tio trabalhava na rede ferroviaria a noite,e nossas mães estudavam no Mobral a noite e chegavam juntas,o irmão dele mais novo estava deitado na cama dos pais dormindo, quando ela chegava punha ele na cama do quarto onde os dois dormiam,eu e minha mãe iamos juntos para casa quando eu ainda estava por lá,tinha ganhado meu carrinho de 'rolemã' e sob a luz de um lampião a gaz que se encontrava na sala ele me mostrava uma revista de mulheres nuas, CLOSE quem é mais velho se lembra,hoje entendo onde ele aprendia aquelas coisas,sem muita cerimônia ele sentou na beira da cama e pediu pra eu chupar,fiz um pouco mas reclamei que o gosto era ruim,ele me puxou pra cima da cama e baixou minha bermuda me encostou na parede e ficou esfregando o pau na minha bunda,pedi pra ele parar senão ia manchar minha bermuda,ele se levantou foi ao quarto da mãe dele e voltou com um dedo com um creme e abrino minha bundinha passou o creme no meu cuzinho,mesmo com a fraca luz que chegava até o quarto dava pra ele ver onde ele queria enfiar o pau dele,e me empurrando contra a parede procurou com pau meu buraquinho,senti o pau dele duro como ferro na porta do meu cuzinho que todo melado de creme não ofereceu muita resistência como da 1ª vez e foi sendo invadido pelo cacete do meu primo,doia muito mas ele falava em fazer isso e aquilo pra mim e eu mesmo chorando de dor e quase que a força fui sendo penetrado pela 1ª vez sentia meu anelzinho sendo aberto por algo duro que ficava entrando e saindo de mim e meu primo respirando ofegante em minha nuca,dizendo meu nome e falando que estava gostoso,ao notar que eu estava fazendo uma coisa que ele gostava fiquei mais resolvido em aceitar o que estava acontecendo.

Fui virado de bruços e com o peso dele todo sobre mim sentia o impacto do quadril dele contra minha bunda,ao ler um conto em que o autor disse estar arrependido de não ter deixado ser comido pelo primo fui motivado a escrever o que aconteceu comigo,mesmo sendo casado e hetero,hoje me daquela noite e do meu primo sobre mim, o pau aninhado em meu cuzinho,me cutucando,me fustigando som aquele pau duro como ferro,sentindo um prazerenorme,entrando e saindo,me dando uma dor que eu gostaria de sentir hoje,fazendo de mim uma ''muiezinha'' depois conto sobre isso,aquelas socadas ainda posso senti-las,o gemido do gozo dele em mim ainda lembro bem,um calor escorrendo dentro de mim,meu anel me fazendo sentir o pulsar do cacete dele,aquele leite quente escorrendo dentro de mim trouxe alivio para a dor que eu estava sentindo,ele foi ficando quieto sobre mim e foi tirando o pau,senti ele sendo arrastado para fora como se ainda quisesse permanecer enfiado em mim,senti o pau amolecido sendo colocado bem no meu reguinho,e bem perto do meu ouvido ele perguntou se eu tinha gostado,respondi que sim,ele quis saber se podia fazer de novo e respondi que sim,ele saiu de cima de mim e levantou minha bermuda e disse pra eu ir pra minha casa,ficou me olhando até eu entrar na minha casa e fui dormir com o anelzinho ardendo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha tia greluda de biquínipassei a calcinha contos eróticoscontos eróticos no carro com meu paiCasa dos contos eroticos gay amarrade e emrabado por quatro amigos taradosminha tesudinhatesaozinho tenn dando o rabinhocomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****arromba esse cu contoscontos gays amigos heteros bebadoscontos gay meu filho gostosofui forcada a chupar papaihomem rasga cu de garotinho contossai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridoContos eroticos fudendo o cu da casadamulher faz strip antes de comecar zofilia[email protected]contos de corno minha mulher me trocou por outrocontos meu cu e grandecontos eroticos gay problemas mentaiscontos eroticos peluda fedidacontos de velhas gordas tomando gozada na caraGabi comendo a égua no ciofundura da buceta midindo pornover contis eroticos de incesto passando oleo na maecontos eróticos ele me convenceuchupando pica abrancando o namorado pela cintura amadorpedreiro enfiando a língua na patroaContos eroticos novinha virgem estuprada na favelachantagiei minha irmã parte 2eu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolaminha amiga me comeuminha esposa me contou suas aventuras sexuaisaiiao taradocontos eroticos chantagiei minha tia e comi elaContos eroticos emprrsarios dupla rcontos de quen comeu coroas dos seios bicudosconto erotico gay bundinhaminha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos com fotos tia e sobrinho baixinho realcontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosContos meu prefeito me comeu com fotoscontos eroticos vizinha de camizola curtinhaconto mae e sua bundacavalo pampo aregasano a boceta da mulherPorno sauna com loira e a namorada ciumentacontos eroticos dupla penetraçãoCONTO INCESTO NA MADRUGADA COM A SENHORAdava banho em mim contoscontos comi a internadacontos eróticos comendo as Vizinhas ciarececontos eróticos com enteada caipiraContos sou viadinho dos tios e amigos delesMendigo chupou meus peitoscontoerotico quase corri negrinho caralhudocontos eróticos pra lésbicas miga sapataleitinho do titio contos inocentesenso botar po para mulher do corno contoscontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhoscontos eróticos com irmão de santoContos punheta na depilacaoconto erotico bem picantecontos eroticos crossdresseres na escolaegua deixa homer comer sua buceta virgContos gay encontro com o estranho da rola grossacomi o cu da vizinha cavala contoContos eroticos fudendo baixinhaconto enfiado tudo no rabinhoadoro dar para o nosso cachorro contos eróticoscontos eróticos professora com garotinhosnão anãozinho chupa meu pauchantagem com irma contosContos eroticos sadomasoquismo minha mãe me obrigou a virar escrava do meu tiocontos deflorado pela travest pisa grosacontos eróticos de Poucontos eróticos meu vizinho me viu no puteirodeusa de ebano com uma bunda maravilhosa