Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONHECI UM CARALHO

Tinha a mania de frequentar cines pornôs, botar o pau pra fora e deixar algum viadinho me tocar uma punheta e até mamar até o gozo. Jovem, com uma baita energia, sempre acabava gozando duas ou três vezes e depois saía para pegar minha namorada. Achava natural essa sacanagem. Gostava de buceta e gostava das punhetas e das mamadas que recebia nos cinemas.



Aquelas idas aos cinemas me deixavam superexcitado e quando chegava em casa ainda tocava uma punheta pensando nos lances que tinha vivido. Num sábado à tarde briguei com minha namorada e ela desmarcou nosso encontro. De pau na mão, resolvi ir ao cinema. Coloquei uma bermuda folgada sem cueca, para facilitar a safadeza, e lá fui eu.



Sentei-me numa fileira vazia e fiquei vendo o filme. Logo sentou-se ao meu lado um carinha da minha idade que ficou me sacando. Tirei o pau duro pra fora da bermuda e ele também tirou o seu, iniciando uma punhetinha enquanto me encarava. Balancei a geba dura em sua direção, ele tomou coragem e pegou nela, fazendo movimentos bem leves com sua mão, me deixando muito tesudo.



Ele se curvou e abocanhou minha pica. Mamava gostoso, e continuava sua punheta. Com a outra mão tocava uma na base do meu pau, me levando rapidamente ao gozo. Ele bebeu minha porra, acelerou sua punheta, gozou esporrando a cadeira da frente, se levantou e sumiu.



Legal, com menos de meia hora já tinha gozado uma vez. Arrisquei olhares pela sala pra ver se algum outro vinha beber minha porra, mas nada se passou. Saí para mijar e beber água. Atrás de mim no bebedouro, tinha um cara de uns quarenta e poucos anos que me chamou atenção, pois me olhava sem pudor. Pensei comigo mesmo: "esse tá a fim de pica, vou voltar para ver se ele vem"...



Acabei de beber e dirigi-me à sala. Ao chegar na porta olhei para trás e ele estava me olhando, secando meu andar. Sentei-me e não deu outra, o cara veio e sentou-se duas cadeiras à minha direita. Olhei o filme um pouco e dei uma sacada pra ele. O cara me olhava fixamente. Fiquei com tesão e tirei o pau pra fora. Ele fez o mesmo e me surpreendeu. Tinha um mastro como nunca eu tinha visto. Era grande, grosso e duro. Ele mexia no pau bem devagar, e continuava a me olhar como antes.



Fiquei meio sem jeito, mas comecei uma punheta também de leve. Já não conseguia ver o filme, preferia olhar o cara e o pau imenso e duro. Ele começou a balançar o monstro em minha direção, como se me oferecesse. Tomei um choque, afinal o filho da puta estava fazendo comigo o que eu fazia para tentar os viadinhos. Ele me encarava com cara de desejo e fazia os movimentos sempre lentamente. Parecia que fazia horas que eu estava naquela situação. Agora sá mirava o mastro reluzente, sem tirar os olhos para nada.



O cara mudou de cadeira vindo para o meu lado. Sem falar nada, pegou minha mão direita, que estava acariciando minha caceta e firmemente, olhando nos meus olhos, levou-a pro seu mastro. Não hesitei, o pior é isso, e peguei naquela caceta com gosto. Era dura e macia ao mesmo tempo. Nunca tinha pegado num pau que nãao fosse o meu e nem mesmo tinha tido vontade, mas aquele desconhecido mexeu comigo.



Voltei a ver o filme enquanto massageava a caceta dele. Estava sem graça e não tinha coragem de encará-lo. Senti a respiração dele perto de minha orelha. Ele deu uma lambida no ouvido e me arrepiei todinho, mas me mantive olhando pra tela. Ele começou a falar bem baixinho no meu ouvido, fazendo questão de me arrepiar com a respiração dele.



-- Tá gostando de pegar nele, tá? Tá duro como você gosta? Isso, pega assim, gostosinho... Toca punheta pro papai, toca...



O tesão tomou conta de mim. Punheteava o desconhecido, gostando de ouvir as sacanagens que ele me dizia. Quando os viadinhos mamavam em mim eu não dizia nada, e estava adorando ouvir aquela voz grossa de macho dizendo safadeza pra mim. Tomei coragem e voltei a olhar pra sua caceta. Ele continuou:



-- Toca, viadinho, toca punheta pro seu macho... Papai cvai te fazer feliz...



Ele passou uma das mãos por trás de minha nuca e puxou lentamente mas firmemente minha cabeça em direção ao mastro rijo, até que minha boca encostou nele. Nem pensei em nada, julgamentos, preconceitos... O real era que tinha uma cabeça de pica enorme e linda pertinho da boca e estava com vontade de mamar nela. Abri a boca e envolvi a cabeça todinha. Comecei a mamar como gostava que me mamassem.



-- Isso, meu putinho, mama na rola, mama... Tá gostoso, cadelinha safada... Vai, mama mais no papai...



