Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CUNHADINHA DORMINDO EM MINHA CASA!

fazia pouco tempo que estava casado e morando em nosso novo lar. pelo menos uma vez por mês, minha cunhada Carla, passava o fim de semana por lá. Carla tinha 19 aninhos na época, nunca tivemos nada claro, respeitava muito e ela tbm a mim. era uma garota embora nova tinha um corpo muito bonito e desenvolvido para idade, sempre a admirei sem deixar que notasse. morena clara, magra, mais com uma bundinha e peitos perfeitos. era absurdamente tímida e isso me fascinava.

trabalhava a noite e minha esposa de manha, então quando chegava, a minha esposa já estava no seu serviço. tomava um banho e depois ia me deitar, certo dia, um sábado de manha, quando chego em casa e vou arrumar minha coisa para banhar, ao entra no quarto de hospedes, vejo Carla dormindo como um anjo, até com pequenos roncos e uma leve baba no travesseiro. tomei um susto, pois não esperava ela em minha casa, ainda mais que quando entrei no quarto para pegar a tolha, estava sá de cueca. Carla tinha o costume de dormir com a luz acesa, pois seu tiu havia morrido a pouco tempo e ela tinha medo de dormir no escuro( como falei era muito tímida e tbm ingénua).

peguei minha coisas rápido e fui pro chuveiro, la fui tomado por pensamentos picantes com minha cunhada, ela estava no quarto Tao gostosa e eu no chuveiro com a minha pica já muito dura. tentei me concentrar, Carla era muito especial pra mim, e aqueles desejos jamais poderiam acontecer. assim fechei o registro e ao me secar meu pau que tinha ficado a meia bomba voltou a ficar uma rocha. ela estava ali no quarto, dormindo pesado, fui tomado pelo tesão, e devagar e nu sai do banheiro e caminhei ate a porta de seu quarto, Carla continuava na mesma. um leve lenço cobria seu corpo, imaginava oque ela vestia por baixo. ela dormia de bruços, com um dos braços para fora da cama. parado na porta, comecei a acariciar meu pau suavemente imaginando seu corpinho debaixo dos lençois.não resisti e com todo cuidado entrei no quarto, pé por pé e parei junto a sua cama. fiquei, acho que uns 2 minutos imável e com o coração a mil. torcendo para que minha respiração ofegante não me denuncie se. mais calmo, não acreditava que estava ali a poucos cm de minha cunhada e pelado!!! olhava para seu rostinha tao bonito e via que estva pregada de sono. tomando coragem, lentamente peguei no lençol e fui tirando, primeiro apareceu suas costa semi desnudas, ela vestia uma camisa, seu pequeno seio, esmagado entre o corpo era bem visível pela lateral da camisola. fiquei louco e sem me controlar fui tirando todo o lençol, ao lado da cama. a visão foi arrebatadora, minha cunha Tao inocente vestia um shortinho, daqueles de babydoll bem largo! atánito, fiquei ali sem saber o que fazer, o que sabia era que se ela acordasse, eu estaria ferrado e provavelmente separado. aquele pensamento me assustava era loucura aqulo. infelizmente a lascívia falo mais alto em mim, e fui tentado a levantar aquele shortinho pra satisfazer meu desejo. a bundinha pra cima era tentador, assim com todo cuidado possível usei meus dedos para levantar delicadamente a aba. o que vi, fez tudo valer a pena. entre suas pernas, por uma pequena abertura pude observar que não usava calcinha! vi claramente sua bucentinha com o grandes lábios avantajado com uma cor rosada Tao suave. não deu pra ver seu grilinho pois, concerteza, Carla era virgem e sua xoxota estava bem fechada. minha vontade era de passar a língua e chupar muito! mais o pouco de consciência que havia em mim, fez tirar a mão. não podia, simplesmente ir dormi, depois de tudo que vi, nao dava. mais tbm não poderia fazer nata para acorda-la. então um pensamento passou pela minha cabeça, aquele seu braço esticado para fora deu uma ideia louca! de pé coloquei seu braço entre minha pernas e devagar fui descendo mais e mas, ate seus dedos ficarem a centímetros de meus bagos, parei! meu coração batia muito forte, dava ate pra escutar, esse era meu medo, esperei um pouco mais e nao vendo sinal que ela acordaria, desci o suficiente para sentir suas unhas roscarem meus pente-lhos do saco, estremeci de tesão, baixei mais ate seus dedos tocarem minha bolas, que sensação, que loucura. descontrolado, me posicionei, fazendo com que meu cacete tocasse em suas mão. as pontos de seu dedo passavam suavemente entre a pele latejante de minha pica!!! um pequeno movimento de seu rosto me fez tremer, imobilizado, permaneci um bom tempo, ate comprovar que ela estava ainda em sono profundo. o susto fez meu pau baixar. levantei lentamente e quando já estava pronto para sair,ele começou a crescer de novo. notei que a cabeça de meu pau estava pingando muita baba, tamanho o tesão que estava. fora de mim, me coloquei perto de seu rosto, e com ele muito, me inclinei tentando fazer a cabeça tocar em seus lábios, com um pouco de contorcionismo, abri bem as pernas e me agachei, colocando a mandioca na altura de sua cara, fui aproximando ele de sua boca, claro, estava todo melecado,mesmo assim continuei ate a pontinha molhada tocar seu beiço, nosssa quase gozei sem tocar nele, tirei rapidamente e vi uma gontinha em sua boca, repeti a operação dessa vez, quando encostei, passei ele como um batom em seus lábios, fazendo que sua boca ressecada fosse homedecendo. era demais para mim, cheguei a gemer alto. entao fiz uma pequena presaocom eu pau, afim de tenta penetrar a cabecinha em sua boca, nao precisei fazer muita força, ela estava com semi aberta, e se nao parase teria colocado toda a cabeça. foi entao que carla, num movimento rapido mecheu seu rosto, aquele tipico movimento, quanto mosquito toca em nossa face e nos mechemos pra retirala.

