Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

2 ATIVOS CASADOS PRECISAM DE PASSIVO

Vou relatar o que aconteceu a aproximadamente um ano atrás. Um dia, sem o que fazer em casa, entrei na sala de bate papo da UOL, para passar o tempo. E sempre vinha o mesmo tipo de caras, querendo saber o tamanho do pau, que faz isso, que faz aquilo... as mesmas histárias de sempre, por isso me desestimulando a passar mais tempo fazendo isso...



Mas conversa vai, conversa vem, conheci um cara interessante, o Renato (fictício). Um bom papo, e parecia procurar o mesmo que eu: antes de tudo, um bom papo e quem sabe um amigo... O sexo poderia ser consequência. Trocamos os msn’s e começamos a manter contato. Era um cara bacana, mais velho, em torno de 55 anos. Ele me disse que era separado, tinha dois filhos que moravam com sua ex-mulher e que era de fora, de Salvador. Ele é aposentado e tinha se mudado para a cidade onde moro hoje.



Conforme o tempo foi passando, ele foi se abrindo mais, até que me contou que era “casado” com um homem agora, o Gustavo (fictício). Assim como eu, eles eram discretos e sigilosos. Eles tinham se conhecido em Salvador e se mudado com para cá a pouco tempo. Estavam construindo uma casa, mas enquanto isso, moravam de aluguel em uma casa, que dizia ele ser bem aconchegante.



Até então, não conhecia o Gustavo. O Renato e eu começamos a ficar mais amigos e trocamos telefones e tudo. às vezes ele me ligava para conversarmos e falar coisas do dia-a-dia. Até que um dia, num sábado, ele me ligou e disse que o Gustavo tinha viajado, e que estava sozinho em casa e carente. Então ele me convidou para almoçar em um restaurante para nos conhecermos pessoalmente. Estava um pouco nervoso, pois até então ficávamos mais no msn e no telefone. Marcamos o lugar e nos encontramos. Ele era bem do jeito que imaginava mesmo, pela descrição que tinha me dado no msn: estatura média, magro, cabelos grisalhos lisos, branco e olhos verdes. Sá um detalhe que não dava pra ver ainda... o tamanho do pau, que ele dizia ser grande e grosso.



Almoçamos, conversamos bastante sobre um tudo. Senti firmeza nele e realmente me pareceu ser um cara bacana. Ao sairmos do restaurante, ele me chamou para ir na sua casa, pois o seu parceiro tinha viajado e ele estava se sentindo muito sozinho. Fiquei na vontade de ir, mas estava com receio ainda, mas resolvi me arriscar e fui. No caminho ele me mostrou a casa que estava construindo. Uma casa grande, espaçosa e com design moderno. Foi projetada por ele e seu parceiro, que também era engenheiro. Em seguida fomos para sua casa provisária, que realmente achei aconchegante, toda construída na madeira.



Para quebrar o gelo, me ofereceu vinho e cerveja, no qual preferi a velha cervejinha. Ficamos um bom tempo conversando, quando ele de repente deu uma investida. Disse que tinha me achado muito gostoso e pegou minha mão e colocou no seu pau. Apesar de estar mole, pelo volume que fez na minha mão, realmente dava para perceber que realmente grande. Ele veio me beijar, mas acho que não era a hora. Queria conhecê-lo melhor, antes de partirmos para os finalmentes. Ele entendeu e continuamos o papo. Ele investiu mais algumas vezes, mas realmente naquele dia não estava muito afim. Não sou do tipo que faz cu doce, mas também não faço por fazer.



Enquanto o parceiro dele estava fora, saímos para almoçar algumas vezes e realmente comecei curtir ele. E ele estava com um tesão a flor da pele. Sempre falava para ir na casa dele, mas realmente naquele período eu estava muito ocupado por conta da universidade e não dava realmente pra sair. Em um desses almoços, ele me falou algo que estava querendo falar a algum tempo, mas não sabia como dizer. Ele disse ter tido câncer de prástata, e que não conseguia ter ereção normalmente mais. Disse que sá conseguia com o auxílio de uma injeção que aplicava na glande, pois o Viagra aumentava a pressão ocular. Entendi a situação, e isso para mim não seria nenhum problema, pois acho que as vezes as preliminares é mais interessante que o sexo propriamente dito. Achei legal a sinceridade dele e realmente fiquei curioso em conhecê-lo um pouco mais.



Uma semana depois, o Gustavo voltou e ele quis marcar um encontro para que eu também o conhecesse. O Gustavo era um cara interessante também: tinha uns 50 anos, alto, pele mais morena, cavanhaque, cabelos grisalhos e lisos. De acordo com Renato, ele era roludo também e tinha um pau bonito. Eles me buscaram de carro e fomos para a casa deles e começamos a tomar uma cerveja. Logo surgiu o assunto SEXO. Papo vai, papo vem, eles me soltaram uma confissão que fiquei perplexo.... Era a primeira vez que via uma casal onde os dois homens eram ativos! Eles falavam que gostavam demais um do outro, mas na cama, faltava algo, pois nenhum dos dois gostava de dar. E o Gustavo falou também que queria um terceiro na cama, para poder satisfazer os dois. Nessa hora o meu pau ficou duro, estourando na bermuda.



