Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PATRÍCIA, A PROFESSORA DE SPINNING

Meu nome é Carlos, sou moreno, tenho 1.85m, corpo normal, nem magro, nem gordo, e também não sou do tipo bombado, apesar de frequentar a academia. E foi nela que se passou uma das melhores transas da minha vida.

Gosto de me cuidar, faço aula de spinning para me dar mais folêgo, e desde a primeira aula sinto um PUTA TESÃO na professora, e como sabia que, depois da última aula, ela ficava na academia para malhar, alguns dias eu também ficava para fingir que estava malhando, enquanto a observava. Além da Professora de spinning a recepcionista que fechava a academia era uma delícia também, loirinha, por volta de 1,65m, seios médios e durinhos bicos grandes, que quase sempre estavam empinados, e me deixavam mais hipnotizados ainda por ela.

Numa dessas noites, chovia fino, e fazia um friozinho, mas fui ver aquelas beldades, mesmo assim. Aula de spinning, sempre tão cheia, neste dia foi particular, sorte minha.

No fim da aula, conversei com a Patrícia, a professora.

- Demoramos a esquentar hoje, né? - perguntei

- É, peguei mais leve, também, por causa do clima, por ter sido também uma aula exclusiva. - ela disse.

- É, faz sentido, e então ainda vai malhar? - perguntei, me fazendo de inocente.

- Acho que não, tô com friozinho, acho que vou pra casa ver uma filme e tal...

- Ah, que isso, vamos malhar, te faço companhia malhando também, aí vai esquentar. - disse malicioso

- Tá tudo bem, vamos lá, hoje não tivemos um ritmo tão pesado no spinning, vai dar pra malhar legal. OU vou malhar pra DAR legal. - disse ela dando uma piscadinha de safada pra mim.

Estávamos malhando, quando ela me pediu para ajudá-la em um exercício, no qual eu teria que ficar por trás dela. Era difícil controlar minha ereção por aquela mulher, branca, cabelos pretos abaixo do ombro, seios fartos e duros, bunda excepcional, e uma xota que me deixava maluco, sá de ver marcada na calça de malhar.

Fui por trás dela e apostei todas as minhas fichas naquele momento, forcei meu membro contra suas costas e disse em seu ouvido, eu sei que você também quer. Ela não hesitou, parou o que estava fazendo, nos beijamos com muito prazer, muita vontade, quando nos separamos, perguntou:

- Mas aqui?

Indiquei o banheiro. Ela disse que não, pois era um lugar muito sujo, falou também que a recepcionista era sua amiga, que combinaria alguma coisa com ela.

Quando voltou disse que a academia estava fechando, me assustei, fiz como se fosse embora, mas ela disse:

- Não. Não vai. Nás queremos e vai acontecer, aqui mesmo... e com plateia.

Me agarrou, novamente, e me beijou a boca, meu pau subiu subitamente. Tocou o corpo daquela maravilha que me beijava, e isso foi como um convite para que ela me chupasse. Se ajoelhou dizendo que era minha putinha e que adorava mamar num caralho, e que adorava ainda mais de receber muita PORRA na cara e na boquinha.

Quando pegou no meu pau, se assustou um pouco, pois apesar dos 17cm, não ser nada demais, ele é bem grosso. Seu rosto era um misto de safadeza, apreensão, desejo e felicidade. Colocou o brinquedo pra pra fora e chupou com pressão e babando bem gostoso. Paty não ia além da metade do mastro, mas quando eu disse:

- CARALHO, Sua vadia, que boca gostosa.

Ela num impulso do desejo, colocou meu pau todo na boca, ainda sustentou um tempo, enquanto acariciava minhas bolas. Ela era muito boa naquilo, tive que me segurar pra não dar de mamar a ela, e saí logo daquela situação, pois não aguentaria muito.

- Tira a roupa, CACHORRA! - Ordenei

Ela como se fosse uma escrava, e com habilidade incrível tirou a roupa, antes que tirasse a calcinha fio dental que usava, comecei a mamar naquelas tetas, ela não resistia a isso, sentou no meu colo, gemendo no meu ouvido igual a uma cadelinha, rebolando esfregando a xota encharcada e mau coberta pela calcinha. Ela entre os gemidos me pedia, implorava para que eu metesse minha piroca nela, e eu a deixava mais louca dizendo que ela era uma vadiazinha e que teria minha pica, quando merecesse.

Aproveitei o fato de a calcinha ser minuscula, sá coloquei o fiozinho para o lado e ela sentou com vontade. Que XOTA quente e molhada. Quando ela sentiu minhas bolas batendo no cuzinho, ela gritou e começou a rebolar freneticamente pra frente e pra traás, gritando e se debatendo, ELA ESTAVA NUM ORGASMO. Eu disse:

- Isso cadelinha goza nessa piroca, goza cachorra. GOZA VADIA!

Quando terminou de gozar, lembrei a ela que ainda não tinha gozado e que queria que bebesse meu leite, ela e a recepcionista que se masturbava com pressão gritava junto com Paty,fazendo meu membro quase estourar, era uma delícia de sons.

Chamei Camila, a recepcionista, pra perto de nás para ver melhor...

Ela não se controlou pegou no pau e começou a chupá-lo todo, sugando todo o melzinho que havia restado da Paty...

