Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENGRAVIDEI MINHA MÃE

Eu tenho 19 anos e minha mãe tem 37. Há uns 6 meses atrás eu comecei a transar com ela. Ela é separada e eu sou filho único. Eu vivia batendo punheta pensando nela, porque ela é muito gostosa e muito bonita. Então. Tem um corpo maravilhoso, morena, olhos verdes, bunda grande, cintura fina, não tem barriga e tem uns seios lindos, pequenos mas muito bonitos. Eu sou tarado nas pernas dela também, bem grossas.



Eu passei a comer minha mãe a partir de um dia em que fomos nás dois a uma festa de aniversário de uma amiga dela. Lá pelas tantas nás fomos dançar, tinha pouca gente na casa, porque a festa estava no fim, e acabamos ficando sá eu e minha mãe dançando, porque até a amiga dela tinha ido dormir, porque tinha bebido bastante e pediu desculpas, dizendo que nás podíamos ficar à vontade.



Eu tinha bebido um pouco, minha mãe também, então começamos a dançar quando ficamos sá eu e ela na festa. Ela estava excitada e romântica por causa de umas músicas lentas que ela colocou para tocar. Eu fiquei de pau duro dançando com minha mãe, e quando ela sentiu meu pau no meio das pernas dela, começou a me beijar na boca! Começou também a me lalar certas coisas, como por exemplo, que ela sabia que eu tinha tesão por ela, e que ela também me desejava muito, etc.



Quando estávamos voltando pra casa, no carro, eu dirigindo, ela começou a pegar no meu pau, pediu pra eu por ele pra fora, e ficou batendo punheta pra mim, e depois também chupou meu pau, durante o trajeto. Eu estava louco de tesão, e quase bati o carro. Chegando em casa fomos direto pra cama dela, mas ela falou que tinha que ser com camisinha, que ela não transava de jeito nenhum sem camisinha. Mas ela tirou toda a roupa, eu fiquei pelado também, e comecei a chupar a buceta dela, ela chupava o meu pau, e o tesão foi aumentando cada vez mais, então eu virei ela com a bunda pra cima, abri bem a bunda dela, e coloquei meu pau no cu da minha mãe. Ela quis se libertar de mim, dizendo que no cu doia muito, mas eu insisti e ela não resistiu mais. Sá falou para eu passar um creme para não machucar, então eu passei o tal creme que ela me deu, e o meu pau entrou inteirinho no cu dela. Gozei gostoso e enchi o cu da minha mãe de porra, e ela gozou também porque eu ficava metendo no cu e mexendo no grelo dela.



Desse dia em diante começamos a transar todos os dias, sempre com camisinha, mas uma única vez que transamos sem camisinha, eu engravidei ela. E agora minha mãe está grávida, quase completando 8 meses, e vai ter uma menina, que é minha filha e minha irmã ao mesmo tempo. A família pensa que é filha de um namorado que ela inventou que tinha. E nás estamos tranquilos porque minha mãe tem feito todos os exames, e o médico diz que a criança vai nascer com saúde e sem nenhum defeito físico, apesar de ser gerada por um incesto, que dizem que traz sérios problemas. Mas isto sou eu que estou dizendo, porque nem o médico sabe da histária real.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comtos perdendo cabaco meninasporrnodoido com anaeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus contos eroticos pastorx video.com madrasta me mandou eu lamber o seu cuzinhoConto minha amiga me dopou e me comeu com um cacetetecontos eroticos ninfeta aventureiramoleque contos eroticoscontos japonesa rabudacontos erótico de velhas que adora ser chingadasgarotinha bucetinha estufada contosContos erotico Minhas mamas doem muitocontos sarro gostoso com meu genrocontos manacasadas piranhudas e cornos submissosconto moleke chantageia mulher na casabebê g****** contos eróticosas.anoa.cimasturbando.ir.gosando.muitocontos eroticos de sacanagemcontos eróticos fudendova esposa e a filha do amigo contos eroticos de sogrohome afuder mulher com penis mais grandecontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãoconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagraMeu primo que chupa no meu pauContos mae anda nua na frente de amigos do marido e filhoscontos eroticos primeira vez no cuzinho da esposaZOOfilia minha sogra gozandocontos eróticos com esposa pedindo merda na bocacontos minha esposa viu o garotode pau duropivete x e minha esposa contosconto erotico me mentiu e me comeucontos gays me viu de calcinhaconto erotico o'pedreiro gozou dentroDei a xotinha pro titio pauzudo me arrombou toda.mulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigarabinho impinadinho em fio dental da irmacontos minha picona na titiaprimeira vez difícil contos eróticosContos eroticos pai q criou a filha sozinha trepando cm a filinha virgemAquela seria uma luta inédita e muito estava em jogo para Marilia. Há 3 meses ela havia descoberto que eu tinha uma ...xvidiominha pica é maio doque a do seu maridoconto erotico mulher fodendo com varios vizinhoscontos eroticos pscina i.schupeicontoscontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabeConto podolatria gay o chulé do loirocontos mulher x travesticontos eróticos pastor taradotia gozou no meu pau ao lado do primo contocontos dei um beijao na boca do meu tiocontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripavistorias eroticas de zoofiliaeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoPegando a prima logo cedo contoconto gay acordado pelo dotadominha mae foi curradachortinho q deixa as magrasgostosasolha o pezinho dela todo gozadinhoconto erótico peguie minha mãe no flacra tocando siririca lésbicasquebrei o cabaço da minha irmã ela chorou muito porno cariocacontos eroticos comeu minha mae e minha namoradaSexo no aterro do flamengocontos eróticos frio inverno geladocontos enfiei tudo a minha picona nele e ele reclamou muitodona florinda putaconto gay troquei cu por empregoconto comi minha mae quando tinha dez anoscontos fodi menininha por docestomou um vinho com a gostosa e depois meteu a piroca nelacontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a genteContos-esporrei na comida da cega