Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NAMORADA SEDUZIDA NA MINHA FRENTE NO SHOPPING





Me chamo João, tenho 25 anos, venho de uma família do interior de SP tradicional, moro ainda com meus

pais em uma mansão, tenho carro esportivo, faço minha segunda faculdade, enfim, uma vida tranquila.



Sou loiro, bem apessoado, não sou sarado, mas tenho um bom corpo, 1,80 com 83 kilos, e namoro a 4 anos com

Luísa, que é uma morena que o tempo parece que não passou para ela, tem 25 anos também, mas diversas vezes

pedem rg até para cinema onde a classificação é 19 anos, é uma cocotinha, para visualizarem bem, ela tem o corpo

e cabelo muito similar ao da atriz pornô Cecilia Vega, sendo mais bonita de rosto, baixinha, morena.

Nosso namoro é rígido, não vamos para balada, não podemos ir para bares ou festas de faculdade,

ela é muito ciumenta, como eu, e ambos com possibilidade zero de traição, com uma vida muito transparente.



Na cama sempre nos demos muito bem, viviamos indo aos motéis mais luxuosos, regado de whisky e muito sexo,

nesses 4 anos fomos evoluindo no sexo, do papai e mamãe a sexo de 4, 69, mas o que fui percebendo é que ela gostava

muito de ser dominada, era sá eu segurar seus braços, e fazer um sexo selvagem, ela tinha orgasmos que tremiam e chegava

a escorrer sua vagina de excitação.



Bom, agora aos fatos sempre vamos ao shopping Dom Pedro, estava andando fazendo compras, quando sem saber estava prestes

a virar minha vida de ponta cabeça, ela falou que gostaria de ir ao banheiro, eu precisando comprar um carregador de celular

que ficava relativamente perto, resolvi ir achando que daria tempo, nem a avisei, pois ela sempre como toda mulher demorava

quando ia no banheiro e eu sou um cara muito impaciente.



Escolhi meu carregador, demorou muito pela ineficiência do atendimento, quando voltei para o local da saída do banheiro, me deparei com uma cena inimaginável,

tanto que travei, virei uma estatua, Luísa no chão, e um cara, que depois fiquei sabendo que seu nome era Bruno, de aproximadamente 30 anos, com roupa esportiva

cara de sacana, fazendo uma massagem descarada em seu tornozelo com sua mão esquerda, e com a outra mão, acariciando sua coxa, ou melhor praticamente sua virilha,

o detalhe é que ela estava com um vestido leve fazendo com que ficasse totalmente a mercê do cretino.



Meu mundo parou vendo ele murmurar algo e ela sorrir e consentir toda aquela intimidade, segundos duraram horas, meu primeiro impulso ábvio foi

ir de encontro a eles.



- Eu : Que isso Luísa ?



- Ela : Que isso que levei maior tombo nesse chão molhado te procurando e nada de você estar aqui, aí o Bruno

acabou de me socorrer.



- Bruno : Opa amigo, sá quiz ajuda-la sem intenção de causar qualquer problema a vocês, sou massoterapeuta da academia do shopping,

sá aliviei a tensão do local lesionado.



De imediato levantei ela, nem olhei para cara do rapaz, ignorei puxando minha namorada pelo braço, que para minha infeliz surpresa estava completamente

excitada, com bicos do seios muito duro, e com uma tremedeira aparente, na mesma hora cancelei o passeio, fomos ao meu carro

e comecei a falar os cachorros para ela, que para meu espanto, foi completamente leviana e aparentemente nem ligou, eu prolonguei

a discussão e falei :



- Eu : O que ele lhe disse que você riu ?



- Ela : Sempre fomos extremamente transparentes e não vai ser agora que não vou ser, ele me disse que achou que

estava na propaganda da AXE que os anjos caiem do céu.



- Eu : E é por isso que você ficou mexida ? ou acha que não percebi ?



- Ela : Não João.



- Eu : Porque então menina, ou melhor quer saber, quero um tempo, nunca esperei essa atitude de vadia com um pé de chinelo qualquer.





