Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDO E ENVERGONHADO.

Tenho 19 anos.

Não sou nenhum Deus Grego, mas sou pintoso, chamo atenção.

Tenho 1,78m, 74 kg. Típico Carioca que frequenta praia.

Sou discreto, tenho namorada e até o acontecimento que irei contar aqui sempre me considerei hetero, e na verdade até agora não sei bem o que sou.

Vamos ao que interessa.



Minha família é grande, tenho primos que nem conheço e outros que são meus vizinhos, os quais fomos criados como irmãos.

Um de meus primos, que aqui vou chamar de Yago está passando um tempo aqui em casa até que ele alugue uma, pois a burocracia para alugar é grande.

Ele tem 25 anos, e morava com meus tios, que não batem muito bem da cabeça e o expulsaram de casa.

O Yago mora perto da minha casa, mas por conta de termos idades diferentes nunca fomos de sair juntos, não éramos intimos.

Nesse tempo que ele está aqui em casa ele está dormindo no meu quarto, e foi ai que tudo aconteceu.

Tenho o sono leve e acordo com qualquer barulho, e uma noite normal acordei com uns gemidos muito baixos vindos da direção de onde meu primo dormia, como havia acabado de acordar minha visão demorou para se adaptar, mas depois de uns 2 minutos já conseguia ver perfeitamente meu primo se masturbando. A principio achei engraçado, mas depois fiquei com muita vontade de vê-lo gozando e quando percebi estava de pau duro, que babava muito, mesmo com essa tesão enorme que estava sentindo, o meu lado 'macho' falou mais alto e com um movimento brusco me virei de costas. Demorei a dormir.

No dia seguinte ao me masturbar no banho pensei na cena da noite anterior e gozei muito, como poucas vezes havia gozado.

Fiquei com isso na cabeça o dia todo, rezando para que meu primo chegasse logo do trabalho e ansioso para que chegasse a hora de ir dormir para que eu o apreciasse de cueca.

Não sei se meu primo reparou em algo, mas naquela noite ele resolveu dormir de short, sem cueca, o que fazia com o que o pau dele balançasse quando ele andava, aquilo me hipnotizou e tive que me cobrir para que ele não reparasse na minha ereção. Quando viu que eu estava coberto ele disse "-Tá louco primo? Um calor desses e você coberto?", fiquei sem reação e disse que era mania, ele riu e deitou.

Dessa vez colou o colchão bem práximo da minha cama e eu fiquei o admirando a noite toda, quando percebi um volume crescente no meio das suas pernas. Ele estava ficando de pau duro e ele estava escapando pelo canto da bermuda. Meu pau ficou duro feito pedra na hora e como ele estava dormindo comecei a me masturbar ali do lado dele, admirando aquele pau. Não demorei a gozar, me levantei, fui ao banheiro lavar a mão e quando voltei meu primo estava acordado. Quando me viu ele riu, fiquei assustado e ele percebendo me disse "Relaxa, essa ebulição de testosterona é comum na sua idade, mas você podia fazer movimentos menos bruscos ao tocar uma quando tiver alguem dormindo do lado... rsrs", e eu respondi tentando disfarçar a vergonha "-Ah, mas vai dizer que você quando se masturba você se liga nos movimentos? .. Foi mal te acordar ai quando levantei..." E fui me deitar de costas pra ele, depois de uns 2 minutos ele começou a dizer: "-Sabe primo, não acordei quando você levantou, foi bem antes..." Fiquei em silêncio e ele prosseguiu "-Eu estava olhando pra você e tive a impressão de que você olhava pra baixo enquanto tocava..." Eu gelei, não sabia se fingia que estava dormindo ou se respondia, mas meu sistema nervoso me traiu e eu comecei a respirar mais alto, de tão nervoso que fiquei.

