Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI A VIRGINDADE COM A MINHA MÃE

Meu nome é Marcos, tenho 19 anos.

Este conto aconteceu a algum tempo, tinha 16, filho único, e virgem ainda, obviamente morava com meus pais.

Minha Mãe sempre foi muito gostosa,porem sá fui perceber isso depois da traição relatada neste conto,tem coxas lindas,grossas, bem definidas por causa da academia que faz todos os dias, peitos grandes, uma barriguinha sarada, uma bunda de deusa, realmente, a bunda é a parte que eu mais amo no corpo de minha mãe.

Minha rotina sempre foi a seguinte, acordava as 6:30 da manha, tomava um café-da-manha simples, me arrumava e seguia para o colegio,sá chegava em casa novamente as 13:40, pois estudava em um colegio longe de casa e seguia de onibus até o mesmo, meu Pai, de na epoca 42 anos, trabalhava(e ainda trabalha) um dia sim e um dia não,antigamente nos dias que trabalhava ele levantava no mesmo horario que eu, e a minha mãe, de na epoca 26 anos, ficava na cama.

Acordei como um dia qualquer, segui a minha rotina de sempre, acabei me atrasando e meu pai me deu uma carona até o colegio, até ai tudo bem, no dia tinha umas palestras no colegio, nada muito interessante, era sá um monte de gente falando sobre empregos e tudo mais, por fim acabamos sendo liberados mais cedo, por volta das 10:30, como eu não tinha mais nada para fazer no colegio, segui para a minha casa.

Cheguei em casa por volta das 11:20,estranhei o carro da minha tia estar estacionado em frente a nossa casa,mas não liguei,segui para a porta e ao tocar na maçaneta da porta escutei um gemido alto, certamente era o de minha mãe,mas meu pai estava trabalhando, tentei abrir com cuidado a maçaneta da porta,porem ela estava trancada, segui para a janela do quarto dos meus pais,os gemidos estava altos, realmente muito altos,dei uma espiada pela janela, e por sorte, as cortinas estavam abertas, Não gostei da cena que eu vi, minha mãe em um Papai e Mamãe com Meu tio,Rogerio, ele não era meu tio de sangue, somente era casado com a minha tia,Eliane,irmã da minha mãe, ele estava de costa para a janela e minha mãe estava de olhos fechados Gemendo alto coisas do tipo: A meu cunhadinho gostosoÂ… que pau gostosoÂ… o Pau do Luciano é bem menor que o seuÂ… e meu tio falava coisas do tipoÂ…ta gostando né?... ta gostando né safadinha?...não falou nada ofencivo para minha mãe, como, vagabunda, puta essas coisas.

Estava realmente irritado, deu vontade de bater no vidro e acabar com aquela palhaçada, senti que minha mãe era uma vadia, olhei para ela com nojo, Meus pais sempre foram muito religiosos, como ela poderia fazer algo como isto? Pensava comigo mesmoÂ…como ela poderia fazer isto?

Sentei no chão com as costas na parede, escutando os gemidos na minha mãe, resouvi que iria contar para meu pai, não era justo meu pai ser traido daquela forma, porem me veio algo na minha cabeça, e se ele não acreditasse em mim? Deveria ter algo para provar, peguei meu celular, a camera dele era muito boa, entorno de 3.1 megapixels, dei uma espiada leve e rapida, desta vez, meu tio penetrava minha mãe com mais velocidade,ma mãe estava mais aberta,com as pernas em torno do quadril do meu tio, percebi que o penis dele era bem pequeno, não passaria da faixa dos 19 cm,diferente do meu que na epoca já era com 20,5, coloquei meu celular para gravar o video,me abaixei e não fiquei acompanhando a transa deles.

Apos algun tempo olhei rapidamente pelo visor do celular e ele penetrava ferozmente ela, e ela gemia feito louca, sentia nojo da situação, nenhum tipo de excitação nem nada, sá estava com nojo da minha mãe e do meu tio, ele tinha uma deusa em casa, sempre tive uma tara pela minha tia, mesmo antes dos 19 anos já desejava a minha tia,era uma versão mais cheinha da minha mãe, ambas faziam academia juntas todos os dias.

