Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCUIDEI E MEU CACHORRO TIROU MEU CABAÇO.

Um relato de TAMIRES:



Eu sou a irmã gêmea de Dayane. A Daya. Vivemos grudadas como a maioria das gêmeas. Sentimos, uma a dor da outra. Até tesão sentimos juntas. Estudamos e brincamos sempre uma ao lado da outra. Enfim, nos adoramos.



Estamos agora na areinha. Uma beira do rio que passa no fundo de casa, aqui na fazenda. É uma das nossas diversões. Nadamos quase todos os dias. Sempre acompanhada de Rex, nosso cachorro de estimação. É o que estamos curtindo agora. Dando pontas no lugar mais fundo e o Rex pulando dentro dÂ’água. Eu e a Daya temos o costume de nadar, sá de calcinhas, mas às vezes eu curto nadar nua, peladinha mesmo, como agora. Estou sentada na areinha e o Rex vem me lamber. A Daya fica dentro dÂ’água sá espiando. E rindo muito. Rex adora lamber minha xotinha. Ufa! Dá o maior tesão. Ele põe o pinto pra fora. Vermelho. Da vontade de pegar, mas tenho um pouco de nojo. Eu abro as pernas e sinto as linguadas do cachorro. Meu cuzinho arrepia. Minha bucetinha incha de tanta vontade de dar. A língua dele é quente e molhada. Mal começa a chupar e eu já gozo. Rex gosta de subir em cima de mim quando quer me foder. Mas eu tenho muito medo. Mas ai que vontade que dá. Quando eu estiver sozinha... Lembro a Daya que ela tem de levar a merenda na roça, pro nosso pai.



____ Vou levar merenda pro pai na roça então e depois eu volto. Daya grita, já saindo correndo. Esperei um tempo. Assim que me vi sá, abri a guarda pro cachorro. Tinha que ser jogo rápido, pois logo a maninha estaria de volta. Virei de bundinha pra cima e deixei o Rex lamber minha bocetinha por trás. Muito gostoso. Sinto as linguadas quentes no meu cuzinho. Ergo o rabo pro alto e a língua dele alcança meu grelinho. Abaixo e ele se contenta com meu reguinho. Cheira o meu cú. Dou umas chupadas no ar. Que delícia. A Daya não sabe o que perde na vida. De repente o Rex começa a me lamber a nuca, e começo a sentir a pica pegajosa dele se enfiando no vão de minhas pernas. Sinto medo e tesão. O tesão fala mais alto e fico imável esperando o que acontecerá. O pau do cachorro, a pontinha fina dele procura, feito louca uma brechinha pra se enfiar. Vou controlando a reação dela e quando entra demais no meu rego, tranco as pernas. A vara escorrega pra cima. O cachorro uiva de tão tarado que está e isso me dá mais tesão ainda. Vou aliviando a pressão no reguinho. O cacete vermelho do cachorro desliza enfurecido pelo meu rego. Sinto uma pontada no cú. Fecho o rego rápido. Ufa! Que alívio. Quase que ele me enraba. Assim sigo na brincadeira, vou amolecendo o corpinho, me entregando ao desejo. Me entrego aos pensamentos libidinosos. A mente viaja. Por uns instantes esqueço da vida.



____ Ai! Aiaiai. Uma dor terrível. Levei uma fincada na boceta. Um descuido, e ele achou a fenda da minha grutinha e calcou o ferro. A vara entrou toda. Quase desmaio de tanta dor. Cobri o rosto com as mãos e deixei o cão me foder. Urrava de dor. Sinto os jatos quente de porra invadindo minha xaninha. Aos poucos a pressão vai aliviando. Sinto menos dores. Rex me fode sem parar. Parece alucinado. Tento escapar daquela situação. Levanto o corpo frágil e me ponho de quatro. Ai o cachorro me mete mais fundo. Volto a sentir as dores das estocadas. Tento fugir. Vou me arrastando em direção á água. Rex me abraça por trás, arranha meus peitinhos, minha barriga. Daya chega correndo e tenta me ajudar escorraçando o cachorro. Mas Rex parece maluco. Baba de tesão. Fico desesperada e com dificuldades deslizo meu corpo pelo barro e alcanço a margem. Me jogo dentro dÂ’água. Rex pula junto. Mas consigo escapar. Estou assustada. Aos poucos vou me refazendo do susto. A bocetinha sangrou. O cabacinho se perdeu no caminho. Minha pulsação a custo vai se normalizando. Daya me abraça. Sinto-me protegida agora. A brincadeirinha com Rex passou dos limites. O que era do homem o bicho comeu. Fui desvirginada pelo meu amigo cachorro. De cima do barranco Rex me observa. Parece que implora por uma segunda foda.

