Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCUIDEI E MEU CACHORRO TIROU MEU CABAÇO.

Um relato de TAMIRES:



Eu sou a irmã gêmea de Dayane. A Daya. Vivemos grudadas como a maioria das gêmeas. Sentimos, uma a dor da outra. Até tesão sentimos juntas. Estudamos e brincamos sempre uma ao lado da outra. Enfim, nos adoramos.



Estamos agora na areinha. Uma beira do rio que passa no fundo de casa, aqui na fazenda. É uma das nossas diversões. Nadamos quase todos os dias. Sempre acompanhada de Rex, nosso cachorro de estimação. É o que estamos curtindo agora. Dando pontas no lugar mais fundo e o Rex pulando dentro dÂ’água. Eu e a Daya temos o costume de nadar, sá de calcinhas, mas às vezes eu curto nadar nua, peladinha mesmo, como agora. Estou sentada na areinha e o Rex vem me lamber. A Daya fica dentro dÂ’água sá espiando. E rindo muito. Rex adora lamber minha xotinha. Ufa! Dá o maior tesão. Ele põe o pinto pra fora. Vermelho. Da vontade de pegar, mas tenho um pouco de nojo. Eu abro as pernas e sinto as linguadas do cachorro. Meu cuzinho arrepia. Minha bucetinha incha de tanta vontade de dar. A língua dele é quente e molhada. Mal começa a chupar e eu já gozo. Rex gosta de subir em cima de mim quando quer me foder. Mas eu tenho muito medo. Mas ai que vontade que dá. Quando eu estiver sozinha... Lembro a Daya que ela tem de levar a merenda na roça, pro nosso pai.



____ Vou levar merenda pro pai na roça então e depois eu volto. Daya grita, já saindo correndo. Esperei um tempo. Assim que me vi sá, abri a guarda pro cachorro. Tinha que ser jogo rápido, pois logo a maninha estaria de volta. Virei de bundinha pra cima e deixei o Rex lamber minha bocetinha por trás. Muito gostoso. Sinto as linguadas quentes no meu cuzinho. Ergo o rabo pro alto e a língua dele alcança meu grelinho. Abaixo e ele se contenta com meu reguinho. Cheira o meu cú. Dou umas chupadas no ar. Que delícia. A Daya não sabe o que perde na vida. De repente o Rex começa a me lamber a nuca, e começo a sentir a pica pegajosa dele se enfiando no vão de minhas pernas. Sinto medo e tesão. O tesão fala mais alto e fico imável esperando o que acontecerá. O pau do cachorro, a pontinha fina dele procura, feito louca uma brechinha pra se enfiar. Vou controlando a reação dela e quando entra demais no meu rego, tranco as pernas. A vara escorrega pra cima. O cachorro uiva de tão tarado que está e isso me dá mais tesão ainda. Vou aliviando a pressão no reguinho. O cacete vermelho do cachorro desliza enfurecido pelo meu rego. Sinto uma pontada no cú. Fecho o rego rápido. Ufa! Que alívio. Quase que ele me enraba. Assim sigo na brincadeira, vou amolecendo o corpinho, me entregando ao desejo. Me entrego aos pensamentos libidinosos. A mente viaja. Por uns instantes esqueço da vida.



____ Ai! Aiaiai. Uma dor terrível. Levei uma fincada na boceta. Um descuido, e ele achou a fenda da minha grutinha e calcou o ferro. A vara entrou toda. Quase desmaio de tanta dor. Cobri o rosto com as mãos e deixei o cão me foder. Urrava de dor. Sinto os jatos quente de porra invadindo minha xaninha. Aos poucos a pressão vai aliviando. Sinto menos dores. Rex me fode sem parar. Parece alucinado. Tento escapar daquela situação. Levanto o corpo frágil e me ponho de quatro. Ai o cachorro me mete mais fundo. Volto a sentir as dores das estocadas. Tento fugir. Vou me arrastando em direção á água. Rex me abraça por trás, arranha meus peitinhos, minha barriga. Daya chega correndo e tenta me ajudar escorraçando o cachorro. Mas Rex parece maluco. Baba de tesão. Fico desesperada e com dificuldades deslizo meu corpo pelo barro e alcanço a margem. Me jogo dentro dÂ’água. Rex pula junto. Mas consigo escapar. Estou assustada. Aos poucos vou me refazendo do susto. A bocetinha sangrou. O cabacinho se perdeu no caminho. Minha pulsação a custo vai se normalizando. Daya me abraça. Sinto-me protegida agora. A brincadeirinha com Rex passou dos limites. O que era do homem o bicho comeu. Fui desvirginada pelo meu amigo cachorro. De cima do barranco Rex me observa. Parece que implora por uma segunda foda.

