Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEGANDO NA MANGUEIRA DO BOMBEIRO

Olá! Faz tempo que eu não escrevo por aqui não é mesmo? Fato é que a minha vida está uma correria e escrever aqui ficou impossível!

Bom, mas como na vida de qualquer ser humano, sexo faz parte.

Hoje eu vou escrever algo q aconteceu nessa segunda feira.

Segunda feira, eu cheguei na facul, e passei na frente de um lab que estava interditado e não entendi o porque disso. Entrando na sala, escutei o pessoal comentando de um incêndio e resolvi perguntar o porquê do lab interditado e logo fiquei sabendo que no domingo houve um incêndio no lab e danificou metade dos computadores.

Depois de um tempo debatendo sobre o assunto, entrou o professor acompanhado de um bombeiro.

Professor: Bom dia turma. Como vocês já devem estar sabendo, houve um incêndio no lab 3 e a faculdade resolveu conscientizar os alunos sobre a importância de um bom preparo caso haja um outro incêndio . Por isso, apresento a vocês o bombeiro Rodrigo.

Rodrigo: Bom dia turma! Meu nome é Rodrigo e estou aqui pra falar sobre o incêndio...

Desculpem, mas eu prestei atenção sá até ai porque o cara era de tirar o fôlego! Olhei pro lado e não tinha nenhuma menina prestando atenção no que ele falava sá no corpo dele. Meu Deus! Que homem!!!

Moreno de sol, 1,80 mais ou menos, fortão (não malhado), olhos amendoados e uma voz de locutor... Preciso falar o resto?

Foram os 19 minutos mais longos sem duvida nenhuma.

Depois da explicação ele se retirou da sala e a minha alegria acabou, pelo menos é o que eu achava.

Andando pelo corredor no intervalo, passei pelo lab e o vi com mais uns 3 caras dentro do lab observando o estrago. Fiquei olhando pra ele quando ele se vira, tentei disfarçar, mas ele percebeu que eu estava olhando pra ele. Passei correndo e entrei na sala.

Na hora da saída eu fiquei parado perto da saída do meu prédio observando o movimento e com muita sorte ver se eu via o bombeirão, quando eu escuto.

Rodrigo: Esperando alguém?

Tomei um susto da porra.

Thiago: Hã? Ah, é, não...

R: Uhm entendo. Como você chama?

T: Thiago.

R: Bonito nome. Combina com você.

T: Hahaha valeu!

R: Namora?

T: Não e você?

R: Divorciado...

T: Filhos?

R: Não, e você?

T: Também não?

R: Quantos anos você tem?

T: 21 e você?

R: 35

T: Sério? Você parece ser bem mais novo. (Mentira, mas quem não gosta de escutar isso? Hehehe)

R: Hahaha Obrigado. É a correria da corporação que me mantém assim.

T: Orra, vou virar bombeiro agora! Hahaha

R: Sério? Tem que saber segurar bem firme na mangueira.

Ah cara fala sério, essa foi a deixa. E eu não deixei é claro... hahaha.

T: Isso eu sei fazer bem.

R: Então depois eu quero ver se você segura bem.

T: Sá falar quando e onde.

R: Beleza então. Que tal hoje a noite? As 21h? Na minha casa?

T: Fechado!

Caralho! Eu não tava acreditando no que estava acontecendo! Aquele bombeiro mega gato estava me chamando pra sair. Morri! Hahahaha

Oito horas da noite, eu ligo pra ele e pergunto?

T: To pronto? Posso ir ai?

R: Calma piá! Vou passar ai na tua casa. Tenho uma surpresa.

Fiquei com um pouco receio porque eu não o conhecia e ainda teria uma “surpresa”, mas resolvi ir mesmo assim.

Uns 20 minutos depois, ele chegou em casa, entrei no carro e me disse:

R: Preparado?

T: Claro!

R: Beleza então.

Dentro do carro, conversamos de variedades, esportes, política, filmes e então ele fala:

R: Surpresa!

Quando eu olho pra frente, o Corpo de Bombeiro onde ele trabalha na minha frente.

T: Essa é a surpresa?

R: É. Você não gostou?

T: Não, não. Não é isso. Hahaha Não esperava por isso...

R: Hahaha tava esperando um jantar? Engano seu.

Entramos na corporação e ele me mostrou todo o lugar e me falou sobre a rotina, me fez vestir o macacão deles e tive que realmente pegar na mangueira de água.

Foi uma decepção, juro. Achei que iria rolar algo, mas vi que não tinha nenhuma malicia no que ele havia me dito anteriormente.

R: Já faz uma hora que a gente está aqui, são quase 19 da noite e a gente não comeu. Que tal uma pizza?

T: Por mim está átimo.

Eu estava morto de fome e para nossa sorte, a pizza chegou rápido.

R: A pizza tava boa né?

T: Muito! Hahaha

R: Que tal um banho agora.

T: Oi?

R: É um banho pra tirar esse suor e essa sujeira ai...

T: Ah não sei não. Não trouxe roupa nem nada.

R: Tenho roupa aqui, qualquer coisa eu te empresto.

T: Ta bom vai...

Sério, não estava nem um pouco afim. Estava frio e eu tinha perdido total o tesão depois de tudo. O que eu queria era a minha cama.

Ele me levou até o andar de cima, mostrou o escritário, uma sala (Sala, sala mesmo. Com TV e tudo), um quarto que eles usavam pra dormir e um banheiro bem grande com dois boxes.

R: Usa esse que eu vou usar o outro. Pode ficar a vontade que já pego as suas roupas.

