Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

"CUMPLESSE DE UM INCESTO PERFEITO PAI E FILHA "

“Cúmplice de um incesto perfeito pai e filha ”







Sei lá dos is tintos animais, mas cientificamente temos muito haver com os primárdios do homem sapiens! A devassidão moral em tempos de luxuria quando era eu um jovem de muitas mulheres como já contei tenho três filhas com mãe deferentes com a mesma idade e todas tratada com seus devidos respeito em família normal claro, mas uma que chamarei de Carla sempre me chamou atenção pelo seu jeito de ser como pai sempre me preocupou e sempre a chamava pra conversar, e nos gostamos muito por nos identificar mutuamente sempre aconselhando ela com 1# anos estudando já dona do seu nariz não me deixava preocupação ate que um telefonema me faz cair do meu mundo “alo estou te ligando pra te falar que sua filha esta internada _como assim o que aconteceu. Acho que eu e você vamos ser avos... o meu mundo me desabou não estava preparado para isso 36 anos avo? Devido complicações a criança não sobreviveu pos parto. A partir daí começa uma nova era entre eu e Carla e preocupado que voltasse acontecer comecei a dispensar, mas atenção sempre a apoiando em tudo e como eu também estava passando por crise em meu relacionamento saiamos nos fins de semanas e era muito gostoso porque eu um coroa ela uma gatinha nas baladas onde chegávamos o povo arrepiada _ai veio acertou a boa em ! Eu dizia pode para que é minha filha. Da mesma forma as coroas com quem eu dançava dizia por que vocês homem gosta de franginha? A resposta sempre era a mesma e o que é incrível quando eu começava a enrola com alguém ela sempre dava um jeito de irmos embora e às vezes ela começava com um carinha eu ficava puto, mas no final sempre eu a - levava pra casa de sua mãe de madrugada. Num sábado desses fomos pra noite e começamos a beber e eu estava entediado e disse que iria beber muito e que ela se comportasse ela me disse tudo bem e começamos a beber vinho chateaur du vallier tinto rose e tomamos 2 garrafas minha resistência parecia alta mas a de Carla baixa pois ela ficou ruim passando mal eu disse vou te levar pra casa ela disse minha mãe nunca mas deixa eu sair com senhor eu disse confia em mim ela disse Claro, porque já de madrugada a levei a um motel por esta grogue ela nem percebe onde estava e desmontou de roupa e tudo na cama, tomei um banho coloquei minha cueca enrolei-me na toalha e me deitei ao contrario acordei com ela me chamado pai, pai que é isso onde estamos ?_num motel deixa eu dormi ela se levantou tirou a roupa pelo espelho pude ver seu corpo nu nunca atinha visto como mulher mas um espécie de clara frio percorria meu corpo ali num mixto de medo de ela perceber que eu não estava dormindo e tesão ela foi pro banheiro e abriu a ducha queria ver mais mas ela saiu enrolada numa toalha colocou a calcinha e sutiã sentou-se na cama e começou a brincar com o controle remoto eu disse se fosse você parava com essa tv der repente ela chega ao pornô ficou uns segundo e mudou e disse logo você pai pra me trazer pra um motel que coisa em! eu me virei e disse quando quiser pode pedir um de seu namorado pra traze-la aqui o que num vale engravidar .. Ela ficou um pouco triste acho que se lembrou da filha que perdeu e eu também me virei e abracei e disse me desculpe; ela me disse e que te devo desculpas no meu lugar aqui poderia esta aquela mulher de ontem ela ficou muito afim de você! Isso fez adrenalina subir e nos fitamos por alguns segundo ela de calcinha e sutiã e eu de cueca enrolado numa toalha era seis horas da manha ela disse vamos dormir mais eu disse sim, mas destes vês permaneci mesmo sentido ela deitou entre meus braços em forma de conchinha coisa passava pela minha cabeça ela tremia alisando meu braço ate que eu num instinto animal comecei alisa seus seios duros ela sá disse pai fiz com que se livrasse do sutiã e pegava em seus seios e enfiava a língua no seu ouvido virei –a e fitei nos olhos como quem falasse você sabe o que vai acontecer agora, você esta pronta ? Ela como se advinhasse a pergunta disse não pai para. Eu não queria parar comecei a força mergulhando no seu seio ela disse calma eu vou te dar eu parei sai do meio de suas pernas, ela disse calma num é sá você que esta afim de da uma não eu também estou, mas e depois como vai ser? Por um minuto eu parei pra pensar num pulo sai da cama e corri para o banheiro e bati uma punheta que se tivesse num concurso de quem joga porra mas longe com certeza eu era o campeão sai do banheiro ela já estava vestida eu fitei-a, vergonha medo, alivio nem sei descrever meu sentimento naquele momento ela disse tudo bem a culpa e minha estou te empatando a três fins de semanas eu disse temos que quebrar os paradigmas e vamos daqui saímos ainda cedo sem saber onde ir naquela manha de domingo mas planejamos numa lanchonete criar um historia de onde tínhamos dormido ...foi se a semana na sexta feira Carla me liga pai eu quero ir hoje naquele lugar que tomamos vinho me leva, confesso que queria dizer não mas disse sim e chegando lá ela pede vinho de novo eu disse vai ficar de pileque, ela responde se eu ficar você me coloca naquela cama de novo, como não tinha bebido nada ainda fiquei atônito olhando para ela, ela disse vamos quebrar os paradigmas senhor.trássos passava por minha cabeças era cedo volta de 21:20 e estava na metade da garrafa de vinho, restaurante dançante enchendo banda que tocava estava fazendo fundo pra principal que iria abrir o show as 22:00hs eu e Carla tenso porque sabíamos que iria acontecer 22:20 fim de um garrafa de vinho liebfraumilch alemão ela me disse estou com sono vamos!