Eu heim! Vê se te manca. Por hoje basta.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Me comeu e comeu meu maridoConto erotico puta de merdaContos eróticos menininha novinha e putinhacontos porno em quadrinhos de mulheres pegando marido no flagra dando o cu pra negao roludoconto garoto chantageado a dar o cuwww XVídeo pornô o tio f****** a sobrinha foi bonita e de Menorcontos de pegando um cuzinho laceadoamiguinha da minha filha me chupouvideos dos cara que tem ho pau enorme arrebentando bucetas de branquinhasbosque conto heteroamelhor buseta de bashia do mundo gosanogritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacocontos se caga na pica e gostafui fazer uma vizita e perdi as pregas video pornocontos eróticos gay eu e mais um amigo brincamos com novinhowww.contos eroticos maes e filhoscontos eróticos com o genroConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintaeu estava louco pra chupar atravestiContos eroticos no acampamentocontos eroticos gozando na boca do pirralhocontos eu dancando funk para o titiocontoseróticossobrinha menininhaContos eroticos orgia forçadaContos de transexicontos eróticos gay sendo putinha do meu primo bruno parte 2contos eroticos Araguaina ToConto incesto sogra no volantecontos erótico com enfermeiraconto erótico vizinha no baile funkmulher delirando na foda do cavalo com eguacontos eroticos de incesto: ajudando a mamaecontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinhoo lekinho putinha da turma conto eroticocontos eroticos incesto vetidicocontos gay com homens grandes e peludos terminadasloiro trepando com a faveladafamília naturista contosmete essa picona do cu do meu maridinhonovinha deixou lamber sua xana contos heroticossexo com amigo contosContos gays estrupados na obracontos.erot amigo de papaiConto irma bebada rabudacrente viciada em engolirconto porno com vizinhocontos Rabuda com cheiro de bundacontos eroticos putinha video gamecontos eroticos com velhocontos porno com vigilantes mulherpapai disse que me ama contos eroticoscontos eroticos diversos safadeza e assanhamentocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto erotico raquel morena deliciosaconto gay "agradece" machoContos eroticos de solteiras rabudasquero rola contos eróticosconto cu ensopado de porra gaycontos eróticos de comi a chata da clasecontos eroticos de cornosmulher batend sirica at espirararegasando a b da ncontos eroticos mamaram meus seios em quanto eu domiacontos eroticos sogra de 65anosconto muro eroticomenstruada contos eróticoscontos eroticos reais padreeu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?contos encoxando o amigo casadocontos eroticos-estuprei minha irmacdzinha contos eroticoscalçinhas meladinhas nelashumberto de pau durocontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabeContos eróticos suruba com homens velhos na peões da fazendacontos o amigo do filho me errabou no tanque lavando roupaContos-esporrei na comida da cegacontos eroticos de infância mijei na bocaA filha do meu amigo veio do interior pra ser minha empregada conto eroticoTravesti comendo mulher cavala contosincesto brincando com irmã de pig escondecontos eróticos descobri que meu sobrinho come minha mulhercunhadomeu amante eu sou casada contos e videos reais caseirosmelequei a bucetacontos porno papai me deixou arnbadana frente a mamãe motel sábado padrastoMinha netinha sentou no meu pau contos eróticoscontos eróticos meu marido foi para o estádio ver o jogoporrnodoido com anacontoseroticosbucetavirgemeu conto sou casado meu cunhado fica passando um pau em mimContos eroticos aii te amo ..ai ..ai mo vc e gostosa devagrConto erótico mãe filha cachorra