Mamei gostoso. Meu pau estava mais duro do que nunca, sentia até dor nas bolas de tanto tesão. E não era por uma buceta, era por um macho gostoso que tinha uma caceta linda e tesuda.



Ele acelerou os movimentos com sua mão firme na minha nuca até que gozou esporrando dentro de mim. Senti o gosto de porra pela primeira vez e adorei. Bebi tudinho, lambi ele até limpar a ferramenta de meu macho. Sim, meu macho. E eu sua fêmea. Eu, o garotão comedor de buceta e de cu de mulher, conheci um caralho e gostei.



O cara me empurrou de volta, abaixou-se e abocanhou meu caralho. Mamou-me até o gozo, que foi longo e farto. Se ajeitou, guardou a caceta, aproximou-se e me beijou na boca longamente. Depois me deu um selinho e dise:



-- Até a práxima, meu viadinho querido.



Levantou-se e se foi. Eu estava chocado com tudo e feliz. Feliz de romper essa barreira e poder admitir para mim mesmo: adoro uma buceta e amo uma caceta.



Beijos do Jack

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto eróticos comi minha prima mae solteira carentepolicial revistando afeminado videosgay gaycontos eroticos cabaco dor muita vergonhacontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primacontos eróticos com pai e filhaconto erotico meu padrato bem dortadorcontos eróticos troca de casalconto cavalo metendo tudo no travestiConto erotico incesto japones, pais japoneses liberaisCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadadei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisescrabas q fodemContos herotico bem ecitantes cavalo comenso mulherconto sendo estrupsda pelo travestidei na infacia e não me arrependo contos gayscomi a crente ccb contoler relatos d casalzinhos q os padrinhos d pauzaô comeu o cuzinhos delesVitei meu neto na prisao contos eroticoscontos eroticos dono de mercearia comendo a casadacontos eroticos com a princesinha do bairroviajei e transei no onibus marido corno assumidominha filha e bela contos eróticossonhar q mulher está bulinando outra nulhervideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibacontos eroticosirmazinhacomtos arrobadacontos eróticos vizinho sondando a velha vizinha fodendo com o cachorroconto erótico reais eu e minha mae sua enpregada juntohistorias heroricas comi o cu da minha filhamulher doente mental conto eroticoeu vi uma pica toda arregaçadaOs travestis qui São quaz mulhercont erot padrinho meteu tudoduas puta no busao contoscontos eroticos dentro do escondido no guarda roupascontos eroticos tios gordinhos tirando o cabaço do cu do sobrinho novinhocontos eróticos crimecomendo a cunhadinha lindinha contos eróticoscontos eróticos com vizinhagorda gozando contosconto erótico novinho escondidi escuromeu marido bi foi encoxado no churrascocontosmarido provando uma rolaContos eroticos no acampamentopriquitor porinterocontos eroticos coroas velhas com novinhos tia neuzarelatos eroticos minha esposa me traiu depois me contouC ok ntos eroticos faxendo a nora de submissavideos porno ti estrubus ti meninas novinhasconto erotico sou viado e vendi meu cuCONTO INCESTO NA MADRUGADA COM A SENHORAcontos-começo a rebolar no teu pauAmigos de meu filho eu provoquei e eles vieram conto eroticocontos eroticos ousados com muita excitacaoesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadoComtos heroticos da cunhadinha viviane dando pro cunhado reinaldocontos eroticos sou fodida feito vadia e chingada de puta com o meu primo e tiocontos eroticos adoro chupar bucetaCasa dos Contos Eróticos nora gostosa no banheirono acampamento enquanto eu dormia contos eróticoscontos de corno como minha mulher aguentou cazero jumentaõ metedo na bucetinha delacontos eroticos bv e virgindadecontos mulher alta bunduda ggCasa dos Contos Eróticos nora do rabo gostosoconto erótico a cunhada do SnoopyComtoerotico profesorinhaaulas de natacao quadradinho eróticomasturbando no banho ponhou nangueira de agua na bucetamulheres loira amazonense traindo fazendosexocontos mia gostosa mulhe teve sua buceta aregasada pro seus amates muitos roludoscontos de corno no cinema com 2 negros bem dotados estuprada esposa loiraeu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodlecontos de coroa com novinhocontos eróticos meu marido foi para o estádio ver o jogofilmadora dentro da vagina enquanto gozaconto erotico incesto sonifero filhacontopaugrandesafada da internet contovideo de porno com machos a força brutamenetecontos apresentei meu amigo pausudo a minha esposacontos eroticos incesto o retorno de maria alice na casa do padrinhoporrnodoido interacialcontos ,chuparam tanto meu pau até ru gozar na bocacontos eróticos me fode caralho vaicontos de corno como minha mulher aguentou cazero jumentaõ metedo na bucetinha delacontos erotico com minha sobrinha mais novaincentivanda pelo marido contos pornoconto minha madrasta me transformou em mulherTravest comedo tra estfui assistir filme acabei chupandoconto xotA cu filhinhoComigo por um cachorro gay contosminha irma casada conto eroticosegurou a filha para tirar cabaçocom a cara pertinho do meu pauConto erotico orgis sogra veia