- Ela : Azar o seu, o pé de chinelo que tem nome é muito mais educado que você, queria que eu o encontrasse na academia daqui, e eu não ia

mas como eu sou uma "vadia" né para você, eu vou sim.





- Eu : Ok, tudo terminado, joguei 4 anos da minha vida no lixo, tchau.



Fui embora, e nem olhei para trás, chegando em casa, minha cabeça girava, não tirava minha Luísa da cabeça, porque tudo aquilo,

uma menina tão doce, controlada, mudar tanto, passou 3 horas do ocorrido, liguei para ela, sá dava caixa postal, mil coisas passou na minha cabeça,

corri para o shopping, fui a tal academia, e BINGO! lá estava os dois, conversando rindo, fiquei escondido, eles conversaram

por mais 20 minutos e se despediram, o safado descaradamente deu um selinho na minha até então intocavel namorada e ao mesmo tempo

pos a palma da mão na região de sua axila, apertando com o dedão a lateral de seu seio, que estava sem sutiã.



Corri atrás dela apás uma certa distancia da academia, falei com a voz chorosa :



- Eu : O que você está fazendo comigo Luísa



- Ela : Eu já estou cansada desse seu ciúme, possessão e principalmente da sua soberba, saiba que você terminou comigo

e eu não sou palhacinha sua, está terminado, então não me encha mais o saco.



- Eu (transtornado) : Esse cara fez alguma coisa para você estar agindo assim.



- Ela : Fez sim, ele me fez ter choques de tesão, e agora, como você disse, sou uma vadia, mas a vadia do Bruno.



Logo em seguida ela não deu mais espaço para mim falar e pegou um táxi, fui como um psicopata atrás do Bruno, encontrei ele na frente

da academia em um quiosque, que rindo me disse :



- Bruno : Isso que dá ser playboyzinho frouxo, pode ter a grana que for, que o tesão de macho, não tem como comprar. hahaha



Fiquei humilhado abaixei a cabeça e sai rápido em busca de Luísa para corrigir tudo isso, chegando em sua casa, ela não me atendia,

mas sabia que ela estava lá porque seu quarto estava aceso, fiquei horas na frente da sua casa, e ela vendo, saiu para evitar

algum constragimento com sua família, e diretamente me falou :



- Ela : O que você quer, já te falei que te traí, que tive um tesão gigante, que não namoramos mais, vai comprar alguma vagabundinha

com o dinheirinho do seu papai.



- Eu : O que aconteceu entre vocês Luísa, acho que mereço saber .



- Ela : Ah merece ? nas 3 horas que você me deixou lá terminando tudo, sentei num banco práximo, comecei a chorar, em 19 minutos

apareceu Bruno, que me pediu desculpas e me consolou, quando ví tava abraçadinha com ele o beijando, ele me puxou pelo braço me

levou para uma salinha de descanço em sua academia, e começou a fazer uma massagem mágica, acho que tive mais orgasmos em 30 minutos

de massagem do que em anos de namoro com você, quer que eu continue ?



- Eu (chorando silenciosamente ) : fiquei atonito e quieto



- Ela : Quer que eu continue seu bosta ?



- Eu ( sem entender porque mas já por baixo na situação ) : quero.



- Ela : quando ví ele trancou a portinha da salinha, eu já estava completamente nua, ele, bem macho, diferente de você,

me pegou com força, me chupou deliciosamente, sacou uma rola enorme, me puxou pelos cabelos esfregando em todo meu rosto

aquela pica deliciosa e muito dura, me deixando maluca, eu já esperando, e nada, até que ele falou que eu sá iria senti-lá

dentro de mim, se eu implorasse, aí eu gozei na hora, nunca tive um tesão assim e pedia, por favor meu macho, me fode me faz

sua, sou sua putinha apartir de hoje.



- Eu ( Chorando muito ) ia me retirando, quando ela me puxou e falou



- Ela : Agora vai ouvir até o final seu corno de bosta, ele me fodeu por mais de 1 hora em posições diversas que parecia que tinha

um script porque cada hora eu me excitava mais, até que ele gozou em minha cara, e me disse que amanhã eu deveria estar em sua casa

anoite, e se eu falhasse em um compromisso com ele, ele não me comeria mais.



