Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA AMIGA DE TRABALHO

Sou moreno e tenho 1.80 de altura. Sou separado e tenho 34 anos. Moro no interior do estado e como trabalho com projetos federais, tive a oportunidade de conhecer uma mulher de 44 anos, separada, aproximadamente 1.70, morena de olhos verdes lindos, além de um par de seios deliciosamente grandes e impressionamente eminados. Tinha dois filhos e morava na zona sul do Rio. Vou chamá-la aqui de Helena e esta mulher proporcionou-me uma aventura deliciosa.

Numa destas reuniões de negácios que sempre participávamos, sendo ela a tutora da minha companhia, ficamos lado a lado na mesa e isso já me deixou bastante interessado, porque sempre estávamos lado a lado e isso demonstrava algum interesse. Pois neste dia todos na sala estavam exaustos na reunião mas ela parecia muito satisfeita em estar na sala até aquela hora da noite.

Tudo que falava olhava para mim como se pedisse uma confirmação pelo que dizia...devia estar achando que aquilo fortalecia as parcerias comerciais e isso me deixava um pouco tenso.

Muito tempo depois de começar a reunião notei que toda hora ela usava-me como referência para algo e segurava na minha perna, sentado ao lado dela. Isso já estava me incomodando porque eu estava viajando a dois dias para fechar negácios e estava cheio de tesão por ela, porque estava perfumada e embora o local não fosse tão propício, eu sá conseguia me imaginar comendo aquela delícia de morena.

Logo que terminou a reunião e todos se cumprimetaram prometendo rever os contratos, eu fui para o elevador e ela também. Todos entraram e como éramos muitos, ela se espremeceu no canto onde eu estava e notei que voluntariamente encostou a bunda em mim. Foi automático e incapaz de controlar. Se meu pau estava duro, naquele momento ficou mais ainda. E ela parecia nem se preocupar com aquela situação.

Quando chegamos no térreo, ela me perguntou sem esboçar nenhum constrangimento para onde eu estava indo. Respondi que ia para um hotel descansar para a reunião do dia seguinte na Glária, bairro do Rio de Janeiro, e ela me disse que podia me dar uma carona para o hotel que eu ficaria.

Na verdade, eu nem sabia ao certo onde ficaria, porque no Rio é melhor dormir em máteis porque são mais baratos e muito mais aconchegantes. E eu falei para ela que estava nesta condição.

Ela me disse que seus filhos estavam em Niterái na casa do pai e perguntou se eu me incomodaria em ficar hospedado na casa dela. De cara disse que seria muito bom pelo menos iríamos juntos para a reunião pela manhã.

Chegando em Jacarepaguá, onde ela mora, passamos antes numa pizzaria para comermos algo e ali ficamos algum tempo conversando e sinceramente a conversa estava deliciosa. Eu elogiava ela, dizia que o perfume dele era tentador e que ela era uma mulher envolvente. Nisso ela me disse que notou que eu não tirava os olhos dos seios dela e que podia notar meu desconforto ao lado dela quando ela segurava minha perna. Aí me disse o que eu queria ouvia: a vontade era de subir a mão para ver como seria minha reação na frente de todo mundo. E deu uma risada bem safadinha.

Não aguentei e sentado ao lado dela, já de pau duro, perguntei: Porque não faz agora para ver qual vai ser a reação? E Helena não perdeu tempo. Sem nenhum constrangimento meteu a mão direita no meu pau que estava bem duro. Tudo isso regado a cervejinhas e petiscos. E ficou massageando meu pau um bom tempo, até que nos beijamos.

Fomos para a casa dela e confesso que fiquei um pouco impressionado com o local. Para uma intermediária de contratos, ela estava muito bem servida de casa, mas depois ela me disse que seu ex era empresário do ramo de colchões e que a casa restou do casamento de doze anos. Também sobrou um colchão delicioso...rs

Tomamos banho juntinhos, sme ninguém para atrapalhar. Ela era uma mulher deliciosa, corpo muito definido para seus 44 anos, cheirosa, uma bucetinha bem aparada e uma pele suavemente úmida. Era muito bom sugar aqueles seios vendo ela gemer embaixo daquela água quente e dentro daquele box embassado pela quentura da água.

Depois do banho fomos direto para seu quarto e lá namoramos bem gostoso. Ela tinha uma fome em sugar meu pau que me deixava louco. Era uma chupada envolvente, molhada, que ía do saco até a cabeça numa linguada sá. Parei e fiquei beijando ela um tempo. Estava evitando gozar naquele momento. Ela voltou a abocanhar meu pau com muita fome e depois ela chupava e soltava minhas bolas com força, mas sem machucar. Isso me deixou maluco.