Eu heim! Vê se te manca. Por hoje basta.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comendo a amiga de da mamãe uma coroa casada conto eróticomeu cu e meu genropornodoido transando na frente dos outros discretamentecontos por causa da chuva comi um cufilme porno tia gostosa faz uma viajem dormi com saudade do sobrinho da cuComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradoesposa ruiva f***** pelo negão contosmulher compra cachorro pra fudelametendo a rola nas pernas feichadas da novinhaMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,fogosá taradacontos heroticos - brincando de pique escondeConto ertico. Minha adrasta. Bebiacontos eróticos ai fode ai fode porraEla era hemafrodita e eu fiquei louca..contos..Conto Erótico ninfeta Fio DentalContos visinha de 19contos esposa e a visinha fodem com cãoConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmatransa shopping Interlagos contosai p festa com minha sobrinha e fudi ela na volta contosEliana experimentando calcinha fio-dentalmamae fudeu muito com amigo.relatos eroticoscontos eroticps o coroa bombou mesmocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormircontos eroticos fui comida pelo cara que conserta sapatoscontos eroticos meus primos me arregacaram o cupai t***** acariciando a bundinha da filha e goza sem pararContos comi a menininhacontos eroticos incesto a neném do papaipelado com uma travesti contos eróticoscontos eróticos virei strip-teasewxvidio ver mulher gozando no cambio do carrocasada chantageada e submetida aos limites contos eroticosA casada gorda e o sonifero contoconto erotico comendo o cu da professora e sua filha juntadcontos bem quente de casada e sua intida lesbicavirando femea do macho roludo contocontos eroticos apanheivídeo de sexo de duas mulher gulosa beijo gosmentocontos eroticos de cdzinhaContos Eróticos Nega bebada de leguincontos erotico baba casada chantageada por meninocontos eroticos de homens com taras chupar bucetas caninas zoofiliaContos eróticos bdsm Ele costurou minha bucetadeu pro vizinho trans e ficou grávida contosesfregando contocontos eroticos amigas se mastubam juntas pela primeira vezconto cu ensopado de porra gaycontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elasfotos cim zoom so de cacetes duros melado de porradei o cu po meu pone contos eroticos pornocontos de gays sendo arrombados por varias rolasContos erotico orgia no meu cucontos comi a minha sobrinha filha virginhacontos eróticos namorada perder a virgindade com outrocontos tomei no cu gostosomenina sapeca danada enganou todos contos eroticosestou comendo a mulher do amigo caminhoneiro na viajem contostravesti dotadu no rnContos dormindo com juninhomulhere muito gorda e negra cou cu eabuceta gosadosó umbiguinhos lindos e peitos durinhosconto eroticogay flagrado comendo cavalocontos comiminha primaconto fui abusado pelo tio da van gayMinha esposa no rancho com outrohantai filinha patendo punheta pro pai safadaConto erotico mamae deixou papai come meu cu em quanto chupava elao cu da minha esposa e meu contocontos esposa coroa come garoto cacetudominhas sobrinhas conto eroticocontos eroticos fuderam gostoso minha mulher no bar pornomulek chupando no peitinho da primaDona Florinda chupando a rola de Seu Madrugacontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eróticos, esposa safada, puta dos patrõesconto erotico o soldado arrombou minha bucetainterracial mulher meia cousa fudendocontos de putaria em familiacontos arrombado por cdcontos excitantesde sexosou empregada contos eróticosconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos meu pai e minha esposasempre fui safadinha contos Comi minha filhavoyeur de esposa conto eroticocontos de casadas rabudas que adoram uma piroca preta enterrada no rabocontos eróticos pastor compadre d*********** a virgem