Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NA REDE COM O PRIMO DO LADO.

O que vou contar aconteceu na semana santa passada. Como fazemos todos os anos, eu e a minha família fomos para um sitio que fica a 80 km da minha cidade. Desta vez eu levei minha namorada. Vou chamá-la de Carla. Ela tinha 19 anos no tempo, é uma morena de 55 kg mais ou menos, seios médios, 1,65 m, uma cinturinha linda, um rostinho e jeitinho de bebê e uma bunda ENORME. Enorme, gigante, monstruosa, sempre fui tarado naquele cuzão que ela tem, mas ela nunca liberou, ainda... rsrs.

Então, cheguei lá na sexta feira santa e minha família já estava lá desde quarta. Levei 2 litros de whisky e logo que cheguei fui beber estes dois litros com minha namorada e meu primo de 19 anos, vou chama-lo de Lucas.

Da pra imaginar que ficamos meio animadinhos depois de 2 litros de whisky na cabeça. Como já era tarde, não saímos pra lugar nenhum, apenas fomos para um quarto que estava reservado pra agente. La tinha 3 redes e tinha meu outro primo, irmão de Lucas, que sá tem 19 anos e já estava dormindo. Minha namorada quis dormir comigo, pegou a rede dela, se deitou na minha e nos embrulhou com a sua rede. Depois de deitados meu primo quis conversar sobre nada, nem lembro o que ele estava falando, lembro que por baixo da rede a minha namorada começou a mexer a sua mão... Primeiro ela meteu a mão por debaixo da minha camisa, ficou apertando a minha barriga e peitos. Nisso agente conversava normalmente com meu primo, como se nada tivesse acontecendo.

Ela então partiu pro ataque, acho que os 2 litros a transformaram numa tarada. Meteu a mão dentro da minha calça e começou a passar a mão no meu pau que nesta hora já dava sinal de vida. Ficou um tempinho alisando e acariciando ele por cima da cueca, depois meteu a mão dentro da cueca e começou a bater uma punhetinha bem devagar. Meu primo continuava querendo conversa.

 Lucas apaga a lâmpada ai, eu quero dormir porra.

 Ah, está cedo... Mas tá.

Quando ele apagou a lâmpada, ela já estava com meu pau na mão, punhetando e conversando normalmente com Lucas, que nem imaginava o que se passava. Eu fui logo direto com a mão na sua bunda, já comentei que é enorme? rsrs. Comecei a apertar, e meter a mão por dentro da calça dela. Quando meti a mão pela parte da frente e peguei em sua bucetinha, fiquei admirado. A bucetinha de Carla estava totalmente encharcada.

 Nossa!

Lucas não entendeu porque o “nossa” e agente continuou conversando sobre coisa nenhuma. Ficamos mais um tempinho nessa brincadeira, eu com a mão no seu grelinho e ela com a mão no meu pau. Então Carla solta um bocejo enorme, “boa noite Lucas” e entra pra debaixo da rede que embrulhava agente.

Quando aquela mulher começou a escorregar pelo meu corpo em direção ao meu pau eu fiquei louco. Ela desceu a calça com cueca e tudo e começou a chupar muito gostoso, ela nunca tinha chupado tão bem daquele jeito. Estava muito gostoso, meu pau parecia uma barra de ferro de tão duro que estava.

O Lucas continuava lá querendo conversar e parecia que tão cedo não ia dormir, e eu recebendo o boquete mais maravilhosa da minha vida não podia nem curtir, nem fazer uma cara de prazer senão o Lucas desconfiava. Parece que Carla fazia de propásito, ela queria ver eu me virando pra não soltar um gemido de prazer.

Não aguentei mais, a puxei, coloquei sua bunda bem em cima do meu pau, abaixei sua calça, coloquei sua calcinha de lado e enquanto respondia uma pergunto de Lucas eu meti com força na sua bucetinha. Geralmente Carla é muito acochada, parece que cada vez que transamos eu estou tirando a sua virgindade novamente, porém neste dia meu pau entrou fácil na sua bucetinha toda melada. Ficamos de lados de tal forma que ela ficava olhando pro Lucas e eu atrás dela bombando bem devagarinho pra não balançar muito a rede. Era uma vingança, agora ela que tinha que olhar pro Lucas e aguentar a tora na buceta. Aquilo me dava ainda mais prazer, vê-la disfarçando e conversando enquanto eu metia sem dor.

Aquilo estava muito gostoso, meu pau deslizava pra dentro dela, ela rebolava no meu pau, eu beijava sua nuca e ainda tinha o perigo do meu primo descobrir o que estávamos fazendo. Comecei a balançar a rede e então pude acelerar um pouco mais os movimentos. Ela se virou pra mim:

 Amor, vou ao banheiro, tá bom?

Quando ela falou isso, eu acelerei ainda mais os movimentos, dava pra ver que ela estava adorando, que estava delirando de prazer no meu pau.

 Vai lá.