Ele apenas se levantou e disse "-Olha melhor o que você estava admirando ainda agora..." eu fiquei com raiava, me virei e falei "Porra! Qual é Yago? Sou homem! Vá se fuder!" enquanto isso ele tirou o short deixando à mostra todo seu pau, e seu saco... e disse "-Relaxa primo, não disse que você é viado, eu não sou, mas essa curiosidade é normal, vai dizer que não pegar na minha rola?" eu relutei, mas meu tesão começou a aflorar e eu fiquei olhando fixamente pro pau dele, que deve ter uns 20 cm, ele então tomou a iniciativa e pegou minha mão e colocou na sua rola. Eu a princípio não fiz nada, ele então falou "-Faz o que tu tá com vontade, somos macho e isso não sai daqui!". Então comecei a masturbalo timidamente, e ele pegou no meu pau que já estava duro, ele deitou na minha cama, e me puxou pra cima dele e me deu um beijo, um beijo muito gostoso, senti aquela barba por fazer roçando meus lábios quase me fez gozar, então ele começou a me empurrar pra baixo, entendi o recado e fui com meu rosto pra bem perto do seu cacete que apontava pro teto e pulsava. Coloquei a mão no seu saco, passei a lingua na cabeça e senti um gostinho salgado daquele liquido transparente que melava o pau dele, e como por extinto comecei a chupar aquele caralho com vontade, tentava enfiar tudo na boca, chupava suas bolas... Me soltei, estava me comportando como uma putinha, pedia pra ele me bater e fuder minha boca, e ele obedecia, muito bem.

Depois de um tempo que nao sei exatamente quando, ele se levantou e começou a tirar minha roupa, eu já estava em transe com aquele situação que deixei em relutar, ficamos de pé e ele começou a roçar aquele pau duro atrás de mim, e eu estava rebolando feito uma putinha, me empinando todo pra ele, então ele falou no meu ouvido "-aposto que esse cuzinho virgem ta doido pra levar piroca.." eu como já estava entregue disse "-Faz o que você quiser, mas vai com calma...". Ele sorriu e me empurrou de bruços na cama, foi até a sua mala pegou um sachê e camisinhas, pensei que ele já fosse meter mas ele começou a lamber meu cú, eu gemia e pedia pra ele bater na minha bunda, e ele obedecia, depois de um tempo ele mandou que eu apoiasse um travesseiro no meu ventre e empinasse bem a bunda, rapidamente obedeci, e ele colocou a camisinha, e lambuzou meu cú com o conteúdo do sachê, mandou eu colocar um lençol na boca, não entendi, mas obedeci. Ele ficou um temo pincelando meu cú com o pau e sá enfiava um dedo... Não aguentava mais e pedi pra que ele metesse logo, então com um movimento brusco ele se posicionou e meteu o pau no meu rabo de repente, senti uma dor gigante, pedi pra parar mas ele mandou que eu continuasse com o lençol na boca, que eu mordia muito forte, lágrimas saiam dos meu olhos, mas meu primo sá fez aumentar o ritmo e dizia coisas das quais não me lembro. Depois de um tempo continuou doendo, mas comecei a sentir prazer também. Na mesma media que ardia era prazeroso, então comecei a empinar a bunda e pedir mais, meu primo não se fez de rogado e metia mais forte, dizendo coisas do tipo "Sabia que tu ia gostar de levar piroca no cu!"

Ficamos nessa posição a maior parte do tempo, mas ele mandou eu ficar de frango assado porque ele queria ver minha cara enquanto metia, e eu obedeci prontamente.

Ele aumentou a velocidade, e eu percebi que ele estava pra gozar e pedi pra que ele gozasse na minha boca, queria sentir o gosto dele, ele riu satisfatoriamente e depois de uns 3 minutos arrancou o pau do meu cú, tirou a camisinha e meteu a rola na minha boca, que logo sentiu jatos de leite quente, que quase me fizeram engasgar. Enquanto eu ainda chupava a rola dele ele me dava uns tapinhas na cara e me chamava de putinha, viadinho, etc.

