Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRAIA, POQUER E A NAMORADA DO MEU AMIGO #1

Eu, ao contrario do apelido, sou homem, 26 anos. Vou pular a minha auto definição, porque quando eu mesmo leio um conto, prefiro imaginar por mim mesmo as pessoas contidas nele.



Bom, tudo começou assim.



No meio desse ano, tinha combinado com um grupinho de amigos, de irmos para a praia num feriado imendado.

Na ultima hora, deu tudu errado e eu ja tinha alugado a casa, ai lembrei de um amigo meu, o Ton, que tinha comentado comigo que tava com muita vontade de ir pra praia, liguei pra ele. Ele disse que estava namorando e que levaria sua nova namorada Leticia junto, pensei, melhor ainda, a Renata, minha namorada, teria a companhia de mais uma mulher na casa.

O Ton era muito meu amigo, mais eu nao falava com ele ja fazia um tempo, nem sabia que ele estava namorando. A gente se encontrou no Extra pra comprar as coisas pra levar, a Leticia foi apresentada, branquinha de tudu, cabelo escuro, curto, ate os ombros, ela parecia bem magrinha, mais estava cheia de roupa, afinal era de madrugada e estava meio frio ainda.

Comentei com a Renata depois, na maior inocencia, que a Leticia era muito bunita pra ele, ela riu e nem ligou pro comentario.

Chegamos na praia de manha, demos uma geral na casa, que era grande pra caramba, ja era quase meio dia.

Descidimos tomar banho e depois sair pra come alguma cosia no quiosque mesmo.

Dei um tempo na sala com a minha Re e subi pra pegar as minhas coisas e tomar um banho, quando estava quase no topo da escada, a Leticia passou rapido, saindo do banheiro, quase correndo e de toalha, parecia que queria se esconder, sei lá.

Olhei pra dentro do banheiro e vi o Ton se ageitando, na hora pedi desculpas, ele disse que nao tinha acontecido nada nao, que ela estava com medo da gente aparecer ou ouvir alguma coisa e que nao queria se espor ou que a gente pensasse alguma coisa dela, afinal ainda nao eramos amigos.

Eu ri, pedi desculpa de novo por atrapalhar, esperei ele sair do banheiro e fui tomar banho.

Fiquei pensando no que eles estavam fazendo antes de eu subir as escadas, e aquilo até que me deixou meio exitado. E quando eu menos esperava, vi uma pequena peça de roupa jogada alí dentro da pia.

Sai do box e fui ver o que eu ja imaginava que era. Uma linda e minuscula calcinha de algodao com o desenho da moranguinho, nem sei como aquilo poderia caber em alguem, parecia de criança. Estava lavada e torcida, acho que a Leticia saiu tao às precas que acabou esquecendo ali na pia.

Aquela calcinha me deu mais Tezão do que eu ja estava, quando pensei em bater uma pra aliviar, a Re bateu na porta.

Abri uma frestinha e ela pergunto se eu num queria companhia, porque o Ton e a Leticia tinham ido pro quiosque na nossa frente.

Eu joguei de volta a calcinha na pia e falei pra ela que estava pensando nela naquele momento e mostrei a minha situação. Eu ja estava preparado, afinal, tava doido de tezao pela calcinha da Le.

Ela entrou ja tirando a roupa, toda feliz pensando que era por causa dela que eu estava daquele jeito, perguntou no que eu estava pensando e ja foi me alisando o peitoral, me beijando toda manhosa e dando mordidinhas nos meus labios. As suas maos macias iam descendo pra minha barriga em movimentos lentos, às vezes ela usava as unhas, mais nao arranhando, acariciava com suavidade. desceu mais ainda e encheu as maos no meu penis, ela sabia como me deixar louco.

Começou a bater uma bem devagar, mas com uma pegada firme, foi agaichando ate ficar da altura da minha cintura e abocanhou com força o meu pau. ja estava quase gozando, ai puxei ela pra cima, virei ela de costas pra mim apoiada com as maos na parede, levantei uma perna dela e coloquei bem devagarzinho na xaninha dela, ficamos ali naquela posicao por uns 5 minutos, ai ela foi inclinando a cabeça pra baixo e levantando o bumbum. Ela é muito gostosa. Morena jambo, baixinha, uma bunda enorme pro tamanho dela,cabelao cumprido, uma delicia, sá de olhar ela daquele jeito com aquela bundona enorme indo e vindo no meu pau era dificil segurar. Virei ela de frente pra mim encostei ela na parede e ja a essa altura, nos estavamos pegando fogo.

Com uma mao, eu segurava a perna dela que estava levantada e com a outra, eu apertava com força a bunda deliciosa dela. Ela me perguntou se era desse jeito que eu tinha pensado nela antes dela entrar no banheiro, ai eu lembrei da calcinha na pia e minha mente viajou... comecei a pensar na leticia com aquela calcinha minuscula, imaginei que poderia ser ela ali trepando comigo, lembrei dela correndo sá de toalha, aquela pele branquinha, em como pederiam ser os peitinhos dela, eu até imaginei ela pulando em cima de mim. Senti um puta tezao com aquilo e gozei feito louco. A Renata tava no auge tambem. Ela me segurou forte e foi diminuindo os movimentos. Quando a Renata goza, ela me aperta inteiro e ate prende a respiraçao. Me abraçou com suavidade de novo e ficou assim por uns instantes.

Tomamos um banho rapido, depois saimos do banheiro com um sorriso enorme no rosto e fomos pro quiosque nos encontrarmos com o Ton e a Le, ainda estavamos no primeiro dia e tinhamos a tarde inteira pela frente.

...Continua...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


passando a mao na cuhadaconto erotico brincando esconde esconde comi o cu da novinha do bairrofui chantageadaConto dei o cu no cine repúblicaeu confesso incestover contos eroticos de empresarios comendo o cu de empregadoconto sentei no colo do lekeultimo contos eróticos transando com tio aContos eroticos de trans lindas e taradas.cache:QMYWc_LAcUAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_1_18_fetiches.html conto tia velha safadasora minha sogra com pica no cucontos zoo mastiff taradocontos minha e eu no analcontoseroticos caga no meupauconto erotico mostra essa piroca filhorelatos eróticos de incesto sogra cheirando minhas calcinha usadasContos erótico novinhas vigem sedo arobada pelo vizinhochupando o patrão contos eróticosconto erotico masticou minha buceta estruboMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticomulher traí marido pela primeira vez com super dotados contos errconto eróticos extremosmulher do gelou grande fudedoconto banho com a namorada na academiatravesti de microsaia fica de pau duro na ruacontos me faço de recatadaContos de incesto com sobrinha gravida do tio e se casaraoPornofamiliacontoscontos eronticos pai e filhia no camilhao trasei com elaporno traicao roludo conto pornotitio me fez gozar com shortvi ele comer ela/contorose empregadinha contoscomendo aenteada de cbelos cachiadoscontos eroticos real matrasta eem tiando comtos eróticos de fazemdeira com animalegua deixa homer comer sua buceta virgcomo tranzar com um pintcher zoofiliaconto erotico pai comendo a filha mais novateen recem casada contoscontos safada na lavouracontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosasgay seduzindo hetero abaixando preso da casa so pra transarenso botar po para mulher do corno contoseu e minha mae drogados contos eroticosconfesso transando com trêsconto erotico vadia puta bucetacontos comendo mulher na despedida de solteira no carnavalconto corno calcinhameu irmao tirou minha virgindadeTraicao minha namorada safada vendo pinto dele contossem explicação safadinha contosfilha tesudinha do papa contosicontos eróticos n***************** e g******encoxada no ombro contosesgassou a buceta virgemsafadinha de nicrosaiaCasa dos contos: Virgem na baladacontos erótico me rasgaram mo acampamentocontos eroticos porteirocontos comendo mulher na despedida de solteira no carnavalcontos eroticos de homens com taras chupar bucetas caninas zoofiliapau cheiroso contocontos eroticos duplamente penetradoConto minha mulher cuida do paiconto erotico papai me passou a rolameu amigo falou que quer comerminha esposaconto erotico safadesa no cinema com travestiminhas duas irmãs conto eróticodei o cu pra varios homenscontos arrombado por cdesposa amiga escrava conto eroticocontos eróticos punheta da primaminha tia perguntou se eu tava de pau duro - contos eroticoscomi meu primo novinho contosfiquei excitada e dei para um mendigolindasapertadasconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhosContos gays me fantasiei de mulher no cine pornocontos eroticos sou fodida feito vadia e chingada de puta com o meu primo e tiocontos genrocontos eroticos cunhadinhoscontos eróticos minha tia min da banhoassistir filme pornô mãe então você tá grande meladacontos meu pai comeu o'cuzinho na marra eu adoreiConto erotico de ginecologista lesbica seduzindo paciente heteroduas puta no busao contosamei ser estupradalua de mel da esposa do corno e o amante contosdoce nanda contos eroticosDedo na xoxota contostava de sunga gozada no clube contoscontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primaA paula faz uma massagem sensual a irma contosContos espiando a sogra lesbicacontos eroticos de coroas dos seios caidosxvidio negro do pau grande ofereci diero pra minha mulher troca sexominha mae me iniciou em zoofilia