T: Ok

Liguei o chuveiro, tirei a roupa e entrei de baixo do chuveiro e comecei a me lavar. Percebi que ele entrou no banheiro, mas nem dei bola.

R: Ta boa a água?

T: Ta sim.

Estava me enxaguando quando eu abro os olhos e ele parado na minha frente.

R: Deixa eu ver se a água ta boa mesmo.

Ele entrou de baixo do chuveiro comigo e me encostou na parede.

R: Agora que eu te ensinei a pegar na mangueira, pega na minha...

Quando eu olhei pra baixo, o pau dele tava duro que nem pedra. Devia ter uns 17cm mas era linda!

Peguei firme no pau dele e fiquei olhando direto nos olhos dele e ai ele começou a me beijar. O cara beijava muito!

Ele me beijava, mordia a minha orelha, apertava a minha bunda e falava que ia ser a putinha dele naquela noite.

Me enchi de tesão e cai de boca naquele pau. Ele colocou as mãos na minha cabeça e forçava para eu chupar o máximo. Engasgava várias vezes, mas ele não tinha dá. Me batia e me xingava.

R: Vamos para o quarto!

Desligamos os chuveiros, nos “secamos” e corremos pro quarto. Entramos de baixo das cobertas e ficamos nos amassos.

R: Vou fazer você gemer no meu pau seu filho de uma puta! Vou fazer você pedir mais e mais!

Deitei ele de barriga pra cima e fiquei por cima dele.

R: Você que vai gemer de tesão e você que vai pedir mais e mais!

Pegamos o lubrificante e a camisinha, e comecei a sentar naquele pauzão. Oh delicia. Dei umas reboladinhas e aquele pau foi se entrando, entrando e então senti tudo dentro. Ele segurava a minha bunda e eu me apoiava no peitoral dele.

Comecei com movimentos leves e ai paseei a sentar que nem puta. Os dois gemiam ele me xingava e eu retribuía. A noite foi uma delicia! Ele me comeu de ladinho, papai-mamãe, de quatro...Foi uma loucura!

Naquela noite, dormimos abraçados e encolhidos.

T: Foi muito bom! Na práxima serei eu que comerei esse rabão!

R: Hahaha Talvez eu deixe...

T: Você vai deixar!

R: Iii ta pensando o que? Hahahaha

T: Vem cá, porque você se separou? A esposa não dava conta do recado?

R: Exato!

T: Sério?

R: Sério, ela não dava conta e ai eu parti pra casa do lado.

T: Safado! Pegava a vizinha então?

R: Pegava o filho da vizinha... Adoro um boy que nem você!

T: Hahahaha

Depois daquela dia, terça, quarta e hoje deram sequência de uma noite espetacular! Fizemos troca-troca e depois eu descobri que eu fui o primeiro cara a comer aquele rabão gostoso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de velhos mamando seios bicudosconto primeiro boquetecolocando no cu dela bem devagar dormindobrincando de cavalinho com papai contos incesto pai e filhacontos eroticos ela foi banha e lavou meu pintinhomoleques me foderam conto gayo subrinho do meu marido falo q queria comer uma buceta peludinhanoite fria com titia contos eróticoscontos eroticos chifreConto meu tio me fez mulher com seu pau enorme.contos eroticos baba pretinhacontos mandei um roludo foder minha maeconto o cachorro que fudia a vizinhadoce nanda contos eroticosMelhor amiga da minha mulher na minha rolacontos eróticos minha calcinha rasgada"contos eroticos" duas cunhadaslena beijando sua amga gostosoconto porno madame s putasmuie pega a manguera do amigo do cornaohttps://idlestates.ru/conto_3484_desvirginando-minha-querida-irmazinha.htmltitio viu minha bucetinha e achou linda contosbuceta de crente meu nome domitiliacontos cavalonas crentescomtos de incesto com subrinha bebada depos da balada no carromulher pede ao vizinho pra ser errabadacontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãodesvirginando a garotinha contoscontos eróticos com comadrecontos eroticos de incesto com filhinho viadinho com a mamãeEnsinando a maninha a foder contos eroticosvoyeur de esposa conto eroticoconto erótico vizinha no baile funkEngolindo a piroca do irmozinho contoseroticoswww.gays dando o cu par cachorroconto.combaraguay da buceta grande e carnudahomem comeno a espoza de pois asograirmao com ciumes contos eroticosmulher gemeno danca de calcinha gemendoconto erotico crente assanhadaconto gay titio gayContoseroticos meninas novinhas estupradas pelo amigo do paiminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delaContos porno com o papaiminha xana piscavacontos eroticos pivetescasei a força contosporno gay contos erticos viajando com o meu padrasto caminhoneirominha filha e uma cadela conto eroticoconto erotico tia putao sobrinho contosRelatos eroticos reais ; flagrei minha mae dando o cu para um pedreiro coroa .esposa bebada e seria sendo chatageada no churrasco contocontos eroticos cheiro de calcinhacunhada sem calçinha contoscontos recentes incestos encoxados segredos flagradosTravesti mijando na cara do freguescontos gozando nas calcinhas dekarolmendigojumentocontos eróticos enormes nadegasjogadora de vôlei nua do Brasil pela tomando banhohoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhosconto erótico na praia com a família da esposaconto mamando na tiaContos eróticos de mamãe ensinada a filha ser putamilhares de contos eroticos pai maeContos minha nora enfiou o vibrador no meu cuconto enfiado tudo no rabinhocomendo a carlinha casa dos contosPeguei minha tia veridicocontos eroticos comeu meu cu no onibus e da cobradora