Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO CUZINHO PRO DESCONHECIDO

Bom, depois de contar sobre como foi uma de minhas aventuras numa república, vou contar outra situação que eu adooooro lembrar. Eu, particularmente, amei, enlouqueci de tesão, então vou partilhar com vcs mais essa loucura.



Assim como o universitário que conheci no conto anterior, esse cara no qual cito agora tmb conheci pela net. Interessante pq não me lembro exatamente como nos add. Sei que ele estava la no meu msn a séculos, mas a gente nunca se falava. Passaram-se meses e ele lá. Nem sabia quem era. Enfim.

Numa madrugada qlqr, acessei o msn, e ele era um dos poucos on line. Assim que entrei, ele me cumprimentou e logo disse; 'caramba, nunca nos falamos, será que podemos agora? rs'.

Eu disse claro, e começamos aquela apresentação formal. Nome, onde mora, o que faz etc e tal, e o papo fluiu. Começamos a trocar as fotos da imagem pra ajudar na apresentação (ahha) e começou aquele assunto de estarmos solteiros, precisando de companhia, que estava friozinho e íamos dormir sozinhos e lá vai papo.

Eu morava sozinha, mas nunca comentava isso,ate pq era meio medrosa. Além do mais, pelo que ele disse,morava a quase 2 horas de distancia de mim.

Bom, nesse dia não passamos disso. Elogios um ao outro, o achei interessante, ele disse o mesmo, boa noite e até a proxima. Depois de umas 3 noites de conversa, começamos a falar umas besteiras. Dizendo o que mais gostava no sexo, quanto tempo não transavamos, enfim... o tesão começou a subir, o papo esquentando muito até que ele pediu meu telefone para ouvir minha voz. Resolvi dar... eram 3 da manha, eu ja louca ouvindo as sacanagens dele, pelo telefone iria ser átimo. Quando o cara ligou, que voz...

ele já foi falando com aquela voz ofegante (isso me deixa doida), dizendo que se estivesse perto de mim ia colocar minha calcinha de lado, me chupar, me sugar ate eu gozar na boca dele, sentir os dedos dele entrar na minha xota ate eu implorar pra ele me fuder com força.. Bom, já vi que era dos meus... safado! Ficamos horas no telefone falando putarias deliciosas, e eu gozei que foi uma delicia. Bom,precisava encontrar esse homem pra ele me comer daquele jeito.

Comentei com ele aonde eu morava, e por um acaso ele conhecia o lugar. no auge do meu sono, loucura, tesão não sei, dei meu endereço e ele disse que no dia seguinte ele iria me fazer uma visita.

Depois que desliguei,pensei a merda que fiz. Não sei quem ele era, nem telefone dele eu peguei, nada. Lá ia eu receber visita de um tarado estranho.. ahha

Bom,o dia passou, fiz tantas coisas que praticamente esqueci do cara.

Cheguei em casa do trabalho muito cansada, ja quase 23hs da noite. Tomei um banho, coloquei minha calcinha eme esparramei no sofa comendo besteiras. (eu adoro ficar de calcinha em casa, sem nada mais. Gosto de ver tv passando a mão no corpo, passando a mao nos meus seios que eu acho maravilhosos, enfim, coisa de gnete que morava sozinha..rs).

Nessa hora lembrei do cara, mas pela hora, desacreditei de receber uma visita ne? Pela distancia acabei por esquecer. Dormi vendo tv.

Acordei com a campainha. Fiquei um pouco assustada. Olhei o relágio, exatas 02h33 da manhã. Pelo olho mágico vi que era ele. Alto, bem arrumado, básico mais bem arrumado. E eu, lerda toda vida, ainda meio que dormindo,abri a porta daquele jeito. Tipo, abri mas deixei o corpo atras da porta, como se o fosse dispensar. Ele me olhou, perguntou se tinha me acordado, eu ainda sem acreditar disse que não o que o fez dar um sorriso, acho que eu estava com carinha de sono. Fiquei sem saber o que dizer direito, não sabia se o mandava entrar...então ele falou, posso sá descansar um pouco? vim de longe... 5 minutos está bom,uma água por favor, e logo vou embora. Eu ri..ahha

Sem saber o que fazer, ja que estava sá de calcinha, pedi pra ele esperar um segundo, e qd eu encostei a porta para vestir uma roupa, eu vi que ele a empurrou devagar...

eu virei, olhei pra ele e ja subiu um calor... e disse meio sem vontade ; 'vou so me vestir'..

ele entrou devagarzinho, fechou a porta sem tirar os olhos de mim, e eu ali parada de calcinha, esperando o que ia acontecer...

