Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRO ORAL NO BANHEIRO COLÉGIO

Bom, meu nome é Marcelo, sou loirinho, 1,75 de altura, magrinho mas com o corpo sarado e bem definido. Vou contar hoje como perdi a virgindade na época de colégio.



Eu cursava o ultimo ano no colégio, estava pra fazer 19 anos dali a alguns meses e na minha classe tinha um aluno repetente, que já tinha 20 anos. Era um mulato, bem forte e mau encarado, todo mundo tinha medo dele, mas para o meu azar, ele cismou comigo, talvez porque eu sou loiro, tenho olhos azuis, sou bonito e tenho um rosto angelical, exatamente o oposto dele, que era mulato, rosto de bad boy, e marrento.



Desde o início das aulas ele começou a mexer comigo, falando que eu parecia uma menina, que eu deveria ser um viadinho e essas coisas. Eu procurava ignorar, pra ver se ele me esquecia, mas pelo contrário, foi ficando cada vez mais folgado, e falando coisas mais pesadas e obscenas,e ainda por cima me ameaçava, dizendo que me cobriria de porrada se eu contasse pra alguém. Eu morria de medo dele, e ele sabia disso.



Com o passar do tempo, ele começou também a mexer fisicamente comigo, passava a mão na minha bunda, beliscava e apertava sempre que tinha oportunidade. Junto com isso, sempre falava alguma safadeza, tipo " que bundinha gostosa vc tem" ou então, "ainda vou comer esse rabinho gostoso".

Comecei a ficar preocupado com isso, mas não podia falar pra ninguém, se ele soubesse eu tava frito.



Teve uma semana que estranhei, ele não mexeu comigo nenhuma vez, e logo eu pensei que ele tivesse desencanado de mim. Ledo engano. Certo dia fui ao banheiro sozinho, coisa que eu evitava, mas como ele havia largado do meu pé, acabei esquecendo e esse foi meu erro.

Entrei no banheiro que estava vazio, e ele veio atrás sem que eu percebesse. Estava lavando a mão depois de urinar quando sinto ele bem atrás de mim, me encoxando. Tomei um susto, e quis sair dali, mas fiquei prensado entre a pia e ele.



- Quietinho loirinho, agora voce vai ser meu, e nem se atreva a gritar porque se não eu te arrebento aqui mesmo.

Tentei gritar por socorro e fugir dali, mas ele era muito mais forte do que eu, e me tapou a boca com uma mão ao mesmo tempo que torcia meu braço para trás com a outra.

- Voce escolhe, ou vai ser por bem ou por mal, mas hoje voce vai me fazer uma chupeta, e é bom chupar gostoso, tá entendendo seu viadinho... desde a primeira vez que te vi que to louco pra comer essa tua bundinha.

- Para com isso, por favor, eu faço o que voce quiser mas para com isso, eu dizia.

- Claro que voce vai fazer o que eu quiser, e vai fazer gostoso. E o que eu quero é uma gulosa. Vem cá vem, voce vai ficar apaixonado pela minha pica.



E dizendo isso foi me arrastando para um box e trancou a porta. Lá dentro ele foi abrindo sua calça e pondo seu pau pra fora, que mesmo meio mole, era bem grande e escuro.

Me empurrou pra baixo e ordenou: - Vamo lá garoto, começa o serviço. Eu me neguei e ele me agarrou pelos cabelos e forçou meu rosto contra seu pau. Não tive escolha se não começar a chupar.

- Isso viadinho, chupa o pau do crioulo que voce vai gostar e vai pedir bis... ahhh que boquinha gostosa... chupa princesa, chupa a rola do negão sua putinha loira.



Não estava acreditando no que estava acontecendo comigo, eu um garoto bem nascido, ali de joelhos, chupando o pau de um mulato, sendo humilhado e não podendo fazer nada pra sair daquela situação.

Pra piorar, ele estava com uma camera fotografica, e estava tirando fotos e falava:

- Assim princesa, da um close de boca cheia hahaha, a partir de hoje tu vai comer aqui á, na minha mão, senão eu divulgo essas fotos pra todo mundo ver a putinha boqueteira que tu é...



- Puta que te pariu, sua vagabunda ordinaria, chupa que eu vou gozar nesse teu rostinho branquinho... vou melar essa tua carinha de puta.

O sacana estava simplesmente arrombando minha boca, enfiando com tudo até a garganta enquanto me puxava pelos cabelos, fazendo um vai e vem cada vez mais intenso. Eu tava completamente dominado e rezando para que aquele massacre oral terminasse de uma vez.



Finalmente, depois de uns 19 min me fodendo a boca sem parar, ele começou a gozar. Senti as golfadas violentas baterem na minha garganta e inundarem minha boca enquanto ele urrava e pressionava sua rola cada vez mais fundo.



