Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FINALMENTE MINHA ARIELA

Meu nome Nayara, sou bi, ja escrevi contos aqui antes, faço faculdade estudo numa cidade do interior de SP, sou magra, 1,68m, peitos pequenos. Para coversar sou super descolada, em assuntos de amor costumo ser mais reservada, mas quando quero muito que algo aconteça vou atrás até o fim!



Foi assim que finalmente consegui transar com Ariela! Não foi nada fácil. Nos conhecemos na faculdade e em pouco tempo ficamos amigas. Ela é mais gordinha, peitos médios e tem um sorriso lindo. Logo de cara comecei a sentir algo a mais por ela, mas sou péssima de perceber se as outras meninas são ou não lésbicasbis. Bom, fato é que comecei a desejá-la em segredo, sem saber se deveria ou não, pois nunca conversávamos desse assunto e como eu disse sou um pouco tímida. Até que fomos numa festa de formatura ano passado e uma menina de um grupo de amigas tentou chegar em mim. O nome dela é Silvinha, bem mulherão, gostosona, aliás ela curte mais homem, mas gosta de uma farra. Ela estava louca, bebada e eu não quis nada com ela. Quando fui até Ariela e contei que Silvinha deu em cima de mim ela desabafou que pegaria fácil a Silvinha! Foi o que precisávamos para começar a falar desse assunto!



E foram três meses nessa enrolação, no começo deixei no ar minhas intenções com ela, que se fez de boba. Depois acabei dando indiretas e ficou claro que era ela quem eu queria, não a Silvinha ou alguma outra. Mas ela sempre me tentava me dava corda sá que afirmava que não queria nenhuma relação amorosa comigo. Cansada desse jogo resolvi agir e pedi ajuda justamente para Silvinha! Iamos numa balada GLS e eu coloquei na cabeça da Silvinha que seria muito divertido nás 3 juntas. Ela é do tipo caçadora, que gosta de seduzir os outros. Aceitou na hora!

Aí na balada fomos chegando em Ariela que não desconfiava de nada, sempre fazemos essas brincadeirinhas de agarrar, mas dessa vez era a sério! Nessas fomos levando nossa "presa" para um canto, a Silvinha pela frente e eu por trás. Encostei as costas na parede e fizemos um sanduíche de Ariela. Silvinha começou a passar a língua loucamente por sua boca e a mão por suas cochas. Eu aproveitei para beijar o pescoço e apertar seus seios, sussurando no ouvido dela: humm como você é gostosa, agora não me escapa, você é minha. Isso ia enchendo ela mais ainda de tesão. Tinha momentos que a Silvinha parava de beija-la e vinha me dar umas linguadas também, por cima do ombro de Ariela. NUm desses momentos pedi a Silvinha que virasse nossa presa de frente para mim e ela obedeceu. Segurou firme Ariela e ficamos alguns segundos nos olhando, ela deu aquele sorriso lindo e cheio de tesão como se adivinhasse que eu tinha armado tudo. Quando nossas linguas se tocaram eu quase desmaiei de tesão, sorte q estava apoiada na parede. Sá conseguia segurar o rosto dela e beija-la, eu estava nos ceus. Silvinha até tentou interromper e voltar ao trio, mas não desgrudamos, pareciamos crianças quando encontram o brinquedo favorito e não largam mais.



Na volta estavamos meio sem graça de olhar uma na cara da outra pelo que tinha acontecido. Ela ia me levar pra casa, onde moro sozinha numa kitnet, foi dirigindo em silencio. Eu falei: nunca mais teremos essa oportunidade, temos que chegar nos finalmente! Dane-se o amanhã. Não precisamos ter nenhuma relação, hoje eu quero você! Ela disse: isso vai dar merda. Eu falei: já deu já! vamos, sobe comigo. Acho que por tudo o que tinha acontecido, ela devia estar com tanta vontade de transar que nem precisei insistir muito.