Inesplicavelmente, no meu subconsciente mais maluco do mundo, comecei a me excitar com aquilo, e não consegui disfarçar, e ela me humilhando

começou a rir da minha cara, e já emendou, que se eu aceitasse tudo que ela proposse, poderia até me dar uma última chance...



Fui embora, chegando em casa, tomando um longo banho e pensando em tudo aquilo, me peguei com muito tesão, e de forma impulsiva

a liguei e com muita timidez disse que aceitaria, que estava sendo uma tortura imaginar na hipotese de perde-la.



Ela mais que depressa disse que eu deveria ligar ao Bruno para me retratar com ele, e agradece-lo, fui questionar que isso era

estranho, ela rebateu, você agora é meu corninho obediente, ou então, nem sei porque to perdendo tempo em tentar te dar uma chance,

com isso, falei que estava tudo bem e liguei para o Bruno.



Eu: Opa Bruno, gostaria de pedir desculpas por qualquer coisa ontem e agradecer por ter feito minha amada feliz.



Bruno : Prefiro que você venha amanhã com Luísa aqui em minha casa e se retrate pessoalmente, e não venha sem trazer uma refeição completa para duas pessoas, e umas 3 garrafas de vinho.



CONTINUA................

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos o bicho do tiome apaixonei pelo um bandido conto heroticocontos eroticos no cuzinho ninguem vecache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html minha iniciacao gay sendo a mulherzinha do negao contos pornotriscando o pau na mão dela contos eróticosconto erótico terminando a reforma com esposaConto erotico Seu Madruga gay.contos eróticos bebadaconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cusogra e genro. não. se falavam pornocontos minha esposa grávida chupa pauVídeo lendo contos com vibrador na bucetacontos eroticos cu e bucetaConto erotico dotado no vilarejocontos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormirwww.contos eroticos sogra gostosa da cu pro genro novinho pauzodocontos eróticos gays cavalgando no padrinhofilmou o semen saindo da xoxotamulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo contos eróticos de un gordo virgemnamoradalesbicaconto meu amor meu sobrinhovideos porno minha mulher me satisfazendo na cama presente de aniversáriocotos icesto mae e corninho aiii vai mete seu safado vou gozarcontos erotico gay negro dando pra brancogarota no cio brincando com cachorroconto estagiaria chefeSWING - PLANEJADO E EXECUTADOcache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos minha cunhada viu eu mijanocontos eroticos tive que dar pro homem da funerariacontos minha esposa grávida chupa pauconto comeu meu cu gostosoDedo na xoxota contossardentinhas ninfetasorgia com os nerdes casa dos contosProfessora de shortinho partindo a bucetacontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1contos meire me dominacontos eroticos com absorventeconto erotico fui no banheiro da estrada mijar e me assustei com o tamanho do pauzao do negaoconto mastubando a vizinha virgem dormindofui chupada igual uva contoschupando mamilos com sofreguidaoEstourei o cu da crente na viagem contosnovinha do Recife masturbando assim tão pequeninaContos eróticos engravidei na primeira trepadaconto erotico chupando pau desde cedorabinho impinadinho em fio dental da irmacontos meu vizinho tira o pau pra foramamae me deu seu cuzinhovideo de cunhadoxcunhadaTitia deu pra mim e meu primo praticando sexo contos erticoComtos casadas fodidas pelo patraocontos esposa rebolou para,amigoConfesso bato punheta pra velhocontos de meninas safadinhapai cacetudo conto gaycontos porno de comeram minha namoradacontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhasso putao dando o cu e gozando e gritandoConto incesto minha mae me ensinou a fudercontos brincando de casinha con minha prima virgemcontos eroticos primeira vez siririca com 07 anos sozinhasou casada loba contoscontoporno enfiei bananacontos eróticos novinha gostosa d********* para o primo gordinhoContos eroticos da tia com seu sobrinho menor com a perna quebrada contos a devassa do analconto erótico me obrigaram a estrupar minha maecontos chupando rola em terreno baldioconto com fui esplorada gostoso n sexoloira casada e novinho conto erotico