Tirou a rola da minha boca, ficou esfregando na minha cara e falou: "-Não se fala mais nesse assunto, isso nunca aconteceu, entendeu? Mas bem que eu gostei de te comer..." ele foi ao banheiro, voltou logo em seguida e se deitou, logo depois fui ao banheiro tomar banho, e enquanto sentia arder meu cú enquanto a água batia sentia vergonha.

Voltei e ele já dormia, e desde então nunca mais falamos no assunto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico tia de calça suplex eChantageei minha tia escrava lesbica contovelha gorda com fome de velho a /.porrnodoido.comcontos eroticos-melhores amigosdona jandura conto eroticoas coroa metendo a casa do corpo da pulsodei a buceta pra não me entregarem contos reaiscontos eroticos putinha famíliarelato erotico cheirei a calcinha da sogracontoseroticos anal brital no acampamentocontos eróticos vestido de langeriesdepilei meu filho contoscontos eróticos surpresa sou uma bonecacontos erroticos virei a puta do irmaoxvidio transas arrecei casadoswww.rabudasnapraia comcontos erótico comadre desmaiou contos eroticos/narrafos safadod/gemidoscontos eróticos fórum incesto irmao com irmaocontos perdendo a virgindade dormindovoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos pequenacontos eroticos minha sogra de calcinha rendaContos.encesto.so.com.mae.cu.com.batatacontos eroticos gay tio e sobrinhocontos ganhei 50 reais para chupar pau coroa gaysrealizei meu sonho comi minha tia perdi a virgindade conto eroticoComo eu faço para passar a minha pica dura na bunda da minha tiafudeno com duas gostoda e cozamo na carapornodoido fudendo a metaleiracontos eroticos casada pau pequenoCONTOS ESPOSA CORNO ANDREAcontos bucetinha novacontos eroticos de cornos bravoscontos eroticos gay bunda do pegadorcontos minhamulher ea minha filha fudendo comigocomtos de vagabundas que gostão de fudercontos enrabada no trabalhadocasada que gosta de apanhar traindo porno contofodendo gostosa e esporo contos eróticoscontos deixando por no cúcontos de incesto filho fode a maetodos foderam ela contoscontos eroticos com objetoscontos eróticos de bebados e drogados gaysContos erotico marido bracinho corno de negaoContos eroticos gratis de estagiarias lesbicaascontos eroticos pego gostoso o meu filho gueigayzinho passou rebolando na minha frente contocontos eróticos no dia chuvoso pedreiro taradaoConto comi minha mae no celeirocontos eróticos de bebados e drogados gaysminha esposa asistindu filmi de sexocontos deixando por no cúcontos eroticos crente coroa peidando no paunossa que putona gostosa deliciacontos reais punheta gozadasmeu padrasto meu donoContos gay banheiroconto gay tio paciente comendo o novinho devagarinhosita intima mais o policia gosto comtos eroticosporno doido costureiro medindo os seioscontos minha esposa viu o garotode pau durocontos erroticos de incestos filha amante do paicontos minha irmã minha putaConto comi a mãe da minha namoradacontos eróticos com secretáriaminina afuder na pixinavideo porno apostou e comeu a palmeirensecontos/o dia em que esfolei a cona da minha filhacontos marido jogandocontos comendo mulher do amigo meia noiteghupa ghupi porncontos eroricos minha filhae enlouqueceContos eróticos casada os pintores me espiandoamigas gostam de passar margarina no corpo nuSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transandocontos eroticos cunhadocontos fode mesmoseduzindo o colega hétero parte 2Contos-esporrei na comida da cegacontos gay meu amigo me ensinou a darmulheres com a bunda grabnde e a buceta grandeconto viadinhocontos eroticos engravideiMeu Primo Me Decabaçou Sou Gaymamando no titio contos gayFamília contos eróticos