Enquanto conversávamos, o Gustavo veio no sofá onde estava deitado e pegou no meu pau, abrindo o zíper, curioso em ver os meus pentelhos, já que tenho o cabelo meio loiroruivo. Ele achou interessante, pois nunca tinha visto uns pentelhos mais ruivos. Ele comentava e falava com o Renato a respeito, no qual fiquei um pouco sem graça. Desconversamos e continuamos o papo falando da viagem que ele tinha feito.



Aí terminei a cerveja e fui à cozinha buscar mais uma. Nessa, o Gustavo veio por trás e me abraçou roçando o seu pau em mim e alisando o meu pau. Ele ficou impressionado com o tamanho da minha bunda, que realmente é grande. Então ele abaixou o meu short e foi me arrastando para o quarto, no qual eu não consegui resistir... Quando percebi, ele e eu já estávamos sem roupa... Quando olhei pra baixo, vi um mastro realmente bonito: 19 cm com os pelos aparados, bem reto e duro que nem uma rocha. Ele estava sedento por sexo. Me olhava de uma maneira, que parecia que iria me devorar sem dá. Nesse meio tempo, o Renato foi aplicar a injeção para ter a ereção, enquanto o Gustavo e eu fazíamos um 69. Ele veio por cima me chupando enquanto socava a rolona dele na minha boca. Era um tesão, e tinha que me segurar para não engasgar.



De repente o Renato entrou com o pau duro. Que pau!!! Era maior e mais grosso que o do Gustavo, no qual enquanto o Gustavo e eu nos chupávamos, ele começou a lubrificar o meu cú. De repente ele veio com a rolona e colocou na minha boca. Não conseguia colocar ele completamente, sem contar que era muito grosso. Eu tinha que abrir bem a boca.



Ele era mais carinhoso e menos apressado que o Gustavo e começou a me preparar para fazermos um sexo bem gostoso. Acho que o Gustavo começou a perceber que estava muito apressado e começou a pegar mais leve. Ele então colocou a camisinha e lubrificou bem. Nesse momento eu estava na posição frango assado, com as pernas no peitoral do Gustavo. Ele falou que iria com calma e que se doesse, que eu avisasse que iria parar. Ele foi colocando bem devagar, me olhando com uma cara de cachorro pidão. Fiquei com muito tesão nessa hora, pois além da metida estar muito gostosa, eu sabia que iria satisfazer um desejo acumulado dos dois.



Ele começou a meter bem devagar, enquanto eu mamava o Renato. Estava muito gostoso, apesar de estar sentindo um pouco de dor ainda. De repente o Renato veio e colocou uma camisinha também e disse que queria me comer também. Ele também lubrificou bem a camisinha e começou a meter bem devagar. Ele disse que iria socar tudo de tal maneira que eu sá iria sentir prazer. E foi realmente o que aconteceu! Ele era muito carinhoso e apesar de ser mais velho, tinha muito as manhas de enrabar um macho. Ele metia e falava muita sacanagem. Nossa, fiquei louco nessa hora. Sentindo aquele macho roludo me comendo e olhando para o lado outro macho se deslumbrando com aquela cena.



E logo em seguida, surgiu uma cena muito engraçada. O Gustavo falou que era a vez dele, parecendo uma criança reclamando que era a sua vez de brincar...

Ele veio e meteu devagar bem gostoso. Ele estava com tanto tesão que não conseguia falar nada. Socava a rola e sá se concentrava na metida, ficando de boca aberta. Nessa o Renato tirou novamente a camisinha e colocou na minha boca. O Renato falava muita putaria enquanto o Gustavao metia em mim. Estava me segurando para não gozar. Aí o Renato colocou outra camisinha, lubrificou novamente e veio me comer de novo. Até então, eu estava na mesma posição frango assado, sá revezando os parceiros. Aí o Renato, mais saidinho, me virou e falou que queria me comer de quatro, para ver o meu cu todo pra cima.



Ele foi colocando aquela cabeçona bem devagar, no qual eu sentia cm por cm entrando no meu rabo. Apesar de ser grosso, ele sabia meter e eu não sentia muita dor mais. O Gustavo ficou louco ao ver aquela cena e veio logo me comer de novo. Ele metia bem gostoso, no qual eu sentia e ouvia os bagos dele batendo na minha bunda. Nisso o Gustavo disse que iria gozar. Eu estava num puto tesão e falei para ele segurar mais pra podermos transar um pouco mais. Mas ele não aguentou e logo gozou me comendo de 4. Ele gozou que chegou revirar os olhos. Ele disse que há muito tempo não comia um cuzinho.



