Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA DOCE TITIA

Minha Doce Titia









O dia estava quente, verão dia em que eu estava livre dos deveres de casa e da minha mãe que na minha idade tem que estar aos olhos dela, pois éramos pobre e ela tinha muito medo de que eu pudesse ficar perdido, mas sabia de todas as ruas que eram do meu bairro, ela sempre me falava “ cuidado com o que você anda fazendo ! Não quero vice perdido menino.” Nunca fiz por merecer ficar perdido mas como todo garoto de 19

anos eu estava louco para conhecer a vida, com pressa de ser mais do que 19 anos.

Eu já estava olhando as mulheres com outros olhos, olhos que estava ávidos por conhecer o corpo, boca, lábios, seios e bunda a parte mais suculenta em que meus olhos acompanhavam as mulheres que passavam por mim, na escola, na rua e nas festa de família quando minhas tias estavam em minha casa. Tia Raimunda era uma mulher de estatura voluptuosa pernas roliças e grandes, peitos grandes que decotes afirmava como eram grandes e o que mais eu ficava cobiçando com os olhos e minha mão no meus momentos libidinosos no banheiro ela tinha uma bunda enorme, redonda que mesmo com roupas de tecidos mais grossos eu percebia as nadégas e o volume que tinham os cabelos negros e sempre bem humorada bem diferente do irmã, o meu pai que negativamente balançava a cabeça a cada graça de tia Raimunda mas éramos uma família reunida e comum igual a todas as outras. Até que um dia minha titia começou a me olhos com outros olhos e mão bobas provocando meus instintos e meus hormônios, Cada vez que recebíamos uma visita dela em casa que começou a ficar mais frequente pois ela morava a poucas quadra de nás e a mesma frequência ela ficava interessada em mim, perguntando pelas minhas namoradas quando estávamos reunidos eu, papai e mamãe e eles riam.... riam... e eu sentia os olhos dela me observando mas como todo garoto não acreditaria que uma mulher tão viva e fogosa seria de um menino.

Estava a cada dia mais interessado em sexo em estar mais informado com revistas e conversas com os caras mais velhos do bairro onde eles tinham sempre uma historia sobre mulheres, as experiências e eu ficava a cada conto cada palavra, gíria em absorver as informações, eu queria ter uma mulher, estar com ela, sentir como é fazer sexo. E assim o tempo passou minha vida continuava a mesma até que no feriado do carnaval e preparativos para uma festinha em família e mais uma vez o assedio e a minha vergonha com os abusos de tia Raimunda, mamãe que sempre preparava todas as comidas estava a todo momento precisando de ferramentas na cozinha e como seu ajudante eu era conferido de comprar, correr e pegar emprestado com as vizinhas, mas desta vez fui mandando a casa da tia.

Obediente como era de espera que eu fosse recebi a missão de buscar alguns utensílios de cozinha na casa de titia, que alguns minutos de minha casa era a distância e nesses minutos eu ia imaginando que estaria sozinho com ela, já estive sozinho antes mas desta vez eu, minha cabeça e meus pensamentos meio que libidinosos na idade de qualquer adolescente louco de desejo se estar com uma mulher. E que mulher era! Era minha tia quadris largos que eram salientes que se destacavam em qualquer lugar, as coxas eram muito grossas até a altura da cintura delineada pelas fartas e redondas nádegas brancas, imaginava que deviam ser bem clarinhas imaginava tanto que ficava meio tonto com tanto volume que aquela mulher tinha. Voltando dos meus pensamentos e me recompondo gritei por ela do portão:



- Tia Raimunda!!! Abre aqui.

_ Esta aberto, entra menino estou aqui na cozinha.



Entrei e fui passando pela sala e indo em direção a cozinha a ouvindoela cantar uma musica que tocava no radio, e ela me chama.



_ Como esta indo as coisas lá? Emilia (minha mãe) já começo a assar os bolos?



Balancei a cabeça e fui me sentando-se à mesa cheia de coisas de cozinha por cima e como desarrumada a cozinha ela me mandou ir pra sala ver TV que logo ia levar as coisas que eu vira buscar.

Sentei na sala num sofá e varias almofadas, coisa que mamãe e ela tinham em comum ou isso é coisa de mulher velha enfeitar a sala com um monte de paninhos e almofadas e eu sentia como se fosse à sala de minha casa a diferença que aqui tinha um videocassete um sonho de consumo familiar na época, assistir filmes antes de sair na TV. Toda vez que eu ia na casa de tia tinha um filme que ela alugava e hoje tinha um em cima da televisão.