Saímos dali e fomos ao motel ela se jogou na cama de roupa e tudo eu tirei a minha e fui ao banheiro liguei a ducha deixei água escorrer sobre meu corpo e pensava como vai ser sai do banho enrolado na toalha ela estava de calça jeans deitada de costa eu fui ao botão que era na lateral da calça e a coisa não abria, ela fingia dormi sua respiração estava ofegante decidi puxa a calça sem abrir pelas pernas ela veio porque ela contraiu a barriga ficando sá de blusinha e calcinha comecei então a lamber seus pés coxa ate chegar no umbigo puxei sua calcinha mostrando sua xana recém raspada comecei a passa minha língua e chupar seu grelo ela contorcia deixando destilar seu néctar em minha boca fui subindo encontro seu seios que parecia dois pêssegos bonito e ásperos encaixei meu membro na sua cona que estava molhada e foi deslizando pra dentro cada estocada ela gemia os nossos corpos ardia de tanta tesão ninguém fala nada mas queríamos aquilo não era uma transa apenas era incesto consentido retirei meu pênis um pouco com se quisesse judiar dela que me - olhava com seus olhos grandes eu acariciava fechei seu olhos com dois dedos e beijei-a na boca como descargas elétricas percorria nossos corpos e começamos a fazer posição kama sutra ela me disse me pega de quatro pai faz gostoso essa semana nem dormi pensando nisso me come numa explosão jorrei meu néctar dentro de minha filha ficamos assim a noite toda de manha ficamos meio receosos, somos amigos temos uma vida normal de pai e filha mas quando da aquela vontade então .... Somos cúmplice do incesto [email protected]









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mamae e meu irmao contoscontos a minha prima Caçularelatos comi a gorda na marracontos de sexo gay especial entre primoscomigo a mulher do meu irmão transando sexo prima irmã titicontos incestuosos pai fudendo. a filhacasada e carenteainda havia dor mamilo grande e pontudo vídeo pornôvideo de mulher transando no atelier delacontos.eroticos.homem.cadeiranti.casado.com.mulher.traidocontos eróticos satisfazendo minha patroaminha cadelinha zoofilia contoscontoscontos eu e meu avo comeno minha maecontos eróticos comendo minha patroasenhora trsansandoxvideo negra casada afastou o bebydou de lado pro marido mete pornoContos eroticos louco por seios procadoarranquei o cabacinho de 11 aninhos contosminha filha camila contos eroticosConto minha mae ceicha eu chupar sua becetachupei varios corno contoconto erotico corno puta e paicontoseroticos.site/buscar-conto?busca=Comendo+o+cuzinho+virgem+da+sogra+contos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhosflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos porno velhopassinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem parardei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisconto erotico na roça com papai ônovinho delirando na primeira gozadacontos apresentei meu amigo pausudo a minha esposacontos de zoo trinamento de cao para casadascontos eroticos a.xasada dot trabalhoconto erotico loira de mini saiacontos abobrinha na bucetaconto agarrada no onibusEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticoscoontos coroa xereca piscou quando vi pica cachorroconto erotico lindinhadotravesti arrombou meu marido contoContos eroticos dor no sacocontos eroticos segredos de familia parte 4baixinha bronzeada transando com homem fortaoa tia gorda contos eroticoscontos catinga de cúcontos eroticos fui estupradaContos eroticos gay vacilei fui fudido o cabaçocontos eroticos (homens que pagam as dividas com a mulher)jogo de puta buçetadaContos Eróticos De Eu Vera Dei Para O Amigo Do Filhoarregangou as pernasDesvirginando a sobrinha de 18 anosConto comeram a nossas esposascom perdi minha virgindade com um policial contoContos punheta na depilacaodando banho cacula conto eroticos gaycasada que gosta de apanhar traindo porno contoContos fingindo dormirContos de travestis pauzudosfilha esposa de papai pintudo contosConto erotico contando minhas tranzas para meu pai e acabou me comendoconto eroticos ,tio e pai dando banho na sobrinha de 6ou 7contos eróticos com irmão de santosou uma mulher casada mais adoro trai meu marido adoro da minha bucetinha meu cuzinho a outro homem e tambem adoro chupagostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidiocontos eroticos fodendo a mulher do pintorcontos cu dormindocontos eróticos o cuzinho da GiseleVacilo comi a esposa contoscontos gays me viu de calcinhatia machucando o penis do sobrinhogordinho nerd gay contosrelatos de cheirando calcinha