Depois de gozar, o depravado ainda continuou de pau duro batendo com ele na minha cara toda esporrada.

- Aí viadinho, gostou da rola do negão né... vai ser minha puta a partir de hoje e vai fazer tudo o que eu mandar, senão coloco essas fotos que eu tirei em todo o lugar pra todo mundo ver puta que voce é.

- Hoje foi sá na boquinha, mas te prepara porque amanhã vou querer essa tua bundinha branca engolindo meu caralho.

Me deu us tapinhas na cara enquanto falava, e saiu dando risada, me deixando no box do banheiro, ajoelhado no chão e com a cara toda melada de porra.



Isso foi sá o começo, pois ainda faltavam meses pra acabar as aulas, e a coisa sá piorou pro meu lado, mas isso contarei em outra oportunidade...







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


a esposa baiana do meu amigo contos eroticoscontos erotico o assalto meu marido participouvideos contos despedida solteira punheta chupadacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto eroticos minha mae o pedreirofiz a minha tia mijar na minha cara contos eroticosconstos eroticos tias bucetudas e sobrinho caseetudosa posição cavalgada pode machucar o útero.?'mim mastrudo dia sou mulhe contosEliana experimentando calcinha fio-dentalcomendo o rabo da pastora casada no contos eroticosconto erotico bi com atendente de hoteldona florinda putavai me arrombarsempre que saio com uma mulher levo a calcinha dela de lembrança contos eroticosconto minha esposa com seu primocontos patrao chantageia funcionário pra comer a mulher gostosa do funcionáriosarrando na pica com short cavadoprofessor e aluna contoscontos eróticos meu vizinho me viu no puteiroconto erotico tomando banho com minha amigaContos eroticos fagrei mnha esposa fodendo com dois carasContos de mulheres, fudendo com seu avôcontos eroticos homem casado dando ocuContos sou alegria dos coroascontos bem safados assanhando meucontos de mae na ciriricaNovinhas sendo arrombadas por patrão e peões na fazenda contos eroticosRelato de esposas putas dando pra fumcionarios nanovinha safadinha dormindo com dedinho no cuzinho Fredconto mandei fazer fila pra mim chuparesposa e meu pai contocontos eroticos comi minha espetoracontos eróticos comendo a gentecoroa negra contocavala q adora foder d salto alto contos eroticoscontoseroticos tia amamentando o sobrinhocontos esposa pai delacontos fudi minha cunhada emplena lua de melwww.contos eroticos corona novinho.brcontos comi minhas filhascontos meu pai me seduziucontos eu marido na prai de nudismohomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.contos por causa da chuva comi um cuContos eroticos caseiro entre irmaos na infanciaconto erotico esposa sofre com o negaocontos eroticos vizinha safadacontos comendo o cu da sogracontos eroticos-estuprei minha irmaorgia com velhas contos eróticosComi minha tia historia veridicaContos reais de sodomiaminha esposa em puta vai mete vou gozar cotoscontos eroticos dominou toda a minha familiaminha esposa me convenceu dedos no cu conto hormonal femininoscontos eroticos traindo o marido com pivetescontos eróticos contei que fiz dp com negroscontos velho nojento pauzudoconto do pedreirocontos minha mae gravida de baby dollirmã boa contogordinha contando suas trepadas c ontocomendo minha irma de seis anos contos eroticosconto eroticos gay com paiconto esposa nua no sitiocontos eroticos de madame cm entregadocontos erotico incesto virei a cadela do titiomagrinha com tatoo na bundameu padrasto me comeuacordou de baby doll e foi para cama do cunhadocontos eroticos sonho americano 2Casada narra conto dando o cuconto gay papai gosta que chupem o pau delecontos: sentei no colo do velhoTia de shortinho partindo a bucetaContos de comadres lesbicaspunheten o rabo da minha esposaO pau preto e o cabacinho contos eróticosminha cunhada tinha coriosidade sobre o meu pau se enprecionouuma dupla penetração com vibrador contoso pito da minha sobrinha e o cu da cunhada contosanazinha conto eroticocontos eroticos a filhinha da empregadacontos eroticos esposas arrependidasprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiaconto trocando as filhasmulher goza gostoso loucamente deliranteconto porno de peludas recenteimagens de rabo gostoso inclinado de calcinha transparentecoroa raspadinha gozando contospornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elaconto de não aguentei a pica grande no meu cuMeu cunhado me fodeu forsado contocontos erotico fui concertar s torneira da vizinhacontos eroticos de spankingcontos eroticos gay abuso vizinhocontos padrasto e enteadaconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegadoamigo sex diplomata conto