- Tia posso ver um filme no vídeo?

- Menino não vai dar tempo de você assistir todo ele! Deixa pra depois!

- Eu sá vou ver os trailers do começo, posso?

- Você é chato, assiste e me deixa terminar aqui pra gente ir.



Coloquei o filme no vídeo e me senti o dono da casa, controle remoto enorme cheio de botão e todo esparramado no sofá, esperando começar os trailers.

Então eu ouço de lá da cozinha ela perguntado:



- Que fita colocou?

Eu respondi:

- A fita que esta em cima da televisão.

Ela disse:

- Epa essa fita não é pra você assistir!!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erotico dois policial dotadu fudel minha esposaconto eurotico namorada chupeteirarelatos eroticos nunca pensei que eu depois de casadoconto sem calcinha a troco de docequero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia cama na buceta e gozando quero ver Márcia acabando a buceta e gozandoerotico menininhacontos gay assediado por causa do corpinho2paus nu mesmu buracuconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadovideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhacotos heroticos gay neguinho me comeucontoseroticosiniciandoconto eroticos comendo a irma de perna quebradacontos eroticos incesto pai e filha fistingflagrei minha enteada de babydolleu quero a mulher da b******* grande de fio dental na regata do c* da bundonamadame tarada das coxudascontos eroticos comi o cu da minha medicametendo na barba de shortinho atoladorapazes peladoes se exercitando na academiacontos erotico de filho travesti bundudocontos eroticos que corpasso ,bunda coxas grossaspais se esfregando na filha shortinho corContos eroticos dei pros mendingosporno éla dis méche que eu vou gozarcontos eróticos de dupla penetração b*****empregada fodendo jardineiro pornodoudoocontos sexo tia dominando sobrinhocontos eroticos fomos enganados e fodidoscontos eroticos sogra mijonacontos eroticos de regata sem sutiaeu arreganga minha buceta pra eleconto erotico sofreu no anal com outropornodoidonaocontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiaCONTOS EROTICOS MARIDO BEBADO FOI ENRABADOmulher querendo contos eroticospauPatrick carregada com a b***** arreganhadacontoseroticos madrastpornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidouconto erotico gay pagado dividacache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos eroticos porteirocontos de sogro subjugando a nora e filhominha mulier sentou no pinto grosoconto eroticocontos de uma morena malhada do rabao casadacontos mulher madura safada na farmáciapastor gozando contos gaypastor eu desejei em tranzacontos eróticos com velhainiciei ainda novinha no lesbianismo - contos reaishomens delirando de tesão com um pau enterrado no rabocasada que engravidou do sogro conto eróticoContos minha doce sobrinha melcoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçaconto porno com vizinhof****** a minha cunhada gostosa enrolada na toalhagarotada vem bucetinha pela primeira vezcontos eroticos sogra mijonabucetas ticos greloscontos eróticos de bebados e drogados gaysfodas de esposas q gostam de ser curradascontosdesexopicantesconto erotico comendo minha funcionaria no cpd mais ela e noivasoofilia.quando meu marido viagouconto erotico;eu e a professora de artescontos fofinha menina de dez anoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosmeu marido viu os amigos dele me comerem contosBucetas virgemdas das adolecentes doidov¨ªdeo porno lambendo o saco do cara?conto eróticos professor de biologiaContos eroticos motorista de onibuscontos meus tios me bulinaramconto erotico de lesbica xupa a força o cu da garota boasuda heterosexualcontos porno sogroNovinhas de cintura de pilao com seios fartos em praia de nudismoencaixei o cacete do amigo de meu marido q tava ao lado e nem percebeu contoscontos erroticos meu sogro bem dotado arronbo meumamae fudeu muito com amigo.relatos eroticosconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadocontos eróticos de irmãosconto porno meus filhos mi secava levei eles na praiavídeo de pornô do metendo vendo a sua beleza ela me chameConto erotico mulher conformada vidaenfiaram uma bucha no cu do estupradorconto erotico peguei meu pai fudendo a mamaefui consola a cunhada contossurra vaginal amordaçada contoporno contos minha noiva e meu pairesguardando a namorada contohistorias heroticad comi airmanzinha da minha namorada