Passou meia hora, mais ou menos, e os gemidos sessaram,olhei pelo visor do celular, meu tio colocava a roupa enquanto minha mãe estava deitada de pernas abertas na direção da camera do celular,guardei o vídeo na memoria tanto externa quanto interna do celular, esperei uns vinte minutos, dei a volta pela casa, e segui pelo terreno como se acabara de chegar em casa fazendo barulho para minha mãe perceber desta vez que eu estava chegando.

Tentei abrir a porta mas ainda estava trancada,dei 3 batidas e escultei minha Mãe dizendo para esperar que ela já vinha, possou alguns segundos e a porta já estava aberta, minha mãe havia colocado uma camisola rosa, deixava suas coxas lindas a amostra, tive a impressão que ela havia adormecido.

- oque é que você ta fazendo a essa hora aqui meu filho? – falou com cara de preocupada, certamente estaria pensando que em um intervalo de 25 minutos eu pegaria eles no flagra.

Expliquei que tinha uma palestras sobre as profissões, dei-lhe um beijo no rosto e segui para o meu quarto, primeira coisa que eu fiz foi ligar o computador, troquei de roupa enquanto ele carregava, logo apos passei o video,assim que o envio foi concluido, apenas encostei a porta pois não achei na hora a chave, coloquei o mesmo para rodar, a imagem ficou realmente boa, com exceção de um pequeno reflexo do vidro que ficou, porem dava para ver nitidamente quem era no video.

Em meio ao video minha mãe abre a porta, eu tomo um pulo e fecho rapidamente, ela me pergunta se eu estou com fome, digo que sim e ela sai.

Passei o dia sem falar direito com ela, no final do dia ela se sentou ao meu lado na minha cama e me perguntou se havia acontecido alguma coisa.

- mãe, oque você estava fazendo quando eu estava no colegio? – olhei serio para ela esperando a resposta.

- nada, quando você voltou eu tinha acabado de acordar. – falou já com tensão no seu rosto, já havia pegado a mensagem.

- Mãe! eu cheguei e você estava tendo um caso com o Tio Rogerio! – já estava irritado,queria ligar para o pai e Acabar com o Casamento dela,mostrei o vídeo no computador e ela ficou sem palavras, seu olhar ficou vazio, ela ficou vermelha, achei que estava passando mau, começou a chorar.

- Meu deus, por favor não conte nada ao seu pai, por favor, foi um erro meu, ele vem me sedusindo a um tempo, acabei me deixando levar, por favor. – Falou em meio aos soluços

- Mãe, você humilhava o Pai,Falava que o Penis dele era pequeno, que ele não te satisfazia sexualmente.

- FilhoÂ…

-Não me chame de filho – Cortei-a enfurecido,não olhava ela mais como minha mãe, ela era apenas mais uma vagabunda, olhei para suas coxas, foi primeira vez que eu sequei a minha mãe.

- Meu deus, Eu errei, Foi sá uma Vez Marcos, uma única vez, sá foi esta vez, eu juro que não vou cometer o mesmo erro, eu juro, por favor, não me olhe assim, não despreze a sua mãe, não destrua uma familia tão feliz, Promete que não vai contar nada para o seu Pai?

-Você realmente ama ele? O meu pai?

- Amo,amo muito, ele é meu marido, perdi minha virgindade com ele,o único homem que eu realmente quero, foi somente hoje que eu transei com outra pessoa em minha vida, não sei oque aconteceu.

Eu tinha apenas 19 anos, nunca havia transado, meus hormônios estavam em explosão, olhei para os seios da soltos dentro da camisola, olhei para suas coxas grossas,deliciosas,olhei para a lateral da sua bunda, ela era uma deusa(e ainda é), meu pau começou a ficar duro,neste momento havia desistido de entregar ela, não me importava nem mesmo com o incesto.

- oque me impede de te integrar para o Pai? – percebi que ela percebeu que meus olhos passaram por todo o seu corpo, seu choro aumentou.

- Eu estou te pedindo, não estrague a nossa familÂ…

-Você se importa que eu te ame? – cortei ela, fazendo ainda cara de raiva, porem a raiva já havia sido preenchida por tesão.

- sim é claro que eu me importo, eu sou sua mãe. – falou ainda chorandoÂ…

Coloquei minha mão em sua coxa, e deslizei para sua virilha,percebi que ela não estava de calsinha,isso deixou meu pau totalmente duro, ela percebeu o relevo em meu colo, e tirou a minha mão com um tapa.