Ela então subiu a calça e coma a calcinha de lado saiu em direção ao banheiro. Quando ela saiu na porta, falei pra Lucas que ia à varanda e sai atrás dela. Ela estava na varanda me esperando, como tinha o perigo de passar alguém, agente pulou um muro pequenininho da varanda e fomos pra detrás da casa, onde estava tudo escuro. Quando chegamos lá, ela me empurrou na parede, abaixou a minha calça, se virou de costa, encostou seu trazeirão no meu pau e deu uma rebolada sensacional. Então ela ajeitou o cacete na entrada da sua bucetinha e num golpe sá meu pau entrou todo. Ela estava louca, não falava nada, mas jogava sua bunda pra trás com tanta força que minhas costas chegavam a doer na parece. Ficamos nisso por mais ou menos uns 19 minutos, ai eu não aguentei mais, segurei na sua cintura e comecei a bombar na sua buceta com uma velocidade tremenda.

Eu já estava quase gozando quando sentir a minha moreninha ficar mole em minhas mãos, tirei o cacete de dentro e gozei em suas costas como um louco. Parecia que todo o líquido do meu corpo ia sair, não parava mais de encher as costas da minha moreninha de porra. Ela me abraçou, falou que me amava muito e logo voltamos pra varanda. Então ela foi tomar um banho, eu passei uma agua no pau e voltei pra onde estava Lucas. Depois que ela chegou se deitou comigo e em menos de 19 minutos já estávamos dormindo, exaustos.

Até hoje tenho as minhas dúvidas se Lucas percebeu alguma coisa, nunca me arrisquei a perguntar pra ele, mas lá no fundo eu acho que ele sabe sim, que ele fingiu-se de besta pra ver se sobrava uma casquinha pra ele. rsrs.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos linguada no cuconto erotico minha mae me fazchupa -lacontos porno de zoofilia minha buceta cabeluda engoliu o pintao do cachorrovideo porno cu virgem pau grande grosso aiiiii tira ta doendo sai paracontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhoentreguei minha esposa de bandejacontos eroticos convenceu sua mulher a da abuseta para seu sogro com fotosvidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusfui comida peloamigo transexual contoscomendo o primo e olhando pela janela nem peitinho teen grita na pau do voele ela conto erotico japonesa casada e a reforma da casacontos eróticos a ideia da minha esposa e com meu patrãoconto ela estava no quarto nua e o sobrinho na salaesposa santinha liberando o cuzinho para o sogrocoloquei o dedo no cu da minha namorada ela endoidocontos comiminha primamulheres cavalas de quarenta de bucenta inxada e grelo inormeconto erotico mulher gravida e marido com a sogda veia juntasconto eu e minha colegapotranca de mini saia fodendoa minha mulher engole me o pauconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigacontos eróticos vítimacontos eroticos gay natal papai noel me comeucontos de esposa estrupada por coroa bem dotadocantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cucomi minha enganado contos eroticoscontos fazendo vovô gozarcontos meu genro fez virar p*** delecontos eroticos menininhaCasa de conto a cadela priscilacu peidão conto gaycontos erotecos de esposa de espartilho no metroContos erotico nora miudinha mas gostosa de micro biquinecontossado de submissao realhistórias de cunhadas punheteiramenininhas fudendo com vários cachorros contos eroticosContos eroticos de solteiras rabudascontos de gays sendo arrombados por varias rolascontos eroticos trai meu marido com meu chefemamada gay contocontos eróticos trai meu marido numa rapidinhazofilia devuaetacontos eroticps o coroa bombou mesmoPai filha chuva dourada contos euroticoscortos eroticos curmir minha empregadaConto erotico minha cunhadinha chupou meu pauTRAVESTI CHUPÁ OUTRO TRAVESTI E BEIJO NA BOCA E FUMANDO O CIGARRO foi vizita o cunhado e comeu a mulher do cumhadoContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.contos eroticos comi a noiva do otarioenteada v******** com marquinha de biquíni doidinha para dar o c* para o paichupando ate ela gozar na boleiasexo com sadan Cao contoscontos minha tara no bundao da mamaex vidio comtos eroticos eu minha mulher e mamãecontos por favor poe na minha bundinhaum romance com minha maninha-contos:eroticosconto agarrada no onibusporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouconto meu marido insistiu no ménage e levou rola a forçalésbicas esfregando pernas de rã veridicoconto erotico esposa sofre com o negaocache:I2DqTkBB7PgJ:idlestates.ru/te3/out.php?l=tb&uid=2 conto erotico fraldario do mercadocontos eroticos titio na praiaMinha prima viu-me a mastuconto erótico gay em cinema. De Recifecontos quis dar pra um travestiContoseroticosdesolteirasContos eroticos de esposas que traem com travestiscontos de metendo em uma peluda ruivaaos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contosContos eroticos sem camisinha cdzinha gostosacontos eróticos com faxineiracontos amigas carentescondos erodicos sogra e jerocontos eroticos gay ficticiospornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadascontoseroticos negaominha esposa e o porteirohistorias heroricas comi o cu da minha filhacontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delaacordei filho sugando meu paucontos eroticos gayhttps://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlcontos enrabada no trabalhado