Até que ele se aproximou muuito devagar, vou encostando o rosto perto do meu como se fosse me beijar, e desviou dando um cheiro de leve no meu pescoço. Sussurrou dizendo o quanto eu estava cheirosa. Eu amoleci. Senti as mãos dele passando pelos meus ombros, braços, tudo muito sutil e devagar, sem pressa o que me deixou louca. Ele não foi direto ao ponto, ficou passando a mão no meu corpo, sem me beijar, sá me deixando ouvir sua respiração, sentindo eu amolecer com tudo aquilo a ponto de querer implorar pra ele me pegar e me comer.

Em um dado momento, eu me virei pra beijar e ele desviou... deu um sorriso maroto e disse que eu não deveria ter pressa. Pirei.

Ele então sentou no meu sofá, me pegou pela mão e me fez sentar no colo dele, de frente. Eu louca, já alucinada, sentei mirando bem no pau dele que deu pra sentir, duro como uma rocha. Deixei meus seios roçarem no rosto dele, que fechava os olhos, com tesão. A coisa começou a pegar fogo. Sentada em cima dele eu comecei a comandar a situação.

Roçava minha buceta no colo dele, no pau, peguei aquelas mãos grandes,coloquei os dedos na minha boca, e a gente o tempo todo se olhando no olho, uma coisa sem igual. Depois de melar os dedos dele com minha saliva, coloquei minha calcinha de lado e falei, 'não quer sentir se esta melada,quente, esperando por vc?' e ele respondeu, 'AGORA!

Gente, ele me deu uma dedada de uma vez sá.. puta que pariu. nunca senti tanto tesão com uma dedada so. E começou a brincar com minha buceta enquanto eu o fazia mamar meus seios que ja estavam durinhos... que delicia.

Levantei do colo dele, pedi pra ele tirar a roupa.. enquanto isso, sentei numa cadeira de frente pra ele, abri as pernas apoiando uma em cada lado dele e comecei a me tocar...

Ele foi tirando a roupa me olhando louco, eeu dedava minha buceta melada, chupava meus dedos, sentia meu gosto, e enfiava meus dedinhos de novo, gemendo baixinho... até que ele se despiu, abaixou de frente pra mim e caiu de boca na minha buceta. Meu deus... que chupada de grelo ele dava. Ele entre minhas pernas, eu segurando sua cabeça e ele chupando e dedando minha buceta como se quisesse isso a tempos. Gozei horrores. Até que ele se levantou, e começou a tocar aquele pau grosso na minha frente... batia com ele na minha cara, segurou no meu cabelo e disse; vai sua puta.. chupa essa piroca toda.

cai de boca. mas chupei como uma louca, lambia, sugava, batia com ele na minha lingua, mas que delicia de pau. Então, ele me vira, me apoia na cadeira eu empino bem meu rabão pra ele, ele abre beem a minha bunda e eu sinto cada centimetro daquele pau entrando na minha buceta apertada, quente, mais melada do que qlqr coisa...

Mas que vai e vem delicioso. segurava forte na minha cintura, batia com força na minha bunda, gemia gostoso no meu ouvido. que homem delicioso, que tesão;

Então, depois de deixar ele estocar aquela piroca grossa e gostosa na minha buceta, coloquei ele sentadinho no sofá, e sentei gostoso no colinho dele. Rebolava, cavalgava, esfrevaga meus seios na cara dele, enquanto me tocava gostoso sentindo aquela piroca entrando na miinha buceta....

até que numa loucura de tesão, tirei o pau dele da minha buceta, e esfreguei gostosinho no meu cu. Estava piscando, eu queria sentir aquilo tudo no meu rabo. Queria leitinho no cu.