- mesmo que não seja um amor de filho? – olhando fixamente para seus olhos, abri um pequeno sorriso safado.

- Não, Não por favor,eu sou sua mãe, é pecadoÂ…

- Pecado? Pecado, você já cometeu traindo o seu marido.

- Por favor, não.

Mandei ela deitar de bruços na minha cama,hesitou mas quando eu disse em acabar com a nossa familia ela, chorando, deitou, algo havia tomado conta de mim, eu estava louco para comer a minha mãe, passei a mão pela sua buceta, tinha pequenos pelos pubianos,ela já tinha depilado a algum tempo a traz e também não estava molhada, mesmo sem experiência eu sabia que quando uma mulher ficava excitada ela ficava molhada, abri sua bunda e vi seu lindo cuzinho.

-por favor, Marcos, Se for fazer faça rápido e por favor, o meu cu é virgem, não tente fazer um anal comigo. - minha mãe falou em meio aos soluços, o detalhe do seu cu ser virgem me deu ainda mais vontade de comer ela, comecei a massagear seu corpo perfeito,primeiro a bunda, depois as coxas, a buceta, a barriga,os seios, passei beijando o seu corpo inteiro,desde a nuca até a sua buceta, estava louco para comer aquela buceta, mais se eu não deixasse ela molhada pensava que seria estupro e eu não queria estrupar a minha prápria mãe.

Passados alguns minutos apalpando o corpo, meu pau já pulsava de tão duro, percebi que seu corpo estava arrepiado e ela não chorava mais, olhei para sua buceta, e bingo! Fiz ela se excitar.

Comecei lambendo com força a sua buceta, enfiava a lingua, voltava, fazia movimentos leves, rápidos, quando eu percebi ela já se mexia a cada movimento com a minha língua, mandei ela tirar a sua camisola, ela tirou sem hesitar,mamei rapidamente em cada um dos seus seios fartos, tirei minha roupa, coloquei a cabeça do meu pau nos labios da buceta da minha mãe.

- nossa, que pau grande que o meu filho tem. – falou ela com uma cara de safada.

Não falei mais nada, enfiei devagar meu pau dentro dela, e nos envolvemos em um papai e mamãe,a sensação foi átima, fui indo e voltando devagar, ela gemia gostoso, o gemido dela me deixava com mais tesão ainda.

- aah...vai filhinho, fode sua mamãe vai.

Fiz oque ela pediu, acelerei o passo, quando estava mais ou menos na décima segunda Enfiada, abracei ela com força e gozei feito louco dentro da buceta da minha mãe.

Olhei para seus olhos, ele tinha um meio-sorriso,dei-lhe um beijo, nossas línguas se entrelaçaram,virei, e ela com um sorriso.

-gostou filho? Gostou de fazer da sua mãe seu objeto sexual?

Ela não falava como se estivesse braba comigo, ela tinha um sorriso no rosto.

- adorei,vamos fazer muitas outras vezes.

- eu também gostei, mais isto é errado meu anjo, nenhuma mãe deveria ter relações sexuais com seu filho.

- eu não perguntei a sua opinião, agora você é a minha putinha e eu serei seu amante.

Ela me olhou com um olhar frustrado, passei a mão por todo o seu corpo novamente, fiquei massageando a sua buceta, coloquei os dois dedos do meio, e fiquei a masturba-la, era gostoso sentir o músculo vaginal dela se contraindo e relaxando em meus dedos, em alguns minutos meu pau estava completamente duro,mandei ela ficar de quatro,ela me obedeceu, abri sua bunda.

- agora tu vai tomar no cu, sua vagabunda,teu filho vai arrombar o teu cu, tirasse a virgindade de mim, agora eu vou tirar uma sua.

- você era virgem?meu deus eu tirei a virgindade do meu práprio filho – falou muito espantada.

Enfiei tres dedos na buceta dela, e depois os mesmo tres dedos foram para o seu cu, um de cada vez é claro.

Fui alargando, ouvia gemidos bem baixos, ela não queria dar o cu para mim, mais eu não estava nem ai.