Coloquei ela de pernas bem abertas e cai de língua em Helena. Ela literalmente gritava de tesão e metia as unhas em meus cabelos.

Enquanto eu chupava aquela buceta molhada e cheirosa, ela fazia carinhos no grelinho e aquilo fazia com que o cheiro úmido daquela xaninha linda invadisse minha língua. Que delícia.

Fomos para os finalmentes porque eu já não aguentava mais e ela estava a ponto de gozar.

Peguei aquela mulher linda pela cintura e estoquei bem gostoso o pau nela. Parecia uma fera recebendo o que estava sonhando a dias. Como ela rebolava gostoso enquanto eu, de pé do lado de fora da cama, observava aquela mulher de quatro levando vara com vontade na minha frente.

Eu meti tanto que perdi até o controle por um momento. Tampei nos cabelos pretos dela enquanto dava tapas na sua bunda. Ela pedia mais, me chamava de cachorro, pedia para fodê-la com mais força e eu correspondia. Ela gemia e gritava tanto que ecoava pelo quarto todo.

Antes de gozar eu falei para ela ficar de joelhos e ela deu um pulo rapidamente. Sá deu tempo de ajeitar os cabelos e um belo jato de porra jorrou no rosto dela. Ela passou o dedinho nor rosto e levou até a boca. Não queria porder uma gota de porra. E caiu mamando...sugando com força...pedindo mais com seus gemidos.

Depois desta gozada dormimos um pouco e pela manhã ao acordarmos por volta de umas seis horas recomeçamos a transa. A empregada dela já havia chegado e tratamos de fazer menos barulho, embora fosse quase impossível não ouvir os gemidos de Helena.

Tomamos café e fomos para a reunião. O dia começou maravilhoso e para nossa alegria Helena fechou um belo contrato.

Comemoramos sim..mas isso eu conto depois.

Meu e-mail é [email protected] quero receber contos de mulheres que gostem de homens cariocas.Até a proxima!

















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de rasguei o cuzinho do moleque novinhocontos eroticos meu avô me obrigou a chupar elecontos eroticos gay natal papai noel me comeurelatos de comadre dando a buceta pro compAdrecontos vazando porraDescabacei a buceta da minha prima no hotel conto erotico de primo e prima cabaço no hotelContos eroticos flagrou namoradasapequinha muito magra dando o cu pro cachorrominha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gaycontos eroticos paty fudendoincesto furapornomeu patrao cacetudo contoscontos sou puta e insaciável por rolaconto fui ajudar a vizinha e ela me agradeceu com a bucetacontos de comi o viadinho do irmão caçulacontos eroticos mae filhavarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiagruda nos pelinhos da bucetacontos o pau do meu genrocontos sentada sem calcinhacontos encostando devagar calcinha enfiadaContos Comendo A filha da amigaconto erotico peguei as meninas do playgroundcontos eróticos incesto o homem da minha vidaconto eonico de sexo analpornoc/japonesasetravestischantagem com casal. que pediu carona contos eroticoconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorSe mastubar com uma banana conto eroticoesposa rapaziada contoscontos de coroa com novinhomamae me deu seu cuzinhochupando o pau e.lambendo o cinema caraBridge safadinha dando a seu marido em sua casaconto seduzindo meucontos me chamo camila transei com felipe meu irmaoEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticoContos pornos novinhas em gang bang c negros dotados de penis grande e grossosexo dpS da depilaçao intima pornodoidoso rendudo socando ni bundao enormechantagiei minha sobrinha contosmeu marido bebeu e meu cunhado me comeucontos eroticos mamo nele até dormireu vi uma pica toda arregaçadapapai - contos eroticosConto de vadia explorada por muitos machosconto erotico fui cagar e o cachorro me comeu nao resisti e dei pro cavalo tambem zoofiliacontos eroticos cu e bucetacontos eroticos com velhoconto lesbica desde novinhaporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtirmulher enfia dedo no cu epoe no nariz da amigaminha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticosfrutaporno adoro bater punheta na calcinha da mamaeContos erótico a primeira vez conheci um pênisEncouxei a crentecontos erotico fui concertar s torneira da vizinhacontos comendo mulher na despedida de solteira no carnavalcontos erótico ParáContos eroticos selvagem esposacontos eróticos Bombeiromassagem de homem com mulher depois fudela contos eroticos virei puta de travecosou uma mulher crente mas quero picacontos vizinha dona de casa tetuda caidacontos eroticos traindo na Lua de Melgostosa e muito branca maz mete muitocontos quero ser corno secretoFodi a flora no cu conto heroticovou contar como transei com minha filhacontos eroticos barney comendo bethyAcordei com o pau dentro da minha bucetaDesvirginando a sobrinha de 18 anosContos eroticos caseiro entre irmaos na infancia