Tratei ela como uma vira-lata, dei tapa na cara, falei que ela seria sá espectadora, mas como estava tão interessada, em meu pau, eu iria meter no cuzinho dela.

Ela quase chorando pediu para eu não fazer, pois era virgem de cu, e não aguentaria com a grossura. Eu disse que não tinha volta e que iria decabaçar o cuzinho dela ali mesmo na academia. Coloquei Camila de 4 fazendo 69 com Paty.

Dei uma cuspida no anel rosadinho dela, e meti um dedo, ela gemeu, enterrei o segundo ela gritou, meti o terceiro, ela rebolou gritou, abri o cuzinho e encostei a cabeça na entrada, e disse:

- Olha eu vou com calma, piranhazinha. Pode chorar, mas eu vou tirar o cabacinho, sente a cabecinha do meu entrando.

Ela começou a pedir pra parar, e dizendo que tava doendo, numa sá estocada forte meti até o talo, ela gritou muito alto, e lágrimas corriam no seu rosto.

- Seu FILHO DA PUTA, vai me partir no meio, é? Desgraçado disse que ia com calma, e fez isso, agora fode esse cú, transforma ele num couve flor, vai seu pirocudo, fode tua putinha FODEEEEE!

Eu metia, naquele cu apertadíssimo, descontrolado, Camila gozou com minhas estocadas, Paty gozou forte de novo, mas eu queria dar de mamar pras duas. logo apás do segundo jato de paty, anunciei meu leite vindo, as duas prontamente, se viraram para mim, Paty me boquetando daquele jeitinho, me fez gozar em sua boca, quase na garganta, mas mostrando que não é egoísta deu uma beijo na boca de Camila, e as duas dividiram e engoliram minha porra.

Fomos os três pra minha casa, ainda queria o cu da Paty, mas isso fica pra depois.



Espero que tenham gostado.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos vacilei e engravidei do meu filhorelatos intimos crentes casadas mais lidasContos eróticos eu e minha mãe adoramos o Marcos o novo marido da minha tiacontos bem safados assanhando meuaos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contosGay com mulher contocontis eroticos gay policial Chapadocontos erroticos eu melava minha calsinha para meu amigo chera elaMinha namorada deu a bucetacontos eroticos flagrei minha namoradapornodoido fudendo a metaleiraconto mandaram esposa toda espprradaconto gay metemos.o dia todoquero ver vídeo pornô vários anões bem cafetão bem grosso metendo na naconto erotico fodendo a michelecontos reais meu marido fez uma deliciosa DP com seu amigocon erotico comi lora greluda por 10 pilacontos eróticos masturbaçãoconto erotico emcochando um travesti e fudendo a força em onnibuscontos eróticos dr meninacom homens e negros dotadosfazer sexo sem amor gostoso meterolameu vovô me coloca no colo contos eroticos de incrstoamiga inseparavel chupa a bucete uma da outracontos eroticos fetiches. suzane deu pro paicontos enfiei tudo a minha picona nele e ele reclamou muitoporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com elecontos eroticos de coroascontos eroticos paulo e bruna parte 2corno gemendo cu contotransei com minha irma no banhoContratei um travestir e ele comeu meu cucontos deu o cuzinho por um celularcontos devassos meu marido geme para eu chupar seu cuzinhoarregaçado pelo cachorro contoscontos eróticos gay com homens dotados no churrascocontos de crossdresser me seduziuporn contos babesitter em casa familiadesvirginando sobrinhacontos eróticos inversão bêbadocondos erodicos Contos eróticos Gay Calção Recheado do irmãoContos mae da minha namorada perguntou me punhetoa esposa baiana do meu amigo contos eroticoscontos minha esposa viu o garotode pau duroganhei carona mais tive que engolir porrabaixa vidio caceta de travesti duronacontos safada na lavouraconto peluda raparamcontos gay sentou no colocontos erotico me foderamcontos eroticos marido liberado a esposa e filha p patraocontos eróticos só no cu das Coroas crentescontos eroticos dei pra dois caras no cinema e depois um travestiContos eroticos sequestradacontos eroticos eu minha namorada e cunhadinha num hotelcontos eroticos mulhe conta.como deu a buceta eo cua patroa e a filha. conto eroticoporno gorda pula em cima do rosto da amigagozando com testosterona contoscontos calcinhas de mamaecontos de sexo picantes filhas se acabando nas pirocas. groças. e grandes do papai taradaoconto erótico de corno chupador de arrombadao home infinando a rola na bumda da moledei a bunda para o torcedor contoscontos e fetiches minha enteada minha perdiçãocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos relatos eróticos mamãe exibicionistaminha esposa chupando um pitao na miha frentecontos gay travesti apostacontos eroticos incesto bate com a pica/na cara/da cunhafaporno chegou em casa e pegou a cunhada pelada de olhos vendados e comeu elaeu sempre quis,contos eroticosContos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paicache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlquero rola contos eróticosFiquei louca quandoChupou bico do meu peito contoscontos erótico de lesbianismoContos porno de irma que traem com grandecunhadinha gordinha novinha naum aguentou e mi deu xvideoslaterjadopapai enfia no meu cuzinhocontos eroticos comendo o cachorro da ruaminha mulher enrabada na boate