Aí o Renato ficou louco, dizendo que iria agora ter um cuzinho somente para ele. Ele me colocou de frango assado novamente e começou a socar bem gostoso no meu cú. Nessa hora ele se soltou mais e começou a bombar mais forte e mais rápido. Ele falava coisas do tipo: “toma rola seu sadinho.... toma que eu sei que vc gosta de rolona... gostou de levar duas rolonas? Agora vc vai levar somente a minha!” Ele era muito safado e isso me deixava louco, me segurando sempre pra não gozar, até que chegou um momento que não aguentei mais e gozei muito no meu peitoral. Ele achou interessante ao ver a quantidade de porra que eu soltava, e logo em seguida espalhou a minha porra no meu peitoral e barriga.



Fiquei um tempo curtindo aquele momento, saciado com dois machos putos, safados e ainda roludos. Logo o Gustavo entrou me deu uma toalha e fui para o banheiro. Enquanto tomava banho, o Renato ficou me olhando, dizendo que tinha adorado minha bunda. O puto ainda estava de pau duro, dizendo que queria mais depois. Terminei meu banho e fui para sala. Ficamos mais um tempo tomando cerveja, curtindo bem aquele momento gostoso. Eles queriam que eu dormisse lá, mas eu tinha uma festa naquele dia, e não podia perder.



Depois daquele dia, transamos mais duas vezes. Mas aí perdemos um pouco o contato, pois eles viajaram e eu fiquei sem tempo para fazer nada, por conta dos estudos. Mas nos encontramos outro dia na rua. Eles disseram para eu voltar lá novamente, para conhecer a casa nova. Folgando um pouquinho vou fazer uma visitinha novamente.... Quero estrear a casa nova em grande estilo!!!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos vi meu vizinho transandocontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gaycontos eu minha esposa e um viadinhocontos eróticos contei detalhes absurdos da picacontos eroticos seios grandes de leiteeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoGay passiva com dois negoes contosvidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusEu fudi toda a familia do meu amigo fudi a filha dele fudia a esposa dele fudi a cunhada dele contos eroticoscontos eróticos perdeu aposta e teve que dar para travertiSempre passo o dedo no grelinho da minha netaconto erotico cachorro lambe paucontos eroticos nao entraBucetas grandes fog lp icontos eroticos dei pra dois caras no cinema e depois um travestivoyeur de esposa conto eroticoconto cutuquei pai na bundia delaПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-okinawa-ufa.ruzueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossasconto erotico chupando pau desde cedoCarnaval cerveja mezanino nada conto eróticomarido de marleni vendo ela transarmulher domadora de cavalos de pau durocontos eróticos brincadeira de meninascontos Praia de nudismo.contos eroticos,peguei minha filha e sua amiga transandotransei com amigo da minha filhacontos porno com vigilantes mulhernamorada deixou cara de pau duro contosconto de mulher transando com meninos novinhoscon erot vendo meus amigos estoura esposinhacontoseroticos cagando na boca do viadoArrombei a casada crente contosContos Eroticos Meu Tio Me Fodeu Até Eu Gritar Vai Tio Fode Vai Fodesexo com as amigas e as filhas contoscontos eroticos vom mulher compadre e comadre duplscintos eróticos ! pra todos... meu nome é Carlos. vou contar como foi a minha priimeiracontos convenci minha avo velha a fudernamorada deixou cara de pau duro contospau expulsa pau do corno da buceta contosconto comi o cu do sogroconto erótico gay acordando com carinhosoContos.eroticos.enfiando.cu.da.maecontos gay trans teencontos eroticos gays e mendigotica dani buceta gistosatomou um vinho com a gostosa e depois meteu a piroca nelapiroca mole levanta de vagarinhocontos safados purezaContos eroticoseus.filhoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos de estrupamendovidio porno corno mulher da em cima do jsrdineiro e empregada ver e participacontos/ morena com rabo fogosoleke comendo a casada contoboqueteira gaucha contocontos eroticos gay casado domado pelo negaoconto estagiaria virgemsonhar com a mulher tranzndo com outroMamando o netinho contoseroticoscontos de pura putaria entre pais e fcontos e vídeos faturei minha irmãesposas traindo dando o cu,contos de 1988contos encesto na praia de nudismoconto erotico casada com dupla penetraçãoloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinadoutor esporreando muito no travedtiConto Erótico ninfeta Fio DentalContos duas safadas com um machocasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocacontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhacontos eroticos cegovideos porno ti estrubus ti meninas novinhasputa goza e grita vou gozar a.como mete toda vainão sei como ela aguenta toda no cu e na boca está pica gigantecontos Eroticos zangadinha safainha