Coloquei meu pau na buceta dela novamente,dei duas estocadas, tirei e coloquei de leve no cuzinho da minha mãe,fui empurrando devagar,era inexperiente,nem tinha lubrificado direito,quando a cabeça entrou,ela soltou um grito de dor, eu fui bombeando devagar porem aumentando a velocidade,até que já estávamos fazendo sexo selvagem,quando percebi a não é que a Vagabunda tinha gostado? desta vez eu não gozei tão rápido, ficamos alguns minutos ali,gozei e a minha porra saiu como se eu não tivesse gozado antes, quando percebi, ela tinha gozado também quando o meu pau estava no cu dela.meu pau saiu todo esfolado dessa transa.



Depois dessa passamos a transar toda vez que meu pai não estivesse em casa, fiz ela jurar que de sexo, era sá eu e o meu pai, e o cu dela era sá meu.nunca mais peguei ela com ninguém, alguns meses depois ela começou a me fazer transar com amigas delas,ela vive falando que adora a minha pica, mas que é errado, e fica me dando mulher para comer para que ver se eu paro de comer ela, mas também nem se quer hesita quando eu vou para comer ela.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


pastor eu desejei em tranzanao tira papai deixa que eu vo gozarconto erotico travesti namorando vizinhoConto erotico iniciando modelo cabacocontos eroticos esfrega esfregawww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmaContos eroticos louca quando dois machos chupam gostoso as minhas tetasa minha prima rabuda me deu seu cu conto eróticosmeu padrinho mim comeu quado eu era menia aindaContos eroticos d gostosa q forao emcochada e derao o cumulher e homem dançando bem agarradinho e funk sensualcasa dos contos eroticos tia e primaConto erotico gostosao fas cuceta gay calcinhaconto erótico papai obedecerfilme de sexo nacionais deixando gozar dentro da buceta dela Mambucabaminha mae é a mulher do meus amigos contoscom amigo na praiaconto eroticoA Tia super gostosa com uma bunda maravilhosaamanda boquete contoscontos/flagrei minha prima dando para dois negoestia e sobrinho transando quandi ela esta malhandochupando rola ate goza e dando a bucetacontos eroticosContos eroticos primeira vez no puteirovoyeur de esposa conto eroticoContos porno fui sodomizada por castigoRebola no pau do papai contodei para o comedor do bairro filhos contocontos eroticos pscina i.sConto suruba casada com mecanicosverdinho tirando a virgindade da sobrinha novinha gostosacontos eroticos fui fodida feito vadia puta e chingada de vadia pel meu primo e tionunca falei eu falei contos eróticoscontos cadelas no ciocontos eróticos meu marido foi para o estádio ver o jogoContos eroticos minha tia anda so de calcinhaContos erotico travest vagabundaTraicao minha namorada safada vendo pinto dele contosgozei gostoso e tive que ir pra casa com a buceta cheia de porra. contos eróticoscontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijocontos eroticos com a vovócontos eróticos ajudei quem enganoupagou pra cunhada,sobrinha,enteada,pra chupar caseirodei a buceta no trabalho. contos.xhporno com duasHistória porno cumi a cachoraconto eróticos dominada e inocentecontos eróticos dois garotos em dupla com novinha Contos eroticos gay dando pro maconheiro safadoconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elesporn corno contos eroticos amarrada e usadacontos de pegando um cuzinho laceadoConto de sexo me venderamconto o jovem roludo comeuu a.buceta de esposatia peruca gosta de chupar pau e a buceta sai muita gozafui toma uma no bar da coroa safadinha e acabei comendo seu rabinhocontos eroticos fui putinhaporno traviti daboda grandeContos erótico a primeira vez conheci um pênismeu pai me arregasou todaPULAVAAI XVIDEOminha filhinha 11aninhos com calcinha atolada contoscontos eroticossobrinha brincando com bonecacontos de incesto filho fode a maever enfermeiras mostrando a calcinha no hospital de MinasConto esposa de tampa sexocontos eroti os com negoes destruidor de cuConto erótico calcinha fedidacontos irma mais velhacontos erótico comi minha irmã casada gostosacontos eróticos de genrodeixei meu sobrinho me ver nua contoscontos sexo paraíso em famíliaconto viadinho dadeirocontos de casa de swingcontos eróticos de bebados e drogados gaysvideos mulheres negras coroas de absorvente internocontos dando minha bucetinhaContos de insestos com irmacorninho esposa picudo frouxo contocontos minha noiva espiandocontos masturbandcontos eroticos comi a enfermeira no hospitalcontos pivete negro faz casada urra na vara