entao, voltando ao meu estado conciente, achei que era hora de sair antes que o pior acontecese. fui ao banheiro e bati uma punhanta gostosa forte, gozei rapidamete dentro da privada e com um pedaço de papel linpei ele.satisfeito sai do banheiro e dei de cara com Carla. ela ficou pasma, mesmo sua cara de sono desapareceu ao me ver, fixou seus olhos em minha pica que apesar de mole, estava ainda grande. eu sem saber oque fazer, demorei um pouco ate cobrir ele com a mao. pedi desculpa, ela sem falar nada so asentiu co a cabeça e foi pro banheiro vermelha igual uma pimente. no meu quarto de ja com a luz apaga, ouvi quando saiu do banheiro e foi para seu quarto. dormimos!

no outro dia, demorei para sair da cama, levantei meio dia, minha esposa e carla estava fazendo o almoco. ela me comprimentou timidamente.quando minha mulher foi saiu de perto de nois, ela pediu desculpa por aquilo, disse que se levandou pois havida acordado com um gosto ruin na boca, eu falei que tudo bem, deixa pra la.

no começo da historia, comentei que carla era uma menina dessente, por isso nao vou mentir, nao rolou nada entre a gente, mais para mim foi inesquecivel!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhosou viciada em chupar piroca contosvou contarcomo transei com minha primaconsultora pega a cliente e a faz gemer de prazermorena de seios gigantes e cintura fina fundendo com um homemtravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocacontos eróticos casadaloira gostosa amolecendo dentro da xanaComi cu claraContos eroticos putinhasbucetas e bundas gigantes da capital sao paulo em cima do sofacontos de rasgando o cu da babaconto comi o cunda minha tiaContos domesticas casadas enrabada pela patroa com vibradorwww.eu aronbei minha sobrinha de doze anos de idadeconto chupei a coroaclassificados evangélica procurando cornoex cunhada safada casada com presidiáriocontos eroticos apanhando bundamarido libera esposa para pagar o aluguel contoconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliaminha nora gostosa+contosContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorContos eróticos genromulher poe seu cachorro dormir com ela e acaba deixando ele lember sua bucetacasado contos eróticoscontos de homem que teve relacoes sexuais com a mae com buceta raspadacasadasna zoofiiliacontos eroticos tia tucatrepafa de caronacontos eróticos de bebados e drogados gaysconto gay meu sobrinho virou amantecontos na mesa com marido de frenteMeu irmão mandou eu deitar com elecontos eroticos a primeira vez da minha mulherContos sogra medindo o tamanho do paucontos picantes de lambida na chanaContos erotico amigas devendoContos de leitores reais swingcomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contoscontos sexo dividindo o casamento e a camacontos eroticos de mulheres coroas fodedeirascontos eroticos nane descomunalcontos eróticos dei ele chupar meu seio no meio da pista de uma boatecontos eroticos gays atiçei meu tio"klaudia kolmogorov"fui sodomizado por varios travestis conto eroticoconto erotico flagra filhavelho pirocudo comendo filha loira de uniformeconto de sogra dando para genrocontos interracial sou uma mulher bem branquinha vivendo numa familia de negroscontos eroticos enganadacomtos de travesty petdedo o cabasso do cuzinhoCasada Amigo do meu filho sexo contoscontos eroticos fetiches. suzane deu pro paicontos enfiei tudo a minha picona nele e ele reclamou muitocontos eróticos entre mulheres e homens super dotadosonto de encesto fui pega minha filinha no preporno amador em festinhasparticularescontos eróticos crentecontos erotico defrorado pelo irmão mas velhoconto erótico irmã e esposa nudistaContos reais de sodomiaacabei comendo meu amigocontos de coroa com novinhonem peitinho teen grita na pau do voestrupei o cú da minha mÃecontos eróticos a doida tia de vestido vi a calcinha delaconto eróticos dando o curso pra poder morarConto de vadia explorada por muitos machossubstitui o papai contos eróticosxerequinha juvenil de perna abertahistorias heroticas detalhistas de peitudas gostosascontos eróticos de bebados e drogados gays