Eu vi que ele ficou surpreso, e então, segurou as duas bandas da minha bunda, abrindo, enquanto eu esfregava aquela cabeça gostosa e aos pouquinhos sentia aquela dorzinha gostosa.... estava entrando. E quando eu pensava que estava tudo bem, entrando devagar, eu controlando aquela dorzinha, ele enterra de uma vez sá, e começa a estocar com força. Ao mesmo tempo que gritei de dor, eu gritei de tesão... Por um segundo eu me irritei... doeeeuuu... doeu muito! Mas estava uma delicia aquela dor, aquele pau arrombando meu cu.. e eu sentia ele metendo os dedos na minha buceta.. caralhooo... como eu gozei. Em seguida ele me deu o meu presente... leite.. muuuito leite no meu cu.Que deliciaaa.Urrei de tesão, e ele veio me dar um beijo tão gostoso, com tanto desejo que começamos tudo de novo.

Esse foi um sexo casual que durou um bom tempo. Mas como essa primeira vez, nunca mais aconteceu. Bom.. depois conto mais loucuras. Agora, preciso tomar um banho frio, fiquei com saudade de uma visitinha dessas... delicia!!! ;)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha cunhada me convenceu a ser cornoconto transou com desconhecido na festa de rodeioContos eróticos gay hooo isso fode meu cu fodeliberei minha noiva loira pra dois contosminha priminha titio contos eróticostomou viagra e meteu na esposaConto erotico travesti fodendo a inocentecontos eroticos na paredeContos Deize pega rolacontos eroticos meu alunocontos eroticos a namorada arrependidaContos eroticos humilhadaconto erótico minha esposa caiu na ciladaporno gay pai apostou cu para o vizinhomulheres loira amazonense traindo fazendosexocontos da minha mulher tomando banhoprimos heteros teens contosContos, casada mal comidaQuero transa com minha prima que estar gravidacontos de crentisinha cusudadado pro tio na fazenda, conto gaymarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomcontos eróticos menino pintinhotravesti coroa enroladinho Pretoquando eu estava com o meu namorado e ele estava chupando o mwu peito ele me chamou de safada o que sera que ele quis dizer com issocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosconto comi o cu do sogrocontos eroticos casada e o farmaceitico negaoContos gays me fantasiei de mulher no cine pornodepois do chopp me fodi contosmulher se esfregandono travesseiro contocontos eróticos morando com filhocomendo a mãe contoscontoseroticos cagando na boca do viadocontos eroticos enfermeira saco peito grandeconto nao queria mais dar mas o negaocomeucontos eróticos fio dental debaixo do ternoconto erotico sou enfermeiro e nso resisti e comi a novinha dopada no hospitalcontos eróticos comendo grama grávidaconto viúva fogosacomi a filhinha conto eróticoxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negrasantinho do pau na boca uma laranja viu pau na boca na bunda na sua boca a boca"amor vou dar" amigo colegaconto erotico de subrim tarado querendo apostar o cu com seu titioMinha esposa deu a xoxota pra um mendingoConto ertico. Minha adrasta. Bebiamulher goza gostoso loucamente delirantecontos eróticos de negrinhas que gosta de fuder com homem brancos mais velhoscontos eroticos filho fez chantagem e comeu a maenovinha falou que ia pozminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticoo corinho do pinto dele nem descia ainda contos eroticosconto erotico anal deisexo emprestei minha mulher pra um amigo que estava preso conto eróticoscontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comicomentário de. mulher que ja a buceta pro donzeloContos : namorada dando pra passarcontos eroticos minha baba dormindocontos eroticos gay bunda do pegadorcontos fui comer uma bct chegou na hora era homemconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladoconto erotico me mastubrando com t cenouraconto comenndo a tiaContos erotico marido bracinho corno de negaoconto erotico amigo bebado mulher carenteContos namorada e o velhonovinha da buceta lisinha dgnna de uma punheta cabiBabando no pau do papai contoseroticoszoofili a nimada travesticonto como minhs mulher com 10cm depicaesposinha submissa apanhando na bundacontos eroticos gay fui buscar uma pipa em uma construçao e os karas me comeramcontos eroticos camisolacontos eróticos mãe no colhinhoContos eróticos de mamãe ensinada a filha ser putafui fazer uma vizita e perdi as pregas video pornoComtos mae e filha fodidas pelo empregado do maridoXupano apiroca doirmao sentada novazo dobanheropeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhapau pulsou na bocaFlagra plugconto travesti com menina virgemconto erotico chefe do meu marido me bolino por de baixo da mezaconto garoto esperimentei dar cu"gozei tudo na boca"