Subimos e fomos logo beijando, mas dessa vez faziamos tudo com mais calma, mais intenso, um beijo ardente. Ela tomou a iniciativa primeiro, me deitou de frente, chupou meus peitinhos ate arrancar gemidos de prazer, cheirou minha bucetinha, chupou, lambeu, colocou um dedinhos e foi bombando com delicadesa e precisão, nossas respirações estavam ritimadas e foram acelerando ate que veio a contração, gozei e ela imediatamente enfiou a lingua e chupou tudo meu melzinho, Uau, que tesão ver aquele sorrisinho safado me encarando. Nos recuperamos e comecei a ficar com receio de que eu não pudesse fazer aquilo tão bem quanto ela. Adoro a Ariela por que acima de tudo ela é a pessoa mais compreensiva que conheço. Logo me acalmou, segurou minha mão, abriu as pernas de vagar e disse: não é isso que você está querendo tanto há três meses? SIM! Finalmente ela era minha Ariela.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Estrupei minhacontos eroticos irmaoSou um corno mansocontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão veresfregando na irma caçula contoscontos eroticos de travesti com mulher com gemidos escritosos contos de sexo maois filias safamdascontos erotico me foderamcontos eroticos estou chifrando meu marido tomando porra do cunhadocomentário de. mulher que ja a buceta pro donzeloconto afoguei com galamarido de marleni vendo ela transarcontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comiporno só com baby boneca ecesto pai gozando na boca filhadormindosou casada mas sou fissurada em paucontos gay assediado por causa do corpinhoeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestofomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoconto erotico minha mim deixado de castigoMulheres flagradas transando com seu cao pirocudo em contosvideo porno colocando minha sobrinha pra chupar em salvadorconto gay daniel e murilo me.comeramvideos e contos reais de mulheres ficando engatado com seu dois caocontos de insesto fatos.comreaiscontos eroticos de namorada fazendo sexo pelo celular com o namoradoo ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anoscontos eroticos homem casado dando para o primocomo eu ia na fazenda novinhacontoerotico fudendo com meu enteado e o amigo deleRelatos eroticos reais ; flagrei minha mae dando o cu para um pedreiro coroa .violentadacontospai gosano dentro da eintiada. ela gritacache:sU9kWxVzUNAJ:idlestates.ru/conto-categoria-mais-lidos_8_26_teens.html depilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana conto erotico velho praia nudismoxvidio minha mina sai para tranpa e eu como Minha sogra xvidiomenage feminino contoscontos eroticos vó.conto garoto humilhado peladocontoseroticosbucetavirgemconto erótico fui chantageada pelo meu primo Fernando que comeu a minha mulherconto tia velha safadaContos eroticos de netas novinhas teencontos com teen fodida aos onze anos por tres roludoseu conto Meu marido saiu meu cunhado me comeueu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadacontos transando em silêncio contos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornocontos eu e minha nora vomos enrabadas na praiaimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai vcontos xupo pau desde novinhoenfiaram uma bucha no cu do estupradorContos eu e as colegiascontos eróticos comi a bundinha da mulher do meu amigo com ele dormindo realconto erótico acordei com alguém me comendo fodendo bucetinha molhadaConto erotico novinha.pediu pra passar bromseadortraí meu marido contoscontos de i****** f****** minha sobrinhamulheres peitudas contos eroticosContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhoContos eróticos de travesti comendo casadosminha sogra submissa contocontos eroticos gozando dentro da novinhacontos comendo o cu da sogracomtos eroticos meu.marido. me fez ultrapassar.todos.os.limitesmulheres peladas com muita manteigaler contos de padre tarado estrupando garotoscontos eroticos namoradinha tio chuveirocontos eroticos com pescadorcontos erotcos de estrupo de virgemConto erotico advogada enrabadasou magrinha casada e os amigos do meu filho me coreram e eu adoreicontos eroticos filhobuceta toda vabiada pornofoda interracial dezenho foda com a sinhacontos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra elebrincando com maninho acabou em sexocontos eróticos amostrando